Você está na página 1de 25

TEORIA DO DOMÍNIOS

MAGNÉTICOS – GRANDEZAS
MAGNÉTICAS FUNDAMENTAIS
Aula 02-16

Circuito Eletromagnético.
O que é um circuito magnético?
Oersted foi o primeiro homem a
observar que uma corrente elétrica
pode dar origem ao magnetismo

Ciruito magnético é uma região em


que existe fluxo magnético.

Hans Christian Ørsted


Circuito eletromagnético Dinamarca 1777-1851
FORÇA MAGNETOMOTRIZ (F)
Chamamos de força magnetomotriz (f.m.m.) á
causa do aparecimento de um campo magnético.

André-Marie Ampère
França 1775-1836
FORÇA MAGNETIZANTE (H) OU
INTENSIDADE DE CAMPO MAGNÉTICO
Força magnetizante ou intensidade de campo magnético em
um ponto qualquer próximo do condutor que conduz
corrente, é a força magnetomotriz em um circuito de
comprimento L.

André-Marie Ampère
França 1775-1836
FLUXO MAGNÉTICO (Ø)
O número de linhas usada na
representação de um campo
magnético.
Sua unidade é o WEBER(Wb) é
equivalente a quantidade de linhas
que variam de um máximo até zero,
para em um segundo produzir uma
tensão de 1 volt em um condutor, ou
aproximadamente 100.000.000
Linhas de campo magnético.

A letra grega Ø, lê-se “fi”.


Wilhelm Eduard Weber
Alemanha 1804-1891
DENSIDADE DE FLUXO MAGNÉTICO OU INDUÇÃOMAGNÉTICA
É quantidade de linhas de campo
magnético que atravessam uma
seção de área unitária:

Nikoa tesla
Croacia 1856-1943
PERMEABILIDADE ( μ)

É a facilidade em que um meio de


dimensões unitárias oferece ao
estabelecimento de um campo
magnético. A letra grega μ lê-se “mi”.

Joseph Henry
EUA 1797 - 1878
PERMEABILIDADE DO VÁCUO (μ0)

Joseph Henry
EUA 1797 - 1878
PERMEABILIDADE RELATIVA (μr)
É a comparação da permeabilidade de um material com
a permeabilidade do vácuo. É adimensional, exprime
somente uma razão.

Joseph Henry
EUA 1797 - 1878
PERMEÂNCIA (P)E RELUTÂNCIA (R)
Permeância é a facilidade de que um meio oferece ao
estabelecimento de um campo magnético e depende:

-Da permeabilidade;
-Da área;
-Comprimento do circuito.

A unidade de Permeância é WEBER/AMPERE-ESPIRA (Wb/a)

Relutância por sua vez é o inverso da Permeância:

A unidade de Relutância é AMPERE-ESPIRAS/WEBER


(A/Wb).
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução: fazer ajuste de unidades:

O comprimento L vale 10cm, transformando 10cm em


metros temos 0,1m, um metro vale 100cm, então 10cm
será 1/10 parte de metro.
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução: fazer ajuste de unidades:

O diâmetro vale 2cm, convertendo para metro, teremos


0,02m, já que 2cm vale 2/100 parte de metro, o raio por
sua vez vale a metade do diâmetro, metros:0,01m.
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução: fazer ajuste de unidades:
A seção vale: π.r2 :
Então escrevemos:
3,14 x 0,012 =
3,14 x (0,01 x 0,01 = 0,0001 )=
Multiplicamos a mantissa e somamos os expoentes.
3,14 x (1x10-2 x 1x10-2 = 1 x 10-4 )=
Agora temos o raio em notação cientifica
3,14 x 100 x 1x10-4=3,14 x 10-4 em m2.
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução: fazer ajuste de unidades:
A seção vale: π.r2 :
Então escrevemos: 3,14 x 0,012 =
3,14 x (0,01 x 0,01=0,0001)=
0,01 em notação vale 1x10-2
Agora multiplicamos a mantissa e somamos os expoentes
da potência de 10.
1x10-2 x1x10-2 = 1 x 10-4 Agora temos o raio em notação
cientifica
3,14 x 100 x 1x10-4=
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução: Aplicamos a formula da relutância:

Onde já definimos:
O comprimento em metros: 0,01 metros.
A permeabilidade do objeto:1,256 x 10-6
Seção:3,14 x 10-4 m2
EXEMPLOS

1-O Núcleo de um solenoide é um cilindro de


bronze com 10 centímetros de comprimento e 2
centímetros de diâmetro. Qual é sua relutância?
Solução:
EXEMPLOS
2- Numa bobina com relutância de 20 Ae/Wb, deseja-se obter uma
densidade de fluxo de 1 tesla. Sabendo que ela é constituída por 500
espiras, qual a força magnetomotriz que deverá existir e qual a
corrente magnetizante?
A seção da bobina é de 20 cm2.
20𝑐𝑚2 = 0,002𝑚2
Solução:
(𝑆𝑒 1𝑚2 é 𝑖𝑔𝑢𝑎𝑙 𝑎 𝑢𝑚𝑎 𝑠𝑒çã𝑜 𝑑𝑒 𝑡𝑟𝑎𝑛𝑠𝑣𝑒𝑟𝑠𝑎𝑙 𝑑𝑒 100 𝑥 100 𝑐𝑚, 𝑞𝑢𝑒 𝑣𝑎𝑙𝑒 10.000𝑐𝑚2

20𝑐𝑚2
𝐸𝑛𝑡ã𝑜 𝑎 𝑟𝑎𝑧𝑎𝑜 𝑒𝑛𝑡𝑟𝑒 2
𝑟𝑒𝑝𝑟𝑒𝑠𝑒𝑛𝑡𝑎 𝑎 á𝑟𝑒𝑎 𝑒𝑚 𝑚2 , 𝑞𝑢𝑒 𝑣𝑎𝑙𝑒 0,002𝑚2
10.000𝑐𝑚
Ø
Se 𝐵 = 𝑆
então Ø = 𝐵 × 𝑆, 𝑜 𝑓𝑙𝑢𝑥𝑜 𝑣𝑎𝑙𝑒: 0,002 𝑊𝑏 = 1𝑇 × 0,002𝑚2

𝐴
𝑆𝑒 𝐹 = Ø 𝑥 𝑅 , a força vale 0,002𝑊𝑏 𝑥 20 = 0,04𝐴
𝑊𝑏

𝐹
𝐹 = 𝑁 𝑥 𝐼 𝑒𝑛𝑡ã𝑜 𝐼 =
𝑁

4 𝑥 10 −2 4(−2)−(2)
5 𝑥 10 2
=5 = 0,8 𝑥 10ሺ−4ሻ = 𝑓𝑎𝑧𝑒𝑛𝑑𝑜 𝑜𝑠 𝑎𝑗𝑢𝑠𝑡𝑒𝑠 𝑛𝑒𝑐𝑒𝑠𝑠𝑎𝑟𝑖𝑜𝑠: 8 𝑥 10−5 𝐴
EXEMPLOS
3 - Quantas espiras de fio constituem um solenoide, se a corrente que
o percorre produz um fluxo total de 80 quilolinhas, em um circuito
magnético cuja relutância é de 0,005Ae por linha? A corrente é de 2A.
Solução:
EXEMPLOS
4 - Qual é a relutância de um circuito magnético em que um fluxo
total de 2 Webers é criado por uma corrente de 5 A que flui em uma
solenoide com 200 espiras?
.Solução:
EXEMPLOS
5 -Que corrente deve passar por um solenóide de 500 espiras para
produzir um fluxo total de 1,2 Webers em um circuito magnético cuja
relutância é de 200 amperes-espiras por Weber?
Solução:
EXEMPLOS
6 -Calcular a força magnetomotriz necessária para produzir um fluxo
de 0,015 Wb em um entreferro de 0,00254 m de comprimento, com
uma seção efetiva de 0,01935m2.
Solução:

𝐿 0,00254 2,54 𝑥 10 −3 2,54 𝑥 10 −3 2,54 𝑥 10 −3


𝑅 = µ 𝑋 𝑆 = 4𝜋𝑥 10 −7 𝑋 0,01935 = 4𝜋𝑥 10 −7 𝑋 1,935 −2
= 4𝜋 𝑥 1,935 ሺ−7 ሻ+ሺ−2 ሻ
= 24,3036 ሺ−9 ሻ
=

2,54/24,3036ሺ−3ሻ−ሺ−9ሻ = 0,10451126 𝑥 10ሺ6ሻ𝐴𝑒/𝑊𝑏

6
0,10451126 𝑥 10 𝐴𝑒
𝑆𝑒 𝐹 = Ø 𝑥 𝑅 𝐸𝑛𝑡ã𝑜 1,5 𝑥 10−2 𝑊𝑏 𝑥
𝑊𝑏

= 1,5 𝑥 1,04ሺ−2ሻ+ሺ5ሻ = 1,56 𝑥 10ሺ3ሻ𝐴 = 𝐴𝑝𝑟𝑜𝑥𝑖𝑚𝑎𝑑𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑒 1.500𝐴


EXEMPLOS
7 -Uma força magnetizante de 2.000A/m produz uma densidade de
fluxo de 1 tesla em um certo tipo de ferro. Qual é a permeabilidade
com esta densidade de fluxo?
Solução:
EXEMPLOS
8 -Uma bobina de fio, com 8cm de comprimento, é enrolada em uma
peça de madeira com 0,5 cm de diâmetro. Se a bobina tem 500
espiras, que corrente deve percorrê-la para estabelecer no centro da
bobina um fluxo de 0,5 microweber?
Solução:
EXEMPLOS
8 -Uma bobina de fio, com 8cm de comprimento, é enrolada em uma
peça de madeira com 0,5 cm de diâmetro. Se a bobina tem 500
espiras, que corrente deve percorrê-la para estabelecer no centro da
bobina um fluxo de 0,5 microweber?
Solução:
EXEMPLOS
9 -Uma bobina de 200 espiras é enrolada uniformemente sobre um
anel de madeira com uma circunferência média de 60 cm e uma seção
de transversal uniforme de 5 cm2. Sabendo que a corrente que passa
pela bobina é de 4A, calcular:
Solução:
A força magnetizante:

𝐼𝑁 𝐹 4𝐴 𝑥 200 𝑒𝑠𝑝𝑖𝑟𝑎𝑠 800 𝐴/𝑒𝑠𝑝𝑖𝑟𝑎𝑠


𝐻= ;𝐻 = = = = 1333,33 𝐴/𝑚
𝐿 𝐿 0,6𝑚 0,6𝑚

A densidade de fluxo:

Ø
𝐵= 𝑆
, B = µ x H, Ø = 𝐵 x S=>4𝜋𝑥10−7 𝑥 1333,33 𝐴/𝑚=1,256−6 𝑋 1,33𝑥103 =
1,256𝑥1,33ሺ−6ሻ+(3) = 1,67048𝑥10ሺ−3ሻ 𝑇𝑒𝑠𝑙𝑎𝑠

O fluxo total:

Ø = 𝐵 𝑥 𝑆 =1,67048𝑥10ሺ−3ሻ𝑋 5𝑋10ሺ−4ሻ = 8,3424𝑋10ሺ−7ሻ=0u 0,834 micro Weber

Você também pode gostar