Você está na página 1de 84

TREINAMENTO DE INTEGRAÇÃO DE SEGURANÇA

TREINAMENTO ADMISSIONAL

1
COMO
COMOSURGIU
SURGIUAASEGURANÇA
SEGURANÇANO
NOTRABALHO
TRABALHO

Durante a Revolução Industrial na


Inglaterra, com a mecanização dos
sistemas de produção.

Enquanto na Idade Média o artesanato


era a forma de produzir mais utilizada, na
Idade Moderna tudo mudou.

A burguesia industrial, ávida por maiores


lucros, menores custos e produção
acelerada, buscou alternativas para
melhorar a produção de mercadorias.

Também podemos apontar o crescimento


populacional, que trouxe maior demanda
de produtos e mercadorias.

2
SERVIÇO ESPECIALIZADO EM
SEGURANÇA E MEDICINA DO
TRABALHO NR 04

Medicina do Trabalho

Engenharia de Segurança do Trabalho


3
O dimensionamento do SESMT vincula-se ao Grau
de Risco da Atividade Principal e ao número total
de empregados da empresa.
CNAE:
Grau de risco:
Total de empregados: 4
• Médico do Trabalho

• Engenheiro do Trabalho

• Técnico de Segurança do trabalho

• Estagiária de Segurança do Trabalho

5
Auxiliar a Empresa na aplicação das 36 NR´s, ou seja:
Elaborar programas Inspecionar, Avaliar
Suporte técnico a
como PPRA, PCMSO e controlar riscos
CIPA.
entre outros. ambientais.

Controle estatístico.
Criar normas e
Encaminhar para
exames. PREVENÇÃO procedimentos de
segurança.
Especificar EPI DE
Palestras e
ACIDENTES
treinamentos de Analisar e investigar
conscientização de acidentes.
segurança

Emitir CAT
6
COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES –
NR 05

Tem como objetivo a prevenção de acidentes e


doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar
compatível permanentemente o trabalho com a
preservação da vida e a promoção da saúde do
trabalhador.

7
ATRIBUIÇÕES DA CIPA
- Identificar os riscos do processo de trabalho;
- Elaborar o mapa de riscos;
- Elaborar plano de trabalho que possibilite a ação
preventiva na solução de problemas de segurança e
saúde no trabalho;
- Realizar, periodicamente, verificações nos
ambientes e condições de trabalho visando a
identificação de situações que venham a trazer
riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores;
- Divulgar aos trabalhadores informações relativas à
segurança e saúde no trabalho;
8
EXEMPLO DE CIPA
INTEGRADA

• 04 Titulares e 03 Suplentes eleitos através de


votação pelos empregados;

• 04 Titulares e 03 suplentes indicados pela direção


da empresa para fazer parte da comissão.

9
Acidente do Trabalho
DEFINIÇÃO:

É todo evento não programado


que acontece no exercício do
trabalho a serviço da empresa,
provocando lesão corporal ou
perturbação funcional, podendo
causar morte, perda ou redução,
permanente ou temporária da
capacidade para o trabalho.

10
Tipos de Acidente:
• Acidente Típico
Ocorre durante o horário normal de
trabalho, inclusive em horas extras.

11
Tipos de Acidente:
• Acidente de Trajeto
Ocorre quando está a serviço da empresa,
fora do local de trabalho e no caminho
entre a casa e o trabalho ou vice-versa.

12
Tipos de Acidente:
• Doença Ocupacional
Ocorre devido às condições em que o trabalhador realiza a sua

função e é considerado como acidente de trabalho, quando dela


decorrer a incapacidade para o trabalho.

13
Causas dos Acidentes
Treinamento ineficiente Condição Insegura
ou falta de treinamento.
São falhas
no local de
trabalho
que podem
levar a um
acidente

São problemas pessoais que agindo sobre o


trabalhador poderá resultar em acidentes.
14
Conseqüências dos Acidentes
Trabalhador e Família
•sofrimento físico e mental;
•cirurgias e remédios;
•mutilações, próteses e assistência médica;
•fisioterapia e assistência psicológica;
•dependência de terceiros para
acompanhamento e locomoção;
•diminuição do poder aquisitivo;
•desamparo à família;
•marginalização;
•depressão e traumas;
•morte.

15
Conseqüências dos Acidentes

Empresa

•perda de mão-de-obra;

•perda de tempo;

•paralisação de máquinas e pessoal.

16
Conseqüências dos Acidentes

Nação

•perda de elemento produtivo;

•aumento de taxas e impostos


para dar assistência aos
acidentados.

17
omunicação de Acidente do
Trabalho - CAT
É uma obrigação legal.
A empresa deverá comunicar todo e qualquer acidente até o
primeiro dia útil após sua ocorrência.
Pode ser preenchida pelo acidentado, família do acidentado,
sindicato da classe.
Destino da CAT

SUS Segurado Empresa

SRT Sindicato INSS

18
Equipamento de Proteção
Individual - EPI – NR 06

São equipamentos de uso pessoal, cuja finalidade é


proteger o trabalhador de riscos que possam ameaçar a
segurança e a saúde no trabalho.

19
Obrigação do Empregador
Adquirir o tipo adequado à atividade
Adquirir o EPI aprovado pelo MTE
Treinar o trabalhador sobre o seu uso adequado.
Fornecer gratuitamente
Substituí-lo quando danificado
Exigir o uso

20
Obrigação do Empregado

Usá-lo
Usá-lopara
paraaafinalidade
finalidadeaaque
quese
se
destina;
destina;
Comunicar
Comunicarao
aoempregador
empregadorqualquer
qualquer
alteração
alteraçãoque
queootorne
torneimpróprio
impróprioao
ao
uso;
uso;

Responsabilizar-se
Responsabilizar-sepor
porsua
suaguarda
guardaee
conservação.
conservação.

21
Obrigação do Empregado

Ficha de EPI do Empregado

22
Obrigação do Fabricante

- Responsabilizar-se pela manutenção da qualidade


- Comercializar somente o EPI portador de CA
- Cadastrar-se junto ao MTE

23
PROTEÇÃO PARA CABEÇA
Capacete
Protege contra choque elétrico e impacto de objetos

projetados sobre o crânio.

Identificamos
Identificamosasas
funções
funçõesatravés
atravésdas
das
cores
coresdos
doscapacetes
capacetesnana
Preconcretos....
Preconcretos....
BRANCO
SETOR
SETORADMINISTRATIVO,
ADMINISTRATIVO,
ENCARREGADOS
ENCARREGADOSEE
CONFERENTES
CONFERENTES 24
Proteção para a cabeça.

MOTORISTA
MOTORISTAOPERADOR
OPERADOR/ /
OPERADOR
OPERADORI,I,IIIIeeIIIIII OPERADOR
OPERADORDE
DEGUINDASTE
GUINDASTE

25
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO PARA
PARA CABEÇA
CABEÇA

PEDREIROS FERREIROS
FERREIROS
PEDREIROS
26
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO PARA
PARA A
A CABEÇA
CABEÇA

AUXILIAR DE PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO (eletricista,


AUXILIAR DE SERVIÇOS caldeireiro, mecânico, soldador)
GERAIS 27
PROTEÇÃO
PROTEÇÃO PARA
PARA A
A CABEÇA
CABEÇA

MONTADOR DE FORMA I, II e III


CARPINTEIRO / MARCENEIRO
28
PROTEÇÃO VISUAL:

INCOLOR: utilizado na proteção de partículas projetadas;


VERDE: utilizado na proteção de partículas projetadas e raios
solares;
CINZA: utilizado na proteção de partículas projetadas e raios
solares;
VERDE GRAU 5: utilizado para auxiliares de soldador,
proteção dos olhos contra radiação não ionizante;
29
PROTEÇÃO FACIAL

Utilizada para proteção do rosto


contra partículas projetadas por:
máquina policorte, serra circular,
lixadeira elétrica, esmerilhadeira,
entre outras atividades.

Uso exclusivo dos soldadores,


proteção do rosto e olhos contra
radiação não-ionizante da solda a arco
elétrico ou MIG.

30
PROTEÇÃO AUDITIVA

-Abafador Bilson 25
dB C.A. 16196
Obrigatória a utilização na
Fábrica I, incluindo Central de
Concretos e Moldadora

Protetor tipo plug 16


dB C.A.11512
Obrigatória a utilização em todos
os setores afetados pelo ruído da
área industrial. 31
FÁBRICA I
Para
Parapermanência
permanênciaou ouexecução
execução
de
deatividades
atividadesééobrigatório
obrigatórioaa
utilização
utilizaçãododoabafador
abafadordederuído
ruído
tipo
tipoconcha
conchadevido
devidoaoaoelevado
elevado
nível
níveldederuído
ruídoproveniente
provenientedada
moldadora
moldadoraeeserra
serradiamantada.
diamantada.

32
Proteção Respiratória
Respirador PFF1 Respirador PFF2
poeiras e névoas. Poeiras, névoas e fumos
metálicos.
Utilizado para atividades como:
lixação de peças pre-fabricadas Utilizado nas atividades de
em concreto e varrer o chão. solda, lixação de peças pre-
fabricadas, varrer o chão,
pequenas pinturas a pincel

33
Proteção Respiratória
Respirador semi-facial
com filtro duplo para vapores orgânicos.
Utilizado nas atividades de limpeza com alvejantes, aplicação
de cola com hidrocarbonetos, pintura a base de solventes e
tinner entre outras atividades que tenham vapores orgânicos
em sua composição.

34
Proteção Respiratória
Respirador Comfo II
semi-facial com filtro duplo para gases múltiplos.
Utilizado nas atividades que tenham exposição a gases
e vapores.

35
Proteção para o Tronco
Avental Raspa
Utilizado para trabalhos com
solda (manutenção) e projeção de
partículas quentes (laboratório de
análise de concreto).

Avental PVC ou Napa


Utilizado para trabalhos que
utilizem água, óleo, graxas entre
outros. (Central de Concretos,
Moldadora, Manutenção, Aplicação
de desmoldante).
36
Proteção para Membros Inferiores
BOTINA EM COURO
BIDENSIDADE COM
BIQUEIRA DE AÇO.
C.A. 25.111

BOTAS
BOTASDE
DE
BORRACHA
BORRACHA
Utilizado
Utilizadoem
emlocais
locais
com
comconcentração
concentração
de
deumidade.
umidade.
C.A.
C.A.16.353
16.353
37
Proteção para Membros Superiores

MONTADOR : C.A.8263, Abrasivos e escoriantes ( motorista


/operador, ferreiro, pedreiros, auxiliares de produção.

RASPA CANO CURTO: C.A. 5587Abrasivos e


Escoriantes (Pedreiros e Ferreiros);

38
Proteção para Membros Superiores

LATEX COM NEOPRENE: C.A. 19779 , Manuseio de concreto,


trabalhos com umidade (pedreiros e auxiliar de produção);

39
Proteção para Membros Superiores

RASPA CANO LONGO: Trabalho a quente (soldadores e operadores);


C.A. 5587

40
Proteção para Membros Superiores

NITRIL 480 A-18: C.A. 10146, utilizada para trabalhos com risco
biológico e agressivos básicos (auxiliar de serviços gerais e
pedreiros);
‘TODOS OS FUNCIONÁRIOS QUE EXECUTAM ATIVIDADES DE
LAVAGEM DOS EQUIPAMENTOS SUJOS COM CONCRETO E
DURANTE AS CONCRETAGENS”.

41
Proteção para Membros Superiores

CARPINTEIRO: CA 17146, utilizada para serviços que exijam tato


na área de carpintaria.

42
Proteção para Membros Superiores

MECÂNICO e FERREIRO: CA 9991, utilizada para serviços que


tenham contato com agentes químicos (óleos, graxas,
solventes, ferrugem).

43
Creme de proteção para a pele
C.A.
C.A.11070
11070
CREME DE PROTEÇÃO PARA AS MÃOS

Forma uma película protetora


sobre a pele impedindo o
contato direto da pele com
produtos químicos, água, óleo e
etc.

Utilizada nos serviços de


manutenção de máquinas e
motores que exijam precisão
no tato.
44
Proteção Solar
Proteção
Proteçãodadapele
pelecontra
contraraios
raiosUVA.
UVA.
Deve
Deveserseraplicado
aplicadosobre
sobreaapele
peleque
que
ficará
ficaráexposta
expostaaoaosol
solmeia
meiahora
horaantes
antes
da
daexposição.
exposição.Reaplicar
Reaplicardededuas
duasemem
duas
duashoras
horasou
ousempre
sempreque
quehouver
houver
suor
suorexcessivo
excessivoou ouquando
quandolavar
lavaraa
área
áreaexposta
expostaaoaosol.
sol.

Utilização
Utilização“OBRIGATÓRIA”
“OBRIGATÓRIA”pelos pelos
trabalhadores
trabalhadoresque
queexecutam
executam
atividades
atividadesnonoPÁTIO
PÁTIOI,I,IIIIeeOBRAS
OBRAS
EXTERNAS.
EXTERNAS.
45
Macacão Contra Agentes Químicos
Macacão
Macacãode desegurança,
segurança,confeccionado
confeccionado
em
emtecido
tecidosintético,
sintético,costura
costurasoldada
soldada
eletronicamente,
eletronicamente,botas
botaseeluvas
luvasde
depvc
pvc
acopladas
acopladaseesoldadas
soldadaseletronicamente,
eletronicamente,
fechamento
fechamentocom compala
paladupla
duplaatravés
atravésde
de
zíper
zípereebotão
botãoplástico
plásticode
depressão
pressão

C.A.
C.A.10.459
10.459

Utilização
Utilização“OBRIGATÓRIA”
“OBRIGATÓRIA”para para
limpeza
limpezadas
dasvalas
valasde
deescoamento
escoamentona na
Fábrica
FábricaIIeeCentral
Centralde
deConcretos.
Concretos.

46
PROTEÇÃO CONTRA O SOL

SOMBRERO
SOMBREROTIPO
TIPO
MEXICANO
MEXICANO

Proteção
Proteçãodo
dorosto
rostoeeombros
ombroscontra
contraososraios
raiossolares.
solares.
Deve
Deveser
serutilizado
utilizadocom
comcapacete
capacetesobreposto
sobrepostoee
combinado
combinadocom comprotetor
protetorsolar
solarFPS
FPS30.
30.
Utilizado
Utilizadopor
portrabalhadores
trabalhadoresque
queexecutam
executamatividades
atividades
no
noPátio
PátioII.
II. 47
TOUCA ÁRABE
PROTEÇÃO
PROTEÇÃODODO
PESCOÇO
PESCOÇOEE
OREHAS
OREHASCONTRA
CONTRA
RAIOS
RAIOSSOLARES
SOLARESEE
RADIAÇÃO
RADIAÇÃONÃO
NÃO
IONIZANTE
IONIZANTE

Proteção
Proteçãodo
dopescoço
pescoçocontra
contraradiação
radiaçãonão
nãoionizante
ionizanteee
raios
raiossolares.
solares.
Deve
Deveser
serutilizado
utilizadocom
comcapacete
capacetesobreposto
sobrepostoee
combinado
combinadocom comprotetor
protetorsolar
solarFPS
FPS30.
30.
Utilizado
Utilizadopor
portrabalhadores
trabalhadoresquequeexecutam
executamatividades
atividades 48

no Pátio I, II e Soldadores.
NR 35 - TRABALHO EM ALTURA.

Cinto
Cintode
deSegurança
Segurançatipo
tipopára-quedista
pára-quedistaeetalabarte
talabarteem
emYYcom
com
mosquetão
mosquetãodede55mm
55mmeeabsorvedor
absorvedorde deenergia
energia
Para
Paratrabalhos
trabalhoscom
comdiferença
diferençadedenível,
nível,ééobrigatório
obrigatóriooo
treinamento
treinamentodedecapacitação
capacitaçãoda
daNR35
NR35antecipado
antecipadoas asatividades,
atividades,
com
comduração
duraçãodede08h
08h––teórico
teóricoeeprático.
prático.
49
Quando usar EPI ?

• Quando a exposição ao agente agressivo estiver acima


do limite de tolerância estabelecido na NR-15 (Atividades
e operações insalubres).

• Quando ambiente, operação, produto químico


for agressivo a saúde do trabalhador.
50
Fatalidades por não estar utilizando o EPI
ou por não estar treinado para a atividade.

Lixadeira
Lixadeira

Pregos
Pregos Queimadura
Queimadura
química.
química.

Maquinas
Maquinascom
compartes
partes
rotativas.
rotativas.
51
Equipamento de Proteção
Coletiva - EPC
São Equipamentos instalados nos locais de trabalho,
com objetivo de dar proteção a todos que ali executam
suas tarefas.

1. Linha de vida com trava-quedas;


2. Giroflex para sinalizar protensão;
3. Ventiladores;
4. Placas de sinalização;
5. Exaustores de solda;
6. Cones, fitas e cavaletes zebrados.

52
DIÁLOGO DIÁRIO DE
SEGURANÇA - DDS
Diálogo Diário de Segurança constitui-se basicamente na
reserva de um pequeno espaço de tempo, recomendado
antes do inicio das atividades diárias na empresa e com
duração de 5 a 15 minutos, para a discussão e instruções
básicas de assuntos ligados à segurança no trabalho que
devem ser utilizadas e praticadas por todos os participantes.

53
NORMAS ESPECÍFICAS
PRECONCRETOS
1. Jamais circular nas dependências da fábrica sem o uso do EPI e sem o
uniforme fornecido pela empresa.
2. Fumar somente nos fumódromos que está localizado próximo ao
prédio administrativo e próximo ao SESMT, somente duas pessoas por
vez;
3. Troca de EPIs somente com entrega do velho e autorização do SESMT.
4. Não consumir nenhum tipo de alimento nas dependências da fábrica;
5. Respeitar os horários destinados ao DDS que estão expostas no mural
enfrente ao almoxarifado, a participação é obrigatória;
6. É proibido ouvir músicas em rádios, mp3, mp4 entre outros aparelhos
sonoros que desviam a atenção durante o horário laboral;
7. Proibido atender ou fazer ligações em celular nas dependências da
área industrial durante o horário laboral.

54
NORMAS ESPECÍFICAS
PRECONCRETOS
8. Não acessar outros setores sem autorização do respectivo
responsável.
9. É expressamente proibido o uso de câmera fotográfica na área
industrial sem a permissão da DIRETORIA.
10. O acesso ao refeitório para as refeições deve ser com uniforme
fornecido pela empresa.
11. Não utilizar adereços tais como; anéis correntes, pulseiras, relógios
brincos e etc...

55
PROTENSÃO DE CORDOALHAS
O QUE SÃO?
Cordoalhas são cabos de aços que são protendidos
(esticados)com equipamento específico dentro
das formas para que seja concretado.

CORDOALHAS
CORDOALHAS TENSADORA
TENSADORA 56
PROTENSÃO DE CORDOALHAS
CUIDADOS:
Respeitar qualquer tipo de isolamento no momento
da protensão, (fita zebrada, cavalete zebrado,
placas de sinalização e o giroflex);

Caso o local esteja em operação e sem o devido


isolamento comunique imediatamente o superior
ou a segurança do trabalho;

NÃO SE ARRISQUE, TRABALHE PELA VIDA!!!


57
LINHAS
LINHASDE
DEPROTENSÃO
PROTENSÃOFÁBRICA
FÁBRICAIIeeIIII

58
LINHAS DE PROTENSÃO
FÁBRICA I

59
PROTENSÃO

RISCOS
RISCOSDA
DAATIVIDADE
ATIVIDADE

60
FATALIDADE

Lesões
Lesõescausadas
causadaspor
porrompimento
rompimentode
decabos
cabos
(cordoalhas)
(cordoalhas)

61
Movimentação de carga
suspensa
NUNCA SEMPRE

Passe sob uma carga Analisar o ambiente


suspensa!! antes de iniciar as
atividades
NUNCA
SEMPRE
Andar sobre peças
Analisar máquinas e
empilhadas
equipamentos antes de
usá-los
FÁBRICA II
FÁBRICA II

LEMBRE-SE...Um ambiente limpo e organizado também faz parte da


SEGURANÇA DO TRABALHO!!
Quando for identificado peças armazenadas de forma que possa
causar acidentes, comunique imediatamente seu superior imediato
e/ou o SESMT. 62
Movimentação de carga suspensa

PÁTIO
PÁTIOII––ARMAZENAGEM
ARMAZENAGEMEE
EXPEDIÇÃO
EXPEDIÇÃODEDEESTACAS.
ESTACAS.

GRUA
GRUASOBRE
SOBRE
TRILHOS
TRILHOS

63
Movimentação de carga suspensa
PÁTIO
PÁTIOIIII––ARMAZENAGEM
ARMAZENAGEMEEEXPEDIÇÃO
EXPEDIÇÃODEDEPILARES,
PILARES,
VIGAS,
VIGAS,PAINÉIS
PAINÉISEELAJES.
LAJES.

64
Movimentação de carga suspensa e
trabalho em altura - Montagem de Obras.

OOque
quenão
nãodevemos
devemos
fazer...
fazer...

65
Movimentação de carga suspensa e
trabalho em altura - Montagem de Obras.
Montagem
Montagemde
depilares,
pilares,vigas,
vigas,painéis
painéiseelajes.
lajes.

66
FATALIDADE

ACIDENTE
ACIDENTEOCORRIDO
OCORRIDOPOR
POR
NEGLIGÊNCIA
NEGLIGÊNCIAE/OU
E/OUFALTA
FALTA
DE
DETREINAMENTO
TREINAMENTODURANTE
DURANTE
MOVIMENTAÇÃO
MOVIMENTAÇÃODE DECARGA
CARGA
SUSPENSA.
SUSPENSA.

67
TRABALHO EM ALTURA

Deve
Deveserseracessado
acessadosomente
somente
por
porfuncionários
funcionários
habilitados
habilitadoseetreinados
treinados
conforme
conformeNR35.
NR35.
Atividade
Atividadede
demedir
medir
quantidade
quantidadede
dematéria
matéria
prima
primaarmazenada
armazenada
(Funcionários
(Funcionáriosda
daCentral
Centralde
de
Concretos).
Concretos).
Manutenção
Manutençãodos
dosfiltros
filtros
(Funcionários
(Funcionáriosdo
dosetor
setor
Manutenção).
Manutenção).
68
CUIDADOS COM A SOLDA!
 INTRODUÇÃO:
A maioria dos processos de soldagem emitem radiações e requerem um sistema
de segurança mais específico.
 DEFINIÇÃO:
A radiação é energia eletromagnética fornecida pelo arco ou chama que pode ferir
os olhos e queimar a pele.Um operador vê a luz visível, entretanto não vê ou
percebe a radiação ultravioleta e a infravermelha. A radiação é muitas vezes
silenciosa e indetectável, mas pode provocar danos ao corpo humano. Todos os
usuários e trabalhadores expostos a esses processos devem informar-se sobre
os efeitos da radiação.
 EFEITOS DA RADIAÇÃO:
Os efeitos da radiação dependem do comprimento de onda, intensidade e do
tempo exposto à energia radiante. Apesar de uma variedade de efeitos serem
possíveis, seguem-se os 2 danos principais que são mais comuns:
1. Queimaduras na pele;
2. Danos aos olhos.
 TIPOS DE RADIAÇÃO:
Os 2 tipos de radiação associados com operações de soldagens:
Ionizantes (como raio-x)
Não-ionizantes (como ultravioleta, luz visível e infravermelho);
69
CUIDADOS COM A SOLDA!
 Como se proteger contra radiação Ionizante:
A proteção requerida varia com o tempo de exposição, distância da fonte
e o grau de proteção do equipamento;
 Como se proteger contra radiação não-ionizante:
Use capacete ou máscara de soldagem com o filtro de proteção correto;
Proteger a pele com luvas e roupas adequadas;
Esteja atento aos reflexos do arco elétrico, e proteja as pessoas destas
intensas radiações;
Operações de soldagem em locais que tem outros trabalhadores, garanta
que estes não fiquem expostos à radiação. Use anteparos ou cortinas
em locais adequados para evitar a exposição dos outros
trabalhadores e transeuntes;
Use óculos de segurança com proteção UV e proteção lateral além do
capacete de soldagem com o de filtro de proteção adequado. A
proteção lateral é necessária para evitar a radiação refletida;
Todas as pessoas devem usar esses óculos de segurança com proteção
UV e proteção lateral sempre que estiver próximo das áreas de corte
ou soldagem.

70
CUIDADOS COM A SOLDA!
 COMO EVITAR A EXPOSIÇÃO A FUMOS E GASES:
1.Conservar sua cabeça longe dos fumos e gases;
2. Não respirar fumos e gases;
3. Usar ventilação e/ou exaustão suficiente para reter os
fumos e gases longe da região de respiração dos
soldadores e da área em geral;
4. Caso a exaustão natural existente não for suficiente,
providenciar exaustor ou ventilação artificial;
5. Evitar trabalhar sozinho em locais fechados, fumos
provenientes de soldagem ou corte podem alterar a
qualidade do ar causando prejuízos à saúde ou
mesmo a morte.

71
CUIDADOS COM A SOLDA!
CHOQUE ELÉTRICO:

1.Toda a instalação, operação, manutenção e reparos realizados nos


equipamentos de soldagem devem ser feitos apenas por pessoal
qualificado;

2. Não tocar nas partes elétricas vivas;

3. Usar luvas secas e isolantes em boas condições. Usar roupas de


proteção;

4. Não encostar no porta-eletrodo com a máquina energizada;

5. Nunca toque ou execute alguma atividade sobre as formas


metálicas quando estiver sendo feito trabalhos com solda, a
descarga elétrica proveniente desse ato inseguro poderá causar-
lhe danos irreversíveis ou até a MORTE!

72
PRIMEIROS SOCORROS
PRECONCRETOS
1º - Todo e qualquer tipo de acidente ou incidente deve ser informado ao
SESMT imediatamente (escoriações, cortes, pequenas perfurações, quedas).

Os casos que não forem informados no dia não serão caracterizados como
acidente de trabalho.

O SESMT é qualificado apenas para os primeiros atendimentos, sendo vetado o


fornecimento de medicações ou injeções.

2º - Em casos que necessitem avaliação médica, o funcionário é encaminhado a


rede pública mais próxima (Cristo Redentor) para atendimento adequado.

3º - Após o atendimento, e nos casos em que o funcionário não fique internado,


ele retorna a empresa com o boletim de atendimento para ser Emitida a CAT
e encaminhado ao médico do trabalho para avaliação e emissão de atestado
(caso necessário).
73
PRIMEIROS SOCORROS
PRECONCRETOS

4º - Nos casos de afastamento superior a 15 dias, o funcionário deverá ser


encaminhado para exame de retorno ao trabalho.

5º - Nos acidentes mais graves onde o funcionário tenha algum tipo de lesão que
não possa ser removido, ou que esteja inconsciente, deverá ser feito os
procedimentos de primeiros socorros por profissional treinado, e acionado o
socorro adequado – SAMU – 192

6º - Nos casos de queda de altura, fratura exposta, impacto com a cabeça, é


proibido movimentar a vítima sem a presença da SAMU.

74
TIPOS DE EXTINTORES
Extintor de Água Extintor de Gás Extintor de Pó Químico Extintor de Pó Químico
Extintor de Água Extintor de Gás Extintor de Pó Químico Extintor de Pó Químico
Pressurizada Carbônico Seco ABC
Pressurizada Carbônico Seco ABC

75
Característica:

• Queima na superfície;

• Madeira, papel, tecido, plástico,


panos, borracha, etc...

Extintores que podem ser utilizados:


Água Pressurizada ou Pó Químico ABC

76
Característica:

• Queima somente na superfície e não


em profundidade.

• Gasolina, óleo, graxa, solvente,


diesel, tinta, etc...

Extintores que podem ser utilizados:

Gás Carbônico, Pó Químico ABC ou Pó Químico Seco


77
• Materiais elétricos Energizados

• Computador, Televisão, lixadeira,


quadros de comando, etc...

Extintores que podem ser utilizados:

Gás Carbônico, Pó Químico ABC ou Pó Químico


Seco
78
• Metais Pirofóricos.

• Magnésio, selênio, antimônio, lítio,


potássio, alumínio fragmentado,
zinco, titânio, sódio, urânio e
zircônio.

79
• Óleos e Gorduras em Cozinha;

Os agentes extintores da classe K controlam


rapidamente o fogo, formando uma camada
protetora na superfície em chamas. Possuem efeito
de resfriamento por vapor d'água e de inertização
resultante da formação do vapor.
80
COLETA SELETIVA

NÃO
VERMELHO AZUL AMARELO MARROM RECICLÁVEIS
PLÁSTICOS METAIS
PAPEL ORGÂNICOS

COPOS
DESCARTÁVEIS
, CANETAS, JORNAIS, LATAS RESTOS DE PAPÉIS
CARTÕES REVISTAS, PEQUENAS DE ALIMENTOS, USADOS NO
TELEFÔNICOS, ENCARTES, (ÓLEO, CASCAS DE BANHEIRO,
EMBALAGENS FOLHAS DE SOLVENTE, FRUTAS, GUARDANAPO
DE COLA, OFÍCIO, DESODORANT ESPINHA DE S DE
PASTA DE CAIXAS, E SPRAY...) PEIXE, ERVA COZINHA,
DENTE, EMBALAGENS RESTOS DE DE PAPEL SUJO
SHAMPOO, DE AÇOS, RESTOS CHIMARRÃO, COM SANGUE.
SABONETES, PAPEL/PAPELÃ DE ARAME PÓ DE CAFÉ
SACOS DOS O,FOLHAS DE
EPIs, SACOS RASCUNHO,
DOS
UNIFORMES,
SACOS DAS
BOTINAS,
ISOPOR.

81
ATENÇÃO

TODOS OS ACIDENTES E
DOENÇAS OCUPACIONAIS
PODEM SER EVITADOS EM
SEU LOCAL DE TRABALHO.

Seu local de trabalho é onde você executa suas


tarefas, incluindo o equipamento e o espaço sobre o
qual você tem algum controle. Sendo a segurança sua
responsabilidade pessoal, você sempre precisa saber de
tudo que acontece em seu local de trabalho.
82
FIQUE
FIQUE LIGADO!!
LIGADO!!
SUGESTÕES:
Suas sugestões e dúvidas relacionadas a Segurança do
Trabalho sempre serão anotadas e analisadas quando
não for possível fazê-lo de imediato. Deixe suas sugestões
na caixa da CIPA que fica a disposição na guarita do
guarda.
DÚVIDAS
Jamais tome alguma atitude ou desenvolva alguma
tarefa quando estiver em dúvida, COMUNICAÇÃO é
uma ferramenta importante para um bom desempenho
no trabalho.
83
NOVOS
NOVOS COLEGAS,
COLEGAS, SUA
SUA
INTEGRAÇÃO
INTEGRAÇÃO DE
DE SEGURANÇA
SEGURANÇA DO DO
TRABALHO
TRABALHO TERMINOU......
TERMINOU......

CONTAMOS COM A SUA


COLABORAÇÃO NA PREVENÇÃO DE
ACIDENTES DE TRABALHO.

84

Você também pode gostar