Você está na página 1de 16

Eclesiologia

A Doutrina da Igreja
Introdução
 Ainda é importante falar da doutrina da igreja?
 “A igreja é o conjunto de pessoas chamadas pela graça de Deus,
por intermédio da fé em Cristo, a juntas glorificá-lo, servindo-o
em seu mundo”. Mark Dever
 A igreja, surge do evangelho. Se fundamenta na obra de Cristo, e
continua constantemente sobre esse firme fundamento. Um
entendimento errado sobre as verdades bíblicas do que é a igreja,
acaba gerando igrejas doentes e um evangelho distorcido, onde
seu fundamento não é verdadeiro.
 A igreja não é um acidente de percurso – John Stott.
1. Definindo o termo Igreja
 A palavra traduzida por igreja no novo testamento é a palavra
ekklesia, e aparece 114 vezes.
 Nos tempos do novo testamento, essa palavra não era usada para
referir-se à igreja especificamente, mas também uma assembleia
convocada para assuntos específicos. Mas sempre que se referiu a
igreja, usou-se a palavra ekklesia.
 Jesus Cristo fundou sua própria igreja (ekklesia). O evangelho de
Mateus relata que Jesus foi o primeiro que usou o termo para
definir sua igreja. Diz assim “Portanto, eu lhe digo: você é Pedro, e
sobre esta pedra construirei a minha Igreja (ekklesia), e nem a
morte poderá vencê-la” (Mt 16.18). Aqui Jesus afirma que
edificaria sua igreja ao chamar as pessoas a Ele.
 A igreja visível e a igreja invisível.
2. Metáforas Bíblicas para se Referir a
Igreja
 O novo testamento usa algumas expressões para se referir
a igreja, segunda suas características.
 Corpo de Cristo (Rm 12.5, 1 Co 10.16, Ef 5.23);
 Povo de Deus (2 Co 6.16; Gl 6.16; 1 Pe 2.9; Tt 2.14);
 Noiva de Cristo (Mc 2.18-20; Ef 5.27; Ap 19.7);
 Em outras metáforas as Escrituras comparam a igreja a
ramos de uma videira (Jo 15.15), coluna e baluarte da
verdade (1 Tm 3.15), Jerusalém celestial (Gl 4.26). Cada
uma dessas expressões encontradas nas escrituras,
mostram características diversas da igreja.
3. A Igreja e o Reino de Deus
 A igreja é o Reino de Deus?
 “O reino é primeiramente o governo dinâmico ou o domínio real
de Deus e, derivando dessa ideia, a esfera na qual esse domínio é
experimentado. Na linguagem bíblica, o reino não é identificado
com seus súditos. Eles são o povo do domínio de Deus que
adentram o reino, nele vivem, e por ele são governados. A igreja á
a comunidade do reino, mas nunca o reino em si. Os discípulos de
Jesus pertencem ao reino assim como o reino pertence a eles;
todavia, eles não são o reino. O reino é o domínio de Deus; a
igreja é uma sociedade de homens.” George Ladd.
 A igreja não é o Reino de Deus, ela está inserida no Reino, e
trabalha para que pecadores arrependidos entrem no Reino Deus.
4. Características que Distinguem uma
Verdadeira Igreja
 Existem igrejas verdadeiras e igrejas falsas.
 Oque faz de uma igreja ser verdadeira?
 Existem duas marcas que distinguem uma igreja verdadeira.
Em resumo, podemos dizer que uma pregação correta da
palavra de Deus, e a administração correta das ordenanças
bíblicas, são as marcas que fazem de uma igreja verdadeira e
fiel as escrituras.
 Uma igreja verdadeira é criada e sustentada por essas duas
características.
4. Características que Distinguem uma
Verdadeira Igreja
 Uma igreja nasce mediante a pregação fiel da palavra de Deus, é
gerada pelo poder da palavra, onde o evangelho puro e genuíno
é pregado, inserindo assim pecadores regenerados no corpo de
Cristo.
 As ordenanças, são o meio pelo qual, o Senhor nos deixou
graciosamente, para que por elas, a igreja seja organizada, ela é
distinguida e restringida pelo batismo e a ceia, permitindo assim
a disciplina eclesiástica.
5. Membresia da Igreja
 A Bíblia apresenta a igreja como um grupo formado por membros.
 Apesar de ser formada pela multiplicidade de indivíduos, a igreja é
chamada a unidade, que é na verdade uma das marcas principais de uma
verdadeira igreja. Quando Jesus instrui seus discípulos a procurarem seu
irmão que havia pecado (Mt 18.15-21), estava pressupondo esse conceito
integrado de membros de um mesmo corpo. Essa instrução se aplica
aqueles indivíduos que são identificados como membros do corpo de
Cristo, dando assim a ideia de unidade, ou seja, os membros têm o
compromisso de prestar contas, pois fazem parte do mesmo corpo.
 Ser membro de uma igreja implica em uma serie de privilégios e
responsabilidades.
6. O Governo da Igreja
 Ao longo da historia a igreja passou por diversos sistemas de
governo. Todos concordam que Deus governa a igreja, há porém
discordância de como Ele o faz.
 a) Existe o sistema monárquico, onde o governo da igreja está na
mão de uma só pessoa.
 b) Existe o sistema episcopal, que crê no governo dos bispos.
Segundo os que adotam esse sistema, Cristo confiou o governo da
igreja a uma ordem de bispos, os quais sucedem os apóstolos.
 c) Vemos também um sistema de governo pentecostal ou
neopentecostal, que tem sido adotado por muitas igrejas. as
decisões importantes da igreja, são tomadas quase que todas pelo
líder, que exerce uma função de bispo da igreja, ou até arcebispo,
apesar de não usarem esses termos.
6. O Governo da Igreja
 Ao longo da historia a igreja passou por diversos sistemas de
governo. Todos concordam que Deus governa a igreja, há porém
discordância de como Ele o faz.
d) O sistema presbiterial, possui como principal oficial o presbitério,
e nesse sistema, entende-se que a autoridade de Cristo é dispensada
aos crentes, que a delegam a presbíteros por eles escolhidos.
e) No sistema congregacional, a autoridade está com a igreja local,
sendo essa autônoma em suas decisões, e governa a si mesmo.
Nesse sistema de governo, prega-se uma democracia com relação a
seus membros e a relação com outras pessoas, mas para com Deus,
uma teocracia.
 As igrejas batistas adotam o sistema congregacional, e tem como seus oficiais Pastores e
Diáconos.
 O título “pastor” é um termo usado para designar a tarefa do ministro de cuidar,
apascentar, de pastorear o rebanho de Cristo, entendendo que Ele é o cabeça, o supremo
pastor.
 Em Efésios 4.11, o termo usado para pastor é a palavra grega poimen, onde o pastor
aparece como alguém que a igreja recebe de Deus como um dom. esse pastoreio, tem o
propósito de levar o rebanho de Deus a viver o evangelho, cuidar das ovelhas feridas,
ensinar de maneira fiel a palavra de Deus, e orar pela vida do rebanho ao qual o pastor foi
designado.
 Os diáconos também são oficiais na igreja Batista. A palavra diáconos quer dizer servo. A
necessidade do serviço diaconal surgiu devido a necessidade da igreja, em Atos 6. Muitas
pessoas carentes estavam ficando sem assistência, devido a grande demanda dos apóstolos.
Por essa razão, foram escolhidos entre o povo, homens “de boa reputação, cheios do
Espírito e de sabedoria” (At. 6.4), estes ficaram responsáveis por servi a igreja do Senhor.
7. Disciplina na Igreja
 No Novo Testamento, a disciplina deve permanecer como prática da igreja,
pois ainda se faz presente como atributo indispensável da igreja a santidade.
 Pedro, escrevendo aos peregrinos dispersos disse: Como filhos da
obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa
ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-
vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque
escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. (1 Pe 1.14-16).
 Uma marca indispensável daqueles que fazem parte da comunhão dos santos
é a santidade. Uma vez que essa qualidade é ignorada, faz-se necessária a
prática da disciplina, para que se mantenha a saúde do corpo. É o Espírito de
Deus que santifica seu povo.
8. O Propósito da Igreja
 A igreja está aqui com o propósito de Adorar a Deus. A adoração cristã é uma prática tanto
coletiva quanto individual. Ela é feita coletivamente no ajuntamento dos santos para o culto
público.
 A Edificação do corpo de Cristo também é propósito da igreja. Além de olhar para o alto, a igreja
precisa olhar para os lados. Somos chamados a adorar a Deus, mas também a um relacionamento
com outras pessoas, e isso implica na missão da igreja.
 Outro propósito da igreja local é levar o Evangelho (evangelismo), as boas novas de salvação, fora
do espaço de reunião. Jesus comissionou seus discípulos a isso, em Mateus 28.19-20. A grande
comissão, como é conhecida, é para todos os discípulos de Cristo de todos os tempos.
 A missão da igreja também envolve a Comunhão. O termo usado para comunhão no Novo
Testamento é koinonia, que tem o sentido de participar juntos em alguma coisa.
 Sempre a Glória de Deus. Esse é o primeiro e último propósito da igreja. E para isso que a igreja
existe. Precisamos ter em vista que tudo que acontece na vida da igreja deve ser para a Gloria de
Deus.
Conclusão

 Pedro nos chama de peregrinos (1 Pe 2.11). A igreja está neste


mundo como uma agência de Deus para proclamação do
evangelho, mas ela não é daqui. Estamos de passagem. Assim
como o peregrino está passando, estamos caminhando rumo a
nossa morada celestial. Jesus ao orar por seus discípulos afirma:
“Eles estão no mundo, mas não são do mundo” (Jo 17.16). Desde
o antigo testamento, vemos o cuidado de Deus com seu povo, um
povo separado, exclusivamente seu, chamado a uma vida de
santidade. Assim deve viver a igreja.
Bibliografia
 BUCER, Martin. Teologia Pastoral: sobre o verdadeiro cuidado das almas – Rio de Janeiro: Thomas Nelson
Brasil, 2020.

 DEVER, Mark. Igreja: O Evangelho Visível. Editora Fiel (www.editorafiel.com.br). Edição do Kindle – 2015.

 ERIKSON, Millard J. Introdução a Teologia Sistemática – São Paulo: Vida Nova, 1997.

 GRUDEM, Wayne A. Entenda a fé Cristã: um guia prático e acessível com 20 questões que todo cristão precisa
conhecer – São Paulo: Vida nova, 2010.

 GRUDEM, Wayne A. Teologia Sistemática – São Paulo: Vida Nova, 1999.

 LEEMAN, Jonathan. Disciplina na igreja: como a igreja protege o nome de Jesus – São Paulo: Vida Nova, 2016.

 MARTINS, Jaziel Guerreiro. Manual do Pastor e da Igreja – Curitiba: A. D. Santos Editora, 2002.

Você também pode gostar