Você está na página 1de 13

Aula de economia 10ª Classe C.E.

Tema: Actividade económica e os Agentes económicos


Lição nº

sumário: O Acto económicode escolher;


opções e consequências;
Factores de que depende o consumo.
POR QUE DEVEMOS FAZER ESCOLHAS?
FAZEMOS ESCOLHAS PORCAUSA DA ESCASSEZ, SENDO QUE A QUANTIDADE DE RECURSOS
ECÓNOMICOS EXISTENTE SÃO LIMITADOS E TÊM UM CUSTO E AS NECESSIDADE SÃO
ILIMITADAS.

A nível individual : cada individuo


vai decidir como aplicar o seu
rendimento( renova todos os anos o
guarda-roupa ou poupa para
comprar casa?)
As escolhas podem ser:

A nível global : cada governo


tem de decidir como aplicar os
recursos da nação( moderniza o
exército ou constrói escolas)
• O problema das escolhas impõe- • qualquer decisão comporta um custo
se a escala mundial. Ex, os de oportunidade, uma vez que a
afectação a um emprego de recurso
diversos países tomam
qualquer(dinheiro, trabalho, tempo,
consciência da necessidade de
etc.) implica simultaneamente a
preservar o meio ambiente, renúncia a um outro emprego. Essa
perante o espectro do escolha vai ser feita com vista a
esgotamento dos recursos garantir a máxima satisfação que se
naturais. Ao acordarem, para a pretende obter e depende
exploração da Antárctida, esta essencialmente dos valores exitentes
em cada sociedade e, a nível global,
actitude traduz-se num acto de
das opções político-económicas dos
escolha, com efeitos e evidentes.
governos
Opções e consequências
as opções em economia acarretam sempre consequências. o acto de escolher implica necessariamente deixar
alguma coisa a parte tendo em conta que os recursos são escassos. ao optar por uma utilização renunciando a
outra o agente económico actua no convencido de que essa é a melhor escolha. mas as utilizações de que
renunciou, porque também eram necessárias, implicam sacrifícios.

As consequências das opções


económicas podem ser:

consequências consequências globais: afectam toda


individuais: afectam uma nacão ou o mundo em geral.
simplesmente o individuo as consequências podem derivar das
próprias iniciativas.
em causa
As consequências podem derivar das próprias iniciativas.
ex: optar em reservar parte do rendimento para efectuar um investimento, julgando com
isso conseguir no futuro um aumento do rendimento e este ser de tal maneira desastroso que
perdemos todo o dinheiro investido.

• Daí que as decisões económicas têm de ser muito bem ponderadas e essa
ponderação deve ser tanto mais exigente quanto mais alto for o nível a que são
tomadas.
Ex: nos últimos anos em muitos países da europa, foi desenvolvida uma política
para facilitar o crédito para compras e prestações de bens, como electrodomésticos,
casa e até férias, visa-se com essa política aumentar o consumo e, a partir do
aumento do consumo aumentar o investimento. Ultimamente têm surgido diversas
críticas a esta política, pois ela tem um efeito negativo.
consequências da opção do consumo:

Económicas estimula a Sociais: ao optarmos pela


produção e aumenta o produção nacional aumenta a
emprego taxa de emprego

Políticas: Impor embargos


económicos a países com
Ambientais: Consumir
“práticas políticas que
produtos da agricultura
violem os direitos humanos,
biológica
pode fazer inverter e
situação;
FACTORES DE QUE DEPENDE O CONSUMO
O consumo depende de

Factores económicos Factores sociais e culturais

Rendimento Preços Tecnológia Moda


Cultura Tradição

Crédito Publicidade
Rendimento dos consumidores: tratando-se de bens e serviços económicos o rendimento das
famílias condiciona o seu consumo.
O aumento do rendimento faz com que o consumo também aumente e vice-versa.
Rendimento
leva-nos a:

estrutura de coeficiente
consumo orçamental
Os consumidores usam os seus rendimentos no consumo de bens e serviços, despesas de consumo
e podem ser agrupados em classes constituindo assim a despesa, estas podem ser agrupadas em
classes, constituindo-se assim a chamada estrutura de consumo.
• Estrutura de consumo: corresponde à forma como as despesas das
famílias são distribuídas pelas diferentes classes de bens de consumo.
Isso significa que as despesas de consumo são divididas em classes ou
grupos como produtos alimentares e bebidas não alcoólicas, vestuários e
Calçado, habitação, água, electricidade, gás e outros combustíveis,
saúde, transportes, comunicações, lazer, distracção e cultura, entre
outros.
Podemos analisar a estrutura de consumo com ajuda de coeficientes
orçamentais.
•  
Coeficiente orçamental : representa o peso de uma classe de despesas
relactivamente ao total de despesas efectuadas pela família.
Coeficiente orçamental=
Exemplo: a família Paulino dispõe de 300000 para as suas despesas de
consumo mensais e gasta 80000 em produtos alimentares não alcoólicas.
O coeficiente orçamental desta classe de despesas de consumo é
Coeficiente orçamental = *100%
Coeficiente orçamental =26,66%
Lei de Engel: Quando o rendimento aumenta, a parte das despesas
consagradas à satisfação das necessidades primárias diminui, enquanto a
que é consagrada as necessidades secundárias aumenta.
O facto de o peso com as despesas com a alimentação diminuir não
significa que em termos absolutos, a família não passa a gastar mais em
alimentação, uma vez que altera os seus hábitos alimentares. Esta
reacção, que aliás, se verifica também relactivamente a outros bens
constitui o chamado efeito qualidade.
Tarefa:
1- Classifica as escolhas económicas
2- Por que razão os consumidores fazeM escolhas tratando-se de
bens económicos?
3- Descreve os factores de que depende o consumo
4- Aborda sobre as consequências do consumo económico
5- Relaciona os factores que influenciam o consumo
6- Resolver as questões da página 58.

Você também pode gostar