Você está na página 1de 29

A IMPORTÂNCIA DA NATAÇÃO

INFANTIL NA FAIXA ETÁRIA DE 3 A 6


ANOS
ALUNO: Paulo Henrique Cavalcante dos Santos
ORIENTADOR: Claudilene de Abreu Silva
TUTOR: Bruno Pimenta
1. INTRODUÇÃO
O homem antigamente via a natação como somente um meio de
deslocamento, mais esses conceitos nos dias de hoje já se englobam
em outras realidades, através de estudos e conhecimentos
adquiridos com o tempo a atividade em meio aquático, traz
qualidade de vida, natação é desenvolvimento, saúde, reabilitação é
zelar pela própria vida e de outros em meios aquáticos.

Todas as crianças tem maturações diferentes, nem todas iram se


desenvolver de forma semelhantes, pois a forma e o tempo de
adaptação é individual e depende muito do professor e da
metodologia de aula para que os objetivos sejam alcançados de
acordo com a faixa etária
2. OBJETIVO GERAL
Identificar os benefícios e os efeitos da natação
infantil.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
conceituar a natação por faixa etária
Caracterizar a metodologia de aula
Os benefícios da natação a longo e curto prazo
4. JUSTIFICATIVA
Este estudo visa compreender que a natação é uma
atividade, exercício e esporte completo que quanto
mais cedo é iniciado mais benefícios trará no decorre
da vida de seus praticantes

A natação é dívida por idades para atender de forma


prioritária as necessidades e periodização de cada uma
das faixas etárias, de forma com que cada método de
ensino seja direcionado inteiramente para aquele
grupo.
Conceituar a natação por
faixa etária
• Benefícios
• Malefícios da periodização precoce
• Principais conceitos da faixa etária
• Aplicar e caracterizar os conceitos!
5. Conceituar da natação por faixa etária

De acordo com Garganta (1995) priorizando o ensino


da técnica, estamos nos distanciando do criativo, do
imprevisível, do lúdico e do coletivo.
Principais
conceitos da
faixa etária

Lúdico
Adaptação
Evolução
Transição
conceitos da faixa etária
Para Turchiari(1996) existe várias faixas etárias para
ensinar e promover os nados todas elas com suas
particularidades.

 teoricamente quanto mais cedo e começado o contato


com o meio aquático mais cedo se aprende-se a nadar.
Benefícios
Malefícios da periodização precoce
aplica e caracterizar os conceitos!

De acordo com Machado (1978) que já atribuía importância ao lúdico


no ensino da natação, ele reconheceu que a criança aprende muito
melhor brincando.

3 meses a 2 anos
(querer) descobrir.

 3 anos a 6 anos
(poder) explora.

7 anos aos 12 anos


(recorda) auto reconhecimento.
QUERER!
DESCOBRIR !
PODER!
EXPLORAR!
RECORDA!
AUTO
RECONHECIMENTO!
Caracterizar a
metodologia de aula
• Metodologia
• Metodologia e métodos
7 .CARACTERIZAR A METOLOGIA DE AULA.

A natação é extremamente ligada a psicomotricidade,


onde através do movimento é trabalhado o raciocínio
que não é deixado de lado a criatividade e a
espontaneidade de cada aluno (ARAUJO JR, 1993)
Metodologia

As aulas deveriam ir
de acordo com a
necessidade e o
interesse da criança.
Metodologia e métodos
De acordo com Turchiari (1996) no trabalho com crianças tem
que haver uma adaptação do aluno com o meio e com
professor,

 Métodos a parti da confiança

Adaptação
Imersão
Coordenação
Mergulhos
Desenvolvimento motor
OS BENEFICIOS DA
NATAÇÃO A CURTO E
LONGO PRAZO
• Curto prazo
• Longo prazo
• Ideologias
8. OS BENEFICIOS DA NATAÇÃO A CURTO E
LONGO PRAZO
De acordo Barbosa (1999) o desenvolvimento psicomotor no meio líquido
pode fazer toda a diferença para os seres humanos por toda a vida, de
forma com que seja dada continuidade nas atividades mesmo que não seja
por fins de auto rendimento, mais apenas por caráter de saúde.

 Benefícios

 Fortalecimento muscular
 Aumento da resistência física
 Resistência cardiorrespiratória
 Previne doenças relacionadas com sedentarismo
 Equilibra o metabolismo
 Diminui o risco de lesões musculares
Curto prazo
De acordo com Corrêa (1999) a curto prazo as expectativas de realizar
as atividades aquáticas para crianças são, evitar afogamento à caso
acontecer, também a um foco em treinar a sobrevivência além de
toda a parte cognitiva, psicomotora e saúde.

 Musicalização e o lúdico

fala
Memória
Socialização
Coordenação motora
Terapia para asma e bronquite
Longo prazo
Para Baggini (2008) como todo esporte a natação também traz as pessoas
para uma vida mais saudável e mais ativa, quando é dada continuidade na
vida esportiva. Depois dessa faze de adaptação do aluno que tem como
foco alguns fatores que são desenvolvimento, prevenção de doenças
respiratórias, qualidade de vida, segurança contra afogamento e
futuramente auxiliar na prevenção de vidas no meio aquático.

 Estratégias

 Óculos
Aulas de sobrevivência
Aulas de salvamentos
Aulas de condutas fora da piscina
Ideologias
Certo Errado
Correção
Certo Errado
8. CONCLUSÃO
Minhas percepções da natação a parti desse estudo
ficaram mais amplas e globalizadas, por saber que o
lúdico, o fazer de conta, o gostas das aulas por parte de
alunos e professores faz toda a diferença no presente e
futuro em todos os aspectos, assim futuramente
pretendo ser um profissional mais dinâmico, divertido
e diversificado para meus alunos, e pretendo da
continuidade nos meus estudos, para assim também
poder ajudar mais pessoas de forma pratica e
acadêmica.
10. REFERÊNCIAS
ARAUJO Junior, Bráulio. Natação: Saber fazer ou fazer sabendo? Editora
da Unicamp, Campinas/SP, 1993.Acesso em: abril. 2018.

BAGGINI, flavia Cristina Sousa, cacterizaçãodo processo ensino


aprendizagem da natação para diferentes faixas etárias, bauru, 2008,
disponível em; http;//uplaud%20ed%20fisica.pdf.acesso em: maio.2018

BARBOSA, T. Generalidades sobre a organização e a gestão dos


programas de natação para bebês. EFDeportes.com, Revista Digital.
Buenos Aires, v. 6, n. 17, 2001. http://www.efdeportes.com/efd17/bebes.htm
10
CARGANTA, J. Para uma teoria dos jogos coletivos desportivo. In GRAÇA, A.,
OLIVEIRA, J. (Org) O ensino dos jogos esportivos. 2 ª edição.
Faculdade de Ciências do Desporto e da Educação Física. Universidade
do Porto, 1995.

CORRÊA, C. R. F.; MASSAUD, M. G. Escola de Natação:Montagem e


Administração, Organização Pedagógica, do bebê à competição.
Rio de Janeiro: Sprint, 1999.Acesso em: abril. 2018.

MACHADO, D.C. Metodologia da Natação. 2ª ed., São Paulo: EPU,


1978.
10
MACHADO, D.C. Metodologia da Natação. 2ª ed., São Paulo: EPU,
1978.

TURCHIARI, António, C. – Pré-escola de natação, São Paulo, SP,


Ícone Editora, 1996.Acesso em: abril. 2018.
CARÁTER É FAZER O CERTO MESMO SEM ESTÁ SENDO OBSERVADO.

BOA NOITE!