Você está na página 1de 15

INTRODUÇÃO

As áreas cognitivas e da linguagem procuram


entender o mecanismo de produção de
conhecimento e de significado da mente humana;
Primeiro problema: a linguagem de fato representa
as coisas às quais se refere no mundo?
A filosofia da linguagem se ocupa sobre o que
ocorre quando usamos a linguagem, seu foco é a
representação do mundo por meio da linguagem.
ANTECEDENTES
PLATÃO: Crátilo.

ARISTÓTELES: Categorias e De Interpretatione.

LOCKE: Ensaio sobre o Entendimento Humano.

ROUSSEAU: Ensaio sobre a Origem das Línguas.


Ciências da Linguagem

Linguística

LINGUAGE Neurociência
M
Filosofia da
Linguagem
ABORDAGENS DAS CIÊNCIAS DA LINGUAGEM

1. O que acontece com a linguagem? Requer resposta


sobre a arquitetura cognitiva e funções. Quem?
Psicologia cognitiva e psicolinguística.

2. Onde acontece? Requer estudo do cérebro. Quem?


Ciências do cérebro.

3. O que está sendo feito? O pensamento, o


significado, a representação. Quem? Filosofia.
PAPEL DA FILOSOFIA DA LINGUAGEM
As tarefas da filosofia na abordagem da linguagem
devem ser:

 elaborar uma teoria geral da linguagem,


 pensar a problemática de sua origem,
 a relação entre linguagem e pensamento,
 a representação da realidade pela linguagem
 e o papel da linguagem no processo cognitivo.
OS PRINCÍPIOS DA FILOSOFIA DA LINGUAGEM

São três as ideias que fundamentam a origem da


filosofia da linguagem:

1. um princípio de arbitrariedade – o uso das


palavras é arbitrário;
2. um princípio fregeano de contexto - as palavras
têm sentido no contexto e
3. um princípio de composicionalidade – o
entendimento da totalidade das frases depende do
entendimento de seus componentes.
GOTTLOB FREGE

Gottlob Frege
(1848-1925)

A teoria do
significado
 FREGE recupera um problema clássico, ao procurar
compreender como é possível o pensamento.
 Ele propõe estudar isso usando a linguagem e a
lógica.
 FREGE considerava que devemos entender
primeiro como funciona a linguagem para depois
nos determos sobre o conhecimento das coisas.
 O pensamento depende da linguagem e as línguas
nem sempre dão conta da expressão da realidade.
BERTRAND RUSSELL

Bertrand Russell
(1872-1970)
 RUSSELL traz sua contribuição relacionando a
linguagem à lógica. A linguagem precisaria de uma
análise lógica para revelar a sua estrutura geral.
 RUSSELL acreditava que essa estrutura da
linguagem corresponderia à estrutura da realidade.
 O objetivo da análise é descobrir os enganos da
linguagem.
 Nesse sentido, podemos apontar as descrições de
entes não existentes.
LUDWIG WITTGENSTEIN

Ludwig Wittgenstein
(1889-1951)
 WITTGENSTEIN continua a discussão sobre a
correspondência entre linguagem e mundo.
 Ao se deparar com os limites da linguagem, o
filósofo afirma que há áreas sobreas quais não
podemos expressar, apenas mostrar.
 Na 2ª fase de sua obra, ele vai identificar a
linguagem com seu uso e não como
correspondência necessária entre pensamento e
realidade.
REFERÊNCIAS:
FREGE, Gottlob. Sobre o sentido e a referência. In:
FREGE, Gottlob. Lógica e Filosofia da Linguagem.
São Paulo: Edusp, 2009.
 
COSTA, Cláudio. Filosofia da linguagem. Rio de
Janeiro: Zahar, 2007.

MIGUENS, Sônia. Filosofia da Linguagem: uma


introdução. Porto: SerSilito, 2007.

SILVA, Lucas Duarte. Filosofia da Linguagem.


Indaial: Uniasselvi, 2013.

Você também pode gostar