Você está na página 1de 13

EDUCANDÁRIO

PEQUENO APRENDIZ
DIEGO MACLAUDIO GOMES GONÇALVES
PROFESSORA: SIMONE CERQUEIRA
UNIRB – FACULDADE REGINAL DA BAHIA
AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL
SUMÁRIO
• OBJETIVOS
• CHARGE
• INTRODUÇÃO
• DIMENSÕES
• SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS
OBJETIVOS
• É proporcionar o desenvolvimento da criação da intuição
fictícia , sistematização dos fatos, raciocínio e reflexão
em torno de um tema/assunto.

• Realizar uma exposição do assunto e após a


apresentação, abre-se a oportunidade para os demais
alunos da questionar e refletir a respeito do assunto.
CHARGE
INTRODUÇÃO
• Na era atual, tendo em vista as necessidades sociais
vigentes, é imprescindível que todas as instituições de
ensino atuem com ação, criatividade, parcerias,
produção, empreendedorismo, competência e qualidade.

• Neste contexto a Educandário pequeno aprendiz, tem


promovido uma educação de qualidade para os seus
educandos.

• Nessa perspectiva adotaremos práticas pedagógicas


contextualizadas e críticas, estimuladoras e promotoras
da cidadania, que considerem o ser humano um ser
global, social e histórico.
• No tocante ao ensino fundamental, a LDB, no seu artigo 32,
preconiza que a formação básica do cidadão requer no
parágrafo:

• I – O desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como


meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do
cálculo;
• II – a compreensão do ambiente natural e social, do sistema
político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se
fundamenta a sociedade;
• III – o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo
em vista a aquisição de conhecimentos, habilidades e a
formação de atitudes e valores;
• IV – o fornecimento dos vínculos de família, dos laços de
solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se
assenta a vida social.
• Em consonância com estes princípios, podemos afirmar que o
Educandário Pequeno Aprendiz, procura proporcionar aos seus
alunos um ambiente significativo e prazeroso de modo que possam
desenvolver a vontade de conhecer e de aprender, envolvendo-se no
grupo de forma criativa e questionadora, vivenciando situações que
desafiam seu pensamento para uma relação construtiva com o
mundo, que se realiza a partir das experiências vividas nos diversos
espaços educativos a que o indivíduo tem acesso, na interação com
as pessoas que fazem parte do seu universo cultural.
DIMENSÕES
• a) Avaliação das Séries - O processo de avaliação na
escola vem sendo feito de forma quantitativa e qualitativa
durante o horário de aula. São realizadas três avaliações
por disciplina, sendo que uma delas constitui-se de uma
nota qualitativa e as outras duas quantitativas.
Avaliação do aluno
 Provas – orais ou escritas;

 Pesquisas – individual, em equipe, de campo, em livros e

revistas, na
 internet;

 Trabalhos – confecção de cartazes, painéis, maquetes, projetos

artísticos e manuais;
 Relatórios – Produção de textos após apresentações de
palestras, filmes, peças teatrais, visitas de campo;
 Seminários – apresentações em grupo, debates, júris simulados,

dinâmicas de grupo.
Avaliação das Disciplinas. - O conteúdo deve ser programado
dentro do contexto social do aluno, para que esse venha pensar, agir
e interagir nesse meio, e possa de forma crítica e reflexiva
transformar sua realidade.

Privilegiar o texto pra que o aluno possa ser leitor e também autor,
utilizando suas experiências de vida no espaço escolar. Nas
diferentes disciplinas de forma interdisciplinar. Ensinar o aluno a
pesquisar hoje é uma das funções básicas da escola.
REFLEXÃO
• Formação dos professores continua?

• A família tem que participar efetivamente da educação do


sujeito?

• O professor é o único culpado pela a nota baixa do


aluno?

• Será que nestas situações não tem uma aprendizagem


significativa?