Você está na página 1de 39

UFCD8912

Higiene
do idoso
OBJETIVOS

•DESCREVER O PAPEL DO CUIDADOR AO NÍVEL RELACIONAL E NO CUIDADO AO IDOSO NO ATO


DE HIGIENE.

•ENUMERAR AS DIFERENTES ETAPAS DO PROCESSO DE HIGIENE DO IDOSO.

•EXECUTAR CUIDADOS DE HIGIENE TOTAIS E PARCIAIS À PESSOA IDOSA, CONFORME O SEU


GRAU DE DEPENDÊNCIA.

•APLICAR AS TÉCNICAS ADEQUADAS DE ELIMINAÇÃO, DE ACORDO COM O GRAU DE


DEPENDÊNCIA DO IDOSO.
ENVELHECER É UM PROCESSO NO QUAL O TEMPO MUDA FISICAMENTE UM
ORGANISMO, SENDO ESTE UM PROCESSO CONTÍNUO, DINÂMICO E COMUM A
TODOS OS SERES VIVOS.
É UM PROCESSO IRREVERSÍVEL
TODAS AS MODIFICAÇÕES:
 MORFOLÓGICAS,

 FISIOLÓGICAS E

 PSICOLÓGICAS QUE APARECEM COMO CONSEQUÊNCIA DA ACÇÃO DO


TEMPO SOBRE OS SERES VIVOS, PODE-SE AINDA ACRESCENTAR A
MUDANÇAS DE ATITUDES E DE INTERACÇÕES COM O MEIO AMBIENTE.
“O ENVELHECIMENTO É UM PROCESSO DINÂMICO E PROGRESSIVO,
RESPONSÁVEL POR ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS, BIOQUÍMICAS E
PSICOLÓGICAS, NA QUAL IMPLICAM UMA PERDA DA CAPACIDADE DO
INDIVÍDUO AO MEIO AMBIENTE, BEM COMO UMA MAIOR VULNERABILIDADE
AOS PROCESSOS PATOLÓGICOS QUE ACABAM POR TORNÁ-LO DEPENDENTE
E LEVÁ-LO À MORTE.”
“O ENVELHECIMENTO É UM FENÓMENO BIOLÓGICO, PSICOLÓGICO E
SOCIAL QUE ATINGE O SER HUMANO NA PLENITUDE DA SUA
EXISTÊNCIA, MODIFICA A SUA RELAÇÃO COM O TEMPO, O SEU
RELACIONAMENTO COM O MUNDO E COM SUA PRÓPRIA EXISTÊNCIA.”
O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO É IRREVERSÍVEL, O
CUIDADOR TEM QUE TER CUIDADOS HUMANOS BÁSICOS DE
HIGIENE NÃO SÓ CONSIGO PRÓPRIO, MAS TAMBÉM COM
OS SEUS IDOSOS.
O QUE SÃO CUIDADOS HUMANOS BÁSICOS?

SÃO OS CUIDADOS PRESTADOS AO INDIVIDUO PARA A SATISFAÇÃO DAS


SUAS NECESSIDADES BÁSICAS.
TODO O INDIVIDUO TEM NECESSIDADES QUE TÊM QUE SER
SATISFEITAS.
O QUE É UMA NECESSIDADE???

NECESSIDADE É AQUILO QUE É ESTRITAMENTE NECESSÁRIO, OU SEJA, QUE


É INDISPENSÁVEL, QUE NÃO SE PODE DEIXAR DE TER… AQUILO QUE É
IMPRESCINDÍVEL….
O QUE SÃO AS NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS?

É O QUE NA PESSOA É IMPRESCINDÍVEL PARA SOBREVIVER OU FUNCIONAR O


MAIS ADEQUADAMENTE POSSÍVEL, DE TAL MODO QUE ATINJA UM NÍVEL DE
EQUILÍBRIO SATISFATÓRIO
A DEPENDÊNCIA NO IDOSO SURGE NORMALMENTE COM O PASSAR DOS
ANOS.
ESTA PODE AGRAVAR-SE DEVIDO À AUSÊNCIA:

 DE APOIO E DE AFECTO FAMILIAR

QUE LEVA À SOLIDÃO E AO


ISOLAMENTO.
NO QUE SENTEM MAIOR DIFICULDADE?

SENTEM MAIOR DIFICULDADE NA SATISFAÇÃO DAS NECESSIDADES A


NÍVEL…

HIGIENE
PESSOAL
VESTIR/ DESPIR
MOBILIDADE…

COM O PASSAR DOS ANOS OCORREM DETERMINADAS


ALTERAÇÕES NO CORPO HUMANO, COMO JÁ VIMOS
ANTERIORMENTE.
EM CONTEXTO DE GERIATRIA AS NECESSIDADES FISIOLÓGICAS TÊM UMA DIMENSÃO
IMPORTANTÍSSIMA NO BEM ESTAR DO IDOSO, JÁ QUE MUITOS DELAS DEPENDEM DOS
PRESTADORES DE CUIDADOS PARA A SUA SATISFAÇÃO.

NOMEADAMENTE CUIDADOS DE:

 HIGIENE E CONFORTO
 SONO E REPOUSO
 ALIMENTAÇÃO
 MOVIMENTAR-SE
 ELIMINAÇÃO…
HIGIENE É UM CONJUNTO DE MEIOS E REGRAS QUE PROCURAM GARANTIR O BEM-
ESTAR FÍSICO E MENTAL, PROMOVENDO A SAÚDE E PREVENINDO A DOENÇA.

HIGIENE PESSOAL
É O CONJUNTO DE HÁBITOS DE LIMPEZA E ASSEIO COM
QUE CUIDAMOS DO NOSSO CORPO.
A IMPORTÂNCIA DA HIGIENE:

A DESCOBERTA DE QUE VÁRIOS MICRÓBIOS CAUSAM DOENÇAS, FEZ COM


QUE A HIGIENE SE TORNASSE FUNDAMENTAL.
A LIMPEZA DO CORPO, DAS ROUPAS, DOS UTENSÍLIOS E DAS HABITAÇÕES,
DIMINUI SENSIVELMENTE O RISCO DE INFECÇÃO POR FUNGOS, BACTÉRIAS
E VÍRUS.
FUNÇÕES DA HIGIENE:
• FOMENTA A LIMPEZA, ELIMINA OS MICRORGANISMOS, AS SECREÇÕES E AS
EXCREÇÕES CORPORAIS

• ESTIMULA O CONFORTO E O RELAXAMENTO, REFRESCA E RELAXA A


TENSÃO E CANSAÇO MUSCULAR

• MELHORA A AUTO-IMAGEM FAVORECENDO O ASPECTO FÍSICO

• ACONDICIONA A PELE E ESTIMULA A CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA


OBJECTIVOS DA HIGIENE:

• ASSEGURAR A LIMPEZA DO CORPO, DE MODO A MANTER E FAVORECER O


PAPEL PROTETOR E SECRETOR DA PELE

• ASSEGURAR O BEM-ESTAR DA PESSOA CUIDADA

• PREVENIR A IRRITAÇÃO DA PELE

• EVITAR A MACERAÇÃO

• MANTER AS MÃOS E UNHAS LIMPAS E COM BOM COMPRIMENTO

• FAVORECER O RELAXAMENTO E A COMUNICAÇÃO


A HIGIENE PROMOVE:

CONFORTO: PREVINE A DETEORIZAÇÃO CUTÂNEA E EVITA O APARECIMENTO DE LESÕES.

OBSERVAÇÃO DO IDOSO: DESPISTANDO POSSÍVEIS ALTERAÇÕES DE PELE (ERITEMAS,


ZONAS DE PRESSÃO, PELE DESCAMATIVA…)
ESTADO NUTRICIONAL E MOBILIDADE.

RELAÇÃO DE AJUDA COM O IDOSO: O MOMENTO É IDEAL PARA SE EDUCAR PARA A


SAÚDE E PODERÁ SER APROVEITADO PARA UMA OBSERVAÇÃO FÍSICA MINUCIOSA,
AJUDANDO NA COLHEITA DE
DADOS.
A HIGIENE PODE SER:

PARCIAL: É AQUELA QUE TEM EM CONTA OS CUIDADOS ESPECÍFICOS DE


CADA PARTE DO CORPO, FREQUENTEMENTE AS REGIÕES COM SECREÇÃO
ABUNDANTE E MAIOR CARÊNCIA DE HIGIENE (CARA E BOCA, MÃOS,
AXILAS, PÉS E GENITAIS).

TOTAL: QUE CONSISTE NO BANHO TOTAL E COMPLETO, DESDE A


HIGIENE AO CORPO, ATÉ AO CORTAR DAS UNHAS E CUIDADOS COM O
CABELO.
FEITA NA CAMA/MACA BANHEIRA OU NO CHUVEIRO/CADEIRA
SANITÁRIA, CONSOANTE AS CARACTERÍSTICAS DA PESSOA DE
QUEM SE CUIDA.

O IDOSO DEVE SER AUXILIADO NOS CUIDADOS DE HIGIENE À MEDIDA DAS SUAS
CAPACIDADES
ISTO É…

NÃO É BENÉFICO PARA ELE SER SUBSTITUÍDO NAS FUNÇÕES QUE CONSEGUIR
DESEMPENHAR.
QUANTO À DEPENDÊNCIA PODE SER:
• INDEPENDENTE QUANDO NÃO PRECISA DE AJUDA NA HIGIENE,
NECESSITANDO APENAS DE VIGILÂNCIA E/OU INCENTIVO.

• PARCIAL QUANDO LAVA A MAIOR PARTE DO CORPO, NECESSITANDO DE


ALGUMA AJUDA.

• DEPENDENTE QUANDO NÃO É CAPAZ DE CUIDAR DE SI,NECESSITANDO


DE AJUDA TOTAL DO CUIDADOR.
BANHO NO LEITO/MACA BANHEIRA
BANHO NO LEITO

A HIGIENE PESSOAL ADEQUADA É INDISPENSÁVEL À CONSERVAÇÃO DA SAÚDE E DO BEM


ESTAR.
A PELE ÍNTEGRA É A PRIMEIRA LINHA DE DEFESA CONTRA INFEÇÃO E CONTRA A AGRESSÃO
AOS TECIDOS SUBJACENTES, ALÉM DE TER IMPORTÂNCIA NA REGULAÇÃO DA TEMPERATURA
CORPORAL.

O UTENTE, EM GERAL, TEM MENOR RESISTÊNCIA À INFEÇÃO, POR ISSO AS BACTÉRIAS


PATOGÊNICAS CONTRIBUEM COM AMEAÇA MAIS ACENTUADA, PORÉM A INVASÃO
MICROBIANA PODE SER REDUZIDA, MANTENDO-SE INTACTAS A PELE E A MEMBRANA
MUCOSA.
OS OBJETIVOS DO BANHO DE LEITO SÃO:

 PROVIDENCIAR CONFORTO E BEM-ESTAR,

 PROMOVER RELAXAMENTO MUSCULAR,

 MANTER A INTEGRIDADE DA PELE, ESTIMULAR A CIRCULAÇÃO.


PROCEDIMENTOS:

MATERIAL:

COLCHA, COBERTOR, 1 LENÇOL DE CIMA, 1 LENÇOL MÓVEL(RESGUARDO), 1 IMPERMEÁVEL, 1 CAMISOLA/


PIJAMA, 1 LENÇOL DE BAIXO, 1 A 3 FRONHAS E FRALDAS, SEGUINDO ESTA ORDEM.

TÉCNICA:

LUVAS DE PROCEDIMENTO; 1 TOALHA DE ROSTO; 1 TOALHA DE BANHO; 2 LUVAS DE BANHO; 2 BACIAS DE


BANHO; 1 SABONETE/GEL DE BANHO ANTISSÉPTICO; ARRASTADEIRA/URINOL; BIOMBO S/N; SACO DE
HAMPER DE ACORDO COM TRIAGEM DE ROUPA

1. COLOCAR O BIOMBO S/N; FECHAR JANELAS E PORTAS;


2. DESOCUPAR A MESA DE CABECEIRA/UTILIZAR CARRO DE APOIO;
3. OFERECER ARRASTADEIRA/URINOL ANTES DE INICIAR O BANHO;
4. SOLTAR A ROUPA DE CAMA, RETIRAR A COLCHA, O COBERTOR, O TRAVESSEIRO E A CAMISOLA/PIJAMA,
DEIXANDO-O PROTEGIDO COM O LENÇOL;
5. BAIXAR A CABECEIRA DA CAMA CASO SEJA POSSÍVEL;
6. COLOCAR O TRAVESSEIRO SOBRE O OMBRO;
7. TAPAR OS OUVIDOS (SE NECESSÁRIO);
8. COLOCAR A BACIA SOB A CABEÇA;
9. LAVAR OS CABELOS;
10. FAZER HIGIENE ORAL;
11. CALÇAR AS LUVAS DE PROCEDIMENTO;
12. MOLHAR AS LUVAS DE BANHO RETIRANDO O EXCESSO DE ÁGUA;
14. LAVAR OS OLHOS DO PACIENTE DO ÂNGULO INTERNO PARA O EXTERNO OU DO MAIS
LIMPO PARA O MAIS SUJO;
15. UTILIZAR ÁGUA LIMPA PARA LAVAR CADA OLHO;
16. ENSABOAR POUCO E SECAR COM A TOALHA DE ROSTO;
17. COLOCAR A TOALHA DE BANHO SOB O BRAÇO DISTAL DO PACIENTE E LAVÁ-LO NO
SENTIDO DO PUNHO PARA AS AXILAS EM MOVIMENTOS LONGOS;
18. ENXAGUAR E SECAR COM A TOALHA DE BANHO;
19. REPETIR A OPERAÇÃO COM O OUTRO BRAÇO;
20. COLOCAR A TOALHA DE BANHO SOBRE O TÓRAX DO PACIENTE, COBRINDO-O ATÉ A REGIÃO
PÚBICA;
21. COM UMA AS MÃOS SUSPENDER A TOALHA E COM A OUTRA LAVAR O TÓRAX E ABDÔMEN;
22. ENXAGUAR, SECAR E COBRI-LO COM O LENÇOL;
23. LAVAR A PERNA DISTAL FAZENDO MOVIMENTOS PASSIVOS NAS ARTICULAÇÕES, MASSAGEAR AS
PROEMINÊNCIAS ÓSSEAS;
24. FLEXIONAR O JOELHO DO PACIENTE E LAVAR OS PÉS, SECANDO BEM ENTRE OS DEDOS;
25. COLOCAR O PACIENTE EM DECÚBITO LATERAL, COM AS COSTAS VOLTADAS PARA VOCÊ,
PROTEGENDO-A COM TOALHA, LAVAR, ENXUGAR E SECAR;
26. FAZER MASSAGEM DE CONFORTO;
27. COLOCAR O PACIENTE EM POSIÇÃO DORSAL;
28. COLOCAR A TOALHA DE BANHO E COMADRE SOB O PACIENTE;
29. OFERECER A LUVA DE BANHO PARA QUE O PACIENTE POSSA FAZER SUA HIGIENE ÍNTIMA (SE TIVER
LIMITAÇÕES, CALÇAREM A LUVA E FAZER A HIGIENE PARA O PACIENTE);
30. LAVAR AS MÃOS;
31. VESTIR A CAMISOLA;
32. TROCAR A ROUPA DE CAMA;
33. RECOLOCAR O TRAVESSEIRO E DEIXÁ-LO EM POSIÇÃO CONFORTÁVEL.
BANHO NO CHUVEIRO/CADEIRA SANITÁRIA
PROCEDIMENTOS:

MATERIAL 

 ROUPA PESSOAL (PIJAMA, CAMISA DE DORMIR, ROUPA PRÁTICA), 

 TOALHA DE BANHO, 

 1 SABONETE/GEL DE BANHO ANTISSÉPTICO,

 PENTE/ESCOVA, 

 LUVA DE BANHO.  
TÉCNICA 
1 - LAVAR AS MÃOS; 

2 - EXPLICAR AO UTENTE O QUE VAI SER FEITO; 

3 - REUNIR O MATERIAL E LEVAR PARA A CASA DE BANHO; 

4 - ENCAMINHAR O UTENTE A CASA DE BANHO (PORTAS E JANELAS FECHADAS); 

5 - ABRIR O CHUVEIRO E REGULAR A TEMPERATURA DA ÁGUA E QUESTIONAR O UTENTE ; 

6 - AJUDAR O UTENTE A SE DESPIR, CASO NÃO CONSIGA FAZER SOZINHO; 

7 - INICIAR O BANHO, SE A SITUAÇÃO PERMITIR DEIXAR O UTENTE SOZINHO E INCENTIVAR AO


AUTOCUIDADO; 
8 - ENXUGAR OU AJUDAR O UTENTE A FAZÊ-LO, OBSERVANDO AS CONDIÇÕES DA
PELE E A REAÇÃO DO BANHO; 

9 - VESTIR E PENTEAR O UTENTE CASO NÃO CONSIGA FAZÊ-LO SOZINHO; 

10 - CONDUZIR O UTENTE Á SUA UNIDADE, COLOCANDO-O EM POSIÇÃO


CONFORTÁVEL NA CADEIRÃO; 

11 - ARRUMAR O LEITO E DEIXAR A UNIDADE EM ORDEM; 

12 - COLOCAR TUDO NO LUGAR; 

13 - LAVAR AS MÃOS; 
 
OBS.:
- SENTAR NA CADEIRA PRÓXIMO DO CHUVEIRO É MUITO MAIS SEGURO PARA OS UTENTES
IDOSOS OU PARA OS UTENTES QUE AINDA ESTÃO MUITO FRACOS, FACILITANDO PARA
QUE LAVEM AS PERNAS E PÉS, COM MENOR PROBABILIDADE DE ESCORREGAREM. 

- DURANTE O BANHO DEVE-SE ASSEGURAR A PRIVACIDADE AO PACIENTE, MAS PEDIR-LHE


PARA NÃO TRANCAR A PORTA E CHAMAR SE PRECISAR DE ASSISTÊNCIA.

- MANTER-SE PERTO DO LOCAL. 


A LIMPEZA E HIGIENE PARCIAL DOS GENITAIS 

OS CUIDADOS PERINEAIS SÃO PROVIDENCIADOS COM A FINALIDADE DE PREVENIR A


INFEÇÃO, PROMOVER A SAÚDE E CONFORTO.
DEVIDO À EXISTÊNCIA DE VÁRIOS ORIFÍCIOS NO PERÍNEO, ESTA É UMA ÁREA VULNERÁVEL
À ENTRADA DE MICROORGANISMOS PATOGÉNICOS. 

PARA A REALIZAÇÃO DOS CUIDADOS PERINEAIS DEVER-SE-Á:

 REUNIR O MATERIAL NECESSÁRIO;

 QUESTIONAR O PACIENTE SE PRETENDE URINAR OU EVACUAR ANTES DE PROCEDER À


HIGIENE PERINEAL.

 COLOCAR URINOL OU ARRASTADEIRA SE NECESSÁRIO;


COLOCAR O PACIENTE EM DECÚBITO DORSAL, SE POSSÍVEL COM PERNAS FLETIDAS, LAVAR A
REGIÃO DE ELIMINAÇÃO URINÁRIA E POSTERIORMENTE, COLOCAR O PACIENTE EM DECÚBITO
LATERAL PARA PROCEDER A HIGIENE DA REGIÃO DE ELIMINAÇÃO INTESTINAL; 

HOMEM: COMEÇAR A LAVAR COM MOVIMENTOS CIRCULARES PELA PONTA DO PÉNIS,


PUXANDO O PREPÚCIO PARA BAIXO E LAVANDO A GLANDE, POSTERIORMENTE O PÉNIS E O
ESCROTO.

MULHER: LAVAR DA FRENTE PARA TRÁS, PRESTANDO ATENÇÃO À SUJIDADE ACUMULADA


ENTRE OS LÁBIOS, UTILIZANDO UMA MÃO PARA AFASTAR OS LÁBIOS E A OUTRA PARA
LAVAR.

LAVAR DA ZONA LIMPA PARA A ZONA SUJA;

PROMOVER A PRIVACIDADE DO UTENTE;

OBSERVAR ALTERAÇÕES
FIM

Você também pode gostar