Você está na página 1de 6

A descolonização e o Terceiro Mundo

JPLAFFONT/SYGMA/CORBIS
Jonas Savimbi, líder da União Nacional para a total
Independência de Angola (Unita). Angola, 1975.
Guerra Fria e descolonização

Enfraquecimento
Carta de declaração da
das economias
ONU: direito de
europeias no
autogoverno para Descolonização:
pós-Segunda
todos os povos processo de
Guerra Mundial
independência
política das
colônias
africanas e
asiáticas das
metrópoles
europeias

Interesse dos
Estados Unidos e
da União Soviética Movimentos
em aumentar suas nacionalistas
áreas de influência
Índia
-Colônia britânica. Em 1947, conseguiu
independência política.

-Tinha a presença da religião muçulmana, hindu


e budista em seu território.

BlaCK,J. (Dir.). World History Atlas. Londres: Dorling Kindersley


-Os grupos religiosos possuíam opiniões
diferentes sobre os rumos da emancipação
política: hindus queriam um Estado Único,
enquanto os muçulmanos defendiam a noção de
dois Estados independentes.

-A forma de combate aos britânicos também


dividia a população: a desobediência civil e
pacífica de um lado, liderada por Mahatma
Gandhi, e o combate armado de outro.

Book, 2008.
- Adotaram a política de partição com a
criação do Estado do Paquistão (maioria
muçulmana) e Estado da Índia (maioria
budista e hindu). Os conflitos entre Índia e Paquistão após a independência (1947).
muçulmanos e hindu se acirraram. Black, J. (Dir.). World History Atlas.Londres: Dorling
Kindersley Book, 2008.
Indochina
-Colônia francesa até a Segunda
Guerra Mundial, quando foi

BlaCK,J. (Dir.). World History Atlas.londres: Dorling Kindersley Book,


ocupada pelos japoneses em 1940.
Reunia os atuais países: Laos,
Camboja e Vietnã.

-Liga Revolucionária para


Independência do Vietnã, liderada
por Ho Chi Minh, declarou a
emancipação da República
Democrática Popular do Vietnã
após a derrota japonesa na guerra.

-O não reconhecimento da
independência pela França levou à
Guerra de Indochina

-A França saiu derrotada em 1954.


2008.

A Conferência de Genebra, no
Indochina logo após independência (1954). Black J. (Dir.). World mesmo ano, dividiu o Vietnã em
History Atlas. Londres: Dorling Kindersley Book, 2008. dois: capitalista (sul) e socialista
(norte).
Lutas dos povos africanos pela independência

Os primeiros territórios
que conseguiram Na década de 1960,
conquistar a quando a maioria das
independência foram as As lutas pela colônias francesas e
colônias italianas e emancipação inglesas já estavam
britânicas da costa variam de acordo emancipadas, Portugal
atlântica. Os franceses com o tipo de resistia à independência
tentaram resistir à colonização e a com a noção de “destino
emancipação de suas região ultramarino” e missão
possessões − o embate “civilizadora” em relação
com a Argélia foi às suas possessões.
particularmente violento.

O apartheid, política de segregação racial da África


O Congo teve um processo de do Sul, tornou-se oficial em 1948. O regime
independência sangrento segregacionista foi questionado pela
devido à resistência belga em desobediência civil lançada pela organização CNA
abrir mão da possessão na década de 1960. A comunidade internacional
repleta de cobalto, diamantes, passou a questionar a política de segregação
ferro e potássio. aplicando diversas sansões à África do Sul. O
regime finalmente chegou ao fim em 1994.
Oriente Médio: conflitos entre Árabes
e Israelenses

- O sionismo surgiu no final do século XIX e - Criação do Estado de Israel e


tinha como objetivo a criação de um Estado o Palestino, em 1948, pela
judaico na Palestina. ONU: árabes e palestinos
recusam a proposta e iniciam
- A perseguição sofrida pelos judeus em uma guerra. O Estado
diversas partes da Europa e a propaganda Palestino não sai do papel e o
sionista causou a migração judaica para a Estado de Israel se expande.
Palestina. Todavia, na Palestina se encontravam
árabes e palestinos. Assim teve início a questão - Criação do grupo guerrilheiro
árabe-israelense. Al Fatah, em 1959, e da
Organização para a Libertação
da Palestina, em 1964.

O Terceiro Mundo - Entre 1967 e 2006: conflitos


armados, como a Guerra dos
Seis Dias, a Guerra do Yom
Kipur e movimentos como a
primeira e a segunda Intifada.