Você está na página 1de 34

Psicologia da Aprendizagem

:Fernando Pereira
Psicologia da Aprendizagem
Na actualidade torna-se inquestionável o lugar

ocupado pela psicologia no que concerne a pratica

educativa. Os Psicólogos nos dias que correm são uma

fonte ou ponto de partida para a reflexão pedagógica.


Cont.
Esta posição torna-se compreensível se tomarmos em

conta o quão complexo é o processo de ensino e


aprendizagem , pois alem dos factos visíveis
relacionados com este processo, escondem-se por
detrás inúmeros factores de ordem psico-fisiológica
que influenciam o decurso do processo educacional.
Baseando-se nos pressupostos apresentado, a
psicologia da aprendizagem como sendo um ramo da
psicologia aplicada ao processo de ensino e
aprendizagem, ou seja uma espécie de reguladora dos
princípios e mecanismos psicológicos do processo de
ensino e aprendizagem, e por essa razão de vital
importância para a pratica docente.
A psicologia da aprendizagem, trata de

estudar mecanismos psicológicos do PEA.


Ela estuda também as leis psicológicas do
PEA ou seja, estuda como é que se formam
e se desenvolvem os processos psíquicos,
estados, e qualidades psíquicas no PEA.
Pode-se afirmar-se que a psicologia da aprendizagem ou

pedagógica, fundamenta cientificamente o PEA. Na


mesma vertente de analise, importa estabelecer uma
diferença entre a Psicologia da Aprendizagem (psicologia
aplicada à educação) e a Pedagogia, visto que esta ultima
estuda a forma de organização, a estruturação, os meios,
métodos entre outros aspectos inerentes a educação. ( o
saber estar e ser do individuo).
Objecto de Estudo

Antes de abordar a questão do objecto de estudo da

psicologia da aprendizagem, importa numa primeira fase


fazer referencia a distinção entre a psicologia pedagógica
ou educacional e a da aprendizagem.
A psicologia da educação fornece surgiu em 1930, com

objectivo de estudar a pratica educacional (os processos


de ensino-aprendizagem), ela constituem uma área de
trabalho.
Trata-se de uma ciência aplicada a
educação, cujo outro objectivo oferecer
subsídios para que o acto educativo alcance
plenamente seu objectivo.
Psicologia da aprendizagem
Nesta vertente o objecto da psicologia de aprendizagem é

o processo de ensino e aprendizagem, seus elementos,


factos e fenómenos e processos de ordem cognitivo que
nele se verificam no aprender.
 Actua na objectividade e cientificidade no que concerne a

psíquica psicológica no processo de ensino e aprendizagem,


fazendo referencia os estilos cognitivos, pessoais etc da
aprendizagem.
Nas manifestações distintas do comportamento
humano podem distinguir-se dois tipos de conduta :
um inato, não aprendido, e outro adquirido,
aprendido.
Nos animais inferiores, toda a sua conduta esta
determinada por tendências inatas, e nas pessoas, a
maior parte da sua actividade é resultado de
aprendizagem.
Em diversas situações, a aprendizagem não é um acto
deliberado e intencional.
. o estudo da psicologia da aprendizagem precisa ser
iniciado com a compreensão do fenómeno da
aprendizagem

. Aprendizagem suas características?


Os estudos e pesquisas cientificas empreendidas pelos
psicólogos visando responder a pergunta o que é afinal
aprendizagem, resultam no aparecimento de diferentes
conceitos e definições de aprendizagem, conforme as
diversas teorias de aprendizagem.
Aprendizagem numa perspectiva behaviorista
resume-se a ligações estimulo-resposta, enquanto na
perspectiva cognitiva resume-se na aquisição de
conhecimento, e na visão construtivista, construção
de estruturas cognoscitivas através da acção,
reflexão e abstracção do aluno.
Cont
S Tavares e Alarcão (1999), a aprendizagem processo
de construção pessoal ( nada se aprende, a
aprendizagem passa pela experiencia pessoal de quem
aprende), e experiencial, interior a pessoa, ( dado o
carácter pessoal da aprendizagem) mas também
pretende-se enfatizar, o facto de aprendizagem não ser
verificável senão através dos seus efeitos, ou seja,
através das modificações que ela opera no
comportamento exterior, observável do sujeito.
Posição dos autores
Para esses autores, a aprendizagem só pode ser
inferida através das manifestações exteriores do
sujeito e, esta só se revela se no seu interior tiver
havido um processo de transformação e mudanças. A
sua contrapartida externa traduz-se em acções que o
sujeito não era capaz de realizar antes de aprender
mas que consegue faze-las depois do período de
aprendizagem, de uma forma tão consistente que não
deixa duvidas quanto a sua estabilidade.
cont
Assim, a aprendizagem pode ser definida como uma
modificação sistematiza do comportamento, por efeito
da prática ou experiencia, como um sentido de
progressiva adaptação ou ajustamento.
Comportamento, não tomado apenas no sentido de
reacções explicitas ou de acções directa sobre o
ambiente físico, como: manipular, locomover-se, mas
também reacções simbólicas na compreensão da vida
social, na fala, as reacções que vêem permitir como :
perceber, compreender, imaginar e pensar de modo
coerente
Cont.
Existe dois aspectos importante na aprendizagem: a
actividade própria de quem aprende e a integração
dos modos de ajustamento em padrões
gradativamente mais complexas.
Mudança de comportamento: não significa qualquer
tipo de mudança, como crescimento, maturação,
fadiga, mais modificação de reacções a uma situação
encontrada, desde que as características da mudança de
actividade não possam ser explicadas por tendências
inatas de respostas, maturação ou estados temporais do
organismo.
Importância da aprendizagem para a vida
humana
 a importância da aprendizagem na vida do individuo
varia, de uma espécie para outra. Entre os animais
inferiores, as actividades aprendidas constituem,
apenas, uma proporção relativamente pequena das
reacções totais do organismo, a aprendizagem é lenta,
de pequena extensão e sem grande importância na vida
animal.
Cont.
 Os protozoários por exemplos, já nascem com organismos
praticamente amadurecido, não possuem infancia, tem escassa
capacidade para aprender, os efeitos da aprendizagem não exercem
influencia em suas vidas, a resposta inata é suficiente para satisfazer as
necessidades .
 A medida que se estende a escala animal, o período da infancia, a

capacidade para aprender e a importância da aprendizagem na vida do


organismo aumenta.
 De todos os animais, o homem possui menor números de reacções

inatas, fixas e invariáveis. Sua infancia é mais longa e possui maior


capacidade para tirar proveito da experiencia, e o seu reportório é
cont
Na vida humana a aprendizagem inicia antes de
nascimento e prolonga-se até a morte. A aprendizagem
e fundamental. Através da aprendizagem o homem,
desenvolve comportamentos que possibilitam viver,
por meio da aprendizagem o homem aproveita as suas
experiencias de gerações anteriores para o crescente
património do conhecimento e das técnicas humanas .
Cont.
A aprendizagem é importante para o sucesso da
sobrevivência do homem, dai a razão de criação de
escolas para tornarem a aprendizagem mais eficiente.
Historial da psicologia da aprendizagem
Desde a antiguidade, filósofos e pensadores
preocuparam-se com os factos da aprendizagem do
tipo verbal ou ideativo. Dai a razão, as primeiras
teorias confundiram-se com as explicações dos
processos lógicos e com as teorias de conhecimento.
A noção de aprender se confundia com a acção de
captar ideias, fixar nomes, retê-los e evoca-los, isto é
conhecer e aprender.
cont
Sócrates, dizia que o conhecimento pre-existia no

espírito do homem, a aprendizagem consistia no


despertar destes conhecimentos inatos e adormecidos.
O método maiêutica ou partejamento das ideias
disciplinaria o espírito e revelaria as verdades universais.
Platão : Por sua vez, formulou uma teoria dualista que

separa o corpo(ou coisas) da alma( ou ideias).


cont
Expos as ideias do seu mestre Sócrates, que afirmava ,
a alma esta sujeita a metempsicose e guarda a
lembrança das ideias contempladas na encarnação
anterior que , pela percepção, voltam a consciência. A
aprendizagem segundo Platão é uma reminiscência.
Foi com Aristóteles que a aprendizagem apresenta
um ponto de vista cientifica, afirmando que, todo
conhecimento começa pelos sentidos, rejeitando a
preexistência das ideias em nosso espírito,
introduzindo o ensino intuitivo.
Cot.
Usou o método indutivo, aplicado a observações,
experiencias e hipóteses, organizou a teoria da
associação com os princípios de semelhanças, de
contraste e de contiguidade. Combateu a preexistência
das ideias, afirmando que nada esta na inteligência
que tenha primeiro estado nos sentidos.
Cont-
S. Agostinho: adoptou a introspecção para o registar suas

próprias experiencias mentais e elaborou a teoria das faculdades


mentais para explicar a aprendizagem.
S.T. de Aquino: distinguiu as verdades cientificas, baseadas na

pesquisa e experimentação e as verdades religiosas, baseadas na


autoridade divina. Para ele, o principal agente da aprendizagem
é a actividade de quem aprende, considerava a aprendizagem
como um processo inteligente dinâmico e auto-activo.
Contribuições Modernas
Alguns pioneiros dos fundamentos da ciência moderna
foram Copérnico, Bacon, Galileu, Descartes, Locke entre
outros, usaram o método indutivo de Aristóteles, exigindo
provas experimentais e as evidencias empíricas, para
justificar as generalizações sobre o homem e a natureza.
Bacon, Descartes e Locke, propagaram uma nova fé sobre

o conhecimento, baseado no senso-percepcao e no raciocínio


lógico.
Cont.
O método cientifico de analise e de predição de eventos

estabeleceu-se, requerendo a observação e a


experimentação, a medida e a classificação da experiencia.
Assim surgem novas concepções de aprendizagem. Locke

no século XVII, retoma o principio aristotélico: nada esta


na inteligência que não tenha estado primeiro nos
sentidos.
cont
Combate as ideias inatas de Platão e insiste que o espírito

seria uma tabula rasa. Admite a transferência e a


generalização dos conhecimentos. As ideias de Locke
tiveram enorme influencia directa e indirecta sobre a
compreensão psicológica da educação, na Inglaterra,
Alemanha e nos estados unidos da América do norte.
Locke fez trabalho precursor para Comenius, Frobel e

Pestallozi;
cont
A sistematização das suas ideias foram feitas por Harbart.

Herbart estabeleceu a doutrina da percepção e os passos

formais do ensino ( percepção, apresentação, associação,


sistematização e aplicação);
Embora combatesse a ideia de faculdades e desenvolvesse a

ideia da educação como fundamental na formação humana,


Herbart tinha muita influencia das ideias intelectualista da
tradição grega e medieval educação pela instrução.
cont
Outras contribuições actuais ( John Dewey, Piaget,

Pavlov (refloxologia, behaviorista de watson,


gestaltista como Kpffka, Freud, etc)
Características da aprendizagem
1.Processo dinâmico: não e um processo de absorção passiva, pois

sua característica é a actividade daquele que aprende. A


aprendizagem só se faz através da actividade do aprendiz.
( métodos, conteúdos, meios, etc)
2. Continuo: desde do inicio da vida a aprendizagem esta presente.

A criança enfrenta o primeiro problema de aprendizagem: terá que


coordenar movimentos de succao, respiração, alimentação etc. as
famílias, escolas em enfim todos os agentes educacionais precisam
seleccionar os conteúdos e comportamentos).
Cont.
3. processo global: qualquer comportamento humano é

global inclui aspectos motores, emocionais, mentais etc. a


aprendizagem visa a mudança de comportamento, e a
participação global do individuo , para que todos os aspectos
constitutivos de sua personalidade entrem em actividade no
acto de aprender.
4.Processo pessoal: ninguém pode aprender por outrem, a

aprendizagem é intransferível.
Cont.
Processo gradativo: a aprendizagem é um processo que se

realiza através de operações complexas, em cada nova


situação, envolve maior numero de elementos. Cada nova
aprendizagem acresce novos elementos a experiencias
anteriores.
Processo cumulativo: alem da maturação, a aprendizagem

resulta da actividade anterior, ou seja da experiencia


individual.
Métodos e técnicas de estudo da psicologia
da aprendizagem
Como qualquer ciência ou ramo a psicologia da aprendizagem ,

emprega métodos e técnicas cientificas para a comparação de suas


hipóteses ou para o estabelecimento de suas leis e princípios
gerais.
Seminário: produtos da aprendizagem : cognitiva ( caracterização,

factores determinantes, processos de aprendizagem cognitiva,


aprendizagem apreciativa ou afectiva : caracterização, processos
de aquisição, condições de aprendizagem : biológica etc)

Você também pode gostar