Você está na página 1de 43

Enfermagem

Médica
Auxiliar de Enfermagem – Módulo I
Profa. Solange Ortolani

1
Clínica de Internação Médica

 É a unidade destinada à acomodação e à


assistência ao indivíduo hospitalizado,
com o objetivo de cuidar de pacientes
com doenças crônico-degenerativas e
metabólicas.

2
https://www.divinopolis.mg.gov.br/portal/noticias/0/3/2555/
unidade-ii-do-hsjd-empreende-melhorias-na-estrutura-fisica
3
Especialidades na Clínica
Médica

 Gastroenterologia  Urologia e Nefrologia


 Pneumologia  Neurologia
 Cardiologia  Infectologia
 Hematologia  Dermatologia
 Endocrinologia  Ortopedia
 Reumatologia  Ginecologia
 Pediatria

4
Estrutura e instalações

 Posto de
Enfermagem
 Localizado
próximo às áreas
de atendimento
geral aos
pacientes ou
dentro do quarto
do paciente.

5
Estrutura e instalações

 Sala para chefia


de enfermagem
 Utilizada pelo
supervisor ou
coordenador da
área.

6
Estrutura e instalações

 Sala de estar para


a equipe de
enfermagem
 Tomar lanche
 Descanso

7
Estrutura e instalações

 Sala de
serviço/utilidades
 Com recursos para
a limpeza e
preparo de
material.

8
Estrutura e instalações

 Rouparia
 Local para guardar
o enxoval e
travesseiros dos
clientes.

9
Edificações e instalações

 Sala para guarda


de equipamentos
e materiais:
 Local para guardar
equipamentos e
materiais em
desuso.

10
Edificações e instalações

 Sala de guarda de
macas e cadeiras
de rodas

11
Edificações e instalações

 Expurgo
 Local para deixar
hamper com roupa
suja e lixo

12
Edificações e instalações

 Copa
 Recebe e distribui
as dietas dos
pacientes da
unidade

13
Edificações e instalações

 Sala de reuniões
da equipe
multiprofissional

14
Edificações e instalações

 Sala para material de


limpeza (DML)
 Local para a equipe
de higiene guardar e
higienizar seus
equipamentos.

15
Edificações e instalações

 Sanitários
 Para profissionais,
clientes/pacientes
 familiares

16
Edificações e instalações

 Quarto de
isolamento com
sanitário e
chuveiro anexo e
antessala

17
Edificações e instalações

 Quarto com um
leito com
sanitário e
chuveiro anexo

18
Edificações e instalações

 Quarto para dois


leitos com
sanitário e
chuveiro anexos.

19
Edificações e instalações

 Enfermaria para
três e no máximo
seis leitos com
sanitário e
chuveiro anexos.

20
Tratamentos
utilizados em
clínica médica

21
Tipos de tratamento em CM

 Exames clínicos, físicos, laboratoriais e especiais, com a


finalidade de definir um diagnóstico ou um tratamento;

 Preparo para realização de exames ;

 Doenças agudas e crônicas;

 Feridas infectadas;

 Complemento de tratamento iniciado na UTI;

 Procedimentos especiais.

22
Procedimentos especiais

 Dietoterapia
 Medicamentos
 Introdução Hidroeletrolítica
 Fisioterapia e reabilitação
 Terapia ocupacional
 Inaloterapia
 Psicoterapia
 Radioterapia
 Quimioterapia

23
Equipe multiprofissional da
CM
 Médicos;
 Enfermeiros;
 Técnicos e Auxiliares de Enfermagem;
 Nutricionista e/ou Nutrólogo;
 Fisioterapeuta;
 Assistente Social/
 Fonoaudiólogo.

24
Funções do Auxiliar de
Enfermagem
 Decreto nº 94.406 de 08 de junho de 1987, no
Código de Ética Profissional do COREN:
 Art. 11
 Art. 13

 Ler os artigos na apostila.

25
ENFERMAGEM
MÉDICA
PARTE II
Principais distúrbios do Sistema Digestório

26
1. Estomatites

 Inflamação da mucosa oral; pode se


estender para a mucosa bucal, os lábios, o
palato e a língua.

 Infecção comum que ocorre isolada ou


como parte de doença sistêmica.

27
Estomatites

28
Estomatites:
Etiologia

 Estomatite herpética aguda – Herpes


vírus

 Estomatite aftosa – causas autoimunes e


psicossomáticas

29
Estomatites

30
Estomatites
Fatores de risco
 Tabagismo
 Higiene oral precária
 Estresse
 Desnutrição
 Quimioterapia
 Imunossupressão

31
Estomatites:
Manifestações clínicas
 Gengivas dolorosas;
 Úlceras nas papilas gengivais
 Leve edema e irritabilidade.

32
Estomatites:
Complicações
 Disfagia
 Sepse
 Envolvimento ocular ou do sistema
nervoso central (estomatite herpética).

33
Estomatites:
Exames diagnósticos
 Esfregaço do exsudato
da úlcera identifica o
microrganismo
causador;

 Culturas virais
realizadas com o
líquido e as vesículas
herpéticas.
34
Estomatites:
Tratamento
 Geral:
 Colutórios;
 Gelo;
 Escova de dente com cerdas macias;
 Dieta pastosa ou líquida;
 Evitar alimentos condimentados, ácidos,
salgados;
 Atividade cf a tolerância.
 Medicação: hidratação IV
35
Estomatites:
Tratamento específico

Estomatite herpética Estomatite aftosa


 Soluções  Anestésico tópico;
anestésicas
tópicas;
 Corticosteroides
tópicos;
 Aciclovir;

36
Estomatites:
Assistência de Enfermagem
 Escova de dentes com cerdas macias;
 Enxague com colutório à base de peróxido de hidrogênio
ou soro fisiológico;
 Administrar analgésicos prescritos;
 Oferecer alimentos líquidos ou pastosos;
 Oferecer bebidas geladas;
 Monitorar:
 Estado da lesão;
 Resposta ao tratamento
 Complicações.
37
2. Esofagite

 É uma inflamação que atinge a mucosa do


esôfago e a presença de substâncias
irritantes nessa mucosa causam
inflamação.

38
Esofagite:
Etiologia
 Refluxo gastroesofágico (RGE);
 Hérnia hiatal;
 Uso prolongado de sonda gástrica;
 Senilidade;

 Cirurgias

39
40
Esofagite:
Etiologia
 Alimentos:
 Quentes;

 Condimentados.

 Líquidos:
 Quentes; gelados;

 Bebidas:
 Alcoólicas; café
 Ingestão de substâncias corrosivas: soda cáustica 41
Esofagite
Fatores de risco
 Comer rápido;
 Alimentos irritantes
 Deitar logo após comer;

42
Esofagite:
Manifestações clínicas
 Azia ou pirose;
 Odinofagia;
 Disfagia;
 Sialorreia;
 Rouquidão;
 Pequeno
sangramento
 do esôfago;
43

Você também pode gostar