Você está na página 1de 31

Aula:

Aula: Pesquisa
Pesquisa científica
científica ee oo
processo
processo de
de pesquisa
pesquisa (o
(o
projeto
projeto de
de pesquisa)
pesquisa)

Profª. Lorena Moraes


A Pesquisa – científica
– “…atividade intelectual intencional que visa
responder às necessidades humanas”
(SANTOS, 2001)

– “é um ‘procedimento reflexivo sistemático,


controlado e crítico, que permite descobrir
novos fatos, dados, relações ou leis, em
qualquer campo do conhecimento” (ANDER-EGG,
1978 apud MARCONI; LAKATOS, 2010)

– Produção de conhecimento novo, fidedigno e


com relevância teórica e social.
Abordagem quantitativa e
abordagem qualitativa
Fala-se em “abordagem” quantitativa
ou qualitativa, uma vez que a partir desta
designação é possível referir-se ao
conjunto de métodos e referências
epistemológicas cabíveis a determinada
abordagem.
Abordagem quantitativa Ciências Naturais
e Exatas
Abordagem qualitativa Ciências
Humanas e Socais
Tipos de pesquisa
 Pesquisa Bibliográfica

 Obrigatória a todos os demais tipos de


pesquisa.

• Se realiza a partir do registro disponível,


decorrente de pesquisas antecedentes;

• Utiliza-se dados e/ou categorias já desenvolvidas;

• Identifica-se as teorias produzidas, analisando-as e


avaliando sua contribuição para compreender ou
explicar o problema da sua investigação.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa de Campo

• A coleta de dados é feita nas condições


naturais em que os fenômenos ocorre;

• Os fenômenos são diretamente


observados, sem intervenção e manuseio
por parte do pesquisador;

• Abrange desde os levantamentos mais


descritivos, até os estudos mais
analíticos.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa Etnográfica
• Compreender na sua cotidianidade, os
processos do dia-a-dia;

• Mergulho no microssocial;

• Métodos e técnicas da abordagem


qualitativa;

• Método etnográfico, descritivo por


excelência.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa Participante

• Observação dos fenômenos/ compartilhar a vivência


dos sujeitos pesquisados;

• Participação de forma sistemática e permanente, ao


longo do tempo da pesquisa;

• Postura do pesquisador: identificação com os


pesquisados;

• Interação entre pesquisador e interlocutores;

• Registros descritivos dos elementos


observados.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa-ação

• Além de compreender, visa intervir na


situação, visando modificá-la;

• Finalidade intencional de modificação da


situação;

• Propõe-se diagnóstico e análise, seguido de


ação;

– Projetos de intervenção (ONG)


Tipos de pesquisa
 Estudo de caso

• Estudo de um caso particular, considerado


representativo de um conjunto de casos análogos;

• A coleta de dados é realizada mediante a pesquisa de


campo (em profundidade);

• O caso deve ser significativo e bem representativo,


de modo a ser apto a fundamentar uma
generalização;

• É impossível fazer uma generalização


estatística, a pretensão é pela generalização
analítica-teórica.
Tipos de pesquisa
 Análise de conteúdo

• Tratamento e análise de informações constantes de


um documento (escrito, oral, imagens, gestos);

• Técnicas de análise das comunicações;

• Compreender criticamente o sentido da mensagem;

• Sua perspectiva se situa na interface da Linguística


e da Psicologia Social;

• Procura “ver” o que está por detrás das


palavras.
Tipos de pesquisa
 Análise de conteúdo

• Tratamento e análise de informações constantes de


um documento (escrito, oral, imagens, gestos);

• Técnicas de análise das comunicações;

• Compreender criticamente o sentido da mensagem;

• Sua perspectiva se situa na interface da Linguística


e da Psicologia Social;

• Procura “ver” o que está por detrás das


palavras.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa documental

• Elaborada a partir de materiais que não receberam


tratamento analítico;

• As fontes documentais, podem ser documentos reservados


em arquivos de órgãos públicos e instituições privadas
(associações científicas, igrejas, sindicatos);

• Incluem-se outros inúmeros documentos (cartas pessoais,


diários, fotografias, gravações, memorandos, regulamentos,
ofícios, boletins);

• Em alguns casos há documentos já analisados


(relatórios de pesquisa, relatórios de empresas,
tabelas estatísticas) que podem ser incluídos no rol
da pesquisa, em face da sua importância documental.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa experimental

• O próprio objeto é a fonte, que é colocado em condições


técnicas de observação e manipulação experimental, nas
bancadas e pranchetas e laboratório;

• O pesquisador seleciona determinadas variáveis e testa


suas relações funcionais, utilizando formas de controle;

• Busca-se a relação causal em que o investigador manipula


a(s) variável(is) independente(s) [causais] para
dimensionar a(s) variável(is) dependente(s) [efeito];
• Modalidade adequada para as Ciências
Naturais.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa exploratória

• Busca apenas levantar informações sobre um


determinado objeto, delimitando assim, um campo de
trabalho;

• Mapeia as condições de manifestação desse objeto;

• É uma preparação para a pesquisa explicativa;

• Visa o levantamento da presença de variáveis, buscando


a sua caracterização: quantitativa ou qualitativa;

• Objetiva descrever a natureza das variáveis


que se procura conhecer.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa explicativa

• Visa identificar os fatores que determinam ou


contribuem para a ocorrência dos fenômenos,
aprofundando o conhecimento da realidade por
explicar a razão, o “porquê” das coisas;

• Uma pesquisa explicativa pode ser a continuação


de outra descritiva;

• Nem sempre é possível a realização de pesquisas


rigidamente explicativas nas Ciências Sociais.
Tipos de pesquisa
 Pesquisa explicativa

• Visa identificar os fatores que determinam ou


contribuem para a ocorrência dos fenômenos,
aprofundando o conhecimento da realidade por
explicar a razão, o “porquê” das coisas;

• Uma pesquisa explicativa pode ser a continuação


de outra descritiva;

• Nem sempre é possível a realização de pesquisas


rigidamente explicativas nas Ciências Sociais.
INICIAÇÃO CIENTÍFICA

O QUE É?

QUAL A SUA FINALIDADE?

QUAIS SÃO AS VANTAGENS?

 QUEM SÃO OS ATORES-CHAVE?


O Projeto de Pesquisa – o processo

“O projeto é uma das etapas componentes do processo


de elaboração, execução e apresentação da pesquisa”.

“Em uma pesquisa, nada se faz ao acaso. Desde a


escolha do tema, fixação dos objetivos, determinação
da metodologia, coleta dos dados, sua análise e
interpretação para a elaboração do relatório final, tudo
é previsto no projeto de pesquisa. Este, portanto, deve
responder às clássicas questões: O quê? Por quê? Para
que e para quem? Onde? Como, com o quê e quando?
Quem? Com quanto?” (MARCONI; LAKATOS, 2010).
Esquema de um projeto de pesquisa

 Título
 Provisório;
 Deve expressar, o mais fielmente possível, o conteúdo
temático do trabalho;
 Poderá eventualmente ser metafórico, neste caso,
deve vir acompanhado por um subtítulo
tematicamente expressivo.
 Apresentação (quem?)
 Expor sinteticamente como se chegou ao tema;
 Qual foi a origem do problema, as circunstâncias;
 Por que fez tal opção?
 É a parte mais pessoal da exposição do projeto
(motivos de ordem pessoal).
Esquema de um projeto de pesquisa

 Delimitação do tema (o quê)


 Exposição do tema problematizado a ser
“solucionado”;
 Delimitação clara do problema (limitação
geográfica e espacial)

Para formular o problema:


 O assunto deve ser de interesse do pesquisador;
 O assunto deve apresentar relevância teórica e prática;
 Material bibliográfico suficiente e disponível;
 O assunto deve ser colocado em termos de problema a ser
solucionado. Isso requer: leitura, reflexão e debate - prévios.
 Delimitado a uma dimensão viável.
Esquema de um projeto de pesquisa
 Objetivos
 O que se procura, o que se pretende alcançar?
 Limitado e claramente definido;
 O objetivo torna explícito o problema;
 Os objetivos podem definir a “natureza” do
trabalho, o tipo de problema a ser solucionado,
o material a coletar;
Objetivo geral: está ligado a uma visão global e abrangente do
tema; vincula-se diretamente à própria significação da tese
proposta pelo projeto.
Objetivos específicos: apresentam caráter mais concreto;
têm função intermediária e instrumental, permitindo, de um
lado, atingir o objetivo geral e, de outro, aplicá-lo a situações
particulares.
Esquema de um projeto de pesquisa
 Justificativa (Por quê?)
 Adiantar a contribuição que se espera
com os resultados da pesquisa;
 Relevância;
 Oportunidade de sua realização;
 Fazer referência aos estudos anteriores já
feitos sobre o tema para assinalar suas
eventuais limitações e destacar assim, a
necessidade de se continuar a pesquisá-lo;
Revisão de literatura.
Esquema de um projeto de pesquisa
 Hipóteses
 É a solução provisória que se propõe para o
problema formulado;
 Pode ser confirmada ou rejeitada;
 Pode ser formulada tanto na forma
afirmativa quanto na interrogativa;
 Deve estar baseada no conhecimento do
assunto;
 A formulação clara das hipóteses orienta o
desenvolvimento da pesquisa;
 Nos estudos exploratórios e descritivos,
não há necessidade de hipóteses.
Esquema de um projeto de pesquisa

 Embasamento teórico (quadro teórico) –


(Como?)
 Levantamento bibliográfico;
 Expor os referenciais teóricos-
metodológicos, ou seja, instrumentos lógico-
categoriais nos quais se apoia para conduzir
o trabalho investigativo e o raciocínio;
 Esclarecer as categorias e conceitos que
serão utilizados.
Esquema de um projeto de pesquisa
 Metodologia (Como? Com que?
Onde? Quanto?)
 Deve-se anunciar os fontes (empíricas,
documentais, bibliográficas);
 Deve-se anunciar os procedimentos
metodológicos e técnicos usados;
 Indicar as etapas de seu processo de
investigação, à luz de atingir os objetivos
propostos;
 Os capítulos do relatório final serão
constituídos pelos resultados de cada uma
dessas etapas.
Referencial Metodológico
MÉTODO DE PESQUISA

PESQUISA CLASSIFICAÇÃO MODALIDADE


De Abordagem Dedutivo
(Lógicos) Indutivo
Hipotético-Dedutivo
Dialético
MÉTODO Fenomenológico
De Procedimentos Comparativo
(Técnicos) Histórico
Estudo de Caso
Estatístico

Fonte: CANTINI, Adriana Hartemink. (s.d.)


Referencial Metodológico
TIPO DE PESQUISA
PESQUISA CLASSIFICAÇÃO MODALIDADE
Quanto a natureza Básicas (Puras)
Aplicada
Quanto a forma de Quantitativa
abordagem Qualitativa
Quanto ao Objetivo Exploratória
Geral Descritiva
Explicativa
TIPO Quanto aos Bibliográfica
procedimentos Documental
Técnicos Experimental
Levantamento (campo)
Pesquisa etnográfica
Pesquisa participante
Estudo de Caso
Pesquisa Ação

Fonte: CANTINI, Adriana Hartemink. (s.d.)


Referencial Metodológico

TÉCNICA DE PESQUISA

PESQUISA CLASSIFICAÇÃO MODALIDADE


•Coleta Documental
•Questionário / Formulário
Quanto à obtenção de •Entrevista
TÉCNICA dados •Observação
•Análise de Conteúdo
•Escalas para medir atitudes

Fonte: CANTINI, Adriana Hartemink. (s.d.)


Esquema de um projeto de pesquisa
 Cronograma (Quando?)
 Indicação das várias etapas a ser distribuídas
no tempo disponível para as atividades
previstas;
 Incluir a redação final.
 Orçamento (Com quanto?)
 Pessoal: do coordenador aos pesquisadores de
campo;
 Material:
a) Elementos consumidos no processo de
realização da pesquisa;
b) Elementos permanentes.
Esquema de um projeto de pesquisa

 Bibliografia
 Sempre de acordo com as normas técnicas;
 Títulos básicos a serem utilizados no
desenvolvimento da pesquisa;
 A bibliografia poderá se ampliar até o final
da pesquisa.
Esquema de um projeto de pesquisa
Referências Bibliografias
ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à Metodologia do Trabalho
Científico. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2003.
DEMO, Pedro. Introdução à Metodologia da Ciência. 2ª Edição, Editora
Atlas: Rio de Janeiro, 1985.
GROSSI, Miriam Pillar. A dor da tese, Ilha, Florianópolis, v.6, n.2, julho
de 2004, p.221-232.
MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de
metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.
SANTOS, Antônio Raimundo dos. Metodologia científica: a construção
do conhecimento. 4. ed. Rio de Janeiro: DP& A, 2001.
SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23.
ed. rev.e ampl. São Paulo: Cortez, 2007.