Você está na página 1de 68

Desenvolvimento Pessoal e Procura de

emprego
UFCD 8598 (25h)

Formador: Tiago Mota


boa tarde!
PEDIDO
• Participar ativamente

• Interromper sempre que necessário

• Trazer casos concretos

• Ouvir e escutar com a mente aberta

• Divertir-se

4
Tríade das competências

- Saber - ser/estar;

- Saber – saber;

- Saber – fazer.
- Oferta;
- Procura.

 Atualidade: Desajustamento entre a oferta e a procura de


trabalho. Mercado de Trabalho

- Aberto;
- Fechado.
Mercado Aberto
Onde encontra anúncios de emprego?

- Imprensa escrita (semanário Expresso, Jornal de Notícias, Público,


Diário de Notícias, Diários e Semanários Económicos, Correio da
Manhã, 24 Horas e jornais regionais/locais);
 Supermercados (quadro de cortiça/placar colocado à entrada);
 Juntas de Freguesia/Câmaras Municipais (quadro de cortiça/placares);
 Empresas de recrutamento;
 Empresas de Trabalho Temporário;
Onde encontra anúncios de emprego?
 Bolsas de emprego Nacionais e transnacionais (Ex:
www.netemprego.gov.pt; http://ec.europa.eu/eures);
 Revistas da especialidade (economia, seguros, desporto, etc.);
 Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP);
 GIP (Gabinete de inserção profissional);
 Diário da República (encontram-se os avisos de abertura de concursos
públicos para admissão de funcionários ou agentes públicos);
 Redes Sociais: por exemplo Linkedln
 ….
Responder a Anúncios – cuidados a ter
Se existir um anúncio cujo conteúdo é muito vago, deverá telefonar para
obter mais informações;

 É normal um candidato reunir apenas algumas das características exigidas


no perfil da profissão. Se está numa situação destas, é aconselhável que se
candidate, porque pode ter outras características que compensem as que não
tem. No entanto, há a considerar casos onde as características exigidas são
específicas e de extrema importância para o exercício das funções, neste caso,
não deve responder ao anúncio.
Exemplos - Sites de procura de emprego

- www.netempregos.pt
- www.infoemprego.pt
- www.emprego.pt
- www.pontodeemprego.com
- www.bep.gov.pt
 www.infojobs.net

- www. https://ec.europa.eu/eures
Anúncio de Emprego

Formas de Resposta

- Via postal;

- Correio eletrónico;

- Telefone.
Formas de Resposta – Via postal

- Elementos de identificação (Nome, morada, nº de telefone e e-mail);

- Referência ao anúncio a que está a responder;

- Manifestação de interesse pelo posto de trabalho e pela empresa;

- Referência ao currículo, que segue em anexo;

- Manifestação de disponibilidade para entrevista;

- Apresentação de cumprimentos e assinatura.


Carta de resposta anúncio
 António Silva Pires
 Rua da Saúde, Nº 16
 XXXX Porto
 E-mailXXXXX
XPTO, Lda
Departamento Comercial
Rua da Saudade, nº 1
XXXX
Porto, 1 de Maio
Assunto: Candidatura à função de Vendedor
Exmos Senhores
Em resposta ao vosso anúncio publicado na edição de dia 28 de Maio no
Jornal Norte, com a refª 34/2013, venho por este meio formalizar a minha
candidatura à função de vendedor.

A minha formação em vendas e experiência é muito vasta, considero possuir


competências para desempenhar a função anunciada.

Conforme solicitado, junto envio o meu currículo para vossa apreciação na


expetativa de o poderem analisar para uma próxima entrevista.

Grato pela atenção dispensada, com os melhores cumprimentos.


António Pires

Anexo: Currículo
Formas de Resposta – Via email

 Ser escrita no campo de texto do e-mail e não em ficheiro à parte;


 Indicação do assunto no respetivo campo;
 Indicação de nome completo, morada, telefone e endereço de e-mail
(caso não esteja a enviar do seu);
 Não conter abreviaturas e símbolos informais utilizados nos e-mails;
 Ser escrita apenas num tipo de letra e cor;
 Referenciar o currículo que é remetido em ficheiro anexo.
 Exmos (as) Senhores (as),
 Em resposta ao vosso anúncio no site “websitedoanúncio .
com”, anunciando uma vaga para “Cargo em questão”, venho
por este meio apresentar a minha candidatura.
 Possuo um grande sentido de responsabilidade e de
organização. Gostaria de salientar a minha experiência de 5
anos no desempenho do cargo em causa, bem como os meus
excelentes conhecimentos de inglês, francês e espanhol.
 Junto envio o meu Curriculum Vitae, estando disponível para
uma entrevista caso entendam necessária.
 Na esperança de ser brevemente contactado, apresento os meus
melhores cumprimentos”.
Formas de Resposta – Via telefone

Antes de efetuar o telefonema:

- Anote as questões que pretende colocar;

- Sublinhe, no seu currículo, as principais experiências profissionais;

- Tenha o currículo consigo para o caso de lhe colocarem questões


relacionadas com o mesmo;

- Tenha a onde anotar informações, nomeadamente, quanto à


marcação da entrevista.
Candidatura Espontânea
- Escrita:
 Criar um anúncio de prestação de serviços;

 Carta de candidatura espontânea, por via postal ou

email;
 Currículo inserido em bolsas de emprego;

- Presencial:
 Porta a porta;

 Exposições.
Carta de resposta anúncio
De:
Rua:
Tel.:
Email:
Para: Nome da empresa
A/C de (No caso de a resposta
ser dirigida a alguém em particular)
Morada da empresa:

Olhão, / /
Assunto: Candidatura
Carta de Candidatura Espontânea - Exemplo
Exmos Senhores,
Agradecendo desde já toda a atenção demonstrada, venho pela presente
solicitar
que considerem a minha candidatura para uma eventual vaga na
v/empresa.

Como podem verificar pelo meu C. V. em anexo ... (fazer um pequeno


resumo da
experiência profissional – 3 ou 4 linhas).

O meu objetivo de candidatura ...


Esperando corresponder inteiramente às v/expectativas, fico desde já
disponível para qualquer informação que considerem importante.

Sem outro assunto de momento, subscrevo-me atenciosamente

Assinatura
Curriculum Vitae
- Um bom currículo deve ser sucinto (resumido), claro e objetivo, sem
rasuras/erros ortográficos;

- Deverá escrever frases curtas e precisas;

- O documento deve ser curto (2 páginas) e de leitura fácil;

- A imagem é muito importante. A qualidade do papel, o tipo de letra e uma


apresentação simples, são pontos a ter em consideração para a elaboração
de um CV;

- Deverá fazer uma leitura atenta do mesmo antes de enviá-lo. Idealmente,


deverá pedir a alguém para rever o seu CV e dar a sua opinião.
Curriculum Vitae
 O curriculum é a apresentação clara e concisa (resumida) dos
dados pessoais (apenas os necessários), profissionais e
educacionais, de forma a evidenciar as competências de quem
procura um emprego.

- Sendo o Curriculum o primeiro contato com um potencial


empregador, este deverá funcionar como um convite para
conhecê-lo pessoalmente. Por isso, a sua elaboração deverá ser
feita de uma forma cuidada e atendendo a uma série de aspetos
fundamentais.
Curriculum Vitae
 Dados Pessoais: Limite a informação pessoal aos dados que
sejam realmente importantes (nome, contacto, idade) ou que
tenham sido especificamente solicitados (carta de condução, por
exemplo). Tenha em mente que, para além da identificação do
candidato, esta área não tem excecional importância.

 Habilitações: Sendo um campo particularmente decisivo para


aqueles com pouca experiência profissional, não deve, em caso,
algum ser descurada a sua importância. Independentemente das
suas habilitações, indique o grau mais elevado que obteve e a
instituição que frequentou. Deverá incluir também datas de
início e conclusão, área de formação e média de classificação.
Curriculum Vitae
 Experiência Profissional: Esta é a área principal do
seu CV, onde se concentra a atenção do seleccionador.
 Não se limite a referir datas e quais os cargos que
ocupou, aproveite para enumerar as principais
responsabilidades, objectivos alcançados e projetos
desenvolvidos (de uma forma sucinta).
 Ser demasiado generalista ou vago pode prejudicar a
análise das suas competências.
 Formação Complementar: Muitas vezes é neste
campo que os seleccionadores procuram algo que
evidencie determinado candidato.
Curriculum Vitae
 Face a percursos profissionais semelhantes e habilitações
idênticas, poderão ser os cursos de formação ou
especialização profissional, conferências, seminários ou
workshops a marcar a diferença.
 Informações Complementares: Esta área poderá ser um
indicador das suas preferências pessoais, ajudando o
seleccionador a completar o perfil do candidato pela análise
curricular. Aproveite para dar destaque a atividades culturais,
desportivas, sindicais e associativas que, de algum modo,
possam dar um contributo positivo para o seu perfil.
 Ortografia, Apresentação e Organização: Como reflexo de
si próprio, a imagem do seu Curriculum é fundamental.
Curriculum Vitae
Tipos de CV – Cronológico
- As diversas atividades profissionais são descritas e organizadas
segundo um critério temporal.

- Da mais recente para a mais antiga: Valoriza-se as últimas experiências.


Utiliza-se no caso das atividades profissionais recentes serem mais
relevantes para o emprego a que se candidata ou se o objetivo for dar
continuidade ao último emprego (EXEMPLO: CV Europass)

- Da mais antiga para a mais recente: Valoriza a sequência da carreira


profissional. Utiliza-se quando se pretende destacar a evolução
profissional demonstrada pelo percurso realizado.
Curriculum Vitae
Tipos de CV – Cronológico: Exemplo
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
Daniel dos Santos Jerónimo
Av. Amarela, 7 – 4º esqº
0000-000 Faro
Telemóvel – 000 000 000
E-mail: 00@0000.pt

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
Secção de Mecânica da Empresa Farolusa, Faro (1990-2003)
Encarregado da secção de equipamentos pesados (tractores, motores de geradores,
camiões e gruas móveis);
Encarregado da gestão de stocks e do parque de equipamentos;
Responsável pela reparação de motores.
Mecânico-auto, “Oficina Lusa”, Tavira (1983-1990)
Funções de manutenção e reparação de motores e outros equipamentos mecânicos.
Tipos de CV – Cronológico: Exemplo
- Mecânico-auto no serviço militar (1980-1982)
- Ajudante de Motorista de Pesados, Transportadora “O Algarvio”, Faro
(1978-1980)
- Carga, descarga e acondicionamento de mercadorias em veículos
automóveis pesados.
- Empregado de bomba de gasolina (1976-1978).

FORMAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL


- 6º ano de escolaridade concluído em 1973.
- Curso de Mecânica-Auto, CEPRA (Centro de Formação Profissional de
Reparação Automóvel), Lisboa, com duração de 8 meses (1979-1980);
- Carta de condução profissional de ligeiros e pesados, respetivamente em
Tipos de CV -
Funcional
- As diversas experiências profissionais encontram-se
agrupadas por blocos de atividades ou funções
semelhantes
- Utiliza-se nos casos em que as experiências profissionais
são muito diversificadas, permitindo destacar
determinadas funções assumidas e dissimular períodos
de inatividade profissional.
Tipos de CV – Funcional:
Exemplo
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
Joaquim Manuel Neves Oliveira
Rua Direita, 70 – 1º Dto.
000-000 Coimbra
Telemóvel – 000 000 000
E-mail: 00@0000.pt

HABILITAÇÕES ESCOLARES
4ª classe da instrução primária, terminada no ano de 1965.

FORMAÇÃO PROFISSIONAL
Curso de Informática na Ótica do Utilizador, Centro de Emprego de Coimbra, 1986, 60 horas.
Tipos de CV – Funcional:
Exemplo
- Curso de tratorista na Cooperativa Agrícola “Frutos do Campo”, Coimbra, em 1975, com
a duração de três meses.
- Curso de Socorrismo, Casa do Povo de Penacova, 1073, 21 horas.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL
2005-1987 – Encarregado de armazém na Cooperativa Agrícola “Frutos Secos”, Coimbra.
1987-1980 – Tratorista na Cooperativa Agrícola “Frutos Secos”, Coimbra.
1980-1976 – Servente da Construção Civil, em França.
1976-1965 – Trabalhador rural.

OUTRAS ACTIVIDADES
Bombeiro Voluntário;
Sócio do Clube Desportivo e Recreativo, onde desempenha as funções de Tesoureiro.
Tipos de CV - Portefólio

- Conjunto organizado dos trabalhos desenvolvidos


que permite demonstrar as competências técnicas do
candidato.
- Pode ser realizado em suporte de papel (uma pasta
com os diferentes trabalhos organizados) ou em
formato digital, que permite a utilização de vários
recursos multimédia, como filmes ou registos sonoros.
Tipos de CV – CV em Vídeo
 Em conjunto com o CV tradicional o Curriculum Vitae em
Vídeo é uma adição qualitativa que possibilitará ao
empregador avaliar as suas qualidades de expressão oral e
comunicativas.

- O CV em vídeo não substitui o CV tradicional, serve apenas


de complemento no sentido de tentar cativar o empregador, e
não se aplica a todos os empregos.
Consultar:
http://www.ofertas-emprego.com/fazer-curriculum-
vitae-em-video/
Exemplo

Dados Pessoais
Nome:
Data de Nascimento:
Morada:
Telefone:
Endereço de email:
Fotografia
Exemplo

Experiência Profissional:
Datas:
Função ou cargo ocupado:
Principais actividades e responsabilidades:
Nome da Instituição ou Empresa:
Morada:
Exemplo

Educação e Formação:
Datas:
Designação da qualificação atribuída:
Principais disciplinas/Competências profissionais:
Nome do Estabelicimento de Ensino ou Formação:

Aptidões e Competências pessoais:


Idioma:
Outras idomas:
Exemplo
Competências de comunicação: Excelente/boa capacidade
de comunicação adquirida através---.

Competências de organização:
Espírito de equipa; capacidade de adaptação e
organização.
Aptidões e competências informáticas: Domínio do
software Office (Word, Excel e PowerPoint).
Exemplo

Outras aptidões e competências: Actividades culturais,


desportivas, sindicais e associativas que, de algum
modo, possam dar um contributo positivo para o
seu perfil.

Carta de Condução: B
Informação Adicional: Se estiver a frequentar uma ação
de formação; Workshops; Conferências.
ENTREVISTA DE EMPREGO
 A entrevista de emprego é a melhor forma da empresa em que se
candidata tomar conhecimento das suas motivações e capacidades
para o emprego a que se candidata.

 Na entrevista o candidato tem a oportunidade de demonstrar ao


empregador outras capacidades para além das que se encontram no
curriculum vitae, transparecer uma imagem favorável de si próprio e
convencer o empregador que possui o perfil ideal para a oferta a que se
candidata. Esta é uma etapa fundamental no processo de recrutamento e
geralmente a última.
Preparação da entrevista: Antes da entrevista deve:
 Organizar toda a documentação que pode vir a ser
necessária: documentos pessoais de identificação,
diplomas e certificados de cursos, cartas de
recomendação...
 Rever o seu curriculum vitae, procurando aspectos
que possam chamar a atenção do entrevistador;
 Verificar a data, o local e a hora da entrevista;
 Apresentar uma imagem que corresponda à imagem
da empresa e do cargo que pretende ocupar. 
Conselhos úteis
 Seja pontual;
 Cuide da sua aparência;
 Trate o entrevistador por senhor ou doutor;
 Tenha uma postura correta;
 Não coma pastilha elástica ou qualquer rebuçado;
 Sente-se quando for convidado para o fazer;
 Não interrompa o entrevistador;
 Mostre-se atento e interessado.
Conselhos úteis
 Mantenha o telemóvel desligado;
 Evite temas polémicos;
 Tenha uma atitude positiva;
 Não critique empresas onde trabalhou;
 Responda com objetividade;
Conselhos úteis
 Seja direto e responda sem hesitar;
 Seja sincero;
 Realce os seus pontos fortes;
 Procure estar descontraído;
 Evite tiques;
 Mostre-se confiante;
 Agradeça ao entrevistador a oportunidade;
 Agradeça a entrevista.
Perguntas frequentes do entrevistador

- Em que local nasceu;


- Local onde estudou;
- Profissão;
- Como conheceu a empresa;
- O que sabe acerca da mesma;
- Quais os seus objectivos a curto prazo;
- Quais os seus objectivos a longo prazo;
- Porque é que escolheu esse curso;
- Como ocupa os tempos livres;
- Pratica algum tipo de desporto;
- Qual o último livro que leu;
- Qual a opinião que os outros têm de si;
- O que o leva a concorrer a este emprego;
- Porque é que acha ser a pessoa indicada a este emprego;
- Quanto é que espera receber…
Perguntas que pode colocar:
- Quais são as funções que pode desempenhar;
- Que serviços médicos e sociais a empresa disponibiliza;
- Qual o horário de trabalho;
- Qual o local de trabalho.

- Em relação ao vencimento mensal, deve ser o entrevistador


a colocar a questão, e numa 1º resposta dizer que deverá
receber de acordo com as suas funções, horas de trabalho,
habilitações literárias/experiência de trabalho.
VIAS
 Vias é um portal de orientação, em que se pode
explorar as seguintes competências:
Atividades
 Criar o curriculum vitae em modelo europass;

 Elaborar uma carta de apresentação;

 Através site www.iefp.pt criar o seu registo no net


empregos;

 Responder a anúncios de emprego;

 Realizar as atividades propostas no portal Vias (vias.iefp.pt).


Estes são apenas alguns
conselhos, de muitos
possíveis, que permitem a
elaboração de uma
candidatura de qualidade.
COMUNICAÇÃO

 Embora imprescindível e utilizada em qualquer


situação relacional, a comunicação nem sempre é,
apesar de tudo, fácil de efetivar com eficácia.
 Para o conseguir, o profissional terá como condição
essencial e prévia, que planear a comunicação.
COMUNICAÇÃO

 Comunicar Significa: Troca de informações; de ideias; de


experiências; de sentimentos entre duas ou mais pessoas.
 A comunicação implica uma mensagem entre um emissor, que
a transmite e um recetor que a recebe.
Comunicação Verbal

 É o tipo de linguagem mais usada no nosso dia a dia.


 O código usado é a palavra, ou seja, transmitimos
informações através das palavras; / para que nos
compreendam é necessário o uso de palavras.
 É sonora (falada) ou escrita.
 A Comunicação verbal: É mais clara, simples e
objetiva.
Comunicação NãoVerbal

 O código usado é a simbologia.

 Exemplos: expressões faciais; gestos; movimentos.

 Comunicação não verbal: Como não é tão objetiva pode


ter mais do que um sentido, ou seja, é ambígua.
Esquema de CANAL
comunicação de (meio pelo qual é
Roman Jakobson veiculada a mensagem)

(1963):

EMISSOR MENSAGEM
(quem codifica (o que é RECETOR
a transmitido) (quem
mensagem) Feedbac Feedbac descodifica a
k k mensagem)

CÓDIGO
(linguagem utilizada, que deve ser do
conhecimento do emissor e do receptor)

CONTEXTO
(situação em que a mensagem é
transmitida)
Barreiras na Comunicação:
 A mensagem chegar incompleta ao recetor;

 A mensagem não se adequar ao seu destinatário;

 O meio através do qual a mensagem é enviada não ser


adequado;

 Capacidade de expressão: Há pessoas que têm mais facilidade


que outras a expor as suas ideias e a defendê-las.
Barreiras na Comunicação:
 A aparência pessoal, a postura, o contato visual, a expressão
facial e a voz , são factores de índole pessoal do emissor que
facilitarão, ou dificultarão a receção e aceitação da mensagem;

 Contexto;

 Complexidade da mensagem – É necessário que a mensagem


seja simples;

 Ruído (barulho).
Comunicação Assertiva

 As pessoas afirmativas ou assertivas são capazes


de defender os seus direitos, os seus interesses e
de exprimir os seus sentimentos, pensamentos de
forma honesta e direta.
Comunicação Assertiva

 Assim, ao afirmarem os seus direitos não pisam os


dos outros;
 A pessoa assertiva tem respeito por si própria e
pelos outros.
 Aceita que outros pensem de forma diferente de si;
 Respeita as diferenças.. não as rejeita.
 Aquele que se afirma desenvolve a sua capacidade de se
relacionar com o mundo e privilegia a responsabilidade
individual;
 Está à vontade na relação face a face;
 É verdadeiro consigo mesmo e com os outros, não
dissimulando os seus sentimentos;
 Colocas as coisas muito claramente às outras pessoas,
negoceia na base de objetivos precisos e claramente
determinados;
 Procura compromissos realistas, em caso de
desacordo;
 Negoceia na base de interesses mútuos e não mediante
ameaças;
 Não deixa que o pisem, mas também não pisa os
outros;
 Estabelece comos outros uma relação fundada na
confiança e não na dominação nem no calculismo.
Comunicação Assertiva
 Trata-se de uma pessoa que se pronuncia de forma
serena e construtiva.

- Comunicar de forma serena significa:


 Falar em tom moderado;
 Evidenciar simpatia;
 Mímica positiva;
 Olhar no interlocutor.
Comunicação Assertiva

- Comunicar de forma construtiva significa:


 Compreender o outro;
 Escutar ativamente;
 Falar de forma positiva;
 Ter um discurso centrado na solução;
 Reconhecer o ponto de vista do outro.
VANTAGENS DA COMUNICAÇÃO ASSERTIVA
 Comunicar de forma assertiva implica:
- O respeito do indivíduo por si próprio, ao
exprimir os seus gostos, interesses e direitos.
 O respeito pelos outros, pelos seus gostos,

ideias, necessidades e direitos.


 Comunicar de forma assertiva é dizer aos

outros:
- Eis o que eu penso, eis o que eu sinto. É este o
meu ponto de vista. Porém, estou pronto para
te ouvir e compreender o que pensas, o que
sentes e qual é o teu ponto de vista.
VANTAGENS DA COMUNICAÇÃO ASSERTIVA
 O comportamento assertivo é aprendido.
 Qualquer pessoa pode mudar. Para isso, tem

admitir que a mudança no seu


comportamento é possível e que esta trará
benefícios para si e para as suas relações
interpessoais.
 Quando se obriga alguém a agir ou pensar de

determinada maneira, não estamos a deixar


que esse alguém se afirme. Não temos o
direito de impor as nossas ideias às outras
pessoas, mas sim pemitir que estas exprimam
 Bower (1976) desenvolveu a técnica DEEC:

 Técnica de autoafirmação eficaz na resolução


de problemas interpessoais, permitindo o treino e
o desenvolvimento da atitude de autoafirmação.

 Objetivo: reduzir as tensões entre as pessoas em


qualquer domínio da vida particular, familiar ou
profissional.
 Trata-se de um método que pressupõe a
negociação, com base no entendimento.
D DESCREVER O Sr A. descreve o comportamento do Sr. B
de uma forma tão precisa e objetiva quanto
possível, sem emitir juízos de valor.

E EXPRESSAR O Sr. A transmite ao senhor B o que pensa e


sente em relação ao seu comportamento.
Revela os sentimentos, preocupações e
desacordos.

E ESPECIFICAR O Sr. A propõe ao Sr. B uma forma


realista de mudar o seu comportamento.
C CONSEQUÊNCIA O Sr. A tenta interessar ao Sr. B pela solução
proposta, indicando-lhe as possíveis
consequências benéficas de novo
comportamento que lhe é proposto.

Fonte:Psicologia das Relações Interpessoais, 2012, Maria Odete Fachada, Edições


sílabo
ATIVIDADE

O Sr. Manuel está muito insatisfeito no seu trabalho porque a


chefia frequentemente lhe pede para realizar tarefas que considera
humilhantes, que não pertencem, de modo algum, às suas
atribuições.
Todas as manhãs lhe pede para ir comprar cigarros, quando tal
tarefa pertence ao porteiro.
O colaborador está insatisfeito, sente-se humilhado.
Como resolver esta insatisfação utilizando a técnica D.E.E.C?

DESCREVER
E EXPRESSAR
E ESPECIFICAR
C CONSEQUÊNC
IA
Fonte:Psicologia das Relações Interpessoais, 2012, Maria Odete Fachada, Edições
O NÃO ASSERTIVO DIZ O ASSERTIVO DIZ
Está sempre a interomper Eu gostaria de realizar o meu
o meu trabalho! trabalho sem interupção.
Pode ser?
Você é um incompetente! Há tarefas em relação à sua
função que tem que aprender
a fazer para ser mais
competente.
Só um idiota como você é Como é que chegou a essa
que apresenta essa solução? Quais são as
solução! consequências da mesma?
Não percebe nada do que Eu vou clarificar melhor o
eu lhe digo! pensamento e a minha ideia.
Você é um traidor! Eu senti-me traido na
confiança que tinha em si.
Comunicação Assertiva –
Escuta Ativa
ATIVIDADE

Emissor: Irá ler 20 questões, com um


intervalo de 10 segundos.

Recetor: Têm 10 segundos para responder a


cada questão.