Você está na página 1de 83

Escola Secundária de Vila Real de Santo António

Ano Letivo 2020/2021


Professora Ana Paula Chagas
Disciplina de História A

O ESTALINISMO

Amândio Costa, nº2; Ana Fernandes, nº4; Frederico


Silva, nº10; Vasco Martins, nº24
ÍNDICE
Introdução
I. Biografia de Joseph Estaline .............................................................................................. 5
II. Ascensão política de Estaline .......................................................................................... 9
2.1. A morte de Lenine e os dois candidatos .................................................................... 10
2.2. Estaline no Estado da URSS ........................................................................................ 12
III. O totalitarismo Estalinista face aos outros regimes totalitários ................................ 14
3.1. O totalitarismo Estalinista .......................................................................................... 15
3.2. Campos de concentração .......................................................................................... 17
3.3. Polícia Política ........................................................................................................... 19
IV. Burocratização do partido ............................................................................................. 22
4.1. Consequências .......................................................................................................... 26
V. Coletivização dos campos ............................................................................................... 28
5.1. Impactos .................................................................................................................... 30
ÍNDICE
VI. Planificação da economia ............................................................................................. 32
VII. Formas de enquadramento das massas do regime Estalinista ................................. 37
VIII. Culto ao chefe .............................................................................................................. 40
IX. Política Cultural ............................................................................................................. 46
9.1. Cinema ...................................................................................................................... 51
9.2. Literatura ................................................................................................................... 56
9.3. Escultura ................................................................................................................... 58
9.4. Arquitetura ................................................................................................................ 62
X. Fim do Estalinismo ......................................................................................................... 65
Conclusão ............................................................................................................................. 67
Anexos
Sugestões
Filmes ........................................................................................................................ 70
Livros ......................................................................................................................... 73
Documentários .......................................................................................................... 78
Bibliografia .......................................................................................................................... 79
Webgrafia ............................................................................................................................. 80
INTRODUÇÃO
O presente trabalho foi realizado no âmbito da disciplina de História A. Este trabalho tem como principal
objetivo alcançar todos os tópicos abordados dentro deste tema, e também conseguir responder à pergunta
orientadora, que facilita assim a compreensão desta apresentação.

 Iremos abordar o Estalinismo, nomeadamente a ascensão política de Estaline, que implementou metas de
forma a atingir a construção da sociedade socialista e a transformação da URSS numa grande potência, de
forma repressiva e recorrendo à violência. Este tema revela uma grande importância na nossa atualidade,
pois ajuda-nos a compreender aquilo que por os nossos antepassados viveram e por aquilo que tiveram que
lutar para chegarmos aos dias de hoje.
 
 A questão problematizadora diz respeito às semelhanças e diferenças do Estalinismo face aos outros regimes,
onde pretendemos perceber as maiores diferenças e semelhanças do Estalinismo face aos outros regimes
totalitários, como o nazismo e os fascismo.
 

1
INTRODUÇÃO
 No ponto I, iremos fazer uma breve biografia de Estaline, onde mencionamos como é que este conseguiu
chegar ao poder.
 No II ponto, mencionamos a ascensão política de Estaline, após a morte de Lenine em 1924 e o confronto
com Trotsky, o seu oponente à ascensão do governo, assim como iremos mencionar também a maneira como
Estaline governou a URSS.
 De seguida, no III ponto, iremos abordar o totalitarismo Estalinista face aos outros regimes totalitários,
onde descrevemos o totalitarismo Estalinista e os campos de concentração criados no regime de Estaline e a
nova polícia política, a NKVD.
 No IV ponto, discutimos a burocratização do partido e as suas consequências.
 No V e VI pontos mencionamos, respetivamente, a coletivização dos campos e os seus impactos, e a
planificação da economia, medida implementada por Estaline para melhorar a situação agrícola e industrial.
 No ponto VII, abordamos as formas de enquadramento das massas do regime Estalinista, que foi planeada
para que a população aceitasse os valores Estalinistas.
 No VIII ponto, descrevemos o culto ao chefe, que comparava a figura de Estaline a um Deus.
 No penúltimo ponto, o IX, mencionamos a política cultural instaurada por Estaline, onde falamos
especificamente do cinema, literatura, arquitetura e escultura.
 No último ponto explicamos o que sucedeu após a morte de Estaline, e como se deu o fim do estalinismo.
2
INTRODUÇÃO

 Depois de abordarmos todos os capítulos e subcapítulos, teremos uma conclusão.

 Para terminar, apresentaremos os anexos, onde referimos algumas sugestões de filmes,


livros e documentários em vídeo relacionados com o tema.
 Por fim, teremos a bibliografia e a webgrafia, onde estarão incluídos todos os sites e
manuais ou livros a que recorremos para a realização do nosso trabalho.
 A metodologia utilizada para a construção deste trabalho foi, em grande parte a Internet,
mas também manuais, como o manual do aluno de 12º ano, e alguns livros e enciclopédias.
 A apresentação será em PowerPoint e construída por esquemas e tópicos, com imagens
explicativas e que servirão de exemplo.
 

3
QUAIS AS
QUESTÃO DIFERENÇAS E
SEMELHANÇAS DO
PROBLEMATIZAD ESTALINISMO FACE
ORA AOS OUTROS
REGIMES?
BIOGRAFIA DE JOSEPH
ESTALINE
Besarion Jughashvili Ketevan Geladze

1878
Joseph Vissarionovith “Estaline”

Inicia a sua educação aos 10 anos na Igreja de Gori

Recomendado para o Seminário Espiritual em Tiflis

Abandona o Seminário em 1899

5
Fig. 1 – Pai de Estaline, Besarion Jughashvili Fig. 2 – Estaline em adulto Fig. 3 – Mãe de Estaline, Ketevan Geladze
Biografia de Joseph Estaline

Abandona o Seminário em 1899

Começa a exercer meteorologia

Discutia o socialismo e organizava e incitava greves


Fig. 4 – Estaline em jovem

Juntou-se ao POSDR editor do jornal partidário Pravda, angariando fundos para Lenine de
forma ilícita

Preso e exilado 6 vezes conseguiu fugir 5 vezes

Alcunha de “Stalin” “Homem de ferro”

Fig. 5 – jornal partidário Pravda

6
Biografia de Joseph Estaline

1903
Joseph Estaline Ekaterina Svanidze

morre em 1907

Filho

Fig. 6 – Ekaterina Svanidze,


Primeira mulher de Estaline
1917: junta-se à Guerra Civil com Lenine e participa na Revolução Russa

Sai vitorioso

Integra-se no Partido Comunista

Participa na criação da URSS

Fig. 7 – Partido Comunista

7
Biografia de Joseph Estaline

1919
Joseph Estaline Nadezhda Alliluyeva

Fig. 9 – Nadezhda Alliluyeva,


segunda mulher de Estaline
Fig. 8 – Lenine, Ex Primeiro
Ministro da URSS
filho filha

1924: Lenine falece disputa entre Trotsky e Estaline para assumir o governo

Assume-o em 1928

1953: Estaline falece Fig. 10 – Leon Trostky, marxista


e revolucionário bolchevique

8
ASCENSÃO Estalinismo

POLÍTICA
DE Perdurou de Chefiado por Regime totalitário
ESTALINE 1927 a 1953 Joseph Estaline

9
A MORTE DE Morte de Lenine

LENINE E OS Luta entre dois poderosos membros do estado


DOIS
CANDIDATOS Joseph Estaline Trotsky
Ideia de revolução Ideia de revolução
nacional internacional

Vence a disputa tornando-se É exilado e anos mais tarde


chefe da URSS assassinado no México
Fig. 11– Estaline, Lenine e Trotsky

10
A morte de Lenine e os dois candidatos

”O camarada Estaline, atual secretário-geral, concentrou nas suas mãos um poder ilimitado e não estou
seguro de que ele faça sempre um uso moderado. Por outro lado, o camarada Trotsky, (...) é, talvez, o
homem mais capaz do atual Comité Central, mas peca por um excesso de segurança e por uma dedicação
exagerada ao lado puramente administrativo das coisas. Estas duas qualidades dos dois chefes eminentes
do Comité Central atual serão capazes de provocar divisão e, se o nosso partido não tomar as medidas
necessárias para o impedir, a cisão pode acontecer quando menos se espera. – em 23 e 24 de dezembro de
1922, Documento publicado pelo New York Times, a 18 de outubro de 1926.

11
Estaline

objetivos

Construção irreversível de uma sociedade socialista e


a transformação da URSS numa grande potência mundial
ESTALINE implementou

NO ESTADO Coletivização Planificação Estado totalitário


económica
DA URSS Um grande esforço
realizado pelo Estado
A economia estava
concentrada nas mãos
Sistema político, no
qual o poder se
estalinista no âmbito do Estado encontra numa só
da agricultura pessoa ou num Partido
único

12
Estaline no Estado da URSS

O Estado Estalinista revelou-se omnipotente e totalitário:


 Todas as regiões foram russificadas e submetidas a Moscovo;

 Os cidadãos eram privados de liberdades fundamentais e toda a sociedade ficou enquadrada em


organizações que a vigiavam, desde os jovens, inscritos nos Pioneiros e, depois, nas Juventudes
Comunistas, aos trabalhadores, obrigatoriamente filiados nos sindicatos afetos ao Partido Comunista;

13
Estaline no Estado da URSS

 Só o Partido Comunista monopolizava o poder político: às eleições apenas se apresentavam os


candidatos por ele propostos; por sua vez, o centralismo democrático permitia-lhe o controlo dos
órgãos do Estado;
 A superintendência da economia cabia ao Estado: fazia-o através da coletivização e da planificação;

 A própria cultura foi obrigada a exaltar a grandeza do Estado soviético e a render culto à
personalidade do seu chefe, Estaline.

14
Regimes totalitários na Europa

O
TOTALITARIS
MO FACE AOS URSS Alemanha Itália
OUTROS
REGIMES Estalinismo Nazismo Fascismo

TOTALITÁRI Estaline Hitler Mussolini

OS
Regimes ditatoriais disfarçados

15
O “O totalitarismo define-se pelo terror, que se dirige

TOTALITA inclusivamente contra os inocentes(...). Castiga-se a população


não apenas pela suspeição de crimes, mas inclusivamente
pelos crimes que poderá vir cometer(...). Alguns grupos são
RISMO designados como inimigos “naturais da humanidade”: a
burguesia (na URSS), os judeus(na Alemanha). São classes e

ESTALINIS raças destinadas a desaparecer.” – Hannah Arendt, filósofa


Alemã (1906-1975) / 1990 – La nature du totalitarisme, Payot.

TA
16
O totalitarismo estalinista
As características básicas do totalitarismo são:

Culto ao líder Unipartiradismo Doutrinação


Forte culto ao líder Eliminação da existência dos A população era alvo de
partidos intensa doutrinação

Centralização do poder Uso do terror Censura


O poder político é centrado no O terror era a arma para Prática comum a jornais e à
líder do partido amedrontar grupos inimigos população em geral
do Estado

Criação de inimigos Nacionalismo


Militarização externos/internos exacerbado
Exaltação do exército e Utilizado como distração ou O nacionalismo assumiu uma
militarização da sociedade justificação para explicar as visão extremista que pregava
ações e autoritarismos do a exclusão e perseguição de
regime outros povos ou etnias
17
Gulags

“administração central dos campos”

CAMPOS DE Campos de ”trabalho” forçado

CONCENTR
AÇÃO Abrigar criminosos e inimigos do Estado

Fig. 12 – distribuição dos gulags Fig. 13 – exemplo de uma gulag

18
Campos de concentração

N. Weth, em L’Histoire, nº 169, 1993


Número de presos nos “campos de trabalho”

1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941


510 307 725 483 839 406 820 881 996 367 1 317 195 1 344 195 1 500 524

Tab. 1 – presos nos campos de trabalho forçado

19
Surgiu para impedir possíveis revoltas contra o Estado

Os bolcheviques confiaram na Polícia Política para


sustentar o seu governo

POLÍCIA Primeiramente tinha autoridade para inves-

POLÍTICA Tcheka tigar crimes “contrarrevolucionários”, mas


passou a adquirir poderes de justiça

Iniciou uma campanha de terror contra as classes proprietárias


e inimigos do bolchevismo

20
Polícia política

Guerra Civil (1918-1921) termina

Tcheka dissolvida
Ameaça de oposição interna e estrangeira recua

As suas funções foram transferidas, em 1922, para a


Diretoria Política do Estado, ou GPU
mas...
A repressão contra a população diminuiu Sob o líder do partido de Estaline

A polícia secreta adquire vastos poderes punitivos


Fig. 14 – símbolo da NKVD
rebatizada em 1934
Instrumento direto de Estaline
para uso contra o partido e o país durante Comissariado do Povo para Assuntos Internos, ou NKVD
o Grande Terror dos anos 30
21
Polícia política

”Na maior parte dos distritos, notaram-se inúmeros excessos e desvios ao princípio do voluntariado.
Temos de admitir que a grande maioria dos camponeses não desejava inscrever-se num kolkhoze e
coletivizar o seu gado. No distrito de Annenskii, os funcionários das bases do Partido e os sovietes, assim
como os ativistasdas brigadas de coletivização enviados pelas cidades, procederam a prisões massivas de
camponeses que recusavam inscrever-se no kolkhoze. Em doze deles, foram presos 1440 camponeses, das
quais 80% eram camponeses médios e pobres. Entre eles, havia mulheres com crianças pequenas. Graças
aos métodos de intimidação, a percentagem de coletivização atingiu, em dez dias, 82,4% (...). Na aldeia de
Beriozovka, o responsável pela coletivização disse, na sua alocução: “Aquele que é contra a coletivização
é um inimigo do poder soviético, para ele haverá lugar nos Solovki e todos os seus bens irão diretamente
para o kolkhoze.”” – Relatório do departamento de informação política, 19 de fevereiro de 1930.

22
Diferenças das classes sociais extintas

Industrialização dos meios de produção

Empresas do povo deveriam pertencer

Dirigidas por membros de uma mas foram...


BUROCRATIZA elite de partido único

ÇÃO DO
PARTIDO burocracia

O chefe manda, demite e promove – economia planificada

Elite manipuladora que usufrui


de privilégios, enquanto o povo vive com
condições restritas
23
Burocratização do partido

Morte de Lenine Fim da NEP

Lukács – acumulação primitiva socialista: Trotsky

Bukharin: construção de uma nova indústria capaz de fornecer aos


camponeses a mercadoria necessária

Fig. 15 – Gyorgy Lukács, filósofo marxista

1928: a NEP é substituída por Estaline que se baseou na ideia de Trostky


Defendia que era necessário consolidar a
revolução primeiro na URSS e só depois Elimina os kulaks
partir para a sua internacionalização
Fig. 16 – Nikolai Bukharin, político
soviético e filósofo marxista
Planos Quinquenais

Proibido divulgar os dados da produção per capita Economia Planificada


24
Burocratização do partido

“a possibilidade de resolver as contradições entre o proletariado e os camponeses com as forças internas


de nosso país, a possibilidade do proletariado tomar o poder e o utilizar para edificar a sociedade
socialista completa em nosso país, contando com a simpatia e o apoio dos proletários dos demais países,
mas sem que previamente triunfe, nesses países, a revolução proletária.”  - Stalin, 1924, s.p.

25
Burocratização do partido
Lenine: impedir a transformação da economia que levaria a URSS à burocratização

Estaline: o centralismo democrático evoluiu para ditadura


Estaline inicia o processo de
controlo absoluto de todas as
estruturas do poder e da dire-
Perseguia quem lhe Dirigido ao Partido Comunista
ção do partido que o tornou,
fizesse frente e se em 1928, chefe incontestado
opusesse a ele da URSS.

Partido de quadros burocratizado e disciplinado

consolidou
através
NKVD: repressão brutal Estado totalitário

Fig. 17 – Estaline utilizou o totalitarismo


de forma a implementar o socialismo

Até à sua morte, toda a sua ação política é fomentada por dois objetivos: a construção
irreversível da sociedade socialista e a transformação da URSS numa grande potência
26
Fracasso da onda revolucionária
Burocratização
da Europa

Desmobilização das massas formadas pela Guerra


CONSEQUÊ Civil e pelos limites da NEP

NCIAS Não podia garantir a si mesmo o consumo da


população para aguentar a pressão do capitalismo

Investir no fracasso da revolução num só país

27
Consequências

O Estado Soviético converteu-se num sistema de ditadura

acumulava benefícios e privilégios às


custas das classes trabalhadoras

O poder deixou de ser exercido pelos sovietes eleitos pelos trabalhadores,


as empresas já não eram geridas pelos trabalhadores e nem o Partido Comunista
dispunha de liberdades democráticas.

28
Fig. 18 – Massacre de Katyn
Interrupção do processo liberalizador da NEP
Início da nacionalização de todos os setores da economia

Estado:

Apropriação por parte do estado da terra, das


instalações fabris, do comércio e capitais, transformando
os antigos proprietários em assalariados

COLETIVIZA
ÇÃO DOS Oposição por parte dos pequenos proprietários de terras
kulaks e nepmen

CAMPOS
Repressão em massa

29
Fig. 19 – exemplo de coletivização nos campos
Coletivização dos campos

Organização da propriedade rural por dois tipos de propriedades:


de forma a...

Intensificar a mecanização da agricultura

Kolkhozes Sovkhozes
• Grandes propriedades agrícolas • Grandes propriedades dirigidas pelo
coletivas trabalhadas por camponeses Estado, para qual a mão de obra
em regime cooperativo sob a trabalhava na qualidade do
administração de delegados do assalariado;
Partido; • Os trabalhadores auferiam de um
• Correspondiam às antigas aldeias, salário fixo e baixo.
devendo as famílias camponesas
entregar as suas terras e instrumentos à
produtividade.
Fig. 20 – os kolkhozes e os sovkhozes

Resultados satisfatórios, especialmente na produção de trigo, algodão e beterraba para açúcar 30


Assassinato e deportação em massa dos
agricultores para a Sibéria

Destruição do sistema de agricultura


secular no “celeiro da Europa”,

IMPACTO uma região muito fértil

S
Fig. 21 – destruição do campesinato

31
Impactos

Reduziram a produção de grão e quase metade do número de gado

provocou

Grande fome na URSS durante 1932 e 1933

O número de produção agrícola diminuiu 90% relativamente a 1928,


tendo passado de 21 000 000 para cerca de 2 000 000 em 1931

Em 1940 a produção agrícola finalmente ultrapassa os níveis de pré-coletivização

32
Coletivização dos campos e planificação da economia

Construção da Centralização dos poderes


sociedade socialista e de planeamento e execução
transformação da das políticas económicas,

PLANIFICA URSS numa grande


potência mundial
suprimindo o mercado livre
e a livre concorrência

ÇÃO DA
ECONOMIA Estaline elaborou um sistema de metas de 5 anos

Planos quinquenais

O Estado decidia o que produzir e em que quantidades

33
Planificação da economia

Comércio: organizado em cooperativas de consumo local e/ou em grandes armazéns estatais


Indústria: baseada nas metas da economia

Objetivos a cumprir em cada etapa dos Planos Quinquenais:

Primeiro Plano Quinquenal (1928 a 1933):


 Deu prioridade à indústria pesada;
 Promoveu investimentos maciços, permitidos por uma coleta fiscal;
 Recorreu a técnicos estrangeiros;
 Apostou na formação de especialistas e engenheiros;
 Fomentou a construção de complexos siderúrgicos, hidroelétricos, fabris, de rede de comunicações, exploração
de matérias-primas e produção de alimentos.

contribuiu para fixar os operários e aumentar a produção

Fig. 22 – distribuição dos investimentos do 34


primeiro plano quinquenal
Planificação da economia

Segundo Plano Quinquenal (1933 a 1937):


 Desenvolvimento da indústria ligeira, alimentar e de bens de consumo

Proporcionar melhor qualidade de vida às pessoas


resultados honrosos Fig. 23 – representação do
Segundo Plano Quinquenal

Terceiro Plano Quinquenal (anos seguintes):


 Visava o setor energético e as indústrias químicas
interrompido em 1941 com o começo da Segunda Guerra Mundial
Fig. 24 – representação do
Terceiro Plano Quinquenal

Os planos da reforma foram retomados depois da Segunda Guerra Mundial


Recuperação económica do país e investigação científica Guerra Fria

35
Planificação da economia
Graças aos Planos Quinquenais:
 Produção de aço aumentou de 4 para 18 milhões de toneladas, entre 1928 e 1940;

 Produção de carvão ultrapassou os 160 milhões de toneladas;

 Coletivização passou de 2%, em 1928, para 62%, em 1932.

Possível através de uma forte disciplina que passava pela imposição de


Industrialização trabalhos forçados; deportações em massa de trabalhadores; propaganda
que instituiu o culto a Estaline e ao Estado Soviético

Contudo... a planificação económica não produziu uma quantidade de riqueza


suficiente para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos

Deixou para segundo plano a produção de bens de consumo

Pouca oferta
Qualidade inferior 36
Setor 1928 1932 1937
Agricultura e criação de
gado
Área cultivada (milhões de 112,9 134,4 198,0
hectares)
% de terras coletivizadas 4% 78% 93%
Produção de cereais 73,3 69,9 122,9
(milhões de t)
Gado bovino (milhões) 70,5 40,7 57,0
Gado ovino (milhões) 146,7 52,0 81,3
Produção industrial
Eletricidade (milhões de 5000 13 000 36 400
KWh)
Carvão (milhões de tons) 35,4 66,4 127,9
Petróleo (milhões de tons) 11,7 21,3 30,4
Ferro (milhões de tons) 3,3 6,2 14,5
Aço (milhões de tons) 4,0 5,9 17,7
Tratores (milhares) 1,3 51,6 80,0
Camiões (milhares) 0,7 23,7 145,0
Tráfego de mercadorias 156,2 267,9 517,3
(milhões de t)
Rendimento nacional (rublo 56,0 95,0 198,0
Tab. 2 – resultados da per capita)
coletivização dos
campos e da
planificação 37
económica
Forma de enquadramento das massas

Levar as populações a aceitar os valores Estalinistas

FORMAS DE Inscrição dos cidadãos em organismos do Estado, como:

ENQUADRAME  Organizações juvenis: os jovens aprendiam o culto do Estado e do chefe,


o amor pelo desporto e pela guerra, o desprezo pelos valores intelectuais;
NTO DAS
MASSAS DO
REGIME
ESTALINISTA
Fig. 25 – organizações juvenis

38
Forma de enquadramento das massas do regime estalinista

 Partido Único: a filiação no partido fascista concedia a esse cidadão um estatuto superior e o acesso facilitado a
cargos e benefícios;

Fig. 26 – Partido Único

 As corporações italianas e a Frete do Trabalho Nacional-Socialista: destinavam-se a integrar a classe


trabalhadora sob a vigilância do estado, de maneira a impossibilitar a contestação social;

Fig. 27 – trabalhadores nacionais


39
Forma de enquadramento das massas do regime estalinista
Integração em organizações recreativas e culturais, como:
 Manifestações: cuidadosamente encenadas, integravam, geralmente, discursos inflamados dos líderes, desfiles
militares, de maneira a tirar o maior partido do efeito da concentração de pessoas;

Fig. 28 – revolução russa

 Ministério da propaganda: tinham o dever de enaltecer o sistema fascista através dos jornais, da rádio, do cinema
ou recorrendo a altifalantes colocados em locais públicos.

40
Fig. 29 – propaganda na URSS
Culto ao chefe

CULTO AO 

Eleva o líder político a dimensões religiosas;
Méritos e qualidades exagerados e falsos;

CHEFE
 Ocultação de aspetos negativos relativamente ao rei e ao governo;
 Instauração da adoração e do medo;
 Ideia errada onde a sociedade não faz parte da história.

41
Culto ao chefe

Culto à personalidade de Estaline

Inicia (principalmente) em dezembro de 1929

Após uma exorbitante Torna-se parte da cultura


Celebração no 50.º da União Soviética
aniversário do líder
soviético

42
Culto ao chefe

Termo “culto ao chefe”


ou “culto à personalidade”

Usado pela 1ª vez, em 1955, por Nikita Khrushchev


no

XX Congresso do Partido Comunista da URSS

Fig. 30 – Nikita Khrushchev


43
Culto ao chefe

Últimos anos do Estalinismo

Colossais e inacreditáveis projetos construídos

Hoje em dia pontos turísticos populares Todo o território soviético

Fig. 31 – Hotel Moscow Fig. 32 – Hotel Ukrain


44
Culto ao chefe

Meios de comunicação Auxílio na construção Errado perfil heroico do líder


através
Imprensa soviética
Narrativas extremamente
Retratou Estaline como tendenciosas

Líder omnipotente,
omnisciente e
omnipresente

Jornalismo soviético

Denomina-o “Pai dos Povos”

45
Após a ascensão ao poder

Joseph Estaline impôs o realismo socialista

POLÍTICA Suprimiu todas as outras tendências na cultura

CULTURAL

Fig. 33 – realismo socialista

46
Política cultural

Realismo socialista 1930-1950

Segue a ideologia Convertido na


Do Partido Comunista arte oficial

Fig. 34 – figura representativa do realismo socialista


47
Política cultural

Realismo Socialista, quatro características essenciais:


 Partidário;
 Típica;
 Proletária;
 Realista (figurativa e verídica)

48
Política cultural

Acessível ao povo
Mensagem de Principal método de
propaganda do regime ficção soviética

Realismo Socialista

Glorificação dos Proletário e progressista


valores comunistas
Retrato idealizado da
cultura comunista

49
Política cultural

Segundo ALEKSANDER GERASIMOV (1881–1963)

Realismo Socialista

Realista Socialista
na forma no conteúdo

50
Fig. 35 – pintura de Estaline por Aleksander Gerasimov
Filmes da era Estalinista

CINEMA Estaline é mostrado como o único em quem


Lenine podia confiar durante a revolução

Estaline aparecia nos filmes como


um herói revolucionário

51
Cinema

Apenas no cinema é que se via Estaline e Lenine a aparecerem em levantamentos juntos


embora...

Estaline nunca tenha participado em nada

então

Reescreveu a sua história para os ecrãs

Onde Lenine estivesse, Estaline estava sempre ao seu lado

52
Cinema

Estaline dava instruções aos operadores de câmara sobre como ele queria ser visto

O que importava era que ele parecesse importante Exaltar a vida “maravilhosa” dos soviéticos

Queria que todos o reconhecessem como um Deus e um líder

Fig.36 – Mikhail Gelovani, ator que fazia


de Estaline nos filmes, o seu alter-ego
53
Cinema

CURIOSIDADE

Estaline adorava entretenimento

”Volga, Volga” era o seu filme favorito

Fig. 37 – “Volga, Volga” 54


Cinema

Após a sua morte, o “herói” dos filmes desapareceu Estaline foi apagado da história

O filme sobre a Revolução de outubro foi censurado

Estaline transformou-se naquilo que ele realmente tinha sido: invisível

O filme que criou um conto de fadas em que Estaline era o camarada


mais próximo de Lenine tinha sido alterado e Estaline já não aparecia

55
Literatura soviética

Seguir a nova doutrina oficial

LITERATU Construção de uma sociedade igualitária

RA
Sob orientação infalível de Estaline

“Pai provedor e guia da nação”

56
Literatura

Autores:
 Homens do trabalho forçado;
 Presidiários;
 Pessoas que acabara por ser mortas;
 Falecidos à fome.

Fig. 38 – Osip Mandelstam, poeta. Faleceu num Fig. 39 – “Poemas escolhidos de


campo de prisioneiros Estalinista na Sibéria Osip Mandelstam”

57
Escultura estalinista

 Mostra a exaltação do Governo;



ESCULTUR
Corpos perfeitos;
 Expressão de luta e força de vontade;
 Idealização da capacidade do trabalho do povo;
A  Referências e símbolos incontestavelmente poderosos.

58
Escultura

Fig. 40 – monumento comunista em que Estaline Fig. 41 – estátua de Estaline


aparece na frente como que a “liderar”

60
Escultura

Fig. 42 – Lenine e Estaline em Górki, representa os dois Fig. 43 – escultura de Múkhina V,


líderes comunistas sentados e a conversar num banco “Operário e mulher kolkosiana”

61
Arquitetura estalinista

Cidades construídas seguindo um


plano geral de desenvolvimento
ARQUITET
URA Divididas em distritos

Transformando visivelmente a imagem


arquitetónica das cidades

62
Arquitetura

Interação do Estado com os arquitetos Ativa e rígida

Um prédio podia ser


considerado um ultraje

No ano seguinte tornam-se


características da época

Fig. 44 – Ivan Zholtovsky, arquiteto famoso

63
Arquitetura

Fig. 45 – Kotelnicheskaya Embankment Apartments Fig. 46 -Kudrinskaya Square Building

64
Últimos anos do comando de Estaline

Período de maior popularidade do regime

FIM DO
Motivado pelo sucesso do país na guerra

ESTALINIS O culto de Estaline era extremamente popular em todo o país

MO mesmo assim

Estaline continuava paranoico com


conspirações contra o ser governo

Continuou os expurgos e virou-se contra


aqueles que o apoiavam há décadas
65
Fim do estalinismo

5 de março de 1953

Estaline falece

Fig. 47 – milhares de pessoas


reunidas no funeral de Estaline

A URSS passa a ser governada por Nikita Krushchev

Realizou a destalinização
através

Denúncia de todos os crimes cometidos pelo Estado durante os anos do estalinismo

66
CONCLUSÃO
O estalinismo perdurou de 1927 a 1953, aquando da morte de Estaline.
Estaline era um dos candidatos ao governo, depois da morte de Lenine. Quando este se tornou
chefe incontestado da URSS, Estaline visava a construção irreversível duma sociedade socialista e a
transformação da URSS numa grande potência mundial, implementando, então, a coletivização
dos campos, a planificação económica e um estado totalitário, estado esse revelado omnipotente.
Este totalitarismo ficou conhecido pelo culto ao líder, pela centralização do poder, pelo uso do
terror e pela censura, tendo também sido caracterizado pelos gulags, campos de “trabalho”
forçado, onde se abrigavam criminosos e inimigos do Estado, e pela polícia política, que adquiriu
vastos poderes punitivos, rebatizando a NKVD. Assim, Estaline inicia uma ditadura, perseguindo
todos aqueles que lhe fizessem frente ou se opusessem a ele.

67
CONCLUSÃO
Relativamente à coletivização dos campos, a propriedade rural foi dividida em dois tipos, os
kolkhozes e os sovkhozes, de forma a intensificar a mecanização da agricultura, obtendo resultados
satisfatórios. Quanto à planificação da economia, Estaline estabeleceu um sistema de metas para 5
anos, os Planos Quinquenais, implementando medidas a cumprir para cada um dos três planos.
No regime Estalinista criaram-se formas de enquadramento das massas, de maneira levar a
população a aceitar os valores Estalinistas, assistindo assim ao culto do chefe, que elevou Estaline a
dimensões religiosas e a ser comparado com Deus, instaurando a adoração e o medo.
A cultura e a censura mascarada que Estaline criou fez-se sentir em diversas áreas,
nomeadamente no cinema, na literatura, na arquitetura e na escultura, onde a ideia de que ele era
uma pessoa de grande importância ficou marcada, quando na verdade, ele não passava de um
invisível, facto que se veio verificar após a sua morte, quando Nikita Krushchev expôs os seus
crimes.

68
O estalinismo é semelhante aos outros regimes na
medida em que são extremamente nacionalistas, QUAIS AS
expansionistas e centrados na figura de um líder DIFERENÇAS E
supremo, porém, são diferentes no extermínio em SEMELHANÇA
massa, que na Alemanha nazi se fez sentir um
extremismo maior que na URSS; a nível da S DO
economia, a URSS defendia o coletivismo enquanto ESTALINISMO
que a Alemanha nazi defendia o capitalismo; mas a FACE AOS
diferença mais importante diz respeito ao fascismo e
ao nazismo, que defendiam uma sociedade de classes OUTROS
ao passo que o estalinismo pretendia destruí-la. REGIMES?

69
ANEXOS
SUGESTÕES
FILMES

O CÍRCULO DO PODER

Data de lançamento: 25 de dezembro de 1991


Direção: Andrei Konchalovsky
Género: Ação e Drama
Nacionalidade: Estados Unidos da América

Sinopse: descreve um operário cuja vida muda quando se torna projecionista de


filmes privados de Estaline, até à sua morte, sem poder contar nada à sua mulher.

70
ANEXOS
SUGESTÕES
FILMES

LESTE/OESTE – AMOR NO EXÍLIO

Data de lançamento: 1 de setembro de 1999


Direção: Régis Wargier
Género: Ação e Drama
Nacionalidade: França

Sinopse: em 1946, Estaline tenta atrair os russos que emigraram para o


Ocidente, propondo anistia, passaporte soviético e a oportunidade de participar
na reconstrução da URSS. Um jovem russo, Alexei, convence a sua mulher,
uma rapariga francesa, a aventurar-se com ele.

71
ANEXOS
SUGESTÕES
LIVROS

ESTALINE: A CORTE DO CZAR VERMELHO

Autor: Simon Sebag Montefiore

Sinopse: este livro traça um retrato cru e visceral de todo o aparelho de poder
estalinista e dos seus protagonistas. Estaline é descrito como paranóico, sádico e
vingativo, tanto como para os seus opositores, como para os próprios membros do seu
partido.

73
ANEXOS
SUGESTÕES
LIVROS

A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL À PORTA


FECHADA. ESTALINE, OS NAZIS E O
OCIDENTE

Autor: Laurence Rees

Sinopse: este livro beneficia da abertura dos arquivos estalinistas e de testemunhos


diretos sobre vários acontecimentos, fazendo o autor um relato das jogadas dos
bastidores da URSS com a Alemanha nazi.

74
ANEXOS
SUGESTÕES
LIVROS

LE CERCLE DU KREMLIN

Autor: Oleg Khlevniouk

Sinopse: nesta obra abre-se uma nova contribuição para o estudo da essência do
estalinismo, obrigando os leitores a repensarem aquilo que julgam saber sobre os
primeiros aos da URSS.

75
ANEXOS
SUGESTÕES
LIVROS

HITLER AND STALIN: PARALLEL LIVES

Autor: Alan Bullock

Sinopse: reinterpretam-se os dinamismos e ligações germano-soviéticas e é feita uma


análise comparativa entre os dois ditadores mais impiedosos da história do século XX.

76
ANEXOS
SUGESTÕES
LIVROS

ARQUIPÉLAGO DE GULAG

Autor: Aleksandr Soljenítsin

Sinopse: uma narrativa publicada pelo antigo capitão da artilharia do Exército


Vermelho que retrata em primeira mão a crueldade da realidade dos campos de
concentração e dos trabalhos forçados na União Soviética.

77
ANEXOS
SUGESTÕES
DOCUMENTÁRIOS

STALIN, O MITO O SÉCULO DO POVO - BANDEIRA VERMELHA

Este documentário de cerca de 50 minutos, descreve de forma Neste documentário, à semelhança do primeiro, também descreve
sucinta a personalidade de Estaline e como este governou a URSS, o regime estalinista, destacando os vários aspetos mencionados no
fomentado com diversas pessoas que trazem ao documentário os nosso trabalho, como a coletivização dos campos e a planificação
seus testemunhos daquilo que viveram na época de Estaline. Este económica. 78
vídeo é uma parte.
ANTÃO, António. Preparação para o Exame Final
Nacional: História A 12º ano. Porto: Porto Editora,
2016.
COUTO, Célia Pinto do; ANTÓNIA, Maria, ROSAS,
BIBLIOGRAF Monterroso. Um novo Tempo da História: História A
IA 12º ano. 1ª ed. Porto: Porto Editora, 2019.
HOBSBAWM, Eric J.. História do Marxismo. Volume
7. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

79
https://sites.google.com/site/navegarnahistoria2aparte/estaline-e-
o-estalinismo
https://www.infoescola.com/biografias/stalin/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Josef_Stalin
https://www.ebiografia.com/leon_trotsky/
WEBGRAFIA https://www.ebiografia.com/stalin/
https://mundoeducacao.uol.com.br/historiageral/revolucao-russag
overno-stalin.htm
https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-eram-os-gulags/
https://www.loc.gov/exhibits/archives/secr.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Nomenklatura
https://www.youtube.com/watch?v=JVQWgWx3clU

80
https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/a-burocracia-no-s
ocialismo.htm

https://universidadeaesquerda.com.br/debate-as-consequencias-
do-stalinismo-a-burocratizacao-da-revolucao-russa/

WEBGRAFIA https://pt.wikipedia.org/wiki/Stalinismo#Stalinismo_e_a_buroc
ratização

https://www.comunapsol.org/single-post/2019/03/13/O-Estalini
smo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Coletivização_forçada_na_União_
Soviética-
https://pt.wikipedia.org/wiki/Coletiviza%C3%A7%C3%A3o_a
gr%C3%ADcola

81
https://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_planificada
https://prezi.com/3du9lqe-p9rb/enquadramento-de-massas/-
https://mundoeducacao.uol.com.br/historiageral/revolucao-
russagoverno-stalin.htm
https://www.youtube.com/watch?v=XpxprM5lcm0&t=242s
WEBGRAFIA https://www.youtube.com/watch?v=9UWhEjeQs40
https://www.youtube.com/watch?v=9UWhEjeQs40
https://sites.google.com/site/navegarnahistoria2aparte/estaline-e-
o-estalinismo
https://www.youtube.com/watch?v=4Fat6vqOcC8&feature=yout
u.be
https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/15930/1/ulfpie046973_t
m_tese.pdf
 

82

Você também pode gostar