Você está na página 1de 46

FISIOLOGIA DO SANGUE: HEMACIAS E

LEUCÓCITOS
ELYZABETH DA CRUZ CARDOSO.
PROFA TITULAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL
FLUMINENSE - UFF
INSTITUTO DE SAÚDE DE NOVA FRIBURGO.
DISCIPLINAS DE FISIOLOGIA HUMANA
CURSOS DE ODONTOLOGIA E FONOAUDIOLOGIA
OBJETIVOS
Qualificar as estruturas que compõem o
sangue
Determinar a origem e função de cada
componente do sangue
Entender o controle dos elementos figurados
do sangue
Entender a finalidade de um hemograma e
sua interpretação
INTRODUÇÃO

 Líquido místico
 Força vital
 Medicina oriental
 Medicina ocidental – Galeno
 Flebotomia ou venosecção
(sangria)
SANGUE
 É o líquido que flui dentro do sistema
circulatório e constitui um quarto do
líquido extracelular.

 Ele é a porção circulante do meio


extracelular responsável em
transportar material de uma parte
para outra parte do corpo.

 No homem equivale 7% do peso


corporal
SANGUE

Parte líquida = Plasma


Parte sólida = Hemácias, leucócitos e plaquetas
SANGUE
CONSTITUIÇÃO DO PLASMA

Transferrina
FUNÇÃO DAS PROTEÍNAS PLASMÁTICAS

NOME ORIGEM FUNÇÃO


Albuminas Fígado Transporte e controle da
pressão coloidosmótica
Globulinas Fígado e Transporte e fator enzimático,
tecido de coagulação e defesa
linfático
Fibrinogênio Fígado Fator de coagulação e defesa

Transferrina Fígado e Transporte do ferro


outros tecidos
CÉLULAS SANGUÍNEAS
(elementos figurados do sangue)
TAMANHO DAS CÉLULAS SANGUÍNEAS
CARACTERÍSTICAS DAS CÉLULAS
SANGUÍNEAS

Células que não se dividem e por isso são renovadas periodicamente


ERITROPOIESE, ERITROPOESE
HEMATOPOIESE ou HEMATOPOESE
 Feto: saco vitelino, baço, fígado e medula óssea
 Após nascimento: medula óssea vermelha
 Crianças até 5 anos de idade: todos os ossos
 Indivíduos adultos: epífises dos ossos longos e
também no externo, na pelve, na coluna vertebral,
nas costelas e no crânio
MEDULA ÓSSEA VERMELHA

É um tecido esponjoso mole localizado no


interior dos ossos longos
MEDULA ÓSSEA VERMELHA
MEDULA ÓSSEA VERMELHA E PROGENITORAS DAS
CÉLULAS SANGUÍNEAS
CITOSINAS ENVOLVIDAS NA ERITROPOIESE

Nome Local de Influências do crescimento


produção ou da
diferenciação
CSFs: interleucinas Endotélio, fibroblastos Regulam a produção e o
e fator de célula-tronco da medula óssea e desenvolvimento dos
leucócitos leucócitos (leucopoiese)

Eritropoietina (EPO) Rins Eritrócitos


Trombopoietina (TPO) Fígado Megacariócitos
CSFs: Fatores estimuladores de colônias
(Célula tronco não comprometida)

(Células tronco
comprometida)
MECANISMO DA ERITROPOIETINA
PARTICULARIDADES DOS ERITRÓCITOS

Eritrócitos são as células sanguíneas mais abundantes


Proporção eritrócito:plasma é indicada pelo hematócrito
 Eritrócito maduro não possui núcleo. Ele diminui de tamanho
 O núcleo e outras organelas com membrana são degradados.
PARTICULARIDADES DOS ERITRÓCITOS

Possui forma de um disco bicôncavo


 Pode ser totalmente “deformável”
 Função é carrear hemoglobina (O2)
 Não contêm mitocôndrias.
 ATP vem da glicólise
HEMOGLOBINA
É uma proteína encontrada dentro dos eritrócitos

Ela carreia o oxigênio dos pulmões para as células e o dióxido


de carbono das células para os pulmões
HEMOGLOBINA É UMA METALOPROTEÍNA
Hemoglobina consiste em quatro moléculas de proteína
interconectadas por uma molécula de ferro
METABOLISMO E HOMEOSTASE DO FERRO
Eritrócitos vivem por 4 meses
LEUCÓCITOS
 Os leucócitos são importantes para a resposta imunitária contra
invasores externos. Seu trabalho é fora da célula (quimiotaxia), nos
tecidos em casos de entrada de agentes patógenos.

 Leucócitos podem ser diferenciados uns dos outros pela forma e


tamanho, núcleo e características de coloração do citoplasma.

 Apresentam função diferenciada


LEUCÓCITOS
 Tempo de vida
Granulócitos: 4-8h no sangue + 5 dias tecidos
Monócitos: 10-20h no sangue + meses nos tecidos
(macrófagos)
Linfócitos: circulação contínua de meses
LEUCÓCITOS GRANULÓCITOS

 Leucócitos que contém grânulos e propriedades de coloração

Neutra Acida Básica


LEUCÓCITO NEUTRÓFILO

 Segmentado (adulto) - Bastonete (jovem)


 É uma célula fagocitária que atua no
combate de infecções contra bactérias e
fungos
 Saem da circulação e liberam mediadores
químicos da resposta inflamatória sobretudo
as citosinas.
 Contém substâncias antibacterianas e
enzimas lisossomiais e antioxidantes.
LEUCÓCITO EOSINÓFILO

 Fagócitos fracos
 Participam no combate contra as
infecções parasitárias
 Saem da circulação e liberam
substâncias para destruição dos
parasitas e citosinas
 Propensão para se concentrar em
tecidos “alérgicos”
 Grânulos ação antioxidante e
enzimática.
LEUCÓCITO BASÓFILO

 Saem do sangue e atuam sobre as


infecções e respostas alérgicas

 Liberam diversas substâncias


vasoativas

 Seus grânulos contém heparina,


histamina, bradicinina e serotonina
LEUCÓCITO MONÓCITO

Monócitos no sangue
Atuam como macrófagos nos tecidos
no combate a infecções por vírus e
bactérias
Entram nos tecidos por diapedese
São atraídos por quimiotaxia
Principal função: FAGOCITOSE
Inserção na membrana de fragmentos
do antígeno como reconhecimento.
LEUCÓCITO LINFÓCITO

 Responsáveis pela imunidade adquirida


contra vírus e células cancerígenas.
 São divididos em dois tipos: T e B
 T: Reconhecimento de antígenos e atuam
na resposta contra agentes intra e
extracelulares
 B: Produção de anticorpos
PERFIL LEUCOCITARIO

 Leucopoiese regulada em parte pelos próprios leucócitos


 Permite que o desenvolvimento dos leucócitos seja muito específico
 Número de leucócitos esta relacionado as necessidades do corpo
 Diferencial leucocitário para auxiliar no diagnóstico
O QUE É UM
HEMOGRAMA?
• Avalia a quantidade e as qualidade dos três principais
grupos de células do sangue periférico:
• ERITROGRAMA
• Avalia as hemácias (glóbulos vermelhos, que transportam
oxigênio e nutrientes para o corpo),
• LEUCOGRAMA
• Avalia os glóbulos brancos, que atuam no sistema imune
• PLAQUETAS
• Avalia as plaquetas que modulam a coagulação
ELEMENTOS DE UM ERITROGRAMA
1. Contagem de Hemácias - CE (106 /mm3)
• Determina seu número em um volume determinado de sangue
2. Determinação da hemoglobina - Hb (g/dL)
• Determina a sua concentração em um volume determinado de sangue
3. Determinação do volume globular -VG ou hematócrito - Ht (%)
• Corresponde a relação entre o volume de eritrócitos e o volume total de
sangue sendo expresso em porcentagem
4. Volume corpuscular médio – VCM (µm3)
• Indica a média do tamanho das hemácias
5. Hemoglobina corpuscular média - HCM (pg)
• É a quantidade média de hemoglobina (hb) presente nas hemácias.
6. Concentração de hemoglobina corpuscular média – CHCM (g/dL)
• É a concentração de hemoglobina em uma hemácia
ELEMENTOS DE UM LEUCOGRAMA
1. CONTAGEM DE LEUCÓCITOS TOTAIS (CTL)
• Consiste em avaliar o número total de leucócitos em um determinado volume de
sangue.
2. CONTAGEM DIFERENCIADA DE LEUCÓCITOS (CDL)
• Informa as quantidades relativas dos diferentes tipos de leucócitos no sangue e
pode ser valor absoluto (103 /mm3 ) ou relativo (%)
• Neutrófilos (Bastonetes e Segmentados)
• Eosinófilos
• Linfócitos
• Monócitos
ALTERAÇÕES DE HEMÁCIA
Anemia falciforme

Poiquilocitose
(alteração da forma da hemácia)

Anemia hipocrômica (Baixo Cu ou Fe)

Anisocitose
(tamanho de hemácia diferente)
HEMATÓCRITO
HEMOGRAMA
EXEMPLO 1
A.V.F. – Masculino, 25 anos.
Paciente apresenta fraqueza, desânimo, palidez e dispnéia ao esforço
Série Vermelha Valores encontrados Valores de Referência
Hemácias 3.000.000/mm3 4,5 a 6,5 milhões/ mm3
Hemoglobina 9 g/dL 14 a 17 g/dL
Hematócrito 27% 40 a 54%
Reticulócito 1,5% 0,5 – 1,5%
Plaquetas 230.000/mm3 150.000 a 450. 000/ mm3
Série Branca (%) ( mm3 ) (%) ( mm3 )
Global de Leucócitos 9.200 4.000 a 11.000
Neutrófilos
Bastonetes 3 276 0 a 800
54 4.968 1.600 a 8.000
Segmentados
Eosinófilo 15 1.380 0 a 500
Basófilo 1 92 0 a 200
Monócitos 4 368 100 a 1000
Linfócitos 23 2116 900 a 4000
EXEMPLO 2
G.M.A – Feminino, 12 anos.
apresentando fraqueza, dispnéia, icterícia e urina escura.
Série Vermelha Valores encontrados Valores de Referência
Hemácias 2.500.000/mm3 3,9 a 5.9 milhões/ mm3
Hemoglobina 7,6 g/dL 12 a 16 g/dL
Hematócrito 23% 37 a 47%
Reticulócito 1,5% 0,5 – 1,5%
Plaquetas 250.000/mm3 140 000 a 450 000/ mm3
Série Branca (%) ( mm3 ) (%) ( mm3 )
Global de Leucócitos 9.200 4.000 a 11.000
Neutrófilos
Bastonetes 3 300 0 a 800
52 5.200 1.600 a 8.000
Segmentados
Eosinófilo 4 400 0 a 500
Basófilo 1 100 0 a 200
Monócitos 8 800 100 a 1.000
Linfócitos 33 3.200 900 a 4.000
EXEMPLO 3
T.R.A– Masculino, 19 anos.
Paciente prostrado, apresentado febre de 38 graus.
Série Vermelha Valores encontrados Valores de Referência
Hemácias 4,6 milhões/mm3 4,5 a 6,5 milhões/ mm3
Hemoglobina 16,6 g/dL 14 a 17 g/dL
Hematócrito 41 % 40 a 54%
Reticulócito 1,0% 0,5 – 1,5%
Plaquetas 300.000/mm3 150.000 a 450. 000/ mm3
Série Branca (%) ( mm3 ) (%) ( mm3 )
Global de Leucócitos 25.200 4.000 a 11.000
Neutrófilos
Bastonetes 1 250 0 a 800
25 6.250 1.600 a 8.000
Segmentados
Eosinófilo 1 250 0 a 500
Basófilo 1 250 0 a 200
Monócitos 2 500 100 a 1.000
Linfócitos 70 17.500 900 a 4.000
CONCLUSÕES
• Sangue é composto por uma parte líquida e uma parte sólida.
• Parte líquida é formada por água, moléculas orgânicas, vitaminas,
íons, gases e minerais.
• Parte sólida é formada pelas hemácias, leucócitos e plaquetas,
produzidas na medula óssea vermelha por intermédio de citosinas.
• Hemácias contém hemoglobina que é responsável pelo transporte
do O2 e CO2.
• Número de hemácias (células/L), hematócrito (%) e hemoglobina
(mg/dL) são indicadores de anemia em um hemograma.
• Leucócitos são responsáveis pela proteção contra agentes externos
sendo que cada tipo de leucócito apresenta uma função mais
específica de combate a esses agentes. Numero de leucócitos
elevado pode indicar um processo infeccioso.
LITERATURA
CONSULTADA
AIRES, M.M. Fisiologia. 4 ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2012.
CURI, R. & ARAÚJO FILHO, J. P. Fisiologia Básica. Rio
de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.
GUYTON, A.C. & HALL, J.E., Tratado de Fisiologia
Médica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Ed.9,
1997.
SILVERTHORN, D.U. Fisiologia Humana. Uma
abordagem integrada. Porto Alegre: Artmed, 2010.
QUEM NÃO ENTENDEU?