Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

CAMPUS DE CAPANEMA
FACULDADE DE HISTÓRIA
CURSO DE LICENCIATURA EM HISTÓRIA
 
 
HELENA DUARTE LUZ DA SILVA

MEMÓRIAS DOS VELHOS E


RELAÇÕES-AFRO-INDÍGENAS NO
QUILOMBO DE BELA-AURORA
Orientador (a): Prof. Dr. Vanderlúcia Ponte

Capanema - Pará
2021
1. INTRODUÇÃO

• Saber como se deram os contatos afro-


indígenas da comunidade bela-aurora;
• Compreender as percepções dos mais
velhos e por meio de suas memórias como
se deu a dinâmica de interação entre índios
e negros nessa região do Gurupi;
• Pesquisa tem caráter comunitário e
compromisso político com meu povo.
2. DO BRASIL PARA BELA-AURORA:
ENTRE REVOLTAS E ANCESTRALIDADES

• O levante dos Tupinambás no século XVIII;


• Entre revoltas e ancestralidades;
• Políticas Públicas;
• O mercantilismo sobre o Brasil;
• Brasil Monárquico.
3. CONTEXTO DACOMUNIDADE

• História da Comunidade; Uma perspectiva


geral;
• História da Comunidade; Relatos e vivência;
• Relações Públicas e sociais do Quilombo
Bela-Aurora.
4. QUADRO TEÓRICO

• Oralidade e as memórias;
• Dependência Administrativa, durante um
período anterior ao município de Viseu/PA.
5. OBJETIVOS GERAIS E
ESPECÍFICOS
• Análises e pesquisas para entender como se
deram as perpetuações do Quilombo assim
como ele próprio;
6. TURIAÇU-GURUPI: CENÁRIOS E
SUAS HISTÓRIAS
• Motivo pelo qual o antigo estado do
Maranhão compreendia as regiões das
Capitanias do Ceará, Piauí, Rio Grande e
Maranhão Grão-Pará;
7. DAS DEFESAS E MOTIVOS DESSA
PESQUISA
• Deve-se contribuir com a história que vem
sendo feita nos últimos anos, dando voz as
minorias, pretendemos somar aos quadros
gerais também minuciosos a história de um
Quilombo que insiste em perfurar o tempo
com sua existência e sua cultura.
REFERÊNCIAS

• Sobre o município
• https://cachoeiradopiria.pa.gov.br/o-municipio/sobre-o-municipio/
• FERREIRA, Olavo Leonel. História do Brasil. 18. ed. rev. e atual. São Paulo:
Ática, 1995. 454 p. v. 1.
• GOMES, Flávio dos Santos. Mocambos e Quilombos: Uma história do
campesinato negro no Brasil. 1. ed. rev. São Paulo: Claro Enigma, 2015. 118 p. v.
1. ISBN 9788581661230.
• MATTOS, Regiane Augusto de. História e cultura afro-brasileira. 2. ed. rev.
São Paulo: Editora Contexto, 2012. 217 p. v. 1. ISBN 9788572443715.
• SOUSA, Laura Olivieri Carneiro de. Quilombos: Identidade e História. 1. ed. rev.
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012. 134 p. v. 1. ISBN 9788520932025.
• SANTOS, Arthur Germano dos. Escravidão, fuga e memória de quilombos na
região do Tocantins. Revista Puc, São Paulo, ano 2001, v. 1, ed. 1, p. 333-342,
22 jun. 2001.
REFERÊNCIAS

• SANTOS, Arthur Germano dos. Poder e administração no Maranhão


Oitocentista: o caso da Colônia Militar do Gurupi. Almanack, São Paulo, ano
2016, v. 1, n. 1, p. 184-208, 15 jan. 2016. DOI PDF. Disponível em:
https://www.scielo.br/pdf/alm/n12/2236-4633-alm-12-00184.pdf. Acesso em: 15
jan. 2021.
• VARGA, István van Deursen. A CABEÇA BRANCA DA HIDRA, E SEUS
PÂNTANOS: SUBSÍDIOS PARA NOVAS PESQUISAS SOBRE
COMUNIDADES INDÍGENAS, QUILOMBOLAS E CAMPONESAS NA
AMAZÔNIA MARANHENSE. Revista História, São Paulo, ano 2019, v. 1, n.
178, ed. 1, p. 2-34, 2019.

Você também pode gostar