DCS vs. PLC/SCADA Como decidir qual usar?

Ana Rodrigues, I IA AS Carlos Campos, I IA AS Siemens Ltda.

Estereótipos Clássicos de DCS x PLC/SCADA
Característica
DCS x PLC/SCADA

PLC 1960’s Relés Eletromecânicos “Pecas” Automotiva Discreto Lógica “Ladder” 20 ms ou menos Compacto

DCS 1975 Controladores Pneumáticos & Single Loop “Produto” Refinaria Regulatório Blocos de Função 100 ms – 1 sec Grande

Surgimento Substituição de… Produtos Manufaturados… Aplicação Clássica Tipo de Controle Linguagem Típica de Configuração Tempo de Execução das Lógicas Tamanho

A SIEMENS é o único fornecedor de automação com significativa presença tanto no mercado de DCS quanto no de PLC/SCADA. DCS DCS x PLC/SCADA PLC / SCADA Pharmaceuticals Food & Beverage Metal / Mining Pulp & Paper Automotive Process-Industries Hybrid-Industries Factory-Industries Electronics Chemicals Oil & Gas Refinery Power Water Glass .

Uma das mais significativas tendências em automação é a convergência entre DCS e PLC/SCADA DCS x PLC/SCADA PLC DCS Mas o quê “convergência” realmente significa? .

relatórios. tendências. alarmes. e servidor de dados históricos. Revista Intech n. sistema de E/S distribuído. atua como servidor de aplicação provendo telas. forte integração entre controladores e sistema de operação.Sistemas Híbridos * Ref: Artigo técnico “Sistemas de Controle Híbrido”. tendência para Ethernet Industrial  Servidor de Dados: função de leitura dos dados do controlador e disponibilizá-los para as estações clientes  Servidor de Aplicação: para alta disponibilidade.62 DCS x PLC/SCADA Os sistemas híbridos surgiram como uma fusão das características dos sistemas SDCD e SCADA. configurados na mesma estação de engenharia que configura as estações de operação  Rede de Controle: padrões de redes abertas para comunicação rápida e determinismo entre controladores. etc para as estações clientes. .  Arquitetura Aberta  Configuração típica para sistemas híbridos: cliente/servidor em Ethernet TCP/IP a fim de garantir a performance do sistema  Rede de Dispositivos: padrão de mercado (ASI e Profibus DP)  Rede de Instrumentação: padrão de mercado (Profibus PA)  Controladores: tempos de execução de algoritmos de controle na ordem de 100ms.

controladores e rede de controle.  Facilidade de Diagnóstico de Manutenção: diagnóstico avançado via faceplates de dispositivos gerados automaticamente no WinCC a partir da configuração de hardware do SIMATIC Manager. Revista Intech n.  Redundância: redundância de servidores. o hardware utilizado no sistema de E/S possui as funcionalidades de alto diagnóstico de cada módulo e troca a quente  Base de Dados Única: integra em uma única base de dados a ferramenta de configuração do controlador e do sistema de visualização .Sistemas Híbridos * Ref: Artigo técnico “Sistemas de Controle Híbrido”.62 DCS x PLC/SCADA  Estação de Engenharia: reúne todas as funcionalidades de engenharia dos softwares dos controladores e das estações de visualização.

SFC (S7-GRAPH)  Utilização de Algoritmos Especiais e de Controle Avançado  Integração entre Aplicativos: integração total das aplicações existentes no sistema que passam a ser componente de um multiprojeto que contém todos os aspectos de uma base de dados única (controle.  Programação do Controlados usando a Norma IEC 61131-3: programação em IL. instrumentação e de dispositivos) . ST (SCL). Revista Intech n.62 DCS x PLC/SCADA Utilização de Bibliotecas e Orientação a Objetos: filosofia da norma IEC 61131-3 para modularização e reutilização de aplicativo de controle e visualização. de comunicação. LD.Sistemas Híbridos * Ref: Artigo técnico “Sistemas de Controle Híbrido”. redes de controladores. FBD. visualização.

DCS e PLC foram desenvolvidos com diferentes objetivos Controle Contínuo .DCS x PLC/SCADA Tipo de Controle… Otimizado Para… Controle de Movimento Segurança de Máquina PLC Lógica de Alta Veloc. Segurança Processos Controle de Batelada DCS Apesar das similaridades.

Resumo  Convergência de DCS e PLC/SCADA  Devemos primeiro analisar os requisitos da nossa aplicação  DCS x PLC/SCADA Características de processo vs. PCS 7    O quê é igual. discreto  Depois devemos analisar nossas expectativas de engenharia  Funcionalidade “Out-of-the-box” vs. “roll-your-own”  Traditional trade-offs  Prós e contras de soluções baseadas em DCS e PLC Quais são os benefícios  Plataformas Comuns – o objetivo   Siemens S7 / WinCC vs. o quê é diferente? Prós e contras de cada Com o quê devemos tomar cuidado .

Do ponto de vista tecnológico. etc. T/C. DCS e PLC/SCADA têm várias similaridades DCS HMI Business Integration Supervisory Control DCS x PLC/SCADA Engineering Network Field Device RTD. Controller I/O PLC HMI Business Integration Supervisory Control Engineering Field Device Network Controller 8 DI I M 152 M 5 I 12 4A I D 4O 4D O 4D O 4 DO I/O 24 Vdc. mA. Failsafe I/O . etc. 120 Vac.

Perguntas chave para determinar qual tecnologia atende melhor sua aplicação… DCS x PLC/SCADA       O quê você produz e como? O valor do seu produto e o custo de parada O quê você enxerga como “o coração do seu sistema”? As necessidades do operador Requisitos de Performance Grau de customização desejado .

O quê você produz? Como? Peças vs. Produto… DCS x PLC/SCADA  Envolve a manufatura e/ou montagem de itens específicos (acron. “Produto”) Normalmente é impossível visualizar o resultado até que o produto esteja completamente produzido Combinação de controle regulatório (loop) e batelada (sequencial)     PLC / SCADA DCS . “Peças”) Você consegue visualizar o produto progredindo ao longo do processo Controle lógico de alta velocidade  Envolve a combinação e/ou transformação de matéria-prima (acron.

uma parada pode resultar em dano ao processo (ex: o produto endurece)     PLC / SCADA DCS . pode resultar também em condições perigosas Em alguns casos.Valor do produto e custo de parada Qual é o valor do seu produto? O quê acontece se o processo pára?  DCS x PLC/SCADA O valor de cada produto independente que está sendo manufaturado é relativamente baixo Uma parada resulta em perda de produção – a qual pode ser recuperada rapidamente Uma parada tipicamente não danifica o processo  O valor de uma “batelada” pode ser muito alto (tanto em custo da matéria-prima quanto do produto final) Uma parada não resulta somente em perda de produção.

O coração do sistema O quê você considera o coração do sistema? DCS x PLC/SCADA   Tipicamente o controlador O controlador contém toda a lógica para automaticamente mover o produto ao longo da linha de produção A IHM é usualmente um painel de operação montado na própria máquina ou um PC   Tipicamente a IHM Como usualmente você não pode visualizar o produto. a IHM oferece a única possibilidade de visualizar o processo A IHM é usualmente um console na sala de controle central   PLC / SCADA DCS .

Necessidades do operador O quê o operador precisa para ter sucesso? DCS x PLC/SCADA  O papel principal do operador é tratar exceções Informações de status e alarme das exceções é a chave para manter o operador alertado sobre o quê está acontecendo no processo A produção pode ser possível “às cegas”  A interação do operador é usualmente necessária para manter o processo ativo Faceplates e trends analógicos são críticos para visualizar o quê está acontecendo no processo Gerenciamento de Alarmes é fundamental para a operação segura do processo Uma falha na IHM pode forçar uma parada do processo      PLC / SCADA DCS .

Requisitos de performance Quais são os requisitos gerais de performance do sistema? DCS x PLC/SCADA  O scan das lógicas deve ser 10 ms ou menos. Feedforward. especialmente nas aplicações que envolvem controle de movimento Normalmente o custo de um sistema redundante não é justificado O sistema pode ser passado para offline para alterar-se a configuração  Os loops de controle devem rodar com scan de 100 a 500 ms A redundância do sistema é usualmente necessária para aumentar a disponibilidade Alterações online da configuração são normalmente necessárias para afinar a estratégia de controle Controle analógicos: PID simples + Avançado (Cascata. Ratio. Split Range)       Controle analógico: Somente PIDs simples PLC / SCADA DCS .

Customização Você espera que o sistema venha com “todas” as funções standard?  DCS x PLC/SCADA Devido às necessidades únicas da aplicação. e não variam de aplicação para aplicação Bibliotecas Standard são esperadas Espera-se que o sistema (do dispositivo de campo até o console) funcione como uma solução completa     Deve ser prevista a possibilidade de integrar funções / produtos em uma arquitetura integrada PLC / SCADA DCS . há uma necessidade de desenvolver rotinas customizadas Bibliotecas Standard podem ser utilizadas como base  Muitos algoritmos (ex: PID) são muito complexos.

Expectativas de engenharia Qual é sua expectativa do sistema de engenharia? DCS x PLC/SCADA  Programar / configurar componentes individuais  integrar depois (“bottom up”) Desejo de soluções customizadas  Design direto do sistema completo antes mesmo da implementação começar (“top down”) Desejo de soluções baseadas em funcionalidades “prontas” O sistema deve ser desenhado de modo que seja “fácil” a engenharia de aplicações para processos A utilização de funções prédefinidas e pré-testadas economiza significativamente o tempo gasto na engenharia     PLC / SCADA DCS .

engenharia comum. e rede de comunicação comum para sistemas discretos e de controle de processos Filosofia da Siemens – Produtos são criados como componentes modulares de tal maneira que podem ser reutilizados dependendo da aplicação do cliente . pode ser significativa dependendo dos requisitos da aplicação O grande benefício para muitas empresas é uma plataforma comum.O objetivo – plataformas comuns DCS x PLC/SCADA Como vimos. a diferença tecnológica entre o DCS e PLC/SCADA é pequena Entretanto.

BIBLIOTECAS Batch “Advanced” Process Ctrl. Safety Statement List SIMATIC Mgr. PCS 7 Safety Matrix PDM SCL CFC PCS 7 ES TOOLS S7 Graph Function Block Ladder Logic Dist.Ambiente de engenharia Componentes similares – aplicações diferentes APLICAÇÃO DCS x PLC/SCADA LINGUAGENS SFC FERRAM. Machine Safety Machine Control Logic & Interlocking SIMATIC Batch I/E Asst. Process Safety “Basic” Process Ctrl. STEP 7 IEC .

Process Safety “Basic” Process Ctrl.Ambiente de operação Componentes similares – necessidades diferentes APLICAÇÃO DCS x PLC/SCADA FUNÇÕES SFC Visualization Asset Management Redundancy Alarm Management Faceplates Trending Diagnostics Alarm Processing Process Visualization PB Replacement DISPOSITIVO Batch “Advanced” Process Ctrl. Machine Safety Machine Control Logic & Interlocking .

S7 e WinCC são a base para uma arquitetura integrada PCS 7 é uma solução completa Componentes SIMATIC Standard + Anos de experiência da Siemens e do usuário = SIMATIC PCS 7 O PCS 7 foi lançado em 1997. com 3 updates principais Há um significativo esforço para desenvolver e testar o sistema de modo a garantir a performance do PCS 7 DCS x PLC/SCADA .

DCS x PLC/SCADA .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful