Você está na página 1de 4

Maria Judite de Carvalho,

“George”
Metamorfoses da
figura feminina
1. De que forma se configura no texto
o percurso de uma figura feminina?

No conto assistimos ao percurso de uma


jovem frágil e sonhadora, Gi, que consegue
afirmar-se num universo dominado pelo
masculino, adotando um nome inusitado,
George, e que constitui o protótipo de mulher
independente, profissionalmente realizada,
mas que acabará só como Georgina.
2. De que modo as metamorfoses da
protagonista estruturam o conto?

O conto traça o percurso de uma jovem


anónima que parte da aldeia onde nasceu e
que consegue afirmar-se no mundo artístico.
A realização profissional, a sua imortalização
através da arte e a não consolidação de
relacionamentos afetivos terá como
consequência a solidão na velhice.