Você está na página 1de 12

PNLEM 2009

Geografia Geral e Geografia do Brasil


Espaço natural e socioeconômico
Lygia Terra
Marcos de Amorim Coelho

Capítulo 11: Minerais e Rochas:


panorama mundial
• A utilização de minerais e rochas pela
humanidade vem ocorrendo desde as mais
antigas civilizações
Diferenças entre mineral e rocha
• Mineral: inorgânico, quase sempre sólido,
formado na crosta, composição química definida
(peça de malaquita em museu na Rússia – ao
lado). Podem ser metálicos e não metálicos
• Rocha: agregado natural composto por um ou
mais minerais. Podem ser de três tipos: a)
sedimentares / b) magmáticas ou ígneas / c)
metamórficas
• Esfinge: calcário (sedimentar)
Rochas: transformações contínuas

Metamórficas Ígneas

Sedimentares Ígneas Sedimentares

Metamórficas
Rochas: transformações contínuas
• Rochas magmáticas ou ígneas: formadas pelo resfriamento
do magma. Apresentam resfriamento lento ou rápido (intrusivas
- lento – granito / extrusivas – rápido - basalto).
• Rochas sedimentares: formam-se pela ação da erosão da
água e do vento sobre outras rochas. Estruturas estratificadas
(camadas). Os sedimentos originam bacias sedimentares, com
ocorrência de gás e petróleo.
• Rochas metamórficas: ação do calor e pressão no interior da
crosta sobre rochas sedimentares ou ígneas.
Rochas: transformações contínuas
Minério Mineral Utilização
Minerais e rochas como Magnetita Ferro Siderurgia
recursos econômicos Bauxita Alumínio Aeronáutica-
Automóveis
Cuprita Cobre Cabos e fios

Cassiterita Estanho Ligas, latas

Rocha Utilização Pirolusita Manganês Siderurgia,


pilhas, vidros
Granito Construção civil

Arenito Pisos e superfícies ásperas

Mármore Pias, mesas, pisos

Calcário Indústria química,


construção civil
Extração mineral e desenvolvimento econômico
• Jazidas: locais onde se pode encontrar minerais de valor econômico.
• Minerais metálicos e pedras preciosas e ornamentais são
encontrados em terrenos cristalinos.
• Áreas sedimentares podemos encontrar rochas de valor comercial e
jazidas de petróleo, gás e carvão.
• Recursos tecnológicos avançados e muito capital são utilizados na
localização e exploração de jazidas.
• Nem sempre os recursos minerais acabam revertendo em riquezas
para os países que os possuem.
• Isso ocorre porque não dispõem de capital, de tecnologias e
indústrias que possam aproveitar esses recursos.
Extração mineral e desenvolvimento econômico
• Filme Diamante de Sangue
“...assassinatos brutais de crianças e mulheres e uma seqüência de
horror de trabalho escravo, um personagem do filme Diamante de
Sangue observa: “Tomara que nunca encontrem petróleo aqui. Aí,
sim, teríamos problemas.”

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u67344.shtml
Extrativismo mineral e sustentabilidade
• O extrativismo mineral cada vez
mais intenso é responsável pela
degradação do meio ambiente.
• A extração de inúmeros recursos
minerais não tem levado em
consideração ã sua possibilidade de
esgotamento futuro.
• Com exceção da água, que
retorna à natureza pelo ciclo
hidrológico, os minerais de valor
econômico são Recursos Naturais
não renováveis.
Extrativismo mineral e sustentabilidade
• Esses recursos não renováveis
se caracterizam por ter
quantidade finita. Uma vez
esgotados não são repostos pela
natureza.
• Grandes empresas, governos e
a sociedade terão que se
preocupar em recuperar áreas
degradadas e utilizar de forma
mais racional os recursos
minerais.
Um pouco mais sobre sustentabilidade
Desenvolvimento econômico sustentável:
• Respeito à capacidade da natureza em repor os recursos naturais
• Utilização racional.
• Compromisso com as gerações futuras.
• Mudança na concepção de consumo.
• Redução de desperdício.
• Produção de mercadorias mais duráveis.
• Redução do consumo de mercadorias descartáveis.
• Reutilização e reciclagem de mercadorias e matérias primas.
Um pouco mais sobre sustentabilidade

Desflorestamento
e erosão

Meio ambiente
e exploração mineral

Impactos sociais:
Poluição do solo
Terras indígenas
e da água por dejetos
Culturas locais