Você está na página 1de 30

Capítulo 2 - b

Aceleração
Prof. Jackson Milano
jmilano@positivo.com.br
Analise se possui aceleração:

1- Um carro viajando em uma


estrada reta com velocidade
constante de 100 km/h;
2- Um carro de F1 logo após a
largada na reta principal que sai de
0 a 300 km/h em 4 segundos
Analise se possui aceleração:

3- Um ônibus que para realizar uma


ultrapassagem sobre um caminhão
viajando em uma estrada reta vai de
80 km/h para 100 km/h;
4- Um caminhão que em uma ladeira pisa
no freio, reduzindo sua velocidade de
100 km/h para 80 km/h.
Analise se possui aceleração:

5- Um carro parado no semáforo


vermelho, com o motorista pisando no
acelerador, fazendo a rotação do motor
aumentar de 1000 para 4000 rpm.
Quando o módulo da velocidade
de uma partícula varia no
decorrer do tempo, dizemos
que ela está sofrendo uma
aceleração.
Aceleração Média
Para movimentos ao longo de um eixo x ou
y, a aceleração média em um intervalo de
tempo t será:

v v2  v1
améd   2-7
t t 2  t1
Onde:
• v1 = velocidade da partícula no instantet1;
• v2 = velocidade da partícula no instante t2;
• A unidade da aceleração média no SI é m/s².
Aceleração Instantânea
A aceleração instantânea é definida como o
limite da aceleração média conforme o
intervalo de tempo t se aproxima de zero:

v dv
a  lim  2-8
t 0 t dt

Obs:
• A aceleração de uma partícula em certo
instante é a taxa com a qual a velocidade está
Aceleração Instantânea
A aceleração de uma partícula em certo
instante também pode ser obtida pela
derivada segunda da posição x(t) em
relação ao tempo nesse instante:
2
dv d  dx  d x
a    2 2-9
dt dt  dt  dt
Obs:
• A aceleração assim como o deslocamento e a
velocidade também é uma grandeza vetorial.
Efeitos da Aceleração no corpo
humano
Antes do homem poder se lançar ao espaço e à Lua, os primeiros testes com
foguetes foram realizados no solo terrestre na busca por entender os efeitos das
forças de aceleração e desaceleração no organismo humano. Para isso, os
cientistas da Nasa, desenvolveram o "desacelerador humano", chamado de Gee
Whiz, que consistia em um trenó com propulsão por foguetes colocado sobre
uma pista com trilhos de 610 m e um poderoso sistema de frenagem de 14 m.

Em 1954, o escolhido pela Força Aérea Americana para medir a


resistência humana a grandes acelerações foi o coronel John Stapp. Ao todo, ele
realizou 29 corridas experimentais, alcançando velocidades até então inatingidas
de 1017 km/h, na base aérea de Hollomon, no Estado do Novo México. Por
conta dos testes, Stapp sofreu inúmeras lesões, incluindo membros e costelas
quebrados, descolamento de retina e outros traumas, como o rompimento de
vasos sanguíneos dos seus olhos.

"Se aquele cara tiver alguma forma de cometer um erro, ele cometerá."
Efeitos da Aceleração no corpo
humano
Efeitos da Aceleração no corpo
humano

Red Bull Air Race


Efeitos da Aceleração no corpo
humano
Grandes acelerações são muitas vezes expressas
em unidades de g, definidas da seguinte forma:

1 g  9,8 m/s 2
2-10

Onde:
• g = módulo da aceleração de um objeto em queda livre
próximo da superfície da Terra;
• Em uma montanha russa, em média a aceleração chega
a até 3g.
Sinais da aceleração e da
velocidade
O sinal da aceleração indica um sentido e não se a
velocidade do objeto está aumentando ou
diminuindo.
Exemplo: Se um carro com uma velocidade inicial
v0 = - 25 m/s é freado até parar em 5,0 s, então
améd. = + 5,0 m/s².
A aceleração é positiva, mas a velocidade escalar
do carro diminuiu. A razão está na diferença de
sinais: o sentido da aceleração é contrário ao da
velocidade.
Sinais da aceleração e da
velocidade
A forma correta de interpretar os sinais é:

Se os sinais da velocidade e da aceleração


de uma partícula são iguais, a velocidade
escalar da partícula aumenta.
Se os sinais são opostos, a velocidade
escalar diminui.
Gráficos de x, v e a:
A figura mostra o gráfico x(t) de um elevador que,
depois de passar algum tempo parado, começa a
se mover para cima (que tomamos como o sentido
positivo de x) e depois para novamente.
Plote v(t) e a(t).
Gráficos de x, v e a:
Gráficos de x, v e a:
Exemplo

R: a) v(t) = 3t² - 27 e a(t) = 6t


b) t = 3 s
c) Em t = 0 s, x(0) = + 4 m, v(0) = -27 m/s e a = 0.
Entre 0 < t < 3, v é negativo, a é positivo.
Em t = 3 s, x(3) = - 50 m, v = 0.
Exercício:
18) A posição de uma partícula que se
move ao longo do eixo x é dada por
x = 12t² - 2t³, onde x está em metros e
t em segundos. Determine:
a) A posição;
b) A velocidade e
c) A aceleração da partícula em t = 3,0 s.
a) x3  54 m
b) v 3  18 m/s
c) a 3  - 12 m/s 2
Exercício:
18) A posição de uma partícula que se
move ao longo do eixo x é dada por
x = 12t² - 2t³, onde x está em metros e
t em segundos.
d) Qual é a coordenada positiva máxima
alcançada pela partícula?
e) Em que instante de tempo ela é
alcançada?
d ) x4  64 m
e) t  4 s
Exercício:
18) A posição de uma partícula que se
move ao longo do eixo x é dada por
x = 12t² - 2t³, onde x está em metros e
t em segundos.
f) Qual é a velocidade positiva máxima
alcançada pela partícula?
g) Em que instante de tempo ela é
alcançada?
f ) vmáx.  24 m/s
g) t  2 s
Exercício:
18) A posição de uma partícula que se
move ao longo do eixo x é dada por
x = 12t² - 2t³, onde x está em metros e
t em segundos.
h) Qual é a aceleração da partícula no
instante em que ela não está se movendo?
i) Determine a velocidade média da
partícula entre t = 0 e t = 3,0 s.
h) a4   24 m/s 2

i) vméd.  18 m/s
Exercício:
19) Em um certo instante de tempo, uma
partícula tinha uma velocidade de 18 m/s
no sentido positivo de x; e 2,4 s depois, a
velocidade era 30 m/s no sentido oposto.
Qual foi a aceleração média da partícula
durante esse intervalo de 2,4 s?

améd .   20 m/s 2
Exercício:
20) Se a posição de uma partícula é dada
por x = 20t – 5t³, onde x está em metros
e t em segundos, em que instante:
a) A velocidade da partícula é zero?
b) A aceleração da partícula é zero?

a ) t  1,15 s
b) t  0 s
Exercício:
20) Se a posição de uma partícula é dada
por x = 20t – 5t³, onde x está em metros
e t em segundos, para que intervalo de
tempo (positivo ou negativo):
c) A aceleração é negativa?
d) A aceleração é positiva?
c) Para t  0 s  a será negativo.
d) Para t  0 s  a será positivo.
Exercício:
20) Se a posição de uma partícula é dada
por x = 20t – 5t³, onde x está em metros
e t em segundos.
e) Desenhe os gráficos de x(t), v(t) e
a(t).
Exercício extra:
1. A posição de uma partícula que descreve um
movimento em linha reta sobre o eixo x varia
de acordo com a expressão x = 40t –(5/3).t3
(com t em segundos e x em metros).
a) Escreva a expressão para a velocidade da partícula;
b) Escreva a expressão para a aceleração da partícula;

a ) v  40  5t 2

b) a   10t
Exercício extra:
1. A posição de uma partícula que descreve um
movimento em linha reta sobre o eixo x varia
de acordo com a expressão x = 40t –(5/3).t3
(com t em segundos e x em metros).
c) Determine a aceleração média da partícula entre
t = 0 s e t = 2,0 s;
d) Determine o instante de tempo em que a partícula
para momentaneamente;

c) améd .   10 m/s²
d) t  2,82 s
Exercício extra:
1. A posição de uma partícula que descreve um
movimento em linha reta sobre o eixo x varia
de acordo com a expressão x = 40t –(5/3).t3
(com t em segundos e x em metros).
e) Determine a aceleração da partícula em t = 2,0 s;

e) a   20 m/s²
Exercício extra:
f) Utilizando os dados do enunciado e calculados nos
itens anteriores, desenhe o gráfico v em função de t
e indique como as respostas dos itens c) e e) podem ser
obtidas a partir do gráfico.

Você também pode gostar