Você está na página 1de 9

2.

3 Espetro do átomo de hidrogénio


As riscas observadas no espetro de emissão (e de absorção) do átomo de hidrogénio,
correspondem a transições do eletrão entre os diferentes níveis de energia.

UV ↔ visível ↔ IV

O átomo de hidrogénio é o único que pode ser bem interpretado pelo modelo atómico
de Bohr.
Bohr deduziu uma fórmula que permite determinar energia do eletrão em cada um
níveis, no átomo de hidrogénio.

sendo n o número do nível de energia.


Deste modo, os valores de energia do níveis eletrónicos para o átomo de
hidrogénio são os seguintes

… …

e os valores de energia absorvida ou libertada nas transições eletrónicas entre níveis


(energia das riscas) são dados por
Exemplo 1 – Transição eletrónica de n = 1 para n = 2

∆E = E2 – E1  ∆E = – 5,45  10–19 – (– 2,18  10–18)  ∆E = + 1,64  10–18 J

Energia de uma risca “negra” no espetro de absorção do hidrogénio na região UV

Exemplo 2 – Transição eletrónica de n = 2 para n = 3

∆E = E3 – E2  ∆E = – 2,42 x 10–19 – (– 5,45  10–19)  ∆E = + 3,03  10–19 J

Energia de uma risca negra no espetro de absorção do hidrogénio na região do visível


Exemplo 3 – Transição eletrónica de n = 2 para n = 1

∆E = E1 – E2  ∆E = – 2,18  10–18– (– 5,45  10–19 )  ∆E = – 1,64  10–18 J

Energia de uma risca “colorida” no espetro de emissão do hidrogénio na região UV

Exemplo 4 – Transição eletrónica de n = 3 para n = 2

∆E = E2 – E3  ∆E = – 5,45 x 10–19 – (– 2,42  10–19)  ∆E = – 3,03  10–19 J

Energia de uma risca colorida no espetro de emissão do hidrogénio na região do visível


A energia de excitação pode ser causada por uma descarga elétrica, choques entre
partículas e por radiação eletromagnética.
 O estado excitado não é estável e o átomo volta ao estado fundamental, libertando
espontaneamente a energia adicional através de radiação eletromagnética (fotões).
 O estado fundamental é o mais estável.

As diferenças energéticas entre os vários


níveis não apresentam o mesmo valor, por
exemplo, a transição menos energética para n =
1 (2 → 1) (UV) é, ainda assim, de maior valor
de energia que a transição mais energética para n
= 2 (visível).
 Fora do átomo, o eletrão, supostamente em repouso, tem um valor zero (0 J) de
energia dado não haver interação com o núcleo atómico.

 Os níveis eletrónicos mais próximos do núcleo são os de menor energia. Deste modo,
como a energia do eletrão, uma vez extraído do átomo, é zero, então todos os valores de
energia do eletrão “dentro do átomo” são negativos.

 As transições eletrónicas para níveis de energia superiores (excitação) só se verificam


se a energia absorvida pelo átomo for exatamente igual à diferença entre dois níveis de
energia.

Se a energia de cada fotão incidente sobre o hidrogénio for igual à energia do estado
fundamental (2,18  10–18 J), o eletrão é extraído do átomo. Nesta situação o átomo fica
ionizado (transforma-se no catião H+) e o eletrão fica em repouso.

Se a energia fornecida ao átomo de H for superior ao valor da energia de ionização


(energia de remoção do eletrão do nível n = 1 para fora do átomo), o átomo transforma-
se em ião e o eletrão fica com energia cinética (Ec), isto é em movimento com uma dada
velocidade v.
No espectro de emissão do átomo de hidrogénio surgem riscas na zona do UV, visível e
IV.
Estes conjuntos de riscas chamam-se de séries espetrais, surgindo porque o eletrão
transitou para níveis de energia inferiores, isto é verificou-se desexcitação.

⇒Série de Lyman – corresponde a transições do eletrão, de qualquer nível de energia


superior, para o nível 1, emitindo radiação UV.
⇒Série de Balmer – corresponde a transições do eletrão, de qualquer nível de energia
superior, para o nível 2, emitindo radiação visível.
⇒Série de Paschen – corresponde a transições do eletrão, de qualquer nível de energia
superior, para o nível 3, emitindo radiação IV.
⇒Série de Backett – corresponde a transições do eletrão, de qualquer nível de energia
superior, para o nível 4, emitindo radiação IV.
⇒Série de Pfund – corresponde a transições do eletrão, de qualquer nível de energia
superior, para o nível 5, emitindo radiação IV.

Você também pode gostar