Você está na página 1de 31

Hematologia de animais selvagens

Monitora:Vanessa Gabrieli Beims


Prof: Nádia C. Weinert

Disciplina: Patologia Clínica I


Assuntos abordados
• Aves
• Répteis
• Peixes
AVES
Aves
Coleta
o Máximo 1% do peso corporal

o Locais: Veias jugular, braquial (ulnar cutânea, basílica) e a metatársica


medial (tibial caudal)
o Jugular direita
o Corte da unha
o Lancetamento
Clique no ícone para adicionar uma imagem

Venopunção jugular
em papagaio
(Amazona sp.).
Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica
Clínica Veterinária .
Clique no ícone para adicionar uma imagem
Canulação da veia basílica em
uma cacatua (Cacatua
moluccensis) e utilização do
método por
gotejamento para a coleta do
sangue.
Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica
Clínica Veterinária.
Clique no ícone para adicionar uma imagem

Coleta de sangue da veia


metatársica medial em um peru
(Meleagris gallopavo).

Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica


Clínica Veterinária
Aves
Anticoagulantes
o EDTA: Coloração adequada, não agrupa leucócitos.
o Corvos e gralhas

o Heparina: fornece sangue anticoagulado para hematologia e plasma para


a bioquímica.
o Desvantagens

o Citrato de sódio (3,8%): exames de coagulação.


Aves
Eritrócitos
• Maiores do que dos mamíferos

• Formato elíptico

• Reticulócitos

• Avaliar: tamanho, forma, cor,


núcleo e se há inclusões celulares.
Aves
Leucócitos
o Linfócitos
o Monócitos
o Heterófilos = neutrófilos
o Basófilos
o Eosinófilos

o Variação de valores de
referência
Aves
Aves
Trombócitos
o Nucleados, forma arredondada a ovalada.
Répteis
Répteis
Valores de referência variáveis
o Idade
A contagem total e
diferencial de leucócitos deve diferir muito
o Gênero
o Local da coleta
o (ou seja, duas vezes para cima ou para
Anticoagulante
o baixo) dos
Coloração utilizada
o Condições ambientais
valores de referência normais para ser
considerada significativa!!!
Répteis
Coleta
o Pode haver mistura de sangue com a linfa

o Locais: veia jugular, seio venoso occipital dorsal, cardiocentese, veia


coccígea ventral

o Máximo 1% do peso corporal.


Coleta de sangue por
venopunção jugular em
uma tartaruga-verde
(Chelonia mydas).

Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica


Clínica Veterinária
Coleta de sangue da
veia pós-occipital
dorsal de uma
tartaruga-verde
(Chelonia mydas).
Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica
Clínica Veterinária
Coleta de sangue por
cardiocentese em
serpente.

Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica


Clínica Veterinária
Coleta de sangue por
venopunção da veia coccígea
ventral na cauda de uma iguana
(Iguana
iguana) utilizando a abordagem
ventral.

Fonte: THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica


Clínica Veterinária
Répteis
Anticoagulantes

o EDTA: Hemólise em quelônios.

o Heparina:
o Coloração azulada ao esfregaço.
o Agregação de leucócitos e trombócitos
Répteis
Eritrócitos
o Maiores do que os de aves e mamíferos
o Células elipsoidais com núcleo central
o Podem ser encontrados eritrócitos imaturos no sangue
Répteis
Leucócitos
o Monócitos Avaliações:
• Contagem total
o Linfócitos
• Contagem diferencial
o Eosinófios
• Morfologia
o Heterófilos – diferenças entre espécies

o Basófilos Necessário contagem manual!


Répteis
Répteis
Trombócitos
o Células elípticas a fusiformes, nucleadas.
Peixes
Peixes
Coleta
o Indicações:
o Peixes maiores do que 8 cm.

o Deve ser realizada em menos de 30 segundos.

o Coletar com anticoagulante.


o Heparina ou EDTA.

o Local: veia ou artéria vertebral caudal. Fonte: https://core.ac.uk/download/pdf/15436840.pdf


Peixes
Eritrócitos
o Formato oval a elipsoide, núcleo grande e central.
o Variação entre espécies.
o Eritropoiese ocorre no sangue periférico.
Peixes
Leucócitos
o Ampla variação entre as espécies.

o Em geral: neutrófilos ou heterófilos, linfócitos e monócitos no sangue.

o Raros: basófilos e eosinófilos.


Peixes
Trombócitos
o Forma: arredondados, alongados ou fusiformes.
o Velocidade de coagulação difere entre as espécies.
Referências

o EMBRAPA. Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-


publicacoes/-/publicacao/874164/procedimentos-basicos-para-colheita-de-sangue-em-
peixes. Acesso em: 02 de junho de 2019.

o THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica Clínica Veterinária, 2015.

o VILA, L.G. Hematologia em aves: Revisão de literatura, 2013.


Dúvidas???
Obrigada!

Você também pode gostar