Você está na página 1de 31

L.

PORTUGUESA
VILSON NABOSNY

6º ANO/EF
GÊNERO TEXTUAL CAUSO
AULA 123
OBJETIVOS

● Ler o gênero textual causo;


● Inferir o sentido de uma palavra ou expressão;
● Compreender os sentidos de uma palavra de
acordo com o contexto de uso;
● Identificar o efeito de sentido decorrente do uso
da pontuação e de outras notações.
CONTEÚDOS

● Gênero discursivo causo;


● Onomatopeia;
● Vocativo.
O título do nosso causo é
O VAIVÉM.
Sobre o que será que ele está
tratando?
O VAIVÉM

Era um dia um velho chamado Zusa, que trabalhava


pelo ofício de carapina. A sua oficina era um brinco,
sempre muito asseada, a ferramenta muito limpa, tudo
nos seus lugares.
Mas a mania do velho era batizar cada ferramenta com
um nome próprio. O martelo chamava-se toc-toc, o
formão, rompe-ferro, o serrote, vaivém.
continua...

Quando um carapina do lugar precisava de uma, corria


logo à oficina do Zusa, a pedir-lhe de empréstimo.
Mas, tantas lhe fizeram, demorando a entrega ou
ficando com as ferramentas algumas vezes, que o velho
resolveu parar com os empréstimos.
Certo dia foi à oficina um menino, de mando do
pai, e disse:
- Papai mandou-lhe muitas lembranças e
também pedir-lhe emprestado o vaivém.
continua...

Mestre Zusa pôs as cangalhas no nariz e respondeu:

- Menino, volta e diz a teu pai que se vaivém fosse e


viesse, vaivém ia, mas como vaivém vai e não vem, vaivém
não vai.

(Lindolfo Gomes - Contos Populares Brasileiros). Disponível em: <https://arteemanhasdalingua.blogspot.com/2016/08/o-vaivem-lindolfo-


gomes.html>.Acesso em 28 set. 2020.
ATIVIDADE 1
Leia com atenção o trecho.
Era um dia um velho chamado Zusa, que trabalhava pelo
ofício de carapina. A sua oficina era um brinco, sempre
muito asseada, a ferramenta muito limpa, tudo nos seus
lugares.
Você já ouviu a expressão “ofício de carapina”? O que
significa? Que expressões no texto contribuem
para a compreensão de seu significado ?
CORREÇÃO
Era um dia um velho chamado Zusa, que trabalhava pelo
ofício de carapina. A sua oficina era um brinco, sempre
muito asseada, a ferramenta muito limpa, tudo nos seus
lugares.

Ofício de carapina é uma profissão. As expressões que


contribuem para a compreensão de seu significado são:
trabalhava, ofício, oficina e ferramenta.
ATIVIDADE 2
Leia com atenção o trecho.
Era um dia um velho chamado Zusa, que trabalhava pelo
ofício de carapina. A sua oficina era um brinco, sempre
muito asseada, a ferramenta muito limpa, tudo nos seus
lugares.
Qual é a profissão do personagem Zusa?
( ) Marceneiro ( ) Latoeiro
( ) Serralheiro ( ) Ferreiro
CORREÇÃO

Qual profissão do personagem Zusa?


( x ) Marceneiro ( ) Latoeiro
( ) Serralheiro ( ) Ferreiro
ATIVIDADE 3
Era um dia um velho chamado Zusa […]
[...] Mas a mania do velho era batizar cada ferramenta
com um nome próprio. O martelo chamava-se toc-toc, o
formão, rompe-ferro, o serrote, vaivém.
Por que o nome do velho foi é escrito com letra
inicial maiúscula e o nome das ferramentas com
inicial minúscula?
CORREÇÃO

Era um dia um velho chamado Zusa […]


[...] Mas a mania do velho era batizar cada ferramenta
com um nome próprio. O martelo chamava-se toc-toc, o
formão, rompe-ferro, o serrote, vaivém.
Porque o nome do velho corresponde a um
substantivo próprio e o nome das ferramentas
corresponde a um substantivo comum.
ATIVIDADE 4

Explique a relação de sentido existente no fato do


martelo chamar-se toc-toc e o serrote vaivém.
CORREÇÃO

A relação de sentido consiste no uso de onomatopeias


para representar o nome/apelido das ferramentas.
O GÊNERO CAUSO

Os causos são histórias fantásticas que podem ser


engraçadas ou assustadoras, mas que devem ser
contadas obedecendo a algumas regrinhas: um causo,
para ser bem contado, tem que conferir às palavras
entonação, ritmo e até mesmo sotaque e expressões
interioranas. Esses elementos são fundamentais para
capturar a atenção de quem ouve e provocar
as mais diferentes sensações.
ATIVIDADE 5
Leia o trecho a seguir.
Era um dia um velho chamado Zusa, que trabalhava
pelo ofício de carapina. A sua oficina era um brinco,
sempre muito asseada, a ferramenta muito limpa, tudo
nos seus lugares.
Com que sentido a palavra brinco, destacada
no trecho, foi utilizada?
CORREÇÃO
No contexto do trecho utilizado, BRINCO diz respeito à
limpeza, ótima organização do local de trabalho.
Portanto, o sentido é diferente do habitual, quando se
refere a um adorno, adereço, jóia, etc.
Em qual das frases abaixo, a palavra
BRINCO foi utilizada com o mesmo
sentido que o aplicado no causo?

a) A moça foi até a loja comprar um brinco.


b) O carro que José levou até o lava-car ficou um brinco.
c) Sempre brinco com meus amigos.
d) O brinco que Luana ganhou era de prata.
Em qual das frases abaixo, a palavra
BRINCO foi utilizada com o mesmo
sentido que o aplicado no causo?

a) A moça foi até a loja comprar um brinco.


b) O carro que José levou até o lava-car ficou um brinco.
c) Sempre brinco com meus amigos.
d) O brinco que Luana ganhou era de prata.
LINGUAGEM NOS CAUSOS

Os causos, muitas vezes, utilizam-se de palavras e


expressões regionais. Isso ocorre devido à variação
linguística.
Caso sintamos alguma dificuldade em compreender o
sentido de uma palavra ou expressão, devemos utilizar
nosso dicionário ou fazer uma pesquisa na internet.
ATIVIDADE 6

Mestre Zusa pôs as cangalhas no nariz e respondeu:

De acordo com o contexto, qual seria o significado da


palavra CANGALHAS?
( ) Carro puxado por um só boi.
( ) Designação comum de óculos.
( ) De pernas para o ar; com a parte
inferior do corpo voltada para cima.
"cangalhas", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020,
https://dicionario.priberam.org/cangalhas [consultado em 28-09-2020].
CORREÇÃO

Mestre Zusa pôs as cangalhas no nariz e respondeu:

De acordo com o contexto, qual seria o significado da


palavra CANGALHAS?
( ) Carro puxado por um só boi.
( X ) Designação comum de óculos.
( ) De pernas para o ar; com a parte
inferior do corpo voltada para cima
"cangalhas", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020,
https://dicionario.priberam.org/cangalhas [consultado em 28-09-2020].
O VOCATIVO

Vocativo: é o termo da oração que possui a função de


chamar diretamente o interlocutor (função apelativa de
2ª pessoa). Exemplos:
Pedro, venha para casa!
Você, Maria, será muito feliz.
Paz, quando chegarás?
RIGONATTO, Mariana. "O que é vocativo?"; Brasil Escola.
Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/portugues/o-que-e-vocativo.htm.
Acesso em 27 de setembro de 2020.
O trecho que apresenta um vocativo, é:

a) Era um dia um velho chamado Zusa…


b) Mas a mania do velho era batizar cada ferramenta com
um nome próprio.
c) Papai mandou-lhe muitas lembranças e
também pediu-lhe emprestado o vaivém.
d) Menino, volta e diz a teu pai que se
vaivém fosse e viesse, vaivém ia...
O trecho que apresenta um vocativo, é:

a) Era um dia um velho chamado Zusa…


b) Mas a mania do velho era batizar cada ferramenta com
um nome próprio.
c) Papai mandou-lhe muitas lembranças e
também pediu-lhe emprestado o vaivém.
d) Menino, volta e diz a teu pai que se
vaivém fosse e viesse, vaivém ia...
ATIVIDADE 7

- Menino, volta e diz a teu pai que se vaivém fosse e


viesse, vaivém ia, mas como vaivém vai e não vem,
vaivém não vai.

Reescreva o trocadilho apresentado acima, de modo


que ele se desfaça, mas sem perder o sentido.
CORREÇÃO

Menino, volta e diz a teu pai que se vaivém fosse e


viesse, vaivém ia, mas como vaivém vai e não vem,
vaivém não vai.
Menino, volta e diz a teu pai que se o serrote
(vaivém) fosse emprestado e devolvido, eu o
emprestaria. Mas como muitos não devolvem, não
o emprestarei.
● Lemos o gênero textual causo;
● Inferimos o sentido de uma palavra ou expressão;
● Compreendemos os sentidos de uma palavra de
acordo com o contexto de uso;
● Identificamos o efeito de sentido decorrente do
uso da pontuação e de outras notações.

Você também pode gostar