Você está na página 1de 10

ALIMENTAÇÃO DE CRIANÇAS NÃO

AMAMENTADAS

Claretiano – Centro Universitário

Autores: Renata Souza Silva


Nicole Maria Lima

Orientadora: Edilamar França


As crianças não amamentadas requerem cuidados adicionais no
acompanhamento do seu crescimento e desenvolvimento.

• ADOÇÃO E ALIMENTAÇÃO
Mães adotivas que desejam
amamentar podem conseguir
utilizando técnicas e orientações
adequadas. Procurando um Banco de
Leite Humano ou o serviço de saúde
mais próximo.
Fórmula infantil e leite de vaca modificado em casa: as principais
diferenças entre estes dois alimentos.
• FÓRMULA INFANTIL
 É classificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) como
um alimento para fins especiais e representa a melhor alternativa para a
alimentação de crianças não amamentadas ou parcialmente amamentadas.
 As indústrias de alimentos modificam o leite de vaca, alterando a
quantidade de proteínas, sódio, gorduras, açúcares, vitaminas e minerais,
buscando elaborar um produto compatível com a maturidade do organismo
de crianças pequenas e que atenda suas necessidades nutricionais
• LEITE DE VACA MODIFICADO EM CASA
 O leite de vaca não fornece para a criança todos os nutrientes de
que ela precisa. As quantidades excessivas de proteínas, sódio,
potássio e cloro do leite de vaca podem sobrecarregar os rins da
criança nos primeiros meses de vida.
 As proteínas deste leite têm digestão mais demorada, possui
quantidades insuficientes de vitaminas A, D e C.
IMPORTANTE!!
• Existem produtos chamados “compostos lácteos” que não devem ser
confundidos com fórmulas infantis nem com leite de vaca integral.
• Eles não substituem o leite materno e nem as fórmulas infantis.
• Os compostos lácteos têm embalagens e rótulos muito parecidos com os
das fórmulas infantis, geralmente são colocados lado a lado nas prateleiras
dos supermercados e farmácias e têm preços menores
• Os compostos lácteos vêm com esse nome escrito na frente ou no verso da
embalagem.
• Cuidados importantes no preparo da fórmula infantil.
As orientações são importantes para prevenir diarreia e outros
problemas relacionados ao uso de fórmula infantil ou do leite de
vaca modificado em casa.
• Início de oferta de novos alimentos para crianças não
amamentadas - Crianças que recebem fórmula infantil.
Os novos alimentos deverão ser oferecidos a partir dos 6 meses,
inclusive a água. A partir dos 9 meses, a fórmula infantil pode ser
substituída pelo leite de vaca integral.
É recomendado alimentação da criança que recebe fórmula infantil:

 Fórmula infantil e fruta


 1 alimento do grupo dos cereais ou raízes e tubérculos;
 1 alimento do grupo dos feijões;
 1 ou mais alimentos do grupo dos legumes e verduras;
 1 alimento do grupo das carnes e ovos;
 Entre 9 e 11 meses de idade – acrescentar leite de vaca integral.
 Entre 1 e 2 anos de idade- acrescentar cereais (pães caseiros pães
processados, aveia, cuscuz de milho) ou raízes e tubérculos
(aipim/macaxeira, batata doce, inhame)
• Crianças que recebem leite de vaca modificado.
A criança alimentada com leite de vaca modificado em casa poderá receber novos
alimentos a partir dos 4 meses para evitar deficiências nutricionais, pois o leite de
vaca não possui todos os nutrientes de que a criança precisa.
É recomendado alimentação da criança que recebem leite de vaca modificado:
- leite de vaca integral e frutas
- 1 alimento do grupo dos cereais ou raízes e tubérculos;
- 1 alimento do grupo dos feijões;
- 1 ou mais alimentos do grupo dos legumes e verduras;
- 1 alimento do grupo das carnes e ovos.
- Entre 1 e 2 anos de idade – acrescentar cereais.
• Como oferecer a água.
A água deve ser oferecida em copo, xícara ou colher, evitando-
se o uso de mamadeiras ou chuquinhas.
A água deve ser filtrada ou tratada com hipoclorito de sódio ou
fervida.
“A nutrição é a arte de alimentar vidas”
(Rejane Santana)

OBRIGADA PELA ATENÇÃO!