Você está na página 1de 20

A multideterminação do

humano
PROF. DR. NELSON GOMES DE SANT’ANA E SILVA JUNIOR
PROF. ANA RAFAELLA VIEIRA FERNANDES SILVA
O homem mitológico

 Crença popular de que o ser humano nasce já dotado das qualidades


que, no decorrer de sua vida, irão ou não se manifestar.
O homem mitológico

 O Homem Natural: “o homem nasce bom, mas a sociedade o


corrompe”.
O homem mitológico

 O Homem Isolado: o homem é um ser isolado, não-social, que


desenvolve gradualmente a necessidade de relacionar-se com os
outros indivíduos; instinto gregário.

 O Homem Abstrato: o homem possui atributos universais, estando


apartado do contexto histórico e social em que se desenvolve sua
vida.
Quem é o homem?

 Produto histórico;

 Ser social;

 Conjunto concreto de suas relações sociais.

O HOMEM É UM SER SÓCIO-HISTÓRICO


O homem biológico

 Homo sapiens

 Características genéticas + ambientais

 Conjunto de traços herdados que, em


contato com um ambiente
determinado, têm como resultado um
ser específico, individual e particular.
O homem cultural

 Processo de apropriação da cultura criado pelas gerações


precedentes.

 As condições biológicas permitem ao homem apropriar-se da cultura


e formar as capacidades e funções psíquicas:
 Cérebro extraordinariamente grande;
 Andar ereto que possibilita a realização de atividades complexas
com as mãos.
[...] como os humanos nascem subdesenvolvidos, eles podem ser
educados e socializados em medida muito maior do que qualquer
outro animal. A maioria dos mamíferos sai do útero como cerâmica
vidrada saindo de um forno – qualquer tentativa de moldá-los
novamente apenas irá rachá-los ou quebrá-los. Os humanos saem
do útero como vidro derretido saindo de uma fornalha. Podem ser
retorcidos, esticados e moldados com surpreendente liberdade. É
por isso que hoje podemos educar nossos filhos para serem cristãos
ou budistas, capitalistas ou socialistas, belicosos ou pacifistas
(HARARI, 2018, p. 18)
O homem cultural

O HOMEM APRENDE A SER HOMEM

 A única aptidão inata no homem é a aptidão para a formação de outras


aptidões a partir do contato com o mundo dos objetos e com fenômenos da
realidade objetiva, resultado da experiência sócio-histórica da humanidade.

 Mundo cultural: mundo da ciência, da arte, dos instrumentos, da


tecnologia, dos conceitos e ideias.
O homem cultural

 Para se apropriar desse mundo, o homem desenvolve atividades


que reproduzem os traços essenciais da atividade acumulada e
cristalizada nesses produtos da cultura. Ex.: aprendizagem do
manuseio de instrumentos e aprendizagem da linguagem.

 A assimilação pelo homem de sua cultura é um processo de


reprodução no indivíduo das propriedades e aptidões
historicamente formadas pela espécie humana.
O homem social

 As relações do indivíduo com o mundo dos objetos são mediadas


pelas relações com os outros indivíduos. A criança é introduzida no
mundo da cultura por outros indivíduos, que a guiam nesse mundo.

 H. Piéron: “A criança, no momento do nascimento, não passa de um


candidato à humanidade, mas não a pode alcançar no isolamento: deve
aprender a ser um homem na relação com os outros homens”.
Diferenças

 As disposições inatas que


individualizam cada homem,
deixando marcas no seu
desenvolvimento, não interferem
no conteúdo ou na qualidade das
possibilidades de
desenvolvimento, mas apenas em
alguns traços particulares da sua
atividade.
Desigualdade

As diferenças biológicas entre os


indivíduos existem, mas não são
elas que justificam as grandes
diferenças que temos em nossa
sociedade. Nossas diferenças
sociais estão fundadas no acesso
aos bens culturais, que em nossa
sociedade se dá de forma desigual.
O que caracteriza o humano?

 Propriedades ou características que fazem do animal homem um


ser humano.
Trabalho e uso de instrumentos

O mais inábil trabalhador humano


difere do mais “habilidoso” animal,
pois, antes de iniciar seu trabalho, já
o planejou em sua cabeça. O trabalho
humano está subordinado à vontade e
ao pensamento conceitual.
O comportamento dos animais é
predeterminado biologicamente.
Trabalho e uso de instrumentos

Para que o instrumento seja


considerado um instrumento de
trabalho, é necessário que a sua
representação na mente seja
conceitualizada e, desta maneira,
transforme-se em um primeiro dado
de consciência.
Linguagem

 A linguagem é o elemento concreto que permite ao homem ter


consciência das coisas.

 Condições biológicas para desenvolvimento da linguagem:


 Andar ereto;
 Vida em grupo;
 Polegar opositor;
 Grande cérebro.
Revolução Cognitiva

 Aprendemos a transformar o instrumento em instrumento de


trabalho (instrumento com objetivo determinado), a registrá-lo
simbolicamente em nosso sistema nervoso central (aparecimento da
consciência) e a denominá-lo (aparecimento da linguagem).

 Surgimento de novas formas de pensar e se comunicar


Consciência

 Construção, no nível subjetivo, da realidade objetiva.

 A compreensão ou o saber que o homem desenvolve sobre a


realidade ambiente não se encontra todo como saber consciente —
conhecimento. O homem sabe seu mundo de várias formas: através
das emoções e sentimentos e através do inconsciente.
A multideterminação do humano

 Suporte biológico;
 Trabalho e instrumentos;
 Linguagem;
 Relações sociais;
 Subjetividade, caracterizada pela consciência e identidade, pelos
sentimentos e emoções e pelo inconsciente.