Você está na página 1de 26

SISTEMA SENSORIAL

TATO, VISÃO, AUDIÇÃO,


PALADAR E OLFATO
TATO
Pele (ou cútis):
• órgão de revestimento externo do corpo
• o maior órgão do corpo humano e o mais pesado
• responsável pela proteção do organismo
• funções imunitárias (defesa=leucócitos, linfócitos
mastócitos)
• principal órgão da regulação do calor
• protege contra a desidratação
• funções nervosas, constituindo o sentido do tato
• metabólicas, como a produção da vitamina D.
• protege contra a radiação
Histologia
A pele tem três camadas

1-Córnea, 2-Epiderme, 3- Derme, 4- Tecido adiposo


subcutâneo
Nas regiões da pele providas de
pêlo
• terminações nervosas (captam as forças
mecânicas aplicadas contra o pêlo)
• receptores de Ruffini (são receptores térmicos
de calor).
• Na pele desprovida de pêlo e também
na que está coberta por ele,
encontram-se ainda três tipos de
receptores comuns:
Corpúsculos de Paccini:
• Captam especialmente estímulos vibráteis
e táteis = pressão.
Corpúsculos de Meissner
• Estão nas saliências da pele sem pêlos (como
nas partes mais altas das impressões
digitais)percebem o tato leve.
Discos de Merkel:
• De sensibilidade tátil e de pressão. Os
movimentos de pressão e tração sobre
epiderme desencadeiam o estímulo.
Terminações nervosas livres:
• Sensíveis aos estímulos mecânicos,
térmicos e especialmente aos dolorosos.
Bulbos terminais de Krause:
• Receptores térmicos de frio.Situam-se nas
regiões limítrofes da pele com as
membranas mucosas (por exemplo: ao
redor dos lábios e dos genitais).
RESUMO
RECEPTORES DE SUPERFÍCIE SENSAÇÃO PERCEBIDA

Receptores de Krause Frio


Receptores de Ruffini Calor
Discos de Merkel Tato e pressão
Receptores de Vater-Pacini Pressão
Receptores de Meissner Tato
Terminações nervosas livres Principalmente dor
MECANORRECEPTO
RES
• 1 = Discos de Merkel
• 2 = Corpúsculos de
Meissner
• 6 = Corpúsculos de
Pacini
TERMORRECEPTO
RES
• 5 = Corpúsculos de
Ruffini
• 4 = Bulbos de
Krause
TERMINAÇÕES NERVOSAS LIVRES
• 3 = nociceptores  Percepção de estímulos dolorosos
Ciências, 8º Ano, Os órgãos dos sentidos e seus
mecanismos de funcionamento
VISÃO
No escuro é muito difícil e, às vezes, até
mesmo impossível ver alguma coisa. É a
luz que estimula o tecido nervoso de
nossos olhos e nos permite distinguir a
forma, o tamanho, a cor, o movimento, à
distância das coisas, etc.
OLFATO E PALADAR
• Os sentidos da olfação e da gustação são
considerados químicos, pois dependem do estímulo
de substâncias químicas sobre receptores especiais.
O OLFATO
O olfato é o sentido que nos permite sentir os
odores.
O nariz é o órgão responsável pela OLFAÇÃO OU
OLFATO. O nariz humano só percebe o cheiro de
substâncias voláteis, ou seja, que liberam uma certa
quantidade de moléculas. Por isso, por exemplo, não
sentimos o cheiro de barras de ferro.

No alto do nariz, as moléculas são captadas pelos cílios


nasais, que enviam os sinais às células nervosas do
olfato localizadas na parte superior da cavidade nasal.

Dali, os estímulos seguem para o cérebro, onde são


comparados com um banco de memória e identificados.

Uma pessoa normal consegue distinguir mais de 10 mil


cheiros
O PALADAR
O paladar é o sentido que nos permite sentir os sabores .
Por muito tempo acreditou-se que existiam papilas linguais
diferentes para cada sabor primário, porém, estudos recentes
descobriram que cada papila lingual é capaz de perceber os quatro
sabores primários, embora em cada parte da língua, as papilas
linguais sejam mais sensíveis a um tipo de sabor.

AMARGO

ÁCIDO
(AZEDO)
SALGADO

DOCE
• Os sabores básicos são quatro: doce, salgado, azedo e
amargo. Todos os outros são combinações desses
quatro.
• As impressões gustativa são percebidas por
terminações de células nervosas presentes nas papilas
linguais, também chamadas papilas gustativas. Essas
papilas estão localizadas na mucosa que recobre a
língua. Os diferentes sabores são percebidos em
diferentes regiões da língua.
• Para que possamos sentir o sabor de uma substância, é
preciso que ela se dissolva em água ou na saliva.
Assim, as células gustativas são estimuladas, e os
impulsos nervosos são conduzidos pelos nervos
gustativos às áreas cerebrais responsáveis pela
gustação. Aí os impulsos são identificados como
sabores.
AUDIÇÃO
• A orelha, órgão responsável pela audição, está
dividido em três partes: orelha externa, orelha
média e orelha interna.
PARTES DA ORELHA