Você está na página 1de 10

INTRODUÇÃO À ECONOMIA

Robson Rodrigues Leinfelder


UFF Petrópolis – Departamento de Engenharia de Produção
20 de junho de 2017
MACROECONOMIA
MACROECONOMIA

MOEDAS
MOEDAS E
E BANCOS
BANCOS

POLÍTICA
POLÍTICA MONETÁRIA
MONETÁRIA

POLÍTICA
POLÍTICA CAMBIAL
CAMBIAL
Robson Rodrigues Leinfelder
UFF Petrópolis – Departamento de Engenharia de Produção
20 de junho de 2017
Curva de demanda da
Moeda:

Taxa de juros (r)


A curva de demanda da
moeda relacionando a taxa
de juros e a quantidade de
moeda demandada, tem Curva de
inclinação para baixo: taxa Demanda
de juros mais alta leva a um da Moeda
custo de oportunidade mais
alto de manter a moeda e
reduz a quantidade de
moeda demandada.
Quantidade de Moeda
Curva de demanda da
Taxa de juros (r)

Curva Moeda:
Curva
de Oferta de Oferta
de Moeda 1 de Moeda 2 Quando o Banco Central
estabelecer o
deslocamento da Curva
de Oferta da Moeda 1
para 2, significa que o
Banco resolveu oferecer
mais moeda (ou seja, está
emitindo mais papel
moeda no mercado).
Portanto, a quantidade de
moeda em circulação,
Quantidade de Moeda aumenta.
E qual é o efeito disso?
(CONTINUAÇÃO)

O efeito é que, para o


Taxa de juros (r)

Curva Curva
mercado passar a operar
de Oferta de Oferta novamente em equilíbrio,
de Moeda 1 de Moeda 2 o Banco Central terá de
estabelecer uma nova
taxa de juros. Ou seja,
deslocando a Taxa de
Juros de “Juros 1” para
“Juros 2”.
Reparem que o tracejado
Juros 1 azul (Juros 2) está num
Juros 2 ponto mais baixo do
gráfico, ou seja, a Taxa de
Juros 2 é menor que a
Quantidade de Moeda Taxa de Juros 1.
E qual é a consequência
disso?
(CONTINUAÇÃO)
Taxa de juros (r)

Curva A consequência é que, o


Curva
de Oferta de Oferta mercado vai operar com
de Moeda 1 de Moeda 2 maior oferta de moedas
(ou seja, tem mais moeda
em circulação), ou seja,
as pessoas terão a
Ponto 1 sensação de que tem
Ponto 2 mais dinheiro.
Além disso, a taxa de
Juros 1 juros é menor (ou seja, os
Juros 2 investidores terão a
tendência de tirar o
dinheiro que estava
Quantidade de Moeda rendendo juros, para
colocar esse dinheiro em
outros negócios). E além
(CONTINUAÇÃO)
Taxa de juros (r)

Curva Como a taxa de juros é


Curva
de Oferta de Oferta menor, o empresário terá
de Moeda 1 de Moeda 2 maior possibilidade de
tomar empréstimos para
converter o dinheiro que
tomou emprestado em
Ponto 1 novos negócios (que
Ponto 2 rendam mais do que a
Taxa de Juros 2).
Juros 1 De forma que, essa
Juros 2 conjuntura, fará com que
haja mais crescimento
econômico.
Quantidade de Moeda
(CONTINUAÇÃO)
Taxa de juros (r)

Curva Evidente que o mercado


Curva
de Oferta de Oferta não ocorre de forma tão
de Moeda 1 de Moeda 2 simples, pois senão, essa
seria a receita para todos
os Governos.
Além da oferta de
Ponto 1 moedas, influenciam na
Ponto 2 taxa de juros: questões
políticas, o cambio
Juros 1 (quanto nossa moeda vale
Juros 2 em relação ao Dolar, por
exemplo), a economia de
outros países, a balança
Quantidade de Moeda comercial etc.
Exercício 3.1: Suponha que o total de reservas de um banco seja igual a
$ 400 e que o total dos depósitos bancários seja igual a $ 2.000.
Suponha também que o público não mantenha moeda. Suponha agora
que o coeficiente de reserva caia de 20% para 10%. Descreva como isso
leva a uma expansão de depósitos bancários.
Resposta do Exercício 3.1:

Como a reserva obrigatória dos Bancos passará de 20% para


10%, os bancos precisarão manter reservas de apenas $200,
em vez de $400. Ou seja, os Bancos poderão emprestar mais $
200. Aquele que toma emprestado esses $200, vai usar o
dinheiro, e esses $200 serão depositados em outra conta
(talvez em outro Banco). Mas de qualquer maneira, esse
dinheiro ($200) passará a ser novamente depositado. Esse
novo Banco, por sua vez, também emprestará parte desses
recursos (no máximo $ 180), pois tem de manter 10% de
reservas. Assim, esses $180 acabarão em outra conta de
banco, que por sua vez, fará empréstimo de $162 ($ 180*90%),
assim por diante. Em conjunto, os depósitos aumentarão em $
200/0,1 = $ 2.000.

Você também pode gostar