Você está na página 1de 12

Claude Lévi-Strauss

● Nasceu na Bélgica em 1908, na qual a família


vai pra França em 1909.
● 1918 - 1925 - Inscreve-se em Direito e
Filosofia em Sorbonne. Filia-se a Seção
Francesa da Internacional Operária.
● Em 1928 recebe o diploma de Filosofia. Torna-
se secretário geral dos da Federação dos
Estudantes Socialistsa. E em 1931 passa na
agrégation em Filosofia.
● Em 1934, Célestin Bouglié lhe inscreve para
ser professor de Sociologia na USP.
● Em 1935 torna-se professor da USP, e faz sua
primeira expedição com Caduveus e Bororo.
● A esposa dele, Dina Dreyfus, étnologa, se junta
a ele com essa missão cultural francesa, e funda
a primeira sociedade etnológica brasileira, ao
lado de Mário de Andrade.
● Ficou no Brasil de 1935-1939
● Em 1947, nasce o primeiro
filho, Laurence
● Depois de duas tentativas em
entrar na Collége de france,
consegue ser admitido na
École Pratique des Hautes
Études.
● Em 1954 se casa com Monique
Roman
● 1957, nasce o segundo filho,
Matthieu
● 1959, é admitido na Collége de
France
● 1977-1982, faz diversas
viagens para Japão, México e
Coreia.
● 1982, se aposenta
● 1985, volta ao Brasil Fonte: Olivier Dekens e Folha
● 1994, publica “Saudades de de SP
São Paulo”.
ESTRUTURALISMO

● Êxito na França: entre anos 50 e 60


● “tendência do ocidente para uma temporalidade moderada”.
● Contestação e contracultura; Superação do academisno de Sorbonne.
● “apetite em busca de novos modelos”; “certa dose de autoaversão, de rejeição da
cultura ocidental moderna”.
● De onde vem o termo? “teve no começo um sentido arquitetural”, “como um
edificio é construido
● Nos sécs XVII-XVIII, “modifica-se e amplia-se para analogia aos seres vivos: tanto
o corpo do homem percebido como uma construção em Fontenelle, quanto a língua
com Vargelas ou Bernot”
ESTRUTURALISMO

● “o termo assume então o sentido da descrição da maneira como as partes


integrantes de um ser concreto organizam-se numa totalidade”.
● O termo: “ausente em Hegel, pouco frequente em Marx, (...), é consagrado pelo
Durkheim em As regras do método sociológico.
● A ideia veio dos psicólogos para se oporem a psicologia funcional, mas o
estruturalismo abarcado pelas ciências humanas são da Linguistica. Mas a revolução
veio com Hjelsmlev (com a revista acta linguistica, com o primeiro artigo
Linguística estrutural).
● COnselho de Bathes aos futuros historiadores do estruturalismo: a distinção que não
ocorre as fronteiras disciplinares entre estruturalismo científico (Lacan, Lévi-
Strauss, Grelmas) - e do considerado mais flexível - estruturalismo semiólogico
com Todorov, Barthes e Gennete
ESTRUTURALISMO

● “o estruturalismo teria sido a kainé de toda geração intelectual, mesmo que não
exista solidariedade de doutrina, menos ainda das escolas ou de combate entre seus
diversos representantes”
● Difícil periodização… dos anos 50 até seu ápice em 1966 , e no início de 1967 que
tem as primeiras críticas ao modelo.
ESTRUTURALISMO E LÉVI-STRAUSS

● Influências: Marx, Durkheim, Comte e Mauss


● Comte: Não herda a ideia de progressão por etapas, mas sim, do cientificismo, em
que “a ideia de que um conhecimento só se reveste de interesse se se inspirar no
modelo da ciência, ou se lograr transforma-se em ciência, em teoria (...).
● Outro fator: “globalidade de sua ambição, ao holismo” e do mesmo modo, Lévi-
Strauss condena a psicologia
● Durkheim: “a sociedade constitui um todo irredutível a soma de suas partes”.
Contudo Durkheim desconfiava dos etnógrafos, e prezava pelas fontes dos
historiadores
● Lévi-Strauss ia diferente: “observação em primeiro lugar, anterior a toda construção
lógica, a toda conceitualização. (...)”
● “a antropologia é, acima de tudo, uma ciência empírica… o estudo empírico
condiciona o acesso a estrutura.”
● Lévi-Strauss também bate no empirismo, apesar de considerar um importante passo
inicial
ESTRUTURALISMO E LÉVI-STRAUSS

● Influências: Marx, Durkheim, Comte e Mauss


● Comte: Não herda a ideia de progressão por etapas, mas sim, do cientificismo, em
que “a ideia de que um conhecimento só se reveste de interesse se se inspirar no
modelo da ciência, ou se lograr transforma-se em ciência, em teoria (...).
● Outro fator: “globalidade de sua ambição, ao holismo” e do mesmo modo, Lévi-
Strauss condena a psicologia
● Durkheim: “a sociedade constitui um todo irredutível a soma de suas partes”.
Contudo Durkheim desconfiava dos etnógrafos, e prezava pelas fontes dos
historiadores
● Lévi-Strauss ia diferente: “observação em primeiro lugar, anterior a toda construção
lógica, a toda conceitualização. (...)”
● “a antropologia é, acima de tudo, uma ciência empírica… o estudo empírico
condiciona o acesso a estrutura.”
● Lévi-Strauss também bate no empirismo, apesar de considerar um importante passo
inicial
POSITIVISTA?
EVOLUCIONISTA?
MARXISTA?
RESUMÃO

Você também pode gostar