Você está na página 1de 20

OS IMPOSTOS NAS EMPRESAS

ASPECTOS MAIS RELEVANTES


IRC, IVA, IMPOSTO DE SELO, IMT e IMI, ISV e IUC
IMPOSTOS COMPLEMENTARES – IRS E TSU
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS
PESSOAS COLECTIVAS

É o imposto que incide sobre o rendimento das empresas com atividade


de natureza comercial, industrial ou agrícola a trabalhar em Portugal ou
sobre rendimentos obtidos em território português, por empresas não
residentes. Este imposto direto é calculado com base nos lucros do ano
anterior.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS

Assim, o Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Coletivas (IRC) incide


sobre os rendimentos que estão sujeitos a imposto, a chamada matéria
coletável da empresa, relativamente a determinado ano fiscal. No caso das
empresas residentes em Portugal o IRC incide sobre todos os rendimentos,
inclusive os que foram obtidos fora do país. As empresas não residentes
apenas são tributadas pelos rendimentos obtidos em território português.
De seguida, é aplicada a taxa de IRC, a derrama municipal e, em alguns
casos, uma taxa adicional sobre o lucro tributável.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS

O cálculo do IRC é um processo complexo que implica


compreender alguns conceitos e efetuar alguns cálculos, para
efetivamente se obter o valor do IRC devido ao Estado:
•Lucro Tributável - rendimentos obtidos pela atividade da
empresa, menos os gastos efetuados;
•Matéria Coletável - o valor do lucro tributável, menos os
benefícios fiscais e os prejuízos fiscais passíveis de dedução;
•Taxa IRC - a taxa normal é de 21% (17% taxa para PME LUCRO
tributável NOS PRIMEIROS 25,000€);
Liquidação de IRC: Apuramento e pagamento com base nos lucros
obtidos no ano anterior, durante o mês de MAIO.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS

• Exercício
O lucro tributável de uma PME foi de 30,000 euros em 2020.
Calcule o IRC que a empresa terá que pagar sobre aquele lucro

17% sobre 25.000 = 17%*25.000 = 4.250€


21% sobre os restantes 5.000€ = 21%*5000€ = 1.050€

A pagar, em princípio, em Maio, certo? Iremos voltar a este assunto…


IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS

•Derrama Municipal - receita municipal que incide sobre o lucro tributável das sociedades

(atualizada anualmente por portaria com as taxas de cada município); NOTA: Foi publicado no
Portal das Finanças o Ofício-Circulado n.º 20218, de 19 de fevereiro de 2020, que divulga as
taxas de derrama lançadas sobre o lucro tributável do IRC do período de tributação de 2019,
para cobrança em 2020.

•Tributação Autónoma - imposto a pagar sobre alguns custos que a empresa eventualmente
tenha (combustíveis, ajudas de custo, despesas de representação, etc);

•Taxa Extra (também chamada de Derrama Estadual) - se o lucro tributável for superior a
1.500.000€ incidem as seguintes taxas adicionais:◦Acima de 1.500 000 euros até 7.500 000
euros a taxa adicional é 3%; Acima de 7.500 000 euros até 35.000 000 euros, a taxa adicional é
5%; A partir de 35.000 000 a taxa a acrescer é 9%.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS
exemplos da DERRAMA
GONDOMAR Taxa geral 1,50%
Taxa reduzida 0,75% para volume de negócios, no período anterior, que não ultrapasse € 150.000,00
PORTO Taxa geral 1,50%
Taxa reduzida 1,00%
MARCO DE CANAVEZES Taxa geral 1,00%
Isento para volume de negócios, no período anterior, que não ultrapasse € 150.000,00
VISEU Taxa geral 1,50%
Taxa reduzida 1,13%
MANGUALDE Taxa geral igual para todas as empresas 1,00%
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS

• Exercício
Voltando ao exemplo anterior em que o lucro tributável de uma PME
foi de 30,000 euros em 2020.
Calcule os valores da Derrama no caso da empresa facturar 140,000€ e
ter a sede no concelho de Gondomar
30.000€ x 0,75% = 225€
E se a sede fosse no concelho do Porto?
30.000 x 1,0% = 300€
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS

Este imposto deve ser pago em diferentes momentos ao longo do ano:

Pagamentos por Conta


Calculados sobre o valor de imposto pago no ano anterior, são realizados nos meses de julho,
setembro e dezembro.

Pagamentos Especiais por Conta


Calculados com base nas vendas e prestação de serviços, devem ser pagos nos meses de março e
outubro.

Derrama Municipal
Já atrás mencionado, é um imposto incluído no valor a pagar de IRC (0% e 1,5% do lucro
tributável), em Maio de cada ano.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS
• Como se calcula?
PAGAMENTOS POR CONTA

• – Se o volume de negócios da empresa no ano anterior for igual ou inferior a 500.000 euros o
cálculo é:
• PPC = (IRC pago no anterior – Retenções na fonte feitas no ano anterior**) x 80 %
**por exemplo: Rendimentos de capitais ou rendimentos prediais
• – Se o volume de negócios da empresa no ano anterior for superior a 500.000 euros o cálculo é:
• PPC = (IRC pago no anterior – Retenções na fonte feitas no ano anterior) x 95 %

• Quais os prazos de pagamento? (3 pagamentos em partes iguais)


• 31 de Julho
• 30 de Setembro
• 15 de dezembro
Em Maio do ano seguinte, estes valores são deduzidos ao valor a pagar de IRC calculado
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS
PAGAMENTOS POR CONTA
• Mesmo empresas com atividade cessada estão sujeitas ao pagamento
do PPC.
• O contribuinte poderá ficar dispensado de efetuar o 3o. PPC (em
15/dezembro) se verificar que o montante já pago é superior ao
imposto que será devido (art. 107o. no.1 – CIRC).
• Caso o montante de IRC a pagar seja inferior aos PPC pagos, a
Autoridade Tributária (AT) faz o reembolso ao contribuinte.
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLECTIVAS
PAGAMENTOS POR CONTA - EXEMPLO
No ano passado uma empresa com um volume de negócios de 245.000,00€ pagou de IRC
em maio deste ano 3.750,00 euros (sem retenções na fonte). Qual o PPC este ano?

PPC = ?

Como se divide o valor pelas datas de pagamento:

•31 de julho =

•30 de setembro =

•15 de dezembro =

Em maio do próximo a empresa tem 4.000,00€ a pagar de IRC. Neste caso quanto pagaria?
IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS
PAGAMENTO ESPECIAL POR CONTA
- O Pagamento Especial por Conta (PEC) deve ser efetuado em março (ou em 2 prestações em março e

outubro ou no 3.º e 10.º mês do período de tributação, caso este não seja coincidente com o ano civil).

- PEC = (1% volume negócios período de tributação anterior (1) - pagamentos por conta período de tributação

anterior)

- (1) Limites: Mínimo € 850 ; Máximo € 850 + 20% do excedente, com o limite de € 70.000

PEC = [850€ + (1%x Volume de Negócios (VN) – 850) x 20%] - Pagamentos por conta do ano anterior (PPC) 

 850€ + 1%x20%xVN - 850€ x 20% - PPC  850€ + 0,2%xVN – 170€ - PPC

680€ + 0,2% X Volume de negócios – PPC do ano anterior


IRC – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS
COLECTIVAS
PAGAMENTO ESPECIAL POR CONTA

- Este pagamento é dedutível à coleta do próprio período de tributação


ou, caso a coleta se revele insuficiente, até ao 6.º período de tributação
seguinte. A parte que não puder ser deduzida (após os seis períodos de
tributação) por insuficiência de coleta poderá ser reembolsável a pedido
da empresa.

O PEC não é devido no período de início de atividade e no seguinte.


PAGAMENTO ESPECIAL POR CONTA
Exemplo 1
A sociedade Alfa obteve, em 2018:

- Volume de negócios de 2018 (valor das vendas e dos serviços prestados geradores de
rendimentos sujeitos e não isentos): € 75.000; Pagamentos por conta calculados e efetuados: € 550

- Calcule do valor do pagamento especial por conta a realizar em 2019.

Cálculo 1: 1% x 75.000 = 750€. Como é inferior ao limite mínimo considera-se o limite (850€)

Cálculo 2: € 850 - € 550 = € 300

Montante de PEC a efetuar: € 300 (a entregar numa prestação de 300€, ou em duas prestações de €
150).
Exemplo 2
Considere os seguintes dados relativamente à sociedade Beta:

- Volume de negócios de 2018 (valor das vendas e dos serviços prestados geradores

de rendimentos sujeitos e não isentos): 250.000 €

- Pagamentos por conta calculados e efetuados em 2018: € 1.600

CALCULE o valor do pagamento especial por conta a realizar em 2019.

Cálculo 1: 1% x 250.000 = 2.500

Como é superior ao limite mínimo considera-se: [680 + 250.000 x 0,2%] = 1.180€

Cálculo 2: € 1.180 - € 1.600 = - € 420 (valor negativo)

Não há PEC a entregar


Exemplo 3
Dados os seguintes indicadores da sociedade Joias Brilhantes em 2018:
Volume de negócios de 2018 (valor das vendas e dos serviços prestados
geradores de rendimentos sujeitos e não isentos): € 6.000.000
Pagamentos por conta calculados e efetuados: € 3.180
CALCULE o valor do pagamento especial por conta a realizar em 2019.
Cálculo 1: 1% x 6.000.000€ = 60.000€
Como é superior ao limite mínimo considera-se:
680 + 6.000.000 x 0,2% = 12.680€
Como é superior ao limite mínimo e inferior ao limite máximo
considera-se
Cálculo 2: € 12.680 - € 3.180 = € 9.500
Montante de PEC a efetuar: € 9.500 (a entregar numa prestação de
€9.500, ou em duas prestações de € 4.750).
EXEMPLO 4
Considere os seguintes indicadores da sociedade Omega em 2018:
Volume de negócios de 2018 (valor das vendas e dos serviços prestados
geradores de rendimentos sujeitos e não isentos): € 50.000.000
Pagamentos por conta calculados e efetuados: € 9.900

CALCULE o valor do pagamento especial por conta a realizar em 2019.


Cálculo 1: 1% x 50.000.000€ = 500.000€
Como é superior ao limite mínimo considera-se:
680€ + 50.000.000 x 0,2%= 100.680
Como resulta um valor superior ao limite máximo considera-se tal limite
máximo: 70.000 €
Cálculo 2: € 70.000 - € 9.900 = € 60.100
Montante de PEC a efetuar: € 60.100 (a entregar numa prestação de € 60.100,
ou em duas prestações de € 30.050).
EXERCÍCIO
• Considere os seguintes indicadores da sociedade Oficina de Joalheria em 2020:
• Volume de negócios de 2020 (valor das vendas e dos serviços prestados geradores de rendimentos
sujeitos e não isentos): € 202.500 e IRC de 2,000€
• Pagamentos por conta calculados e efetuados: 700€

CALCULE o valor do pagamento por conta a realizar em 2021 (slide 11)


volume de negócios igual ou inferior a 500.000 euros (slide 11)
PPC = 80%*2,000€ = 1,600€
CALCULE o valor do pagamento especial por conta a realizar em 2021. (slide18)
Cálculo 1: 1% x 202.500€ = 2.025€
Como é superior ao limite mínimo considera-se:
680€ + 202.500€ x 0,2%= 680€ + 405€ = 1.085€
Como é superior ao limite mínimo e inferior ao limite máximo considera-se
Cálculo 2: 1.085€ - 700 = 385 €
Montante de PEC a efetuar: (a entregar numa prestação de € 385, ou em duas prestações de € 192,5).