Você está na página 1de 14

FILOSOFIA – 1ª SÉRIE EM

Arte como ato de criação


Professor Tiago Lazzarin
Ferreira
Professora mediadora Maria
Fernanda
Arte como ato de criação

Arte e criação
Por que ter uma ideia em arte difere de ter uma ideia em filosofia
ou uma ideia em ciência?
Arte como ato de criação

Arte e filosofia
Para Gilles Deleuze, tanto a arte quanto a filosofia
são disciplinas criativas. Na filosofia, a invenção ou
criação consiste em fabricar conceitos. Quem faz
cinema, por sua vez, cria blocos de movimento com
certa duração.

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. Fonte: DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Arte e ciência
A ciência também é tão criativa quanto qualquer
arte, sendo a tarefa do cientista a de criar
correlações ordenadas entre conjuntos (funções).
Assim, o que liga o artista, o cientista e o filósofo
não são seus produtos específicos, mas a atividade
mesma de criação. Todas elas comunicam (e se
comunicam entre si) ao construírem espaços-
tempo distintos, que são criações.
Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. Fonte: DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Assista o vídeo a seguir e responda


Quais elementos visuais você percebeu que recebem
a maior ênfase? Caso tenha percebido, o que este
recurso significa? Se não percebeu, o que
compreendeu?

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP.


Arte como ato de criação

The Discarded Image. Robert Bresson – Less is More.


Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=SgI_4AxeRF8. Acesso em: 24 mai. 2021.
Arte como ato de criação

Robert Bresson (Cineasta, 1901-1999)


Deleuze afirma que o cineasta francês compõe
cenas em que os pedaços visuais são fragmentados
e conectados, como se isso fosse feito com as mãos,
elemento extensivamente enfatizado pelo artista.

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Robert Bresson (continuação)


A estratégia acima introduz na arte cinematográfica
valores táteis. Tal artifício não advém de um
capricho pessoal, mas de uma necessidade interna de
seu trabalho. Essa interconexão nos conduz a outros
questionamentos, tais como: o que faz um cineasta
desejar adaptar outras artes na sua, como um
musical, um romance etc.?

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Deleuze e o cinema
Uma possível resposta ao questionamento anterior
poderia ser: o cinema possui uma voz que fala de
algo e necessita nos fazer ver outra coisa, de que
não se fala. Ao mesmo tempo, aquilo de que não se
fala e, contudo, enxergamos, deve ocorrer sob a
perspectiva que nos é oferecida.

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Deleuze e o cinema (continuação)


Deste modo, a arte fabrica ideias irredutíveis à comunicação e à
informação. Em arte, a ideia é contrainformação.

Elaborado por Tiago Lazzarin Ferreira especialmente para o CMSP. DELEUZE, Gilles. O quê é ato de criação.
In: O Belo autônomo: textos clássicos de estética. Org. Rodrigo Duarte. Belo Horizonte, Autêntica, 2015.
Arte como ato de criação

Objetivo: Analisar objetos e vestígios da cultura


material e imaterial de modo a identificar
conhecimentos, valores, crenças e práticas que
caracterizam a identidade e a diversidade cultural de
diferentes sociedades inseridas no tempo e no
espaço (EM13CHS104).
Tema: A arte como forma de pensamento.
A produção de significados e a reflexão estética.
Arte como ato de criação

SUGESTÕES:
• DUARTE, Rodrigo. O Belo Autônomo, textos clássicos
de estética. Belo Horizonte, Autêntica, 2012.
• CHAUÍ,Marilena. Iniciação à Filosofia. Capítulo 28.
São Paulo, Ed. Ática, 2015.
Arte como ato de criação

Refletindo sobre a minha aprendizagem:


a) Compreendi os conceitos apresentados
pela minha professora. © Pixabay

b) Compreendi a maioria dos conceitos


(conteúdos), mas fiquei com dúvida em
alguns.
c) Compreendi muito pouco os conceitos
(conteúdos) da aula, o que dificultou o
meu entendimento.