Você está na página 1de 19

Etiologia dos Transtornos

Mentais em Psiquiatria

Vasco F. J. Cumbe
(MD, Psiquiatra, Msc)
Gondola, 17 - 20 de Junho de 2014
Considerações Gerais
A causalidade da doença mental, tal como a maioria das

outras doenças, é multifactorial, ou seja, resulta da


combinação de vários e diferentes factores.
Ao reflectir sobre os factores causais em psiquiatria, importa

saber o seguinte:
 Tipo de Factor: Biológicos, Psicológicos e Sociais.

 Tempo em Que Opera o Factor: Predisponente, Precipitante e

Perpetuante (3Ps).
2
Considerações Gerais
Assim é na conjugação da nossa Base Genética com o meio Ambiente

envolvente e os seus momentos ou períodos importantes que a

doença pode surgir de forma repentina ou insidiosa.

A evolução das Perturbações Mentais é influenciada por múltiplos

factores (Biológicos, Sociais, Psicológicos) e por vezes

predominando um dos tipos de factores.

3
Modelo Biopsicossocial
Todos os factores biológicos, psicológicos e sociais

contribuem sempre em certa medida para todas as


perturbações.
O modelo biopsicossocial resulta da conjugação dos três

factores fundamentais na compreensão do adoecer


psiquiátrico.
 A compreensão do modelo permite uma abordagem holística para a

eficácia do processo terapêutico.


4
Factores Predisponentes, Precipitantes e
Perpetuadores
 Predisponentes: aqueles que exercem um efeito causal de longo

prazo, tais como a combinação genética e as experiências de


trauma durante a primeira infância.
 Precipitantes: factores que explicam porque é que a perturbação

ocorreu em certo momento (ex: acontecimentos de vida,


interrupção da medicação).
 Perpetuadores: são os factores que afectam a evolução de uma

perturbação mental (ex: conflitos conjugais, não adesão ao tto).

5
Caso
Caso Clínico
Clínico

6
Factores Etiológicos da Perturbação Depressiva
do Sr. K?

7
Factores Etiológicos da Perturbação Depressiva
do Sr. K?

8
Causalidade em Psiquiatria
 Emil Kraepelin (Compendium der Psychiatric, 1883):

 Exógenas: causadas por condições externas e consideradas

curáveis (depressão reactiva ao desemprego)

 Endógenas: causas biológicas com evidências de danos

cerebrais, disfunções metabólicas, disfunções de


neurotransmissão ou factores hereditários e vistas como
incuráveis e de difícil manejo.

9
Causalidade em Psiquiatria
Uma das clássicas formas de olhar para a etiologia da perturbações

mentais, é subdivindo - a em:


 Etiologia Endógena: resultado de factores hereditários e
constitucionais,
 Etiologia Exógena: resultam das reacções aos acontecimentos da vida

do dia-a-dia e menos dependente da Genética, Biologia e Fisiologia.


Seja qual for a causa existe sofrimento psicológico usualmente com

repercussões a nível físico ou somático.

10
Causalidade em Psiquiatria

11
Etiologia Exógena
Factores Exógenos ou externos ao organismo são

susceptíveis de exercer, de forma directa ou indirecta,


uma acção patogénica sobre o “Aparelho Psíquico”:
Carácter Transitório - Alcoolismo Agudo.

Carácter Lesional - TCE .

Carácter Irreversível - Alcoolismo Crónico.

12
Agitação Psicomotora
Etiologia Exógena:
 Tóxica

 Sintomática

 Orgânica.

Doença Psiquiátrica de Base: Endógena ou Psicógena.

Etiologia Mista: Dça Psiquiátrica + Componente Tóxica,

Sintomática ou Orgânica.

13
Agitação Psicomotora Exógena
- Início agudo .
- Sem antecedentes psiquiátricos.
- Flutuações do estado da consciência.
- Desorientação no Tempo/Espaço.
- Discurso incoerente.
- Dificuldades na marcha.
- Alterações da memória.
- Alucinações visuais.
- Abuso de substâncias.
- Doença Médica e ou Tto biológico com interferência no SNC

14
Agitação Psicomotora Exógena
 Causas Mais Comuns:

 Tóxicas - álcool, outras drogas, fármacos anticolinérgicos (atropina,

antiparkinsónicos, digitálicos (digoxina), corticóides (prednisolona).

 Metabólicas - encefalopatia hepática, hipoglicémia, hiponatrémia.

 Endócrina - Cushing, Hipo / Hipertiroidismo.

 Neurológicas - Epilepsia, Demências, TCE, AVC, Doença de Parkinson.

 Infecciosas - HIV, Sífilis,.

15
Agitação Psicomotora Endógena

- Ausência de Alterações do Estado de Consciência.

- História de Doença Psiquiátrica.


- Episódios Prévios de Agitação (Descompensação Psiquiátrica).

- Má Adesão á Terapêutica.

- Psicopatologia Característica de Perturbação Psiquiátrica:


 Actividade Alucinatória Auditiva
 Actividade Delirante (Persecutória, Grandeza , Prejuízo)
 Perda de Insight ou Juizo Crítico.
 Alteração da Afectividade.
 Alteração da Conducta.

16
Agitação Psicomotora Psicótica
Principais Causas:
- Esquizofrenia.

- Perturbação Esquizoafectiva.
- Perturbações Delirantes.
- Episódio Maníaco/Misto.
- Episódio Depressivo Psicótico (Agitada)

17
Agitação Psicomotora Não Psicótica
Reacção Aguda ao Stress (Luto, Desemprego).

Crises de Pânico e outras Perturbações de Ansiedade.

Perturbação de Stress Pós Traumática (PTSD).

Perturbação da Personalidade: Paranóide, Histriónica ,

Borderline, Antisocial.
Síndromes Demenciais.

Debilidade Intelectual.

18
Muito Obrigado

19