Você está na página 1de 26

かに こう せん

蟹工船
こばやし たきじ

小林多喜二
1929 年
KOBAYASHI TAKIJI: O Autor
☆1903 年 10 月

1903 1907 1916 1921

0歳 4歳 13 歳 18 歳
Akita Escola Comercial
Hokkaidou Escola Comercial
Shimokawazoi de Otaru
Superior de Otaru

1924 1927 1928 1929

21 歳 24 歳 25 歳 26 歳
Banco Colonial Fed. de Artistas Início da escrita
Publicação de
de Hokkaidou Trabalhadores e de
蟹工船
Agrários; 蟹工船
Fed. dos Artistas
Proletários do
Japão

✞1933 年 2 月 ~  29 歳
『蟹工船』 : A Obra

RESUMO

Romance que narra e denuncia as condições


subumanas a que os trabalhadores dos navios-
fábrica de enlatados de caranguejo são
submetidos.
O despertar dos trabalhadores no ideial
comunista, aprendendo a se organizarem.
『蟹工船』 : A Obra
Alguns aspectos

• Narrado em terceira pessoa;


• Realismo, sem traço fantasioso;
• Clara crítica ao sistema capitalista;
• Muita descrição do ambiente;
• Uso de palavras de baixo calão;
• Estereotipação do “patrão capitalista”;
• A massa operária sem nome;
• Uso abundante de onomatopéias.
『蟹工船』 : A Obra

Sob a perspectiva do Autor em

“Carta aos Editores”

『編集者への手紙』
31 日 3 月 1929 年
『蟹工船』 : A Obra

“Não há aquilo que é chamado de protagonista, nem formatado
para haver antagonistas. O grupo dos operários é quem se
torna o protagonista”
● Ex-pescadores
● Ex-camponeses
● Ex-mineradores
● Estudantes
● [os pescadores, o carpinteiro, o cozinheiro, o capitão]
● Etc

“Este 短篇 delineia grupos, mas algo desta extensão é


assustadoramente o primeiro, e em diversos pontos foi um
risco e uma dificuldade”
● Aproximadamente 100 páginas
『蟹工船』 : A Obra

“A personalidade individual e o psicológico vão sendo
completamente perdidos”

「 Apesar de não entenderem bem a quem sua raiva se


dirigia, aqueles duzentos homens que viviam dia após dia em
um “pote de merda” comunicavam-se entre si em linguajar
agressivo. De maneira imperceptível, sua forma de pensar,
falar e agir caminhavam cada vez mais num mesmo rumo. 」
『蟹工船』 : A Obra

“A personalidade individual e o psicológico vão sendo
completamente perdidos”

「 Apesar de não entenderem bem a quem sua raiva se


dirigia, aqueles duzentos homens que viviam dia após dia em
um “pote de merda” comunicavam-se entre si em linguajar
agressivo. De maneira imperceptível, sua forma de pensar,
falar e agir caminhavam cada vez mais num mesmo rumo. 」
『蟹工船』 : A Obra

“A obra 蟹工船 não aborda de maneira especial nenhum tipo
de trabalhador”

● Pote de Merda 「 Durante a noite eram infernizados


por piolhos, pulgas, percevejos de cama que saíam de
toda parte. (...) Caso levantassem-se de seus asfixiantes
e úmidos beliches, dezenas e dezenas de pulgas subiam
em suas canelas. Questionavam-se, afinal, se alguma
parte de seu corpo teria apodrecido. 」
● 「 Um estudante lembrou-se de uma pintura do
“inferno” que retratava exatamente o mesmo estado em
que eles estavam 」
『蟹工船』 : A Obra

“A obra, enquanto tem a intenção de revelar a desorganização
dos trabalhadores, de forma contrária, mostra como o
capitalismo, sarcasticamente e naturalmente, os organiza.”

“Enquanto é demonstrado de que forma a figura do


capitalismo e sua falta de compaixão permeia as terras de
colônias e não desenvolvidas, e de que forma primitiva a
exploração se dá com as autoridades e os militares; é
mostrado, também, a forma inesperada como o capitalismo
toma lugar, levando, de um jeito insaciável, os operários aos
seus extremos.”
『蟹工船』 : A Obra

“A literatura proletária definitivamente deveria se posicionar
contra a guerra imperialista. Mas por qual motivo isso se
daria? Quantos seriam os trabalhadores que entendem isso?
Isso é algo que todos devem saber, urgentemente.

Descrever simplesmente a exploração feita pelos militares de


suas posições sociais não causa nada além de uma raiva
humanitária. Com este pano de fundo, enxergamos apenas os
militares, e não tocamos nas bases econômicas da guerra
imperialista.

Exército do imperador
grupos industriais
relações internacionais
trabalhadores

Estes 4 devem ser enxergados em seu todo. O melhor palco


para isso seria o 蟹工船 . ”
『蟹工船』 : A Obra

ONOMATOPEIAS

Existem mais de 360 ocorrências, das quais aproximadamente


um terço são do tipo 擬音語 (giongo) e os demais do tipo
擬態語 (gitaigo).

Sua presença se justifica pela necessidade de compor a


descrição do espaço (pois se trata de uma grande estrutura de
aço navegando em águas turbulentas e que oferece condições
insalubres aos seus tripulantes) e do desenvolvimento
psicológico das personagens (que sofrem maus-tratos e
violência física e emocional, além de viverem em péssimas
condições de habitação e alimentação).
Através da portinhola redonda embaçada pelo
spray das ondas, avistava-se a linha rígida
間波のしぶきで曇った円るい舷窓か formada pela cadeia das enevoadas montanhas de
ら、ひょいひょいと樺太の、雪のある Karafuto. Porém, as montanhas logo
山並の堅い線が見えた。然しすぐそれ desapareciam do vidro, escondidas pelas ondas
はガラスの外へ、アルプスの氷山のよ
que se erguiam assustadoramente e pareciam os
うにモリモリとむくれ上がってくる波
cumes alpinos. Entre as ondas, formavam-se vales
に隠くされてしまう。寒々とした深い
gélidos e profundos. As ondas se aproximavam
谷ができる。それが見る見る近付いて
num piscar de olhos, chocavam subitamente
くると、窓のところへドッと打ち当
contra as janelas, onde se quebravam e emitiam
り、砕けて、ザアー……と泡立つ。そ
um som espumoso: Zah! E então, essa espuma ia
して、そのまゝ後へ、後へ、窓をすべ
em direção aos fundos do navio, deslizando pelas
って、パノラマのように流れてゆく。
janelas e fazendo um percurso panorâmico. Por
船は時々子供がするように、身体を揺
vezes, o navio chacoalhava seu corpo como o faz
った。棚からものが落ちる音や、ギー
uma criança. Ouviam- se o som de coisas caindo
イと何かたわむ音や、波に横ッ腹がド
dos beliches, o som de algo se entortando e o som
ブーンと打ち当る音がした。ーーーそ
の間中、機関室からは機関の音が色々 das ondas que flanqueavam o casco do navio.
な器具を伝って、直接に少しの震動を Somava-se ainda o som dos motores que vinha
伴って、ドッ、ドッ、ドッ……と響い das salas das máquinas. Ele reverberava por
ていた。時々波の背に乗ると、スケリ vários objetos, trazendo consigo uma pequena
ュが空廻りをして、翼で水の表面をた vibração, curta e contínua. Às vezes, quando o
ゝきつけた。 navio subia a crista de uma onda, a hélice girava
no ar, tapeando a superfície do mar com suas pás.
『手紙』 : A Letter (1931)
RESUMO

História da família de Kimi: o pai sofre um acidente de trabalho e como


ele é o provedor financeiro da família, todos da casa começam a passar
fome. A mãe, preocupada com as condições da família, adoece após a
morte do marido e Kimi, devido a uma queda ao entrar em choque com a
morte da mãe, se torna o terceiro membro da família a ficar de cama,
sobrando apenas seus irmãos mais novos.
Alguns aspectos do conto

◈ Narrado em primeira pessoa;


◈ Narrador é desconhecido;
◈ Em meados da história, o narrador começa a usar Eu ( 私 );
◈ Parecer ser alguém próximo da família → algum morador da casa;
◈ Pode-se inferir que seja onisciente, pois ele sabe detalhes muito
íntimos sobre a vida familiar e o estado emocional de Kimi.
“É preciso se perguntar por que Takiji evitaria o uso
extensivo de kanji por uma questão de simplicidade, mas
utilizaria um dispositivo narrativo experimental? Talvez
Takiji estivesse escrevendo para dois públicos: o trabalhador
e o intelectual.”

Benjamin Robert Burton – Fragments of Struggle Five Short


Stories by Kobayashi Tajiki
Link com Kani Kousen
◈ Focado na vida de trabalhadores pobres;
◈ Falta de amparo por parte da empresa ou qualquer instituição
governamental quando alguém se fere no trabalho
➔ Capitalismo predatório, trabalhadores do navio quando ficavam
doentes eram obrigados a continuar trabalhando e não tinha
nenhum tipo de suporte medicinal.
◈ Algumas palavras são escritas apenas com ***, como o nome da
empresa do pai de Kimi, o tipo de pessoa o qual ela diz se pertencer o
que ela irá se tornar quando melhorar e que seguirá
➔ Em uma interpretação livre, a carta poderia ser um modelo de
manifesto para ser seguido
『母妹の道』 : Mother and
Sister’s Way (1931)
RESUMO

História da mãe e irmã de Kenkichi, Oyasu, que se passa após a prisão do


irmão em Tóquio. Através de cartas enviadas por Kenkichi, Oyasu e sua
mãe ficam sabendo que ele havia sido preso por ter se envolvido com o
Partido Comunista. Confusas, Oyasu e sua mãe vão visitar seu ente
querido na prisão para tentar entender o que aconteceu, e entre diversos
acontecimentos elas conseguem o ver e retornam pra vila. Meio ano
depois, Oyasu envia uma carta a Kenkichi revelando que ela finalmente
entendeu o que aconteceu com ele e que agora estava participando de uma
greve que estava ocorrendo em sua vila.
Alguns aspectos do conto

◈ Narrado em terceira pessoa;


◈ Narrador onisciente;
◈ Campo versus Cidade;
◈ Presença da carta como manifesto;
◈ Sistema de suporte para prisioneiros que são presos na luta pelo
comunismo.
“Em todas essas histórias, encontramos os atos de ler,
escrever e falar como empoderadores dos indivíduos em seus
atos de resistência ao engajamento pela primeira vez nas
atividades do Partido. Além disso, "Scars" e "Mother and
Daughter's Way" ensinam os leitores sobre os sistemas de
apoio disponíveis para aqueles que acabam na prisão por
ajudar no movimento socialista.”

Benjamin Robert Burton – Fragments of Struggle Five Short


Stories by Kobayashi Tajiki
Link com Kani Kousen
◈ Focado na vida de trabalhadores pobres;
◈ Kenkichi se revolta contra o sistema pois percebe que ele trabalha
muito e mal tem o que comer
➔ Os trabalhadores dos navios entraram no Kani Kousen com a
promessa de poderem tomar banho, comer e ter um local para
ficar, mas na realidade eles trabalham muitas horas por dia sem
descanso, sendo agredidos fisica e moralmente, dormindo em um
local sem higiene alguma e sendo mal alimentados.
➔ Trabalhadores entendem que a culpa deles viverem nessas
condições é de um sistema econômico → Capitalismo.
◈ Link biográfico → Kenkichi foi preso em Tóquio por fazer parte do
Partido Comunista assim como Kobayashi também havia sido preso e
torturado.
壁小説 - “Wall Fiction”
É uma “literatura para a classe trabalhadora, afixada nas paredes do local
de trabalho”; raramente excedendo dez páginas, seriam publicadas em
lanchonetes, corredores e salas de reunião de funcionários; em qualquer
lugar em que haja uma alta concentração de trabalhadores. Também
podiam ser encontradas nas ruas, em praças públicas ou em cabines
telefônicas. Ao contrário dos livros, escolhas estilísticas, como layout,
design, fonte e métodos de impressão, são aspectos importantes. Até o
local em que uma obra é publicada/fixada tem um efeito importante sobre
seu conteúdo. Este gênero abrange, portanto, conteúdo, forma, espaço e
tempo. Em termos brasileiros, seria uma mistura de lambe-lambe e
literatura de cordel.
壁小説 - “Wall Fiction”

● Anatóli Lunatcharski: “precisamos criar obras


literárias – simples e elementares”
● revista Senki: kabe shōsetsu como resposta a
uma demanda dos trabalhadores
● kabe shōsetsu como elemento de colaboração
e resistência
参考文献 - Referências
ALMEIDA, André Felipe de Sousa. O Navio-Fábrica Caranguejeiro, de Kobayashi Takiji: tradução
e considerações. 2016. 188 f. Dissertação (Mestrado). São Paulo, FFLCH-USP. 2016.
BOWEN-STRUYK, Heather & FIELD, Norma. “Art as a Weapon: Japanese Proletarian Literature on
the Centenary of the 1917 Russian Revolution”. The Asia-Pacific Journal [Site da internet], [S.l.], v.
16, n. 1, fev. 2018. Disponível em: <https://apjjf.org/-Norma-Field--Heather-Bowen-
Struyk/5113/article.pdf>. Acesso em nov. 2019.
BURTON, Benjamin Robert. Fragments of Struggle: Five Short Stories by Kobayashi Takiji. 2014. 40
f. Tese (Bacharelado em Língua Japonesa). Portland State University. 2014. Disponível em:
<https://pdxscholar.library.pdx.edu/cgi/viewcontent.cgi?article=1051&context=honorstheses>. Acesso
em out. 2019.
KOBAYASHI, Takiji. The crab cannery ship and other novels of struggle. Traduzido por Željko
Cipriš com Introdução de Komori Yoichi. Honolulu: University of Hawaiʻi Press, 2013.
YUASA, Hideo. Nihongo hyōgen no tokushitsu wo tsunagu mono: Shiten, onomatope, naru-teki
kōbun kara no apurōchi. [Kobe]: Kōbe daigaku kindai hakkō-kai, 2010. Disponível em:
<http://www.lib.kobe-u.ac.jp/handle_kernel/81002941>. Acesso em set. 2019.