Você está na página 1de 29

IMP

RE
NS
A Fundamentos

+ em editoração
+

AL Professora
Marília
Barcellos
DIN
A
ALDO MANUZIO:
EDITOR. TIPÓGRAFO. LIVREIRO

 Enric Satué
 São Paulo, Ateliê editorial: 2004
“nasceu em um pequeno povoado na Itália,
transfere-se para Veneza, onde passará
grande parte de sua vida e onde irá instalar e
desenvolver a Imprensa Aldina.”
Manuzio introduziu diversas inovações que
permanecem utilizadas ainda hoje.


 http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o_precursor_da_marca_tipografica
http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o_precursor_da_marca_tipografica

ALDO MANUZIO 1449 - 1515


 Seu primeiro objetivo como
editor foi difundir a língua, a
literatura e a filosofia gregas
da Antiguidade.

A
IN
 seu público era uma faixa

LD
restrita de homens cultos e

A
ricos, pois suas primeiras

SA
produções tinham um preço

N
bastante elevado.

E
PR
IM
A partir de 1500, ele passa a lançar
livros em formato in-8°

PRECURSOR DO QUE
ENTENDEMOS COMO LIVRO DE
BOLSO: FORMATO E PREÇO
Nos primórdios da tipografia, os
livros imitavam os manuscritos.

Aldo Manuzio deixava um


espaço em branco na página
para que a capitular fosse feita
manualmente.
experimentações com tipos gregos e latinos, a
maioria criados em sua própria oficina ou
decorrentes do trabalho de Nicolas Jenson, que
atuou independentemente em Veneza entre 1467 e
1480. A tipografia de Aldo Manuzio se destacou
por sua qualidade e por suas inovações. Seu mais
importante colaborador nesta área foi Francesco
Griffo, que aperfeiçoou e modernizou as fontes de
Jenson.

TIPOS
 tipógrafo e livreiro alemão, ativo em Veneza. Criou inúmeras
fontes para imprimir. Em  1458 foi enviado para Mogúncia
aprender com Gutemberg técnica de impressão de livros.
 Começou a trabalhar no ateliê de Johannes Fust e de Peter
Schœffer (Fust foi o primeiro colaborador de Gutemberg,
tendo lhe emprestado dinheiro, impondo porém juros de 6%
sobre o empréstimo, além de outras condições. Fust,
entendendo a importância da impressão com caracteres
móveis, favoreceu a entrada na sociedade a Peter
Schoffer, copista e gravador.)
NICHOLAS JENSON (1420–1480)
FRANCESCO GRIFFO E O
ITÁLICO

Colaborador Francesco Griffo.


 https://www.youtube.com/watch?v=0y7jkaNjuOs
,
BÍBLIA DE NICHOLAS JENSON
PUBLICADA EM 1479
EDIÇÕ
ES Em grande parte, ALDO MANUCIO foi o
responsável pela predominância das fontes
Aldinas
latinas sobre as góticas no Ocidente, a partir
PIONE do Renascimento.
IRISM
 Catálogo de suas edições
O
Lançamento de livros ilustrados no período
posterior à grande invenção de Gutenberg. 
Lançamento de coleções temáticas;
Conselhos editoriais: edições costumavam ter a
curadoria de um estudioso eminente, sendo ele um precursor dos
conselhos editoriais;
Primeiras experiências com obras multilíngues,
utilizando-se de várias fontes;
Letra cursiva impressa.
INOVAÇÃO
O QUE
MAIS?

 Definiu um sistema de pontuação para seus livros, com o ponto


final como fechamento de um período, com a vírgula, o ponto-e-
vírgula, o apóstrofo e os acentos empregados pela primeira vez
em sua forma moderna;
 O primeiro livro com páginas numeradas na frente e no verso;
 Página dupla considerada como unidade formal na arquitetura
do livro;
 Estabeleceu padrão dos livros com lombada quadrada e capa
de couro sobre papelão, sobre as quais brilhavam gravações em
ouro laminado aquecido.
 Aldo Manuzio é definido como editor pelo seu valor incomparável:
 “O valor de um editor – profissional ou amateur – concentra-se na lista de
títulos que conseguiu pôr ao alcance dos leitores.”

 Sua obra, com cerca de 150 títulos, reúne livros editados no princípio século
XVI poderiam ser reeditados hoje.


 COLEÇÃO DE BOLSO: Clássicos greco-latinos em edição de Bolso.
Lançada entre 1501 e 1515. ( formato bolso)

 Excepcional também era a qualidade formal e tipográfica exibidas pelos seus


livros de formato maior.
 Comparados com a sua estética monumental os parâmetros
atuais parecem impotentes.

 Bons editores e medíocres são distinguidos pelos títulos


publicados durante determinada experiência editorial e a
qualidade de edição e a EQUIPE : escolha de autores,
conselheiros, colaboradores e amigos.
 Uma epidemia de tipógrafos e tipografias se instalou na
Europa. Cinquenta anos depois da invenção da prensa, já se
haviam impresso mais de oito milhões de livros.

 A Itália, em específico a cidade de Veneza era a grande


destaque na época.
 Aldo cria a Neoacademia com a intuição de continuar a
publicar obras clássicas gregas, principalmente Platão como
havia feito a Academia Platônica. As publicações dos textos
clássicos gregos eram o sonho de Aldo para “renovar a
sociedade através da cultura”.
 Reunidos regularmente em sua casa, os trinta e dois
acadêmicos costumavam discutir com erudição apaixonada os
textos que se propunham editar, os manuscritos mais
adequados que se deviam consultar para assegurar a melhor
versão e os critérios mais oportunos a seguir.
 Por trás do brilho desse primeiro círculo refinadíssimo de
eruditos italianos, distribuídos em seções e escolhidos entre
pensadores, cardeais, bispos, arcebispos e doutores em
medicina, encontravam-se os sábios helenistas, alguns deles
eminentes escritores eclesiásticos dedicados a edificar dogmas
ou semear doutrinas.
Erasmo de Roterdan, amigo de longa data de
Aldo, lia códices da eclética biblioteca de
Manuzio, escolhia os que desejava publicar,
discutia com Aldo as correções aos textos
originais e escrevia comentários e notas.
ERASMO DE ROTTERDAN
ESCRITOR HOLANDÊS
(1466-1536). SUAS IDÉIAS
HUMANISTAS DEIXARAM
MARCAS IMPORTANTES
NO PENSAMENTO
LIBERAL E PROGRESSISTA
DO RENASCIMENTO.
Erasmo foi um dos primeiros autores de grande
vendagem no mundo. Ele adquiriu sua fama durante o
Renascimento, período em que houve um incrível
despertar da arte, do pensamento e da literatura.
As universidades se espalharam pela Europa e houve uma
grande onda de disseminação de ideias, possibilitada pelo
surgimento da prensa de Gutenberg, em 1450 e pelo
nascimento da indústria de publicações.

HTTP://WWW.SOHISTORIA.COM.BR/BIOGRAFIAS/ROTERDA/
Apenas os impressores mais conscientes da época
partilhavam do cuidado que Aldo tinha com suas
obras.
 Superados os
períodos de
exclusividade do
manuscrito e das
impressões da fase
incunábula, o
primeiro editor de
livros de tamanho e
preço reduzidos foi
o italiano Aldo
Manuzio.
 Formato in-octavo
(10 x 15 cm) ALDO MANUZIO
Edição-princípe se considera a
primeira, a melhor e mais perfeita
versão da obra de um autor clássico
grego ou latino.
Nos anos finais do
século XV na Itália
eclodiu grande interesse
pelo pensamento
clássico grego e os
filósofos e teólogos
neoplatônicos
esforçaram-se quanto
puderam para enquadrá-
los na cultura cristã
 livros de
bolso
 proporcionara
m
desenvolvime
nto de novos
gêneros:
romance,
almanaque,
novela...
REFERÊNCIAS

 FISCHER, 2006
 Mcmurtrie
 Enric Satué

Você também pode gostar