Você está na página 1de 24

ECONOMIA A

10.º ano
Elsa Silva
Helena Mendes
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

A utilização dos rendimentos – o consumo e a


poupança
Poupança é a parte do rendimento disponível que não foi gasta,
no imediato, no consumo.

Proporciona:
o consumo das famílias, no futuro;
 os recursos necessários ao investimento na atividade produtiva.

Realização da atividade da página 253 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Os destinos da poupança

Entesourada
O aforrador guarda a poupança, não há qualquer
remuneração.

Depositada / colocação financeira


O aforrador constitui um depósito junto de uma instituição
bancária, a poupança é remunerada através de juros.

Investida
O aforrador aplica a poupança na aquisição de bens de
produção, neste caso a remuneração é variável consoante
o desempenho da empresa e designa-se por lucro.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investimento representa a aplicação da poupança na aquisição de


bens destinados ao processo produtivo.

Funções do investimento
investimento de substituição é o investimento
destinado à aquisição de equipamentos para repor os que
ficaram obsoletos, garante a continuidade do processo
produtivo;
investimento de inovação é o investimento destinado
à modernização do processo produtivo, indispensável
para a melhoria da qualidade dos bens e dos serviços
prestados.

Realização da atividade da página 255 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Funções do investimento

investimento de aumento da capacidade


de produção é o investimento destinado à
ampliação da capacidade produtiva da
empresa, de forma a responder à maior
procura no mercado.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Tipos de investimento
O investimento material representa a aplicação da poupança na
aquisição de bens de produção, como, por exemplo:
• máquinas;
• utensílios;
• instalações;
• viaturas;
• matérias-primas e subsidiárias.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Tipos de investimento
O investimento imaterial representa a aplicação da poupança na
pesquisa e na descoberta de novas formas de fabrico, ou de novas
matérias-primas e em novas formas de gerir, divulgar e promover os
bens e os serviços, bem como, no aperfeiçoamento da qualificação
dos trabalhadores.

São despesas relacionadas


com a melhoria do potencial
produtivo das empresas.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Tipos de investimento

O investimento financeiro
corresponde ao aumento do capital
social das empresas.

Podemos aumentar o capital social de


uma empresa através da
incorporação de lucros, do recurso ao
mercado de valores mobiliários
(venda de novas ações), de
processos de fusão e de aquisições
(uma empresa passa a ter o capital
social de outra).
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Formação de capital

Designa o montante dos bens de produção utilizados por uma empresa


no processo produtivo

Formação de capital = FBCF + VE

Realização da atividade da página 257 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investigação e desenvolvimento (I&D)

Proporciona o aparecimento de novas Coloca no mercado novos bens e/ou bens


matérias-primas, o aperfeiçoamento de de melhor qualidade. Estas mudanças, por
bens já existentes e a descoberta de vezes, são acompanhadas, a médio
novas tecnologias geradoras de novos prazo, da redução dos preços dos bens e
bens. da generalização do seu consumo.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investigação e desenvolvimento (I&D)

Provoca
 A dinamização de atividades relacionadas com a produção dos novos bens e/ou dos
bens com maior qualidade, ao criar emprego, aumentar o Produto do país, acentuando o
crescimento económico;

 A retração das atividades com o desaparecimento de outros bens que caíram em desuso,
ao aumentar o desemprego, extinguindo certas profissões e ao contribuir para reduzir a
criação de riqueza;

 A criação de novos empregos mais qualificados (obrigando o trabalhador a aumentar a


sua qualificação individual ou retardando o seu ingresso no mercado de trabalho) nas áreas
da investigação, da conceção de novos bens, da manutenção/reparação dos equipamentos
e da utilização das tecnologias.

Realização da atividade da página 259 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investigação e desenvolvimento (I&D)


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

O financiamento da atividade económica

Capacidade de financiamento ocorre sempre que o


agente económico apresente uma poupança superior ao
valor do investimento a realizar. (poupança maior que o
investimento).

Necessidade de financiamento ocorre sempre que o


agente económico apresente uma poupança inferior ao
valor do investimento a realizar. (poupança menor que
o investimento).

Realização da atividade da página 261 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Financiamento interno
autofinanciamento
Formas de
concretizar o
investimento
direto

Financiamento externo

indireto

Realização da atividade da página 263 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

O crédito e a taxa de juro

O crédito representa a utilização de recursos de terceiros, por parte


de quem deles necessita, mediante o pagamento de juros e o
compromisso do reembolso futuro.

O juro representa o custo da utilização do crédito ou a


remuneração de quem concede crédito.

Realização da atividade da página 265 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Funções e tipos de crédito

Consumo destina-se à aquisição de bens de consumo


por parte das famílias.

Crédito Produção destina-se à aquisição de bens e de


serviços destinados ao processo produtivo das
empresas.

Crédito à produção de financiamento


destina-se a suprir,
momentaneamente, a falta de recursos financeiros na empresa.
Crédito à produção de funcionamento destina-se à modernização,
substituição e/ou ampliação da capacidade produtiva da empresa.

Realização da atividade da página 267 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

O processo de criação monetária corresponde à capacidade que as


instituições monetárias têm de, a partir dos depósitos recolhidos,
disponibilizarem uma parte dos mesmos através do crédito. A parte retida
pelo banco é obrigatória, constituindo uma reserva, para este fazer face a
eventuais levantamentos.
O restante é disponibilizado para a concessão de crédito. Na realidade, o
banco não cria moeda do ponto de vista físico, o que o banco faz é
disponibilizar a diferentes utilizadores moeda escritural, a partir da moeda
depositada, criando a possibilidade de oferecer mais meios monetários à
sociedade.

O crédito contribui para


 proporcionar o aumento imediato do consumo;
 proporcionar os recursos necessários ao investimento.

Realização da atividade da página 269 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Instituições financeiras

Instituições financeiras Instituições financeiras


monetárias não monetárias

Realização da atividade da página 271 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Mercado de títulos

O mercado de títulos é o mercado onde se transacionam os


valores mobiliários.

Mercado primário Mercado secundário

Onde se transacionam os Onde são transacionados


títulos que entram pela os títulos que já se
primeira vez em encontram em circulação
circulação. no mercado.

Realização da atividade da página 275 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investimento público

•Administração Pública

•Criação de infraestruturas (saúde, educação, etc.)

•Aquisição de equipamento para novos serviços


públicos e/ou modernização dos equipamentos dos
serviços públicos
Investimento
(de acordo com a natureza
dos investidores)
Investimento privado

•Famílias e empresas

•Construção de habitação pelas famílias

•Aquisição de bens de produção pelas


empresas

Realização da atividade da página 277 do manual.


ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investimento direto estrangeiro (está associado


à formação do capital, às transferências
tecnológicas, às novas formas de organização das
empresas e de gestão dos recursos)

•Investimento direto português no exterior (IDPE),


são investidores nacionais que aplicam as suas
poupanças na atividade produtiva de outros países.

•Investimento direto do exterior em Portugal


(IDEP), são investidores estrangeiros que aplicam as
Investimento estrangeiro suas poupanças na atividade produtiva do nosso
(aumenta a capacidade produtiva do
país.
país e pode conduzir ao aumento da
produtividade)

Investimento em carteira (está associado à


compra de títulos nos mercados de capitais;
mercado primário e mercado secundário).

•Permite aumentar o financiamento à economia


portuguesa.
Realização da atividade
da página 279 do manual.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Caraterísticas do IDEP
•Origem dos capitais investimentos
Europa
•Alemanha
•Espanha

América
•Brasil
•EUA
Hoje, a capacidade de Portugal acolher
Ásia investimento estrangeiro é reduzida devido:
•China
• à situação existente na economia
portuguesa;
África • à concorrência dos países de leste na
•Angola captação do IDE;
• à concorrência dos países asiáticos.
•Ramos de atividade preferenciais
•Tecnologias da Informação e da comunicação, indústria farmacêutica,
indústria automóvel e bancos e seguradoras.
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Caraterísticas do IDPE
•Destino dos capitais investimentos

• Europa
•Espanha

•América
•Canadá
•Brasil

•África
•Angola

•Ramos de atividade preferenciais

•Imobiliário
•Distribuição
•Construção
•Atividades financeiras
•Eletricidade
ECONOMIA A Elsa Silva
Economia A - 10.º ano Helena Mendes
Unidade Letiva 7 – Poupança e investimento

Investimento direto de Portugal no Investimento direto de Portugal no


estrangeiro por países de destino estrangeiro por setores

Realização da atividade da página 281 do manual.

Você também pode gostar