Você está na página 1de 16

Terapia Cognitiva

Comportamental e a
clínica infantil
Alunas: Elizabeth, Gabriele, Gerirlany e Stephanny
Introdução
 A TCC é importante pois visa
• Prevenção e diagnóstico precoce.
• A partir da década de 1980 deu-se maior consistência a produção de
trabalhos e pesquisas.

 Mitos e Crenças Equivocadas


Avaliação da TCC na infância
A TCC com crianças possui dois elementos considerados como principais e fundamentais no processo
terapêutico: a avaliação inicial e a conceitualização de cognitiva. 
  
- A investigação da história pregressa da criança (gestação, puerpério, situação materna) com a análise
de seu desenvolvimento neuromotor, linguístico, hábitos desenvolvidos e também história familiar
é primordial. 
  
- A participação e escuta de agentes externos é fundamental. 
  
- A consideração do que seja possível esperar de uma criança no espaço terapêutico é baseado nos
estágios de desenvolvimento humano. Os estágios de desenvolvimento humano não ocorrem
exatamente de igual maneira para os sujeitos, pois dependem de fatores biológicos, cognitivos,
emocionais, sociais e estimulações (ou ausência destas). 
Avaliação da TCC na infância
A ação terapêutica na TCC é elencada em seis procedimentos de acordo com Branco e
Ferreira (2006): 

1. inserção direta da criança no processo terapêutico;


2.  utilização de recursos lúdicos e fantasia;
3.  análise funcional de problemas e queixas;
4.  inclusão de variáveis orgânicas e mapeamento do estágio de seu desenvolvimento;
5.  observação direta do comportamento da criança nos ambientes;
6.  utilização do relato verbal. 

Os recursos e uso ou não dos procedimentos a serem utilizados serão selecionados a partir
de análise do terapeuta em relação a criança que se apresenta. 
Intervenções terapêuticas
com crianças
• Trabalhando com os pais

 Crianças de 0 a 6 anos o trabalho com os pais é indispensável

 Os pais e/ou cuidadores ao participarem do atendimento podem desempenhar papéis no


tratamento:

o Facilitadores: A intervenção é focada na criança, e os pais só serão informados de que


intervenções estão sendo utilizadas.
o Coclínicos: O papel dos pais é mais ativo, com o intuito dos mesmos entenderem a intervenção,
acompanhar e fiscalizar o uso de estratégicas clínicas e auxiliar na realização do atendimento.
o Clientes: O foco do tratamento será direto no funcionamento cognitivo e comportamental dos pais,
e os mesmos serão ajudados a reavaliar suas crenças sobre seus filhos e mudar assim, seus padrões
comportamentais.
Trabalhando com os pais
 É fundamental o vínculo do terapeuta com os pais, os mesmos serão a principal fonte de dados do
terapeuta e em muitos momentos são os agentes de mudança na vida da criança, além de serem
responsáveis de forma concreta no tratamento (pagamento e comparecimento), sendo o rompimento
do vínculo com os pais um dos principais fatores de risco para o abandono do atendimento.
Treino de pais (TP)
 O TP possibilita ao terapeuta investigar, focar e modificar aspectos cognitivos e comportamentais
dos pais no que se refere ao comportamento do seu filho.

 Vem a ser um programa de psicoeducação e orientação dos pais e tem por meta ajudar e estimular
os mesmos no manejo e condução das crianças com dificuldades de comportamento que
apresentam prejuízos em seu funcionamento e qualidade de vida.

 O TP traz alguns benefícios para a TCC infantil:

 a) possibilitam aos pais uma melhor compreensão do papel dos mesmos no tratamento do seu
filho(a); 
b) fornecem um espaço “adequado” para que eles possam trocar informações e falar a respeito das
dificuldades vivenciadas na criação e educação das crianças; 
c) propiciam a transferência do controle do terapeuta para os pais, pois, com o aprendizado, estes
acabam gerenciando de modo mais adequado e eficaz as diversas situações envolvendo seus filhos
Treino de pais (TP)
 Os programas de TP vêm demonstrando eficácia no manejo de situações específicas, como
comportamentos disfuncionais, e propiciam um melhor desenvolvimento de habilidades sociais
em crianças com dificuldades de relacionamento interpessoal e problemas comportamentais. 

 Além disso, podem ser aplicadas às mais diversas condições clínicas, como: transtornos
disruptivos, principalmente o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e
Transtorno Opositor Desafiador (TOD), Autismo, transtornos de ansiedade e outros.
Trabalhando com a criança

 O trabalho do terapeuta na TCC com crianças e adolescentes começa antes da chegada do paciente,
já na preparação da sala e na eleição dos brinquedos.

  A sala deve contemplar alguns cuidados básicos (como a presença de um banheiro, por exemplo),
além de brinquedos variados, que possam auxiliar a criança em processos de expressão, processos
de identificação, além de jogos estruturados. Além disso, pode ser interessante também a presença
de brinquedos úteis para metáforas no trabalho de reestruturação cognitiva.
Intervenções terapêuticas
  As emoções humanas

Podemos definir as emoções como uma condição complexa e de caráter


momentâneo que surge a partir de experiências de caráter afetivo, provocando
alterações em várias áreas do funcionamento psicológico e fisiológico,
preparando o sujeito para ação (MIGUEL, 2015).

.
Intervenções terapêuticas
Visando ajudar as crianças a conhecerem e identificarem suas emoções Caminha (2011 apud
PUREZA et al, 2014) ,desenvolveram o baralho das emoções. 

Este baralho é formado por 24 cartas, cada uma contendo a expressão de determinada emoção;
entre elas estão incluídas 6 cartas com as emoções básicas que são o amor, a tristeza, a alegria,
a raiva, o medo e o nojo

Outra técnica muito utilizada é o relógio do pensamento-sentimentos. 
Técnicas de psicoeducação
↪️Função: orientação de diversos aspectos, seja a respeito das consequências de um comportamento,
na construção de crenças, valores, sentimentos e na repercussão destes na vida do paciente.

↪️Com as crianças menores, pode-se fazer uso de uma psicoeducação indireta, através de metáforas,
histórias ou de personagens que não se direcione diretamente a elas.

↪️Para comportamentos agressivos: metáfora do super-herói incrível Hu lk;


Técnicas
Técnicas para comportamentai
solução de s
problemas ↪️Técnica de relaxamento, Treino de 
↪️Nas técnicas adaptadas para crianças, Respiração Diafragmática,
existe a Máscara do Herói. Economia de Fichas.

Técnicas
Cognitivas
↪️analogia do semáforo;
Uma técnica utilizada para tomada de decisões
e muito importante no tratamento infantil é a 
Balança das Vantagens e Desvantagens
Conclusões
Referências
• BRANCO, Caroline Mota e FERREIRA, Eleonora Arnaud Pereira.Descrição do atendimento de
uma criança com déficit em habilidades sociais. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas e
Comportamentais [online]. 2006, vol.8, n.1, pp. 25-38. Disponível em:
http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-55452006000100004. 

• MIGUEL, F. K. Psicologia das emoções: uma proposta integrativa para compreender a expressão


emocional. USF vol.20 no.1 Itatiba Jan./Apr. 2015.

• PUREZA et al. Fundamentos e aplicações da Terapia Cognitivo-
Comportamental com crianças e adolescentes. Rev. Bras. Psicoter. (Online), p. 85–
103, 2014.