Você está na página 1de 24

Elementos de Máquinas

2º sem 2019

Dimensionamento de eixos,
chavetas e acoplamentos.
Definição de Eixo
• elemento mecânico rotativo utilizado para
transmissão de torque do dispositivo gerador de
potência para a máquina;
• pode carregar engrenagens, polias, rodas dentadas
para a transmissão do torque;
• pode fazer parte do motor ou da máquina ou pode
estar conectado a estes através de acoplamentos.
Elementos Montados sobre o Eixo
Potência Transmitida

P  T  2fT
Onde: fatores de conversão:
• P é a potência transmitida [W]; 1 rpm = 1/60 Hz;
• T é o torque [N.m]; 1 hp = 745,7 N.m/s
• f é a frequência [Hz]; 1 CV = 735,5 N.m/s
•  é a velocidade angular [rad/s]
Cargas nos Eixos
• torção – devido à transmissão de torque;
• flexão – devido às cargas transversais transmitidas
pelas engrenagens, polias e rodas dentadas;
• tração/compressão – devido à alguns tipos de
elementos de transmissão de torque;
• carregamento transversal – geralmente gera
tensões baixas;
• os carregamentos acima podem atuar isoladamente
ou de maneira combinada;
• devem ser consideras as cargas estáticas e a
resistência a fadiga
Tensões nos eixos
Falha nos eixos:
Projeto de eixos:
• Flexão alternada e torção constante:
Projeto de eixos:
• Flexão variada e torção variada:
Procedimento para projeto:
• Calcular todas as forças que atuam sobre o eixo;
• Calcular o torque com base na potência que deverá
ser transferida;
• Levantar as equações do momento fletor e força
cortante e levantar os diagramas;
• Verificar os pontos mais críticos (momentos muito
altos, torques muito altos, concentradores de
tensão);
• Escolher material inicial;
• Calcular S’e ou S’f, dependendo do caso;
• Corrigir S’e ou S’f - Se ou Sf;
Procedimento para projeto:
• Calcular Kt, Kts, q, Kf e Kfs;
• Usar as equações de cálculo de diâmetro para cada
seção crítica do eixo – verificar o carregamento;
• Refinar o projeto.
Outras considerações sobre o projeto:
• Para minimizar as tensões e deflexões, o comprimento do
eixo deve ser mantido o menor possível e os trechos em
balanço, ser minimizados.
• Uma viga em balanço terá uma deflexão maior que uma
viga biapoiada para o mesmo comprimento e as mesmas
cargas e seção transversal, de modo que se deve usar a viga
biapoiada, a menos que o uso do eixo em balanço seja
ditado por restrições de projeto.
• Um eixo vazado terá uma relação rigidez/massa e
frequências naturais mais altas que aquelas de um eixo
comparavelmente rígido ou sólido, mas ele será mais caro e
terá um diâmetro maior.
• Tente colocar concentradores de tensão longe das regiões de
grandes momentos fletores, se possível, e minimize seu
efeito com grandes raios e aliviadores de tensão.
Outras considerações sobre o projeto:
• Se a principal preocupação é minimizar a deflexão, talvez o
material mais indicado seja o aço de baixo carbono, porque
sua rigidez é tão alta quanto aquela de aços mais caros, e
um eixo projetado para pequenas deflexões tenderá a ter
tensões baixas.
• As deflexões nas posições de engrenagens suportadas pelo
eixo não devem exceder cerca de 0,02 mm, e a inclinação
relativa entre os eixos da engrenagem deve ser menor que
cerca de 0,03°.
• Se forem usados mancais planos, a deflexão do eixo ao
longo do comprimento do mancal deve ser menor que a
espessura da película de óleo no mancal.
• Se forem usados mancais de rolamento não autoalinhantes,
a inclinação do eixo nos mancais deve ser mantida menor
que aproximadamente 0,04°.
Outras considerações sobre o projeto:
• Se estiverem presentes cargas axiais de compressão, elas
deverão ser descarregadas por meio de um único mancal
para cada direção de carga. Não divida as cargas axiais entre
mancais axiais, pois a expansão térmica do eixo pode
sobrecarregar os mancais.
• A primeira frequência natural do eixo deve ser pelo menos
três vezes a frequência máxima da carga esperada em
serviço, e preferencialmente muito mais. (Um fator de 10×
ou mais é preferido, mas normalmente é difícil conseguir
isso em sistemas mecânicos).
Chavetas:
Chavetas:
Chavetas:
Chavetas:
O projeto da chaveta é, basicamente, a definição do seu
comprimento por conta do:
– Cisalhamento;

– Esmagamento.
Chavetas - concentração de tensão:
Acoplamentos:
• Rígidos – não permite movimento relativo entre
os eixos acoplados:
– Com parafuso;
– Com chaveta;
– Engastados.

• Complacentes – permitem movimento relativo:


– De mandíbula;
– De disco flexível;
– De espiral e sanfonados;
– De elo (Schmidt);
– Juntas universais
Acoplamentos:
• Buscar catálogo com os fabricantes.
Referências:

BEER, Ferdinand P., JOHNSTON, E. Jr., DEWOLF, John T.,


MAZUREK F. Mecânica dos Materiais.. [Minha Biblioteca].

NORTON, Robert L. Projeto de Máquinas.. [Minha Biblioteca].


Bom Estudo!!!

Você também pode gostar