Você está na página 1de 86

ENFERMAGEM

MATERNO INFANTIL
Enf. Obstétrica e Neonatologista
Nadielly Ladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
O SUS, amparado em arcabouço jurídico-legal adequado:
Constituição Federal, Lei 8080/90 e Lei 8142/90, que
estabelece a saúde como direito de cidadania e dever do
estado, resultante de políticas publicas que elevem a
qualidade de vida, tem sua organização pelos princípios da
universalidade, integralidade, equidade, descentralização e
serviço social.

Cabe a nós profissionais e futuros profissionais termos


comprometimento com o que fazemos para conseguirmos
atender o nosso cliente/paciente com qualidade.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
Definição:
A especialidade da enfermagem que se dedica a cuidados da
mulher durante sua gravidez, parto e cuidados com o recém-
nascido RN.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
Em busca de reconhecimento e valorização do seu trabalho,
de suas necessidades de saúde, as mulheres, de forma
organizada, através o Movimento de Mulheres, vem
participando da formulação das políticas públicas, cobrando
ações que sejam coerentes com o que precisa para sua saúde.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
Quando recebemos uma mulher na Unidade de Saúde, é
importante valorizar suas queixas e perceber com que
urgência suas necessidades serão atendidas.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
A consulta clínico-ginecológica tem por objetivo identificar
o mais precoce possível distúrbios que afetam especialmente
o órgãos reprodutores femininos e as mamas, além de olhar
para a saúde da mulher de uma maneira geral.

Os principais sintomas ginecológicos que levam umas


mulheres a buscarem atendimento são: dor, modificações do
ciclo menstrual, hemorragias e corrimento vaginal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
O exame preventivo deve ser feito anualmente e após dois
resultados negativos consecutivos o intervalo deverá ser
feito de 3 anos. Porém, a mulher deve procurar a unidade,
caso sinta qualquer sinal ou sintoma diferente em seu corpo.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
Sendo a dor um sintoma muito frequente em ginecologia,
quase sempre subjetiva e inconsciente. É importante
identificar a origem, o tipo, a intensidade e em que momento
e situação ocorre.

@obstetranadyladwig
APARELHO REPRODUTOR FEMININO

@obstetranadyladwig
APARELHO REPRODUTOR FEMININO

@obstetranadyladwig
MENSTRUAÇÃO

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
As alterações dos ciclos menstruais podem se caracterizar
em diferentes formas:
Alterações do volume: hipermenorreia ou hipomenorreia.
Períodos dos ciclos: polimenorreia, oligomenorreia, ou
amenorreia.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
As hemorragias genitais podem ser provenientes de qualquer
ponto do aparelho genital, mas geralmente procedem do
útero e de seus anexos e através do canal vaginal
exteriorizam-se na vulva.
Tem valor diagnóstico muito grande, por isso deve
especificá-los na consulta, considerando suas características.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL
Cor vermelho vivo ou escuro, com ou sem coágulos.
Volume.
Associação com outros sintomas, notadamente dores,
leucorreias e menstruação.
Tempo de aparecimento, duração e periodicidade.
Associação com outras doenças.
Existência de outros elementos, como secreção purulenta.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
GESTAÇÃO DE
ALTO RISCO
Enf. Obstétrica e Neonatologista
Nadielly Ladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

SHEG (Síndrome Hipertensiva Específica da Gestação)


A DHEG pode ser definida como uma manifestação clínica
e laboratorial resultante do aumento dos níveis pressóricos
de uma gestante, previamente normotensa, a partir da 20ª
semana de gestação, desaparecendo até seis semanas após o
parto.
1ª causa de morte no Brasil materno infantil

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Fatores de Risco
Primigestas;
Antecedentes familiares de pré-eclâmpsia/eclâmpsia;
Gestação gemelar;
Hipertenção arterial crônica, nefropatia, lupus, diabetes;
Mudança de parceiro;
Tabagismo;
Etilismo.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Classificação das SHEG:


Hipertenção Gestacional;
Pré-eclâmpsia;
Eclâmpsia;
Hellp Síndrome.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Hipertensão arterial (HA)


Hipertensão arterial crônica: antecede a gestação,
presente antes das 20semanas.

Hipertensão Gestacional: Pressão arterial maior ou


igual a 140x90 mmHg após a 20ª semana de
gestação.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Pré-eclâmpsia: HÁ diagnosticada a partir das 20 semanas,


hipertensão arterial, edema e proteinúria.

Eclâmpsia: É a presença de convulsões tônico-clônicas,


seguido de coma, em mulheres com pré-eclâmpsia grave.

HELLP é a sigla usada para descrever a condição de


paciente com pré-eclâmpsia grave que apresenta hemólise
(H), níveis elevados de enzimas hepáticas (EL) e contagem
baixa de plaquetas (LP).

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

 Aborto
 É o processo de eliminação deste produto conceptual.

 Abortamento
 É a morte ovular ocorrida antes das 20 ou 22 semanas de gestação
ou peso menor ou igual a 500g.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Ameaça de abortamento
Sangramento discreto, cólicas, colo fechado.

Inevitável
Sangramento vultoso e/ou cólicas e/ou colo
aberto (4cm ou mais) e bolsa rota.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Classificação Clínica

Provocado
Habitual:três ou mais abortos consecutivos;
Incompleto: expulsão só de parte do conteúdo do
útero ou rotura das membranas;
Precoce: perda do feto antes das 12 semanas de
gravidez.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Gravidez Ectópica
É a nidação do ovo fora da cavidade uterina;

É toda gravidez que se desenvolve fora do útero;

Pode-se localizar nas trompas (gravidez tubária), ovários ou


órgãos abdominais pélvicos.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Mola Hidatiforme
Surgem a partir da má formação ou degeneração do ovo ou
de restos ovulares e/ou placentários.
Evoluem para formas císticas e adquirem um formato de
cachos de uva.
Esses cistos podem encher toda a cavidade uterina,
invadirem a musculatura uterina e transformar-se em um tipo
de câncer, o que é raro.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Placenta Prévia (PP)


É a implantação da placenta, inteira ou parcialmente, no
segmento inferior do útero, a partir da 22 semana de
gestação.
Perda de sangue por via vaginal, indolor, súbita, de cor
vermelho vivo, em geral pequena quantidade.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Descolamento Prematuro de Placenta (DPP)


É a separação abrupta da placenta antes do nascimento do
feto, em gestação de 22 ou mais semanas.
Associa-se em alguns casos com hipertesão arterial, anemia,
desnutrição, fatores mecânicos, fatores placentários, cordão
umbilical curto, uso de drogas ilícitas.
Apresenta sangramento vermelho escuro.
BCF inaudível ou diminuindo.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Polidrâmnio é líquido amniótico excessivo;

Oligoidramnio é um volume deficiente de líquido


amniótico;

Ambos estão associados a complicações maternas e fetais. O
diagnóstico é por medição ultrassonográfica do volume de
líquido amniótico.

Valor normal do ILA = 8 a 18 cm

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Êmese e Hiperêmese
É a exacerbação da êmese gravídica, comum no primeiro
trimestre da gestação e caracterizada por náuseas e vômitos.

Causas
Aspectos emocionais e as adaptações hormonais próprias do
início da gestação.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Trabalho de Parto Prematuro TPP


Conceitua-se gravidez pré-termo aquela cuja idade
gestacional encontra-se em 22 (154 dias) e 37 (ou 259 dias)
semanas.

Gestação Prolongada
Também referida como pós-datismo, é aquela que ultrapassa
42 semanas.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Amniorrexe Prematura RPM


Rotura da bolsa amniótica se dá antes de instalado o trabalho
de parto. Constitui causa importante de partos pré-termo, o
que contribui para o aumento da mortalidade perinatal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Infecção do Trato Urinário ITU


Em 80% dos casos bacteriúria assintomática.
Os casos mais leves caracterizam-se por disúria, polaciúria e
urgência miccional.
Nas infecções mais graves aparecem sintomas de queda do
estado geral, febre, calafrios, cefaleia, náuseas, vômitos e
hipersensibilidade do ângulo costo-vertebral, sugestivo de
pielonefriteaguda.
Associados a ela estão a desidratação, comprometimento da
função renal, prematuridade e a infecção feto-anexial e
puerperal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Sífilis
A Sífilis Congênita é consequência da disseminação do
Treponema pallidum pela corrente sanguínea, transmitido
pela gestante para o seu bebê. A infecção pode ocorrer em
qualquer fase da gravidez, e o risco é maior para as mulheres
com sífilis primária ou secundária.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

A testagem deverá ocorrer, no mínimo duas vezes na


gestação (início do pré-natal e 30ª semana) e no momento de
sua internação hospitalar, seja para o parto ou para
curetagem por aborto.

Tratar até 30 dias antes do parto para o feto não ser


contaminado.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Vaginose Bacteriana
É a causa frequente de infecção
vaginal (10-25%), e mesmo
assintomática tem sido associada a
fenômenos adversos na gravidez e
puerpério. Entre essas
consequências incluem-se a rotura
prematura de membranas, o
trabalho de parto prematuro, o
parto prematuro e a infecção
puerperal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Vaginose Bacteriana
Caracterizada por desequilíbrio da flora vaginal normal, pelo
aumento exagerado de bactérias (gardnerella vaginalis).
Encontram-se geralmente corrimento vaginal com odor
fétido, acinzentado, de aspecto cremoso, algumas vezes
bolhoso, mais acentuado depois do coito e no período
menstrual. Podendo ocorrer dispaurenia.
Como medida profilática de amniorrexe e parto prematuro,
recomenda-se que seja pesquisada em toda gestante, em
torno de 30ª semanas, a presença de vaginose bacteriana.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

 Anemia Gestacional
 Anemia na gravidez são quando os valores de hemoglobina são
iguais ou menores que 11,0 g/dL.

 Anemia Ferropriva
 A conduta visa a correção dos déficits, o que se consegue por
meio da orientação alimentar e suplementação de ferro.

 Riscos
 Prematuridade, baixo peso fetal, diminuição das reservas
maternas, risco de mortalidade materna e fetal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Profilaxia
60 mg de ferro elementar por dia a partir de 20
semanas de gestação até o 3º mês pós-parto ou
pós-aborto.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

Diabetes Gestacional
É a intolerância aos carboidratos, de graus variados de
intensidade, diagnosticada pela primeira vez durante a
gestação, podendo ou não persistir após o parto.

Alerta para gestantes com glicemia em jejum acima de


90mg/dL.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
GESTAÇÃO DE ALTO RISCO MATERNO INFANTIL

 O diabetes gestacional pode


causar problemas à mãe e
filho, como crescimento
excessivo do bebê e, por
consequência, um parto
traumático, hipoglicemia
neonatal e até
obesidade diabetes na vida
adulta.

 Objetivo após o parto é evitar


hipoglicemia do RN.

@obstetranadyladwig
TRABALHO DE PARTO
E PARTO
Enf. Obstétrica e Neonatologista
Nadielly Ladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

 Humanização do Parto e Nascimento


Promoção do parto e nascimento saudáveis e a prevenção da
morbimortalidade materna e perinatal.
 Execução de procedimentos comprovadamente benéficos para
mãe e bebê, evitando intervenções desnecessárias, preservando a
privacidade e autonomia da mulher.
 Mulher tem papel de protagonista no trabalho de parto e parto.
 Profissional pode minimizar a dor, ficar ao lado, dar conforto,
orientar, ajudar a parir e a nascer.
 Parto precisa ser resgatado como momento do nascimento,
respeitando todos os seus significados e devolvendo à mulher o
direito de ser mãe com humanidade e segurança.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Ciclo gravídico-puerperal constitui-se de três


fases:
Gestação ou fase evolutiva;
Parto ou fase resolutiva;
Puerpério ou fase involutiva;

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Parto Normal: transcorre espontaneamente pela via vaginal.


Parto operatório: exige intervenção, vaginal, ou abdominal.
Parto eutócico: evolui em condições de normalidade.
Parto distócico: evolui com normalidade de um ou mais
fatores do parto.
Parto induzido: provocado antes de sua manifestação
espontânea.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Trabalho de parto
Presença de contrações uterinas a intervalos regulares que
vão progressivamente aumentando em frequência e
intensidade , provocando esvaecimento e dilatação do colo
uterino. Conceito- Parto Expulsão fetal e dequitação
placentária.
(BRASIL, 2001)

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Diagnóstico do trabalho de parto


Presença de contrações uterinas a intervalos regulares, que
vão progressivamente aumentando em frequência e
intensidade, e que não diminuem com o repouso da gestante;
Padrão contrátil inicial: uma contração a cada 3 a 5 minutos,
com duração de 20 a 60 segundos.
Apagamento e dilatação progressivos do colo uterino.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Diagnóstico do trabalho de parto


OBS 1: Falso trabalho de parto: contrações descoordenadas,
bem perceptíveis, porém que cessam e sem dilatação da
cérvice uterina.
OBS 2: Perda do tampão mucoso e rotura das membranas
são sinais menos específicos do trabalho de parto.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Chamar a mulher pelo nome (evitar termos como mãezinha,


dona, ...);
Informar sobre diferentes procedimentos a que será
submetida;
Proporcionar ambiente acolhedor, limpo, silencioso;
Esclarecer dúvidas e aliviar ansiedades;

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Anamnese
Exame clínico
Exame obstétrico
Tricotomia (?)
Enteroclisma (?)
Alimentação
Higiene da parturiente
Posição da parturiente

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Sistematização da Assistência de Enfermagem


Anamnese
Antecedentes obstétricos;
Data da última menstruação;
Informações sobre o movimento fetal;
Dados e evolução da gestação atual;

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Exame físico
Mensurar dados vitais;
Avaliar pele e mucosas;
Realizar a ausculta cardíaca e
pulmonar;
Investigar a presença de edema e
varizes.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Exame obstétrico
Observação das contrações;
Auscultar a frequência cardíaca fetal;
Fazer palpação obstétrica - Manobras de Leopold;
Toque vaginal.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Providenciar higiene adequada;


Encaminhar para o banho;
Trocar as roupas;
Pentear os cabelos;
Escovar os dentes;
Posicionar a parturiente

Qual a melhor posição?


Recomendações de repouso
DEAMBULAÇÃO

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Oferecer suporte psicossocial;


Possibilitar a presença reconfortante de um acompanhante;
Promover técnicas de relaxamento;
Orientar a realização de exercícios respiratórios;
Manter o diálogo durante a realização de procedimentos.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Controlar a dor;
Monitorar a dor;
Buscar técnicas para alívio da dor.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Períodos ou fases clínicas do parto


1a. Fase: do início do Trabalho de Parto até dilatação
completa do colo uterino.
Pode variar de 1h até 24 h dependendo da paridade;
frequência, intensidade e duração das contrações; diâmetros
fetais e pélvicos; apresentação, variedade de posição;
tamanho fetal; capacidade do colo em dilatar.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Períodos ou fases clínicas do parto


2a. Fase: da dilatação completa até a expulsão do feto.
Dura de poucos minutos a horas, dependendo: da paridade,
apresentação, variedade de posição, proporções fetais e
pélvicas; frequência, intensidade e duração das contrações,
eficiência dos esforços expulsivos voluntários maternos.
3a. Fase: da expulsão do feto até a dequitação: dura de 5 a
30 minutos.
4a. Fase: da dequitação até 1 hora após esta.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Períodos mecânicos do parto


Insinuação
Descida
Rotação Interna da cabeça
Desprendimento da cabeça
Rotação externa da cabeça e interna das espáduas
Desprendimento das espáduas e do restante do corpo.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Períodos mecânicos do parto

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

 Assistência à mulher no parto normal


 Assistência ao período expulsivo: monitorização fetal efetiva (risco
de hipóxia e acidose fetal devido a compressão do pólo cefálico na
passagem do canal de parto associado à diminuição da circulação
útero-placentária.
 Puxos maternos
 Sala especial de parto
 Posição materna
 Cuidados com períneo
 Laceração do períneo e episiotomia
 OBS: Indicação da episiotomia: sofrimento fetal, progressão
insuficiente do parto, ameaça de laceração de 3o. Grau.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Assistência à mulher no parto normal


Manobras extrativas: após liberação do pólo cefálico, os
membros rodam internamente. Observar circulares de cordão
e realizar procedimento correto.
Clampeameto do cordão e cuidados imediatos com o RN.
Bebês com clampeamento precoce têm valores mais baixos
de hematócrito e hemoglobina.
Indicações de clampeamento precoce de cordão: gestações e
partos de risco como sensibilização Rh, parto prematuro,
sofrimento fetal com depressão neonatal grave, parto
gemelar e mulher HIV+.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Assistência à dequitação
Separação e expulsão da placenta.
Principais riscos: hemorragia durante ou após essa separação
e a retenção de restos placentários.
OBS: Hemorragia pós-parto é a principal causa de
mortalidade materna.
Medidas preventivas: uso profilático de ocitócitos;

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

 Assistência neonatal imediata


 Limpar secreções da boca e narinas do recém-nascido com gaze,
após expulsão da cabeça. Se necessário completar a limpeza mais
tarde com vácuo para manter permeabilidade de vias aéreas.
 OBS: A aspiração de secreções nasofaríngeas e bucais em RNs
normais podem ser desnecessárias pois elas podem ser deglutidas
ou expulsas naturalmente.
 Pinçar o cordão após a cessação dos batimentos ou nos 5 minutos
de vida. Seccioná-los e realizar a laqueadura entre 2.5 a5 cm do
abdome do RN.
 Avaliar vitalidade de acordo com escala de Apgar no 1o. e 5o.
Minutos de vida

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

 Assistência neonatal imediata


 Colocar o RN em berço aquecido e em posição de trendelenburg para
manter a temperatura e ajudar na drenagem de muco e líquido da
cavidade oronasal.
 Limpar as pálpebras com algodão e gaze umedecidos em água destilada.
 Realizar a profilaxia da oftalmia neonatal  0,5% de eritromicina 1 hora
após o parto.
 Profilaxia da doença hemorrágica através da injeção IM de 1mg de vit.
K.
 Identificar o RN com pulseira no braço ou perna com nome e registro
hospitalar da mãe, sexo do RN, hora e data do parto.
 Obter a impressão plantar do RN.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

 Realizar exame físico sumário inspecionando


 Malformações congênitas;
 Integridade do palato;
 Regularidade da respiração;
 Frequência cardíaca;
 Existência ou não de cianose;
 Perfuração anal;
 Colher dados antropométricos: peso, estatura, PC, PT;
 Tranquilizar diminuindo a ansiedade materna;
 Mostrar o RN à mãe, ajudá-la a segurá-lo e examiná-lo.
Promover o estabelecimento do vínculo afetivo mãe-filho.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Assistência neonatal
Registrar dados no prontuário do RN, e encaminhar ao
berçário, tendo cuidado de mantê-lo aquecido.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO
MATERNO INFANTIL

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

Interpretação da escala de Apgar


7 a 10: RN normal ou ligeiramente deprimido;
4 a 6: RN moderadamente deprimido;
0 a 3: RN gravemente deprimido e necessita ressuscitação
imediata.

@obstetranadyladwig
ENFERMAGEM
TRABALHO DE PARTO E PARTO MATERNO INFANTIL

“Para mudar o
mundo,
é preciso mudar
a forma de nascer”.

@obstetranadyladwig