Você está na página 1de 27

TERMÔMETROS E ESCALAS

DE TEMPERATURA
Bolsista: Eduarda Azevedo Cordeiro Rocha
Estudante de Licenciatura em Física no IFMG – Campus
Congonhas
TERMÔMETROS
TERMÔMETROS
As moléculas de todo tipo de matéria se encontram em
movimento. Variações no grau de agitação destas moléculas
provocam variações em suas temperaturas, tornando elas mais
quentes ou mais frias.
Através do tato, podemos sentir as variações de temperatura em
outros corpos, mas não temos precisão para indicar variações
pequenas de temperatura e podemos ser enganados pela
sensação térmica.
TERMÔMETROS
  O termômetro é um dispositivo que funciona com base na
dilatação que determinadas substâncias sofrem de acordo com
a variação de temperatura.
Essa medida é obtida através do contato entre o termômetro e o
corpo que se equilibram termicamente, ou seja, passam a ter a
mesma temperatura fazendo com que a leitura feita no
termômetro corresponda à temperatura do corpo.
A graduação do termômetro pode ser feita em Grau Celsius (),
Grau Fahrenheit () e em Kelvin ().
TERMÔMETROS
Um dos primeiros dispositivos inventados para diferenciar a
temperatura entre corpos se chama Termoscópio a ar, criado
por Galileu Galilei

Cópia do Termoscópio de Galileu


TERMÔMETROS
Antigamente, o termômetro mais utilizado era o termômetro de
mercúrio, comum nas residências e destinado na maioria dos
casos para medir a temperatura corporal do ser humano, mas
atualmente já existem termômetros eletrônicos.

Termômetro de Mercúrio e Termômetro Digital


ESCALAS DE TEMPERATURA
Uma escala termométrica é composta por valores estabelecidos
de uma forma arbitrária a partir dos pontos de fusão (do sólido
para o líquido) e ebulição (líquido para gasoso) da água.
A sua função é medir temperaturas, mostrando por meio de
seus valores se um corpo está quente ou frio.

°𝐶 °𝐹 𝐾
     
ESCALA KELVIN ()
 

A
  unidade da temperatura no sistema internacional () é o Kelvin
().
Se trata de uma escala absoluta de temperatura, ou seja, a
escala Kelvin é sempre positiva. Por isso, o mínimo valor por ela
representado é o , que é chamado de .
ESCALA CELSIUS ()
 

  A escala mais famosa pela sociedade é a , devido a sua


simplicidade.
É normal encontrar questões onde a temperatura é dada em e
como a unidade de temperatura no é o , temos que relacionar
essas duas escalas com frequência.
ESCALA CELSIUS ()
 

  A relação entre essas duas escalas é:

Onde, é a temperatura em e é a temperatura dada em .


A variação de temperatura nessas duas escalas é dada por:

Ou seja, se a temperatura em Kelvin variou , a temperatura em


Celsius variou .
ESCALA FAHRENHEIT ()
 

  Foi uma escala muito comum na época de colonização, mas


atualmente praticamente só os Estados Unidos usam essa
escala. Mas precisamos aprender a usá-la e relacioná-la com as
outras escalas.

Sabendo dessa fórmula, podemos descobrir a temperatura


equivalente entre as outras escalas, tendo apenas a
temperatura em apenas uma delas. Então, se tivermos a
temperatura em Celsius conseguimos descobrir a temperatura
em Kelvin e Fahrenheit.
EXEMPLO
•  Quanto vale nas outras escalas?
Na escala Kelvin:
EXEMPLO
•  Quanto vale nas outras escalas?
Na escala Fahrenheit:
 E ainda podemos relacionar a variação de temperatura entre as
escalas da seguinte forma:
PONTOS IMPORTANTES
  A temperatura dos pontos de fusão e ebulição da água são
muito importantes. Por isso, devemos saber que à pressão de ,
temos:
• Temperatura de fusão da água:
• Temperatura de ebulição da água:
• Variação entre a temperatura de fusão e ebulição da água:
CRIANDO UMA ESCALA
DE TEMPERATURA
 É possível criar qualquer escala que você deseje. Basta ter duas
temperaturas padrões (geralmente será a temperatura de fusão
e ebulição da água) da sua nova escala.
Toda transformação de uma escala para outra é uma função de
primeiro grau do tipo:
EXEMPLO

  Na escala , a temperatura de fusão é e de ebulição é . Com


essas duas temperaturas padrões, sabemos que:

Só é possível resolver esse problema pois temos dois valores na


nova escala que já conhecemos na escala de Celsius.
EXEMPLO

  Se subtrairmos uma equação da outra, temos:

Substituindo na primeira equação, temos:


EXEMPLO

Descobrimos
  assim a função que representa a transformação de
Celsius para a escala Professor:
EXEMPLO
  Também é possível chegar no mesmo resultado pela fórmula:

No exemplo que usamos a escala , temos:


EXEMPLO
  Substituindo na fórmula, temos:
EXEMPLO 2
Ana
  resolveu criar sua própria escala de temperatura, onde os
pontos de fusão e ebulição da água são, respectivamente, e .
Encontre:
a) Qual a equação de conversão entre a escala e a escala ?
b) Qual é, na escala o valor da temperatura correspondente a ?
c) Determine o valor da medida na escala correspondente a .
EXEMPLO 2
a)
  Qual a equação de conversão entre a escala e a escala ?
Temos que:
EXEMPLO 2
a)
  Qual a equação de conversão entre a escala e a escala ?
Substituindo na fórmula, temos:

Simplificando, temos a resposta:


EXEMPLO 2
b)
  Qual é, na escala o valor da temperatura correspondente a ?
Como já temos o valor da temperatura na escala , basta
substituirmos o valor na equação que achamos na letra a:
EXEMPLO 2
c)  Determine o valor da medida na escala correspondente a .
Agora temos o valor na escala e precisamos achar seu
equivalente na escala . Substituindo na fórmula, temos:
REFERÊNCIAS
• https://www.respondeai.com.br/aprender/topico/21/394/te
oria/376

• https://origemdascoisas.com/a-origem-do-termometro/
• https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/termometro-galile
u.htm
• https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/escalas-termometr
icas.htm
• https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/termometro-1.htm