Você está na página 1de 22

Guia 1

Fisiopatologia
Conceito de Fraturas:

Ruptura total ou parcial da estrutura óssea.

Classificação

Aberta ou Exposta – com exposição


óssea
Fechada – sem exposição óssea
Sinais e Sintomas:

Dor
Inchaço
Incapacidade funcional
Deformidade
Crepitação
Em expostas, ferimentos na pele, podendo haver ou
não a exposição do osso.
Tipos de fraturas
Fratura em galho verde – o osso se
deforma, mas não ocorre a fratura.
Ocorre nas crianças. É dolorosa,
mas estável.
Fratura cominutiva – osso se
quebra em vários pedaços.
•Fratura oblíqua – a fratura cresce na
diagonal.
•Fratura exposta - quando há o
rompimento da pele e outros tecidos
moles.
Fratura espiral- uma fratura onde um pedaço de osso
é girado.
•Fratura transversa – o osso se fratura
transversalmente em relação ao eixo.
A luxação pode ser definida tecnicamente como a perda da
congruência articular, ou seja, quando um osso sai por completo de
sua posição anatômica correta. Pode acontecer com qualquer
articulação do corpo, como ombro, cotovelo, joelho, tornozelo e
dedos, por exemplo.
Entorse é a perda momentânea da congruência articular, cápsula
articular e/ou ligamento de uma articulação. Também pode ser
definida como uma lesão traumática de uma articulação, com
alongamento, arrancamento ou ruptura de um ou mais ligamentos,
sem deslocamento das superfícies articulares.
TÓRAX
Doença pulmonar é qualquer doença, distúrbio ou condição anômala de
saúde que ocorra nos pulmões ou que leve os pulmões a não funcionarem
adequadamente.

•Asma na infância.
•Asma no adulto.
•Bronquiectasia.
•Cancro do pulmão.
•Distúrbios respiratórios do sono.
•Doença pulmonar intersticial.
ATELECTASIA
A atelectasia, ou colapso, ocorre devido à hipoventilação dos pulmões. Pode
envolver todo o pulmão ou um lobo, segmento ou subsegmento.
A atelectasia também é definida como colapso dos espaços alveolares, geralmente
de magnitude grave o suficiente para aparecer em uma radiografia simples de
tórax.
Patologia intersticiais

Doença pulmonar intersticial


As pneumonias intersticiais idiopáticas (PIIs)
fazem parte de um amplo e heterogêneo grupo
de doenças pulmonares intersticiais que
engloba mais de 200 doenças agudas ou
crônicas, com graus variados de inflamação
e/ou fibrose.
•Bronquiectasia

 Bronquiectasia pulmonar é uma doença


caracterizada pela dilatação permanente
dos brônquios, que pode ser causada
por infecções bacterianas recorrentes ou
devido à obstrução dos brônquios. Essa
doença não tem cura e normalmente
está associada a outras condições, como
fibrose cística, enfisema pulmonar e
síndrome dos cílios imóveis, também
conhecida por Síndrome de Kartagener
Bronquite

Bronquite é a inflamação dos brônquios,


tubos que levam o oxigênio até os
pulmões. Existe na forma aguda, quando
sintomas como tosse, chiado no peito e
dificuldade para respirar permanecem
por no máximo algumas semanas, e na
forma crônica, quando o problema
acompanha o indivíduo pela vida toda
DERRAME PLEURAL
• São opacidades homogêneas no seios costofrênicos
laterais,
formando uma interface côncava em direção ao pulmão.
• Na suspeita de derrame pleural deve-se colocar o
paciente em
decúbito lateral do lado do derrame ( detecta derrames de
pequeno volume ). 5 ml.
• O derrame pleural empurra o hilo para o lado
contralateral, mas
isso pode não ocorrer na presença de uma atelectasia .
• O líquido livre na fissura horizontal é visto como um
espessamento regular e simétrico.
• O líquido nas fissuras interlobares pode nos levar a
pensar em
pseudotumores, estes desaparecem rapidamente com a
diurese ( tumor que desaparece ).
PNEUMOTÓRAX
• É visualizado por uma linha curvílinea que segue
paralelamente ã parede do tórax, separando o pulmão
parcialmente colabado do ar pleural.
• Em casos de forte suspeita clínica e com radiografia em PA
normal, deve-se fazer uma radiografia em inspiração plena.
• Pacientes em decúbito dorsal não são visíveis em até 30 %
dos
casos.
• O hemitórax acometido geralmente aparece
hipertransparente,
o sulco costofrênico lateral pode parecer anormalmente
profundo ( sulco profundo )
• Pode ser visto o sinal do diafragma duplo, devido ao ar no
seio
costofrênico.
Cardiomegalia:

Coração grande o que é, sintomas, causas e


tratamento. A cardiomegalia, popularmente
conhecida como coração grande, não é uma
doença, mas é um sinal de alguma outra
doença do coração como insuficiência cardíaca,
doença das artérias coronárias, problemas nas
válvulas do coração ou arritmia

Você também pode gostar