Você está na página 1de 16

ROTEIRO BÁSICO PARA

PROJETO DE PESQUISA

1. INTRODUÇÃO
2. TEMA
3. JUSTIFICATIVA
4. PROBLEMA
5. HIPOTESE
6. OBJETIVO
7. REFERENCIAL TEÓRICO
8. METODOLOGIA
9. CRONOGRAMA
10. REFERENCIAS
1. INTRODUÇÃO

A primeira seção do projeto é constituída


pela introdução, que expõe brevemente o
tema do projeto e sua delimitação, o
problema a ser abordado, a hipótese, os
objetivos do trabalho, as razões de sua
realização, o enfoque dado ao assunto e sua
relação com outros estudos.
Em função dessas características é que se
deve elaborar a introdução depois de haver
concluído as análises do corpus em estudo.
2. ELABORAÇÃO DO TEMA

O tema retrata a área que se deseja


investigar, a qual geralmente é bastante
ampla. Assim, é necessário a realização
de um recorte, uma delimitação que pode
ser, por exemplo, a inclusão de algumas
variáveis.
Vejamos um exemplo: Quando dizemos
que pretendemos estudar “gravidez”,
delimitamos, de forma muito ampla, o
campo de observação: mulheres grávidas.
Se acrescentarmos que nosso interesse é
por “adolescentes grávidas”, conferimos
ao assunto uma variável. Se afirmarmos
que desejamos saber se "as adolescentes
grávidas possuem informações sobre
métodos contraceptivos" apontamos outra
variável. Expressamos então o desejo de
relacionar duas variáveis: a gravidez na
adolescência e o nível de informação
sobre métodos contraceptivos
Existem dois grupos de fatores principais que
interferem na escolha de um tema para o
trabalho de pesquisa. Abaixo estão
relacionadas algumas questões que devem ser
levadas em consideração nesta escolha .

a) FATORES INTERNOS:

Afetividade em relação a um tema ou alto


grau de interesse pessoal;
Tempo disponível para a realização do
trabalho de pesquisa pessoal);
O limite das capacidades do pesquisador em
relação ao tema pretendido .
b). FATORES EXTERNOS:

- A significação do tema escolhido, sua


novidade, sua oportunidade e seus
valores acadêmicos e sociais;
- O limite de tempo disponível para a
conclusão do trabalho( institucional);
- Material de consulta e dados necessários
ao pesquisador.
3. ELABORAÇÃO DA JUSTIFICATIVA

Consiste na capacidade de convencer o leitor


da importância do Projeto de Pesquisa.
É a capacidade de argumentar sobre a
relevância da proposta;
Pode-se de certa forma entender que seria a
parte do “marketing” do trabalho;
Digamos que o tema seja o “peixe” e a
Justificativa sua capacidade de “vender o
peixe”.
4. ELABORAÇÃO DO PROBLEMA

A maneira. mais fácil e direta de formular


um problema é em forma de pergunta.
Além disso, facilita sua identificação por
parte de quem consulta o projeto ou o
relatório da pesquisa. De modo geral, o
estudante inicia o processo da pesquisa
pela escolha de um tema, que por si só
não constitui um problema. Ao formular
perguntas sobre o tema, provoca-se sua
problematização.
5. ELABORAÇÃO DAS HIPÓTESES

Hipótese é sinônimo de suposição.


Neste sentido, Hipótese é uma
afirmação categórica (uma suposição),
que tente responder ao problema
levantado no tema escolhido para
pesquisa. É uma pré-solução para o
problema levantado. O trabalho de
pesquisa, então, irá confirmar ou negar
a Hipótese (ou suposição) levantada.
E como já foi dito a pesquisa científica
se inicia sempre com a colocação de um
problema solucionável. O passo
seguinte consiste em oferecer uma
solução possível, mediante uma
proposição, ou seja, uma expressão
verbal suscetível de ser declarada
verdadeira ou falsa. A essa proposição
dá-se o nome de hipótese. Assim, a
hipótese é a proposição testável que
pode vir a ser a solução do problema.
6. ELABORAÇÃO DOS OBJETIVOS

Para traçarmos o objetivo geral e os


objetivos específicos, devemos nos
lembrar de iniciar nossa proposta com
o verbo no infinitivo.
Vejam algumas sugestões de verbos:

ANALISAR DISTINGUIR ORGANIZAR


AGRUPAR EFETUAR PLANEJAR
APLICAR ENTENDER PRODUZIR
ARQUIVAR ENTENDER PROPOR
ARTICULAR ENUMERAR RATIFICAR
ASSINALAR ENUMERAR REALIZAR
AVALIAR EQUILIBRAR RECONHECER
CALCULAR EQUILIBRAR RECONSIDERAR
CATEGORIZAR ESBOÇAR RECUPERAR
7. REFERENCIAL TEÓRICO

Para a realização de uma investigação o


pesquisador deverá ter clareza dos
conceitos que irá trabalhar. Ainda que lhe
pareça claro por ser de sua área de
formação, todo trabalho científico deverá
demonstrar a origem teórica de suas
investigações. Uma boa discussão teórica
revela a maturidade do autor e caracteriza
a especialização em determinada área do
conhecimento.
8. ELABORAÇÃO DA METODOLOGIA

A Metodologia é a explicação
minuciosa, detalhada, rigorosa e exata
de toda ação desenvolvida no método
(caminho) do trabalho de pesquisa.
9. CRONOGRAMA

Registrar a ordem sequencial das


etapas. Refere-se as etapas: atividades e
metas a serem alcançadas com a
execução do projeto;
indicar a(s) unidade(s) ou qualquer outro
indicador que possibilite uma avaliação
sobre o desenvolvimento do projeto e seu
respectivo acompanhamento.
 
10. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

É a relação de todos os livros consultados


para a elaboração do projeto ou o que se
pretende utilizar no processo de
investigação. Esta deverá estar em
consonância com as normas técnicas,
pois revelará a capacidade básica exigida
de um acadêmico na elaboração de um
trabalho científico.