Você está na página 1de 12

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE


CURSO DE ENFERMAGEM
DISCIPLINA DE ENFERMAGEM ENFERMAGEM GERIÁTRIA E GERONTOLÓGICA

SEGURANÇA NA
ADMINISTRAÇÃO DE
MEDICAMENTOS
AO IDOSO

Arcanjo de Sousa Silva Júnior


Dayane Pereira da Silva
Lais Kelly Maciel Rabelo
Lara Lídia Ventura Damasceno
Maria Alice Alves Farias
Caso clínico
LAPS, masculino, 62 anos, vítima de acidente de moto
(alcoolizado). Politraumatismo com trauma raquimedular + trauma
torácico. Paraplégico (fratura de processo espinhoso de (D4, D5 e
D6 com nível sensitivo de T4). Aguarda artrodese de coluna
torácica. Traqueostomizado, acesso venoso central por jugular.
Alerta, depressivo. Dieta por sonda enteral. Diurese por cateter de
demora.
Caso clínico
LAPS, masculino, 62 anos, vítima de acidente de moto
(alcoolizado). Politraumatismo com trauma raquimedular + trauma
torácico. Paraplégico (fratura de processo espinhoso de (D4, D5 e
D6 com nível sensitivo de T4). Aguarda artrodese de coluna
torácica. Traqueostomizado, acesso venoso central por jugular.
Alerta, depressivo. Dieta por sonda enteral. Diurese por cateter de
demora.

* Artrodese: (procedimento realizado para aliviar dor intratável em uma articulação


que não pode ser manejada com medicamentos ou outros tratamentos normalmente
indicados).
prescrição
EV
Amicacina 250 ml (500mg) + SF 0,9% 24/24h
Polimixina B 500.000 UI + SG 5% 12/12h
Bromoprida 5mg/ml (10 mg) + SF 0,9% 8/8h
Dipirona 500 mg/ml + SF 0,9% 6/6h ENTERAL
Furosemida 10 mg/ml (20 mg) 12/12h Diazepam 5 mg/cp 8/8h
Hidrocortisona 100 mg + SG 5% 24/24h Fluoxetina 20 mg 24/24h
Glicose 50% *Se Dx > 80 mg/dl.
TÓPICO
Clotrimazol 10 mg 8/8h
Dexpantenol 50 mg 12/12h
INTERAÇÕES
AMICACINA
MEDICAMENTOSAS E
• EA: ototoxicidade, nefrotoxicidade, bloqueio neuromuscular, dispneia, eosinofilia, hipersensibilidade.
• Interações: drogas anestésicas, diuréticos e outros antibióticos, possibilidade de bloqueio neuromuscular e
EFEITOS ADVERSOS
paralisia respiratória.
POLIMIXINA B
• EA: reações neurotóxicas, rubor facial, vertigem, sonolência, paralisia, apneia, reações nefrotóxicas, tais
como albuminúria e azotemia.
• Interações: drogas neurotóxicas e/ou nefrotóxicas, depressores respiratórios.
BROMOPRIDA*
• EA: sonolência, cefaléia, astenia, calafrios e espasmos musculares, reações extrapiramidais - inquietude,
movimentos involuntários e fala enrolada.
• Interações: Sedativos e hipnóticos.
DIAZEPAM
• EA: hipotensão, redução da frequência respiratória, influência nas funções intestinais e urinárias, labilidade
emocional e sonolência.
• Interações: antifúngicos ou antibióticos; outros tranquilizantes ou sedativos; anticonvulsivantes;
medicamentos para o trato gastrointestinal, sistema cardiovascular, dentre outros.
* Não é necessário pausar a nutrição enteral.
DIPIRONA
• EA: erupções cutâneas, irritação da conjuntiva e mucosa, irritação do trato respiratório e reações anafiláticas
• Interações: ciclosporinas, metrotexato, ácido acetilsalicílico e brupropiona.
FLUOXETINA
• EA: diarreia, sonolência, fraqueza, cefaléia, hiperidrose, insônia, náusea e nervosismo.
• Interações: analgésicos, como a dipirona, e benzodiazepínicos, aumentando os níveis de fluoxetina e com
diuréticos, tais como a furosemida, aumentando a chance de hiponatremia.
FUROSEMIDA
• EA: hipotensão, eritema, alcalose, hiponatremia/magnésia, diarreia, anemia, zumbido, dor abdominal.
• Interações: micacina, aumentando a ototoxicidade, AINES diminuindo o efeito diurético e com a
Hidrocortisona causando hipocalemia severa.
* Não é necessário pausar a dieta.
HIDROCORTISONA
• EA: hiperglicemia, fragilidade capilar, imunossupressão, edema e hipocalemia.
• Interações: AINES, ciclosporina, anticoagulantes orais, diuréticos, antidiabéticos e digitálicos.
GLICOSE*
• EA: reação local, como tromboflebite, extravasamento, dor e reação febril.
• Interações: não deve ser administrada com outros medicamentos.
06h Diazepam - Enteral

APRAZAMENTO
Dipirona - EV
Furosemida - EV
Clotrimazol e Dexpantenol - Tópicos
08h Amicacina
EV ENTERAL Glicemia capilar*
Amicacina 24/24h - 08h Diazepam 8/8h
10h -Polimixina
6/14/22h B - EV
Polimixina 12/12h - 10/22h Fluoxetina 24/24h - 20h - EV
Furosemida
Bromoprida 8/8h - 8/16/24h TÓPICO 12h Dipirona - EV
Dipirona 6/6h - 6/12/18/00h Clotrimazol14h
8/8hDiazepam
- 6/14/22h
- Enteral
Clotrimazol – Tópico
Furosemida 12/12h - 6/18h Dexpantenol 12/12h - 6/18h
Hidrocortisona - EV
Hidrocortisona 24/24h - 14h 18h Dipirona - EV
Furosemida - EV
Dexpantenol - Tópico
20h Fluoxetina - Enteral
Glicemia capilar*
22h Diazepam - Enteral
Polimixina - EV
Clotrimazol - Tópico
00h Dipirona - EV
CÁLCULO DA
MEDICAÇÃO
Amicacina 250 ml (500mg) – 1 ampola + 100 ml SF 0,9% 24/24h
• 4,3 microgotas/min
Polimixina B 500.000 UI – 2 ampolas + 250 SG 5% 12/12h
• 22,5 microgotas/min
Bromoprida 5mg/ml (10 mg) – 2 ml + 18 ml SF 0,9% 8/8h
• 2,5 microgotas/min
Dipirona 500 mg/ml + SF 0,9% 6/6h
• 3,3 microgotas/min
Furosemida 10 mg/ml (20 mg) 12/12h

Hidrocortisona 100 mg + SG 5% 24/24h


• 2,5 microgotas/min
Cuidados com a tqt E
SNE
Diagnósticos, resultados &
intervenções de enfermagem
evolução
Bibliografia consultada
BULECHEK, G. M.; BUTCHER, H. K.; DOCHTERMAN, J. M. NIC: Classificação das intervenções de enfermagem. 5 ed.
São Paulo: Elsevier, 2008.
FERREIRA, R. C. S. et al. Bulário detalhado. São Paulo: Editora Riddel, 2018.
MOORHEAD, S. et al. NOC: Classificação dos resultados de enfermagem. 4 ed. São Paulo: Elservier, 2008.
NANDA INTERNACIONAL. Diagnósticos de enfermagem da NANDA-I: Definições e Classificação. 11 ed. Porto
Alegre: Artmed, 2018.
OLIVEIRA, G. C. Guia de interações medicamentosas. 2017. 23f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em
Farmácia)- Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2017.