Você está na página 1de 14

2.

3 Força,
pressão e a
segurança
rodoviária
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Força de colisão

𝑁
 ⃗

Fig. 1 | Automóvel em repouso

𝑃
 ⃗

𝐹
 ⃗

Forças que atuam no automóvel: Peso Como estas forças são


simétricas a força
Reação Normal resultante é nula

2
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Força de colisão

Quando ocorre uma colisão…

𝑁
 ⃗

⃗𝐹  𝑐𝑜𝑙𝑖𝑠ã𝑜  𝐹 𝑅

⃗𝐹 𝑛𝑎𝑝𝑎𝑟𝑒𝑑𝑒

𝑃
 ⃗
𝐹
 ⃗ Fig. 2 |Automóvel durante uma colisão

Forças que atuam no automóvel: Peso

Reação Normal 𝐹
⃗ 𝑃 +⃗
  R=⃗ 𝑁 +⃗
𝐹 colis ã o

Força de colisão 𝐹
⃗ 𝐹 colis ã o
  R=⃗
3
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Força de colisão

A força de colisão faz a velocidade do automóvel passar do valor vi, que tinha no
início da colisão, para o valor vf, que é zero.

Considerando que a força de colisão é contante durante o intervalo de tempo


em que atua, a aceleração é também contante.

Como a velocidade final é zero, a força de colisão fica:

− 𝑣i
  colis ã o =𝑚 ×
𝐹
∆𝑡 Apenas indica que a força
tem sentido contrário ao
do movimento
𝑣i
  colis ã o =𝑚 ×
𝐹
∆𝑡
4
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Força de colisão
𝑣i
  𝐜𝐨𝐥𝐢𝐬 ã 𝐨 =𝑚
𝐹
Analisando a expressão... ∆𝑡
Menor velocidade Maior velocidade

⃗𝐹  colisão ⃗𝐹 naparede ⃗𝐹  colisão ⃗𝐹 naparede


Fig. 3 | No veículo com maior velocidade atua uma força de colisão mais intensa.

Menor massa Maior massa

⃗𝐹  colisão
⃗𝐹  𝑐𝑜𝑙𝑖𝑠ã𝑜 ⃗𝐹 naparede ⃗𝐹 naparede
Fig. 4 | No veículo com maior massa atua uma força de colisão mais intensa. 5
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Força de colisão
𝑣i
Analisando a expressão...   colis ã o =𝑚
𝐹
∆𝑡

Quando a velocidade inicial e a massa são iguais, quanto maior for a


duração da colisão menor é a intensidade da força de colisão.

⃗𝐹  colisão ⃗𝐹 naparede


⃗𝐹  colisão
⃗𝐹 naparede
Fig. 5 | Quanto maior for o intervalo de tempo menos intensa é a força de colisão.

6
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

As colisões e a segurança dos passageiros

A força de colisão atua apenas sobre o veículo.


Como nenhuma força oposta ao movimento atua sobre os passageiros,
de acordo com a lei da inércia eles continuam a mover-se para a frente
com a velocidade que o veículo tinha antes da colisão, pelo que são
projetados para a frente.

Fig. 6 | Efeitos da colisão num ocupante do veiculo.

Os cintos de segurança conseguem prender os passageiros ao veículo,


exercendo neles uma força para trás em caso de choque. 7
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

As colisões e a segurança dos passageiros

Os Airbags são constituídos por uma almofada


que tem por função aumentar o tempo de
embate dos passageiros com o interior do
veículo, diminuindo a intensidade da força de
embate.

Fig. 7 | Airbag

Os capacetes possuem uma proteção exterior


dura e indeformável e uma proteção interior
almofadada para aumentar o tempo de embate,
diminuindo a força de impacto sobre a cabeça dos

Fig. 8 | Capacete motociclistas. 8


2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

As colisões e a segurança dos passageiros

Durante uma colisão a cabeça, se não tiver apoio, de acordo com a lei da inércia,
tem tendência a ficar parada, sendo projetada para trás.

• com apoio de cabeça, este tipo de


colisão causa um pequeno
movimento da cabeça sem
consequências para a coluna do
passageiro;
•sem apoio de cabeça, o corpo é
deslocado para a frente e a cabeça
para trás, o que provoca danos na
coluna vertebral ao nível do pescoço.
Fig. 9 | Efeito do apoio para a
cabeça na colisão 9
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Pressão

Chama-se pressão à grandeza física que relaciona a intensidade da força


exercida numa superfície com a área dessa superfície.

𝐹
 ⃗
𝐹
 ⃗ 𝐹
 ⃗
𝐹
 ⃗

Fig. 10 | Deformações produzidas por blocos num material esponjoso

O bloco que exerce a força de O bloco que exerce a mesma força


maior intensidade na superfície na superfície de contacto com
de contacto produz uma menor área produz uma
deformação maior, porque a deformação maior, porque a
pressão é maior. pressão é maior.
10
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Pressão

No Sistema Internacional de Unidades a pressão exprime-se em Pascal,

símbolo Pa.

 𝑝= 𝐹 É uma grandeza escalar.


𝐴

A pressão é tanto maior:

quanto maior for a intensidade da força;

quanto menor for a área da superfície de contacto.

11
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Dispositivos de segurança rodoviária e a pressão

Cintos de segurança, airbags, capacetes apoios de cabeça têm uma


grande área de contacto com os passageiros, o que diminui a pressão
exercida pela força que neles atua durante uma colisão.

Fig. 11 | Dispositivos de segurança

12
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Síntese

 Durante uma colisão, a força que atua no veículo, , diminui a sua


velocidade até esta se anular.

A intensidade da força de colisão, , depende da massa do veículo, da


velocidade no momento da colisão e do intervalo de tempo da colisão.
Calcula-se pela expressão:
𝑣i
  colis ã o =𝑚 ×
𝐹
∆𝑡
O cinto de segurança, o único dispositivo que prende os passageiros aos
veículos, impede a sua projeção para a frente e para fora dos veículos em
caso de colisão.
O apoio de cabeça impede que, numa colisão de traseira, haja um grande
desvio da cabeça para trás, em relação ao corpo, o que pode danificar a coluna
vertebral.
Cintos de segurança, airbags, capacetes que têm o interior almofadado e
apoios de cabeça, devido à sua facilidade de deformação, aumentam o tempo
de atuação da força exercida sobre os passageiros durante a colisão, diminuindo
a sua intensidade.
13
2.3 Força, pressão e a segurança rodoviária

Síntese

A necessidade do uso de cinto de segurança e da existência de apoio de


cabeça é explicada pela lei da inércia.
A pressão é uma grandeza física escalar, cuja unidade SI é o pascal, Pa.
A pressão relaciona-se com a intensidade da força exercida e com a área da
superfície sobre a qual é aplicada, através da expressão:   𝐹
𝑝=
𝐴
É possível diminuir ou aumentar a pressão exercida pela mesma força:

Aumentando a área Diminui a pressão

Diminuindo a área Aumenta a pressão

Cintos de segurança, airbags, capacetes e apoios de cabeça têm uma


grande área de contacto com os passageiros, o que diminui a pressão exercida
pela força que neles atua durante uma colisão.

14

Você também pode gostar