Você está na página 1de 21

ASPECTOS RELEVANTES

PARA A PALPAÇÃO
OBJETIVOS DA PALPAÇÃO

• AVALIAÇÃO
• ADM
• TEMPERATURA
• ALTERAÇÕES PATOLÓGICAS OU NÃO
• ELASTICIDADE DOS TECIDOS MOLES
• SENSIBILIDADE
• TÔNUS
PRINCÍPIOS

• COMUNICAÇÃO

• CONHECIMENTO PRÉVIO EM ANATOMIA

• INDIVIDUAIDADE

• CUIDADOS COM AVALIAÇÃO DOLOROSA

• OBSERVAÇÃO À REAÇÕES
SISTEMA TEGUMENTAR
FUNÇÕES DA PELE

• PROTEÇÃO

• CONTENÇÃO

• REGULAÇÃO DO CALOR

• SENSIBILIDADE
ALTERAÇÕES

• COR

• TEXTURA

• HIDRATAÇÃO

• FERIDAS

• SENSIBILIDADE
OSSOS

O osso, um tecido vivo, é uma forma rígida e altamente


especializada de tecido conjuntivo que compõe a maior parte do
esqueleto. Os ossos do esqueleto adulto proporcionam:

Sustentação , proteção, alavanca, armazenamento de sais e


suprimento contínuo de novas células sanguíneas.
CLASSIFICAÇÃO DOS OSSOS
ACIDENTES ÓSSEOS
Os acidentes ósseos surgem em qualquer lugar onde haja inserção de
tendões, ligamentos e fáscias ou onde haja artérias que penetrem nos
ossos ou situem-se adjacentes a eles.
• Capítulo: cabeça articular pequena e redonda ex., capítulo do úmero

• Côndilo: área articular arredondada, que geralmente ocorre em pares ex.


côndilos lateral e medial do fêmur

• Crista: linha óssea proeminente ex. crista ilíaca.

• Epicôndilo: proeminência superior ou adjacente a um côndilo ex. epicôndilo


lateral do úmero

• Fóvea: área plana lisa, geralmente coberta por cartilagem, onde um osso
articula-se com outro ex. fóvea costal superior no corpo de uma vértebra
para articulação com uma costela
• Forame: passagem através de um osso ex. forame obturado

• Fossa: área oca ou deprimida ex., fossa infraespinal da escápula

• Sulco: depressão ou escavação alongada ex. sulco do nervo radial do


úmero

• Cabeça: extremidade articular grande e redonda ex. cabeça do úmero

• Linha: elevação linear ex. linha para o músculo sóleo na tíbia

• Maléolo: processo arredondado ex. maléolo lateral da fíbula


• Incisura: entalhe na margem de um osso ex. incisura isquiática maior

• Protuberância: projeção do osso ex. protuberância occipital externa)

• Espinha: processo semelhante a um espinho (p. ex., espinha da


escápula

• Processo espinhoso: parte que se projeta semelhante a um espinho


ex. processo espinhoso de uma vértebra)
• Trocanter: elevação arredondada grande ex. trocanter maior do
fêmur

• Tróclea: processo articular semelhante a uma roda ou processo que


atua como roldana ex. tróclea do úmero)

• Tubérculo: proeminência pequena e elevada ex. tubérculo maior do


úmero

• Tuberosidade ou túber: grande elevação arredondada ex. túber


isquiático, tuberosidade ilíaca
MÚSCULOS

A arquitetura e o formato dos músculos variam. Os tendões de


alguns músculos formam lâminas planas, ou aponeuroses, que fixam o
músculo ao esqueleto e/ou à fáscia muscular (como o músculo
latíssimo do dorso) ou à aponeurose de outro músculo (como os
músculos oblíquos da parede anterolateral do abdome). Tem por
função principal movimento e sustentação.
TIPOS DE ARTICULAÇÕES