Você está na página 1de 41

Eletrônica Básica

Aula 2
Profª Lays Omena
Diodos
O que é um diodo?
 Um diodo é um componente eletrônico que permite a
passagem da corrente elétrica somente em um sentido.
 Uma analogia simples que podemos fazer é comparar um
diodo a uma válvula que só deixa a água fluir em um
sentido, ou seja, o diodo faz a mesma coisa com a corrente
elétrica.
 Isso fica bem exemplificado na imagem a seguir.
Profª Lays Omena
Diodos
Profª Lays Omena
Diodos
O diodo é um componente com 2 terminais, onde o
próprio símbolo esquemático indica qual é a polaridade.
 Se você observar o símbolo do diodo de perto, será
possível visualizar um triângulo que forma uma pequena
seta, indicando em que sentido a corrente elétrica é
permitida.
 Nos diodos a corrente flui do anodo para o catodo, assim
como mostra a imagem a seguir:
Profª Lays Omena
Diodos
Profª Lays Omena
Diodos
Qual a funcionalidade dos diodos?
 Podemos afirmar que o diodo tem diversas aplicações e
uma delas é atuar como um retificador, convertendo
tensão alternada em contínua.
 Mas um diodo não é uma válvula de eletricidade perfeita,
ele gasta um pouco de energia para trabalhar e quando a
corrente flui através do diodo, alguma potência sempre é
dissipada em forma de calor.
 Isto é percebido através de uma queda de tensão de
aproximadamente 0.7V.
Profª Lays Omena
Diodos
Qual a funcionalidade dos diodos?
 Portanto, quanto maior for a corrente, maior será o
aquecimento no diodo.
 Então, sabemos que a queda de tensão pode variar de
acordo com a corrente, com a temperatura e com o tipo de
diodo também!
 Mas para facilitar a compreensão desta queda de tensão,
observe um exemplo e nele iremos considerar que a queda
é sempre de 0.7V.
Profª Lays Omena
Diodos
Profª Lays Omena
Diodos
Como escolher um diodo?
 Como já foi dito, o diodo dissipa um pouco de calor, ou
seja, saber a potência máxima que ele suporta é
fundamental para a escolha do diodo adequado.
 A potência no diodo é calculada multiplicando a queda de
tensão no diodo pela corrente que está passando por ele.
Profª Lays Omena
Diodos
 Para exemplificar isso, imagine que uma corrente de
500mA esteja passando por um diodo de silício.
 A queda de tensão típica neste diodo é de 0.7V, logo a
potência dissipada será de 0,5A multiplicada por 0,7V,
totalizando 0.35W ou 350 mW, assim como mostra a
imagem a seguir:
Profª Lays Omena
Diodos
Profª Lays Omena
Diodos
A potência pode fazer o diodo esquentar bem! Sendo
assim, é muito importante saber qual é a corrente máxima
que o diodo pode suportar. Esta informação está presente
no manual do diodo.
 Outra característica interessante que diferencia os diodos é
a velocidade de chaveamento. Cada diodo demora um
tempo para “fechar e abrir a válvula” que permite a
corrente fluir.
 Sendo assim, existem diodos para serem usados em baixa
frequência como os que são ligados em pontes
retificadoras na rede alternada, e também existem diodos
mais rápidos para outras aplicações, que suportam
frequências muito maiores.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
O diodo semicondutor é um dispositivo eletrônico feito de
silício ou germânio que tem como função transformar
corrente alternada em corrente contínua.
 O diodo semicondutor é um dispositivo eletrônico feito de
silício ou germânio que tem como função retificar a
corrente elétrica ou chavear um circuito.
 Ele é utilizado em aparelhos eletrônicos, como televisão,
computador, aparelhos de som, entre outros.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
O símbolo utilizado para diodos em diagramas é o
seguinte:
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Funcionamento do diodo semicondutor
 A corrente fornecida pelas empresas energéticas são
alternadas, ou seja, mudam sua polaridade entre positivo e
negativo com uma frequência de 60 Hz.
 Porém, a maioria dos aparelhos eletrônicos que utilizamos
funciona somente com corrente contínua, ou seja, uma só
polaridade.
 Dizemos que o diodo funciona como uma chave fechada
(resistência zero) para uma polaridade da tensão de
entrada e como uma chave aberta (resistência infinita)
para a polaridade oposta.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Sendo assim, a função do diodo em um circuito é deixar
passar a corrente elétrica em apenas uma polaridade.
Observe a figura:
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Após passar pelo diodo, a tensão passa a ter apenas uma
polaridade:
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Simbologia
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Funcionamento do diodo em Circuitos
 O diodo só conduz em um sentido, como se fosse uma rua
de mão única para a corrente elétrica.
 Quando ele é polarizado no sentido correto, isto é,
diretamente polarizado a corrente passa normalmente,
porém com uma pequena queda de tensão.
 Ela fica em torno de 0,6-0,8 volts. Veja um exemplo de
um diodo polarizado diretamente:
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Funcionamento do diodo em Circuitos
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
 Porém, quando tentamos polarizar ele inversamente, ele se
opõe a passagem da corrente, como se fosse um circuito
aberto.
 Dessa forma, o componente torna-se muito útil em muitos
circuitos quando queremos que a corrente flua somente
em um sentido, como por exemplo em 
circuitos retificadores.
 O problema é que, se a tensão ultrapassar o limite de
tensão reversa que o componente pode suportar, ele
entrará em colapso, e ficará em curto-circuito.
 Essa tensão reversa varia de acordo com cada componente
em sua fabricação.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
 Quando o diodo fica inversamente polarizado, toda tensão
da fonte fica sobre ele, e a corrente não passa pelo
componente.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Tensão de Queda do diodo
 Quando um diodo é polarizado diretamente, vai ocorrer
uma tensão de queda.
 Ao aplicar uma tensão abaixo da tensão de queda dele, ele
não vai conduzir.
 O componente somente passa a conduzir quando a tensão
aplicada é maior que a tensão de queda do componente.
 Ao alimentar uma lâmpada, por exemplo, e ter um diodo
no circuito, a tensão que chega na lâmpada vai ser
diferença entre a tensão da fonte e a tensão de queda do
diodo. 
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Veja no gráfico abaixo, que o diodo só passa a conduzir
quando a tensão é maior que a tensão de queda Vo do
componente:
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Diodo retificador:
 Um diodo ideal age como uma chave.
 Quando o diodo está polarizado diretamente é como se
fosse uma chave fechada, e se estiver polarizado
inversamente é como uma chave aberta, como ilustra a
seguir.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Diodo zener:
 O diodo polarizado inversamente pode atingir o ponto de
ruptura da junção (aumento brusco da corrente inversa)
quando atinge um determinado nível de tensão.
 Este nível de tensão sendo atingido no diodo retificador
danificará o mesmo.
 No entanto, existem diodos especialmente fabricados para
trabalhar nesta região, são os diodos reguladores de
tensão, normalmente chamados de diodo zener.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
O efeito consiste em elétrons livres, que vão sendo
acelerados sob ação do campo elétrico atuante na junção,
e que ao atingirem energia cinética suficiente, irão
arrancar elétrons de valência quando se chocarem com
eles.
 Esses novos elétrons livres passam a ser acelerados e o
processo vai, assim, desenvolvendo se formando uma
avalanche de elétrons que termina por ocasionar a ruptura.
 A Figura a seguir ilustra a diferença entre o diodo
retificador e o diodo de zener.
Profª Lays Omena
Diodo semicondutor
Profª Lays Omena
Diodo
O diodo é um importante componente eletrônico que,
assim como o resistor, possui dois terminais.
 Apesar desta pequena semelhança, existem várias
diferenças fundamentais entre o diodo e o resistor.
 O diodo é assimétrico, o que significa que ele tem
polaridade: diodos não podem ser conectados invertidos
com relação ao posicionamento estabelecido no projeto do
circuito.
Profª Lays Omena
Diodo
 Os diodos são particularmente úteis na retificação de
sinais (transformação de corrente alternada em
 contínua) e são integrantes importantes da maioria das
fontes de alimentação.
 A não linearidade dos diodos pode representar uma
dificuldade em algumas aplicações, porém, esta
propriedade é fundamental em muitos outros casos como,
por exemplo, na elaboração de amplificadores com
resposta logarítmica ou exponencial, assim como na
confecção de misturadores de sinais para receptores de
ondas de rádio.
Profª Lays Omena
Diodo
A Figura mostra o símbolo esquemático do diodo e
também define a convenção dos sentidos positivos da
corrente e tensão nos terminais.
 O símbolo esquemático bem sugestivo, no formato de
uma seta, facilita o reconhecimento de um diodo em
qualquer esquema elétrico.
Profª Lays Omena
Diodo
Profª Lays Omena
O primeiro modelo
O modelo mais simples utilizado para descrever o
comportamento de um diodo está esquematizado na
Figura a seguir.
 Este modelo é usualmente denominado em diversos textos
por “modelo de um diodo ideal”.
 Entretanto, os outros dois modelos que apresentaremos
diferem deste e também se referem a diodos idealizados
(diferentes dos reais) e, usualmente, não recebem esta
mesma denominação especial.
Profª Lays Omena
O primeiro modelo
Profª Lays Omena
Análise Matemática
O diodo é um componente não linear e este fato complica
um pouco o cálculo das correntes e tensões em um
circuito.
 Para exercitarmos nossa habilidade em projetar circuitos
com diodos, vamos considerar o circuito retificador da
Figura (a) a seguir.
 Observe que a polaridade da bateria restringe a operação
do diodo na sua polarização direta.
Profª Lays Omena
Análise Matemática
Profª Lays Omena
Análise Matemática
 Utilizando a lei das malhas encontramos a seguinte equação:

onde VD é a diferença de potencial nos terminais do diodo.


 Uma maneira fácil de resolver estas equações, ou seja, determinar os
valores de corrente e tensão no diodo, ID e VD respectivamente, consiste
no método gráfico apresentado na Figura (b).
 No gráfico estão representados a curva característica do diodo e a linha
reta da Equação.
 Esta linha reta recebe o nome de “reta de carga”).
 A reta de carga intercepta a curva do diodo no ponto Q, o qual é o ponto
de operação do circuito, cujas coordenadas correspondem aos valores de
ID e V D .
Profª Lays Omena
Análise Matemática
Profª Lays Omena
Análise Matemática
 Vamos praticar um pouco mais utilizando um método
aproximado, porem, bastante prático.
 Vamos considerar que Vi = 10 V e então perguntar: quanto
deve valer R para que a corrente no diodo seja de 5 mA?
 Neste caso, a resposta é simples se considerarmos que a
diferença de potencial no diodo é 0.6 V.
 Assim, pela Equação temos:
Profª Lays Omena
Análise Matemática
 Dados:
 Vi = 10V
 ID = 5mA
 VD = 0,6 V
R=?
Profª Lays Omena
Análise Matemática
 Qual seria o valor de ID se tivéssemos um resistor de 1k?

Você também pode gostar