Você está na página 1de 19

LIBERDADE EM CRISTO

Livres pra quê?


E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes
tu: Sereis livres?
Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é
servo do pecado.
Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre.
Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

João 8:32-36
DEBATE

• Desafio de viver a Liberdade em Cristo, que facilmente atrai a licenciosidade (ato de abusar
da liberdade), mas sem voltar ao legalismo.

• O anuncio da graça de Deus é libertador e nos coloca no que de fato é o eixo. Mas o discurso
do medo, é um discurso que religiosamente dá muito mais certo.

• O Evangelho conspira contra o nosso projeto constitucional de ser igreja.


UM TIPO DE LIMITAÇÃO DA
LIBERDADE EM COMUNIDADE

• O Evangelho conspira contra o nosso projeto institucional de ser igreja, sempre foi assim ao
longo da história, desde os judeus até os dias de hoje. Como por exemplo a dinâmica do
Templo, Domingo, Clero e Culto é mais um aprisionamento do que algo libertador,
dependendo da forma como você vê essas coisas.
UM TIPO DE LIMITAÇÃO DA
LIBERDADE EM COMUNIDADE

• Templo – Não é estabelecido biblicamente que o local de adorar ao Senhor é no templo.


Onde na verdade, não importa o local, mas o nosso interior.
• Domingo – Não é estabelecido biblicamente que o dia para adorar ao Senhor é no domingo,
mas todos os dias são do Senhor.
• Clero – Não é estabelecido biblicamente que precisamos de alguém para nos levar a Deus,
mas Jesus é o mediador.
• Culto – Não é estabelecido biblicamente que existe uma única forma de cultuar pela
obrigatoriedade da Lei (dízimos), mas que a nossa vida deve ser um constante culto ao
Senhor.
“O que mantém a ovelha no aprisco é o pasto e não as cercas. Se, de fato, a ovelha é
realmente ovelha.”
Neil Barreto
DIGA NÃO AO “OUTRO
EVANGELHO”

É importante que entendamos que quer seja um evangelho de licenciosidade ou de legalismo,


ele se constitui em um outro evangelho. Não no Evangelho da graça de Deus.
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS

O Objetivo
o qual entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos livrar deste mundo perverso,
segundo a vontade de nosso Deus e Pai,

Gálatas 1:4
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
O Problema do “Outro Evangelho” (Legalista, licencioso e/ou libertino)
Estou muito surpreso em ver que vocês estão passando tão depressa daquele que os chamou
na graça de Cristo para outro evangelho,
o qual, na verdade, não é outro. Porém, há alguns que estão perturbando vocês e querem
perverter o evangelho de Cristo.
Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu pregue a vocês um evangelho diferente
daquele que temos pregado, que esse seja anátema.

Gálatas 1:6-8
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
O perigo da Influência
E isto surgiu por causa dos falsos irmãos que se haviam infiltrado para espreitar a liberdade
que temos em Cristo Jesus e nos reduzir à escravidão.
A esses não nos submetemos por um instante sequer, para que a verdade do evangelho
permanecesse entre vocês.
E, quanto àqueles que pareciam ser alguma coisa — o que eles foram, no passado, não me
interessa; Deus não aceita a aparência do homem —, esses, digo, que pareciam ser de maior
influência, nada me acrescentaram.

Gálatas 2:4-6
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
A eficácia do Evangelho da graça
Pelo contrário, quando viram que me havia sido confiado o evangelho da incircuncisão, assim
como a Pedro foi confiado o evangelho da circuncisão
— pois aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão também
operou eficazmente em mim para com os gentios —
e, quando reconheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram reputados
colunas, estenderam a mim e a Barnabé a mão direita da comunhão, a fim de que nós
fôssemos para os gentios e eles fossem para a circuncisão.
Somente recomendaram que nos lembrássemos dos pobres, o que também me esforcei por
fazer.

Gálatas 2:7-10
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
Sejam resistentes a um outro evangelho
Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque havia se tornado repreensível. De fato,
antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele comia com os gentios; quando, porém, chegaram, começou a
afastar-se e, por fim, separou-se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus se fizeram hipócritas
juntamente com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela hipocrisia deles.
Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, eu disse a Cefas, na
presença de todos: “Se você, que é judeu, vive como gentio e não como judeu, por que quer obrigar os
gentios a viverem como judeus?”... sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim
mediante a fé em Jesus Cristo, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em
Cristo e não por obras da lei, pois por obras da lei ninguém será justificado...
Porque, se volto a edificar aquilo que destruí, a mim mesmo constituo transgressor... Não anulo a graça de
Deus; pois, se a justiça é mediante a lei, segue-se que Cristo morreu em vão.

Gálatas 2:11-21
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
Não sejamos escravizados novamente
Ó gálatas insensatos! Quem foi que os enfeitiçou? Não foi diante dos olhos de vocês que Jesus Cristo foi exposto
como crucificado? Quero apenas saber isto: vocês receberam o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da
fé? Será que vocês são tão insensatos que, tendo começado no Espírito, agora querem se aperfeiçoar na carne?

Gálatas 3:1-3

Assim, você já não é mais escravo, porém filho; e, sendo filho, também é herdeiro por Deus.
Mas, no passado, quando não conheciam a Deus, vocês eram escravos de deuses que, por natureza, não são
deuses. Mas agora que vocês conhecem a Deus, ou melhor, agora que vocês são conhecidos por Deus, como é que
estão voltando outra vez aos rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo querem servir como escravos? Vocês
guardam dias, meses, tempos e anos. Receio que o meu trabalho por vocês tenha sido em vão.

Gálatas 4:1-11
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
O Problema do “evangelho legalista"
O perigo de viver sob o legalismo
Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso, permaneçam firmes e não se submetam,
de novo, a jugo de escravidão. Eu, Paulo, lhes digo que, se vocês se deixarem circuncidar,
Cristo não terá valor nenhum para vocês. De novo, testifico a todo homem que se deixa
circuncidar que o mesmo está obrigado a guardar toda a lei. Vocês que procuram justificar-se
pela lei estão separados de Cristo; vocês caíram da graça de Deus. Porque nós, pelo Espírito,
aguardamos a esperança da justiça que provém da fé. Porque, em Cristo Jesus, nem a
circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor. Vocês vinham
correndo bem! Quem foi que os impediu de continuar a obedecer à verdade? Esta persuasão
não vem daquele que os chamou. Gálatas 5:1-8
APRENDENDO COM A CARTA AOS
GÁLATAS
O Problema do “evangelho licencioso e/ou libertino"
O perigo de viver pela carne
Porque vocês, irmãos, foram chamados à liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à carne; pelo
contrário, sejam servos uns dos outros, pelo amor. Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: “Ame o seu
próximo como a você mesmo.” Mas, se vocês ficam mordendo e devorando uns aos outros, tenham cuidado para que
não sejam mutuamente destruídos. Digo, porém, o seguinte: vivam no Espírito e vocês jamais satisfarão os desejos da
carne. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito luta contra a carne, porque são opostos entre si, para que
vocês não façam o que querem. Mas, se são guiados pelo Espírito, vocês não estão debaixo da lei. Ora, as obras da
carne são conhecidas e são: imoralidade sexual, impureza, libertinagem, idolatria, feitiçarias, inimizades, rixas, ciúmes,
iras, discórdias, divisões, facções, invejas, bebedeiras, orgias e coisas semelhantes a estas. Declaro a vocês, como antes
já os preveni, que os que praticam tais coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria,
paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os
que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos no Espírito, andemos
também no Espírito. Não nos deixemos possuir de vanglória, provocando uns aos outros, tendo inveja uns dos outros.
Gálatas 5:13-26
LIVRES PRA QUÊ?

• Para que sejamos libertadores em Cristo;


• Para que sejamos reconstrutores de valores perdidos;
• Para que recebamos a herança do cumprimento da missão;
PARA QUE SEJAMOS LIBERTADORES EM CRISTO

O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-
novas aos pobres, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos
cativos e a pôr em liberdade os algemados, a apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da
vingança do nosso Deus, a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que choram em
Sião uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria em vez de pranto, manto de louvor em vez de
espírito angustiado. Eles serão chamados carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor para a
sua glória.
Isaías 61:1-3
PARA SERMOS RECONSTRUTORES DE VALORES
PERDIDOS

Reconstruirão as antigas ruínas, restaurarão os lugares anteriormente destruídos e renovarão


as cidades arruinadas, destruídas de geração em geração.
Isaías 61:4
PARA QUE RECEBAMOS A HERANÇA DO
CUMPRIMENTO DA MISSÃO

Mas vocês serão chamados sacerdotes do Senhor, e serão conhecidos como ministros do nosso
Deus... Em lugar de vergonha, vocês terão dupla honra; em lugar da afronta, exultarão na
herança recebida; por isso, em sua terra possuirão o dobro e terão perpétua alegria. “Porque
eu, o Senhor, amo a justiça e odeio a iniquidade do roubo; em fidelidade lhes darei a sua
recompensa e com eles farei aliança eterna.
Isaías 61:6-8

Você também pode gostar