Você está na página 1de 17

REPRODUÇÃO HUMANA

Trabalho realizado por: Diogo Ramos, nº6; Guilherme Ramalho, nº10 ;


Rodrigo Casimiro, nº 19 no âmbito da disciplina de Biologia
O feto é uma mistura de duas
sementes provenientes do homem e
da mulher, estas com a ajuda do
espírito formam vida.

O sémen do homem é superior ao da


mulher, sendo que estes não entram
em contacto. O sémen do homem
controla este processo.
Hipócrates (460-377 a.C.)

Aristóteles (384-322 a.C.)


Todos os animais iniciam
o seu desenvolvimento no
“ovo”.

Harvey (1578-1675 )
Estudar o corpo humano em épocas passadas era um verdadeiro
desafio, por um lado a falta de tecnologia era crucial, por outro
lado nem a Igreja gostava que tal fosse feito, porém,
mais tarde, no século XX com o avanço da tecnologia vários
cientistas empenharam-se no estudo da reprodução.
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

Órgãos Funções
Testículos Génese de espermatozoides e de
testosterona.
Escroto Local onde se encontram os
testículos.
Epidídimos Canais responsáveis pelo
amadurecimento e armazenamento
dos espermatozoides.
Canais deferentes Armazenamento e transporte dos
espermatozoides.
Uretra Transporte de espermatozoides e
urina.
Vesículas Seminais Glândulas produtoras de secreções
e próstata que envolvem os espermatozoides,
constituindo o esperma.
Pénis Órgão de copulação.
Fig. 1- Sistema reprodutor masculino.
SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

Órgãos Funções
Ovários Produção de oócitos e de
hormonas sexuais.
Trompas de Falópio/ Permite o transporte de
Ovidutos gâmetas, sendo também o
local possível de
fecundação.
Útero Local onde ocorre a
gestação após a
implantação do embrião no
endométrio.
Vagina Canal de comunicação com
o exterior. Recetor de
esperma quando ocorre a
relação sexuada.
Fig. 2- Sistema reprodutor feminino.
GAMETOGÉNESE

• Desde que nascemos possuímos um sistema reprodutor, que só se


torna funcional a partir da puberdade. Nesta fase as gónadas
atingem a maturidade, permitindo ocorrer a produção de gâmetas
(espermatozoide e oócito).
• A gametogénese é o conjunto de fenómenos que levam à formação
de gâmetas, ocorrendo nos testículos e nos ovários (gónadas).
• Nos testículos este processo denomina-se como espermatogénese,
e nos ovários denomina-se por oogénese ou ovogénese.
ESPERMATOGÉNESE

A espermatogénese
A espermatogénese engloba
ocorre quatro
na parede dosetapas:
túbulos seminíferos. É um processo contínuo a partir da
1. Fase milhões
puberdade, produzindo de multiplicação
de espermatozoides por dia.
2. Fase de Crescimento
3. Fase de Maturação
4. Fase de Diferenciação.

Fig. 3- Estrutura dos testículos. Fig. 4- Espermatogénese.


OOGÉNESE

A oogénese ocorre nos ovários, que estão localizados na cavidade abdominal.

Zona Medular

Zona Cortical

Folículo ovário

Fig. 5- Corte de um ovário observado a microscópio.


COMO OCORRE A OOGÉNESE

• A oogénese no sexo feminino inicia-se ainda na vida intrauterina,


continuando mais tarde, de forma cíclica, a partir da puberdade até à
menopausa.
• A oogénese tem 3 fases:
1-Fase de multiplicação
2-Fase de crescimento.
3-Fase de repouso
4-Fase de maturação

Fig. 6- Oogénese.
DESENVOLVIMENTO DE UM FOLÍCULO

Fig. 7- Desenvolvimento de um folículo ao microscópio.


REGULAÇÃO DO FUNCIONAMENTO
DOS SISTEMAS REPRODUTORES

• Os diversas parâmetros fisiológicos do nosso corpo são sujeitos a mecanismos de regulação.


• No caso dos sistemas reprodutores, esta regulação ocorre devido à interação do complexo hipotálamo-hipófise e das
gónadas a partir de hormonas. As hormonas hipofisárias ligadas à reprodução são FSH e LH.

GnRH- neuro-hormona segregada


por neurónios do hipotálamo
FSH e LH- gonadoestimulinas,
hormonas segregadas pela hipófise
anterior

Fig. 8- Hipotálamo e Hipófise


REGULAÇÃO DO SISTEMA
REPRODUTOR MASCULINO

• Os testículos além de assegurar a produção de espermatozoides, também tem a


função de expelir testosterona (a hormona sexual masculina) nas células de
Leydig.
• A testosterona é responsável pelo desenvolvimento dos órgãos genitais, pelo
desenvolvimento e a manutenção dos caracteres sexuais secundários, e ainda
tem um papel fundamental na espermatogénese.
• A taxa de testosterona mantêm-se sensivelmente constante devido a um
processo denominado por retroação negativa.
REGULAÇÃO DO SISTEMA
REPRODUTOR MASCULINO

Fig. 10- Retroação negativa.

Fig. 9- Controlo Hormonal no sistema reprodutor masculino


REGULAÇÃO DO SISTEMA
REPRODUTOR FEMININO

• A sincronização entre as fases do ciclo ovárico e as fases do ciclo uterino


ocorre devido à ação das hormonas ováricas, denominadas por estrogénio e
progesterona.
• No ciclo uterino consideram-se três fases: fase menstrual, fase proliferativa e
fase secretora.
• A concentração das gonadoestimulinas variam conforme a fase do ciclo sexual,
esta variação está associada mais uma vez ao processo de retroação negativa
entre os ovários e o complexo hipotálamo-hipófise.
REGULAÇÃO DO SISTEMA
REPRODUTOR FEMININO

Fig.10- Ciclo ovárico e ciclo uterino


REGULAÇÃO DO SISTEMA
REPRODUTOR FEMININO

Fig.12- Retroação negativa no sexo feminino.

Fig. 11- Controlo do ciclo sexual


BIOGRAFIA/WEBGRAFIA

https://colegiovascodagama.pt/ciencias3c/doze/unidade1.html#1.1._Sistema_reprodutor_humano_
(consultado dia 16/10/2020)
https://colegiovascodagama.pt/ciencias3c/doze/unidade1.html#1.3.regulacao (consultado dia 15/10/2020)
https://wikiciencias.casadasciencias.org/wiki/index.php/Regula%C3%A7%C3%A3o_Hormonal_dos_Siste
mas_Reprodutores
(consultado dia 16/10/2020)
https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-animal/sistema-reprodutor.htm (consultado dia
12/10/2020)
Livro Biologia 12ª Ano , “Terra, Universo de Vida”
https://pt.slideshare.net/treis/regulao-hormonal-9776613 (consultado dia 12/10/2020)
http://abrapecnet.org.br/enpec/iii-enpec/o116.htm (consultado dia 12/10/2020)

Você também pode gostar