Você está na página 1de 33

AV1 – GSI

TEMA:
A INTEGRAÇÃO ENTRE O PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO OPERACIONAL (PEO) E O PLANO
DE APLICAÇÃO DE RECURSOS (PAR) DAS OM.
GRUPO 1:
Asp. IM-401 Pinto
Asp. IM-405 Assis
Asp. IM-409 Spitz
Asp. IM-413 Carolina Daneliu
Asp. IM-417 Hottz
Asp. IM-421 Fernando
Asp. IM-425 Lucas Ramos
Asp. IM-429 Maciel
SUMÁRIO
Objetivo da Apresentação
Introdução
O que é o PEO e sua aplicação?
O que é o PAR e sua aplicação?
Estudo de Caso: o PAR da Escola Naval
SAFIN e o acompanhamento do PAR
As mudanças do GT-SPD 2018
Conclusão
Objetivo da Apresentação

A presente apresentação tem como


objetivo apresentar a relação entre o PEO
e o PAR das OM, buscando adiantar
conhecimentos para os futuros quarto
anistas IM do ano de 2022.
Introdução
Sistema
Planejamento e
Orçamento
SPD Federal
PEM/PD
S

PEO
VISÃO ESTRATÉGICA
Governo Federal

SPD

PPA

VISÃO ESTRATÉGICA
Marinha do Brasil
Plano de Ação
Sistema do
PA/2021
Plano Diretor
Banco de Metas (A a Z)

Distribuidas

Em Ações Internas

PA/2020 PA/2019
PA PAR

LOA
Sistema
Planejamento e
Orçamento
SPD Federal
PEM/PDS

PEO
PEM
• Quais os objetivos do PEM?
 Estabelecer programas estratégicos que
consigam alinhar os anseios da sociedade com os
interesses da MB; e
 Transparecer os planos futuros da MB para a
sociedade.
Sistema
Planejamento e
Orçamento
SPD Federal
PEM/PDS

PEO
O que é o PEO e sua aplicação?
• Ganhando importância significativa ao longo dos anos;
• Gestão Pública x Meio Privado;
• O PEO na visão de Barbosa e Brondani (2005):
• “Quem somos?”;
• “Aonde queremos chegar?”; e
• “Como atingiremos nossos objetivos?”.

• Estudo de caso das OM’s (2019 x 2022): ComemCh x


CeIMNa:
• Matriz SWOT e Matriz GUT;
• Uso de indicadores no Conselho de Gestão.

• Melhor panorama da organização e melhores subsídios


para tomada de decisões.
PAR Sistema
Planejamento e
Orçamento
SPD Federal
PEM/PDS

PEO
O que é o PAR e sua aplicação?

• o Programa de Aplicação de Recursos consiste em


uma ferramenta com o intuito de racionalizar e
orientar a utilização de recursos orçamentários
(previstos na LOA [PA]) e extraorçamentários
(ex.: Caixa de Economias), sendo esses recursos
estando tanto no Plano de Ação ou não.
PAR
Planilha de Excel;
Levantamento de Necessidades;
Anual – com aprovação nos primeiros
meses/ano;
Priorização com base na parcela do PA aprovada
na LOA;
Por Setor (OM);
Ciclos – Controle, Planejamento e
Execução
* O PAR participa dos 3 Ciclos do SPD
As mudanças do GT-SPD 2018
Breve Histórico do Orçamento na MB
1ª Grande Transformação: Planning, Programing, Budgeting System
(PPBS), na década de 1960 a adoção do orçamento-programa alcançou
sua aplicação no pioneirismo da MB criando o Plano Diretor da
Marinha (PD) através do Aviso nº 1.923 de 25 de setembro de 1963.

2ª Grande Transformação: Constituição de 1988 – Introdução da LOA,


LDO e PPA – Mudanças no SPD para alinhamento com a Gestão por
Resultados.
EM como Modelo:

• Importância da figura do Gerente de Metas Prioritário (GMP)


O r g a n o g Estrutura
r a m a S i m p l i f i cFuncional
a d o d o C o m a ndo
d o dSPD
a M a r in h a

ASSESSORIA CM
COFAMAR DIREÇÃO GERAL
GERAL
COPLAN EM A

CO N D G N DIREÇÃO
SecCTM SGM D G M M (ODS)
SETORIAL DG PM CG CFN DGDNTM
COrM
S u b C h e fe DH N DEN DAdM
DPM M C M a tF N
ApoLog DPC D A e rM DAbM
DSM
DO CM D EnsM
DIREÇÃO EXECUTIVA
DSAM DASM
(RELATORES DE PLANOS DE
DTM METAS
D P(DE)
C v M e GEM)
PRM

DIREÇÃO
ComDN
EXECUTIVA
ComemCh
ADJUNTA
ComFFE
(RELATORES ADJUNTOS)

GESTORIASOM
EXECUTIVAS
Os agregadores constituem-se em agrupamento de Ações Internas
que possuem similaridades, em termos de classificação
orçamentária, bem como semelhança no que concerne aos
processos de planejamento e execução na MB.

Agregador Código Agregador ODS Código


EMA E
Metas Prioritárias da
Y CGCFN C
Marinha (MPM)
DGMM K
Agregador Código DGPM S
Funcionamento e
G
DGN L
Manutenção Ações Setoriais
SGM Z
Agregador Código COMOPN
X
AV
U DGDNTM V
Programas Especiais
(PROSUB/PNM)
M SECIRM W
Obrigatórias B CCSM O
Gerente Meta 1 Meta 1

ODS Gerente Meta 2 Meta 2

Gerente Meta 3 Meta 3


Contexto do GT-SPD 2018:
TCU 2017: Acórdão nº 7.867 – recomendações:
1.9.2.1. considerar, no Planejamento Estratégico da Marinha, a
necessidade de alinhamento entre os objetivos estratégicos da
Força Armada e aqueles estabelecidos para as ações
orçamentárias de sua responsabilidade;

VISÃO ESTRATÉGICA - GF VISÃO ESTRATÉGICA - MB VISÃO ORÇAMENTÁRIA

PA
Contexto do GT-SPD 2018:
TCU 2017: Acórdão nº 7.867 – recomendações

1.9.2.3. orientar as unidades integrantes (OM) do Comando da


Marinha a considerarem, em seus planejamentos estratégicos
organizacionais (PEO), os objetivos estabelecidos para ações
orçamentárias de sua responsabilidade, alinhando, ainda, esses
instrumentos ao Plano Estratégico da Marinha (PEM-2040);

PEO
Visão estratégica OM

PA
Visão orçamentária MB

PAR
Visão orçamentária OM
Nível Estratégico - OM

PEO SPD SPOF

 Missão/Visão  Metas  PPA


 Ranking  LOA (AO/PO)
 Indicadores
Estudo de Caso: PAR da EN
Sistema
Planejamento e
Orçamento
SPD Federal

PEM/PDS

PEO
SAFIN e o acompanhamento do PAR

Sistema de Acompanhamento Financeiro


• Uso Obrigatório
• Otimiza Execução Financeira da OM
• Planejamento e Execução dos Gastos
• Envio de Subsídios, Formação e Acompanhamento

SAFIN como peça chave da Sistemática de Custos


da Marinha

SAFIN e o PAR
SAFIN e o acompanhamento do PAR

Sistema de Acompanhamento Financeiro

SAFIN como peça chave da Sistemática de Custos


da Marinha
• Ponto de Acumulação de Informações
• Automação de Processos

SAFIN e o PAR
SAFIN e o acompanhamento do PAR

Sistema de Acompanhamento Financeiro

SAFIN como peça chave da Sistemática de Custos


da Marinha

SAFIN e o PAR
• Subsidio do PAR
• Montagem do PAR
Conclusão

Você também pode gostar