Você está na página 1de 7

GEOMETRIA DESCRITIVA A

10.º Ano
Métodos Geométricos Auxiliares I
Rotações de Planos Projectantes

© antónio de campos, 2010


ROTAÇÃO DE PLANOS PROJECTANTES
Pretende-se determinar a V.G. de um triângulo [ABC], contido num plano de
topo α, através da transformação do plano α num plano horizontal, via a
rotação do plano α.

(e2) ≡ O2
C2
B2
P2
(fα’) A’2 P’2 C’2
B’2
A2

O1≡ P’1
x P1

B’1 B1
(hφ1)

V.G.
A1
(hφ) A’1

(hφ2) C’1 C1

e1

É dado um plano
(e2) ≡ O2
de topo θ, que
faz um diedro

de 45º (a.d.)
com o Plano C2
Horizontal de
Projecção. (fθ’) A’2 B’2 C’2

B2
É dado um
triângulo [ABC],
contido no plano A2
θ, sendo A (5;
1), B (2; 3) e C
x
(3; 5).
Determina a B’1 B1
(hφ1)
V.G. do O1 ≡ C’1
triângulo [ABC], (hφ) V.G. C1
através da
rotação do plano A’1 A1
(hφ2)
θ.

e1

É dado um plano
vertical γ, que
contém um y≡ z

triângulo [ABC], e2
sendo A (-2; 1;
3), B (2; 4; 4) e
C (3; 1). (fν1) B2 B’2

A2
Determina a (fν2) A’2

V.G. do V.G.

triângulo [ABC], (fν)


através da C2 O2 ≡ C’2
rotação do plano
x
γ. A1

B’1
(hγ’) C1 C’1 A’1

B1

hγ (e1) ≡ O1
É dado um plano
de topo θ, que
faz um diedro

de 40º (a.e.) com (e2) ≡ O2
o Plano
Horizontal de
Projecção. A2
(fθ’) A’2
Transforma o
plano θ num
plano horizontal,
através da
rotação do plano A1 O1 ≡ A’1
x
θ.

e1 hθ
É dado um plano δ, Trata-se de um plano
definido por duas rectas vertical (um plano
projectante horizontal),
paralelas a e b. e2 pois as projecções
horizontais das duas
A recta a contém o rectas estão
coincidentes.
ponto A (3; 2) e as suas a2

projecções fazem
ângulos de 45º (a.d.) e
a’2
30º (a.e.) com o eixo x, b’2 b2

respectivamente a (fν) A2
O2
projecção horizontal e a (fν2) ≡ A’2
(fν1)
projecção frontal. B’2 B2
C’2
C2

A recta b contém o x
ponto B (1; 1) e a sua B1
projecção horizontal
está coincidente com a a’1 ≡ b’1 B’1 A’1 A1 C’1
projecção horizontal da
recta a.
(e1) ≡ O1
De que plano se trata? C1
a1 ≡ b1
Transforma o plano δ
num plano frontal, com o
recurso a uma rotação.
É dado um plano
de topo θ, que
faz um diedro

de 45º (a.d.)
com o Plano C2
Horizontal de
Projecção.
É dado um (fθ’) A’2 B2 B’2 C’2
P’2
triângulo [ABC], P2

contido no plano A2
θ, sendo A (5;
(e2) ≡ O1≡ O2 ≡ P’1
1), B (2; 3) e C
x P1
(3; 5).
Determina a B1 B’1
(hφ)
V.G. do V.G.
triângulo [ABC], (hφ2) C1 C’1
transformando
o plano θ num A1
(hφ1)
plano horizontal A’1

com 3 cm de
cota, através da hθ
e1
rotação do plano
θ.

Você também pode gostar