Você está na página 1de 31

GESTÃO DE

ARMAZENAGEM E
DISTRIBUIÇÃO
Armazenagem – Conceitos e Estruturas
Conceito
• Processo de planejamento,
implementação e controle de fluxo e
armazenagem eficientes e de baixo custo
de matéria prima, estoques, produto
acabado e informações relacionadas,
desde o ponto de origem até o ponto de
consumo, com o objetivo de atender os
requisitos do cliente.

• ARMAZENAGEM é uma das atividades


logísticas de uma empresa....
Por que
armazenar?

• Se a demanda sempre fosse


igual a oferta, a função
armazenagem poderia ser
eliminada. Mas geralmente
isto não ocorre. Sendo assim
estocamos os materiais para
atender as necessidades
previstas e imprevistas.
O que é armazenado?
• Material prima;
• Produto acabado;
• Bens de uso e consumo.

 Armazenagem é diferente de estocagem:


 A armazenagem abrange do recebimento ao
estoque e expedição;
A estocagem é a guarda.
• Permitir aos processos de produção e ou
vendas, manter seus ciclos nos limites
Função dos econômicos e de produtividade convenientes;

estoques • Limitar os efeitos dos desvios entre as previsões


de vendas, programações de produção e a
demanda real dos materiais.
O que eu devo • O TIPO DE MERCADORIA/CARGA;

considerar para • QUAL O VOLUME A SER


MOVIMENTADO/ARMAZENADO?
implantar o • QUANTO PODERÁ SER INVESTIDO?
melhor método • USO DE TÉCNICAS PARA A SIMPLIFICAÇÃO DAS
ATIVIDADES.
de • QUAL O FLUXO DE ENTRADA E SAÍDA DE
armazenagem? MERCADORIAS/CARGAS?
Máximo uso do
espaço;

Efetiva utilização
Agregar valor ao
da mão-de-obra e
produto.
equipamentos;

Objetivos da
função Registro das
operações;
Pronto de acesso
a todos os itens;

Armazenagem
Satisfazer as Máxima proteção
necessidades do dos itens
cliente; estocados;

Boa organização;
• O material armazenado custa;
• A armazenagem requer instalações físicas,
equipamentos, estruturas administrativas e de
Razões contra a sistemas de controle administrativos e
operacionais;
armazenagem: • O material “envelhece”, deteriora com o tempo
e pode perder sua validade, (produtos
farmacêuticos, alimentícios), caso não haja uma
rotatividade bem planejada.
1. Embalagens: Proteção; Agrupamento; Facilitador
As decisões no transporte e armazenagem; Informação.

sobre 2.
3.
Estruturas: Área; estrutura de armazenamento.
Layout: O layout de armazém pode ser definido
armazenagem como a forma em que as áreas de armazenagem
estão dispostas, de modo a aproveitar todo o
giram em espaço disponível da melhor forma possível.
Nesse esquema, considera-se questões como
torno dos otimização de espaço, volume de saída dos itens,
movimentação de materiais e equipamentos,
aspectos: impactos na produtividade e etc.
4. Movimentação e Equipamentos: Paletes,
empilhadeiras, container e etc.
Funções da
armazenagem
1. Recebimento de material
(descarregamento);
2. Identificação e Classificação dos
materiais;
3. Conferência do material:
4. Endereçamento para o estoque;
5. Estocagem;
6. Remoção do estoque, separação
de pedidos;
7. Acumulação de itens;
8. Embalagem;
9. Expedição;
10. Registro das operações.
1. Da integração das operações. Melhor
armazenagem será a que atender
plenamente as necessidades da empresa;
2. Do estoque econômico. Quando se
Princípios da verifica que a freqüência de estoque e
sua reposição originam custos mínimos;
armazenagem 3. Do fluxo de materiais. Estabelecer uma
sequência operacional e layout para
otimizar o fluxo de materiais.
4. Da mínima distância. Quando ocorre
menor movimentação de materiais;
1. De carga completa. Minimiza os custos com
o equipamento de movimentação pelo uso
completo da sua capacidade;
2. Da ocupação de espaço. Minimiza os custos
com o equipamento de armazenagem pelo
Princípios da uso completo da sua capacidade;
armazenagem 3. Da satisfação e da segurança. Um bom
ambiente de trabalho que traga satisfação e
segurança aos usuários;
4. Da flexibilidade. Necessita ser flexível para
poder adaptar-se à evolução das
necessidades com menor custo.
O piso do CD
• O piso do CD é extremamente importante em dois aspectos:
1. Quanto à capacidade de carga, definido basicamente pela carga dos paletes
e altura das estruturas e quantidade de paletes armazenados verticalmente;
2. Quanto ao acabamento do piso para evitar o desgaste prematuro ou o
aparecimento de áreas com problemas (trincas ou esfarelamento do
concreto). Procurar empresas especializadas no assunto se transforma em
economia.
Sistema de estocagem
- Porta paletes
• A principal norma seguida pelos
fabricantes desse tipo de estrutura
é a ABNT NBR 15524, de 2007, que
se aplica especificamente às
estruturas porta-paletes e define
os termos de armazenagem
utilizados nesse tipo de sistema.
Sistema de estocagem - Porta paletes
• Composição:
1. Longarina;
2. Colunas;
3. Protetor de coluna;
4. Parafusos.

• Vantagens:
1. Utilização cúbica;
2. Proteção do produto;
3. Organização.
Sistema de estocagem - Porta paletes
• Sua pintura visa
a segurança, em
especial aos
emplilhadores.
Sistema de estocagem - Porta paletes drive in
Sistema de estocagem - Porta paletes drive in
Sistema de estocagem - Porta paletes drive in
Push Back
• No sistema de armazenagem push back o
armazenamento dos paletes é feito sobre
carrinhos colocados em trilhos ou roletes, sendo
empurrados pelos paletes estocados em
sequência nos módulos, um após o outro. É um
tipo de sistema de armazenamento que permite
estocar até quatro paletes de profundidade em
cada nível, utilizando o sistema LIFO (last-in,
first-ou, ou seja, o último palete que entra é
obrigatoriamente o primeiro que sai).
• Vídeo
Push Back – Principais vantagens
• Entre as principais vantagens apresentadas pelo sistema de armazenagem push
back, podemos destacar:
1. Utilização do espaço de forma racional;
2. Eliminação de corredores entre as estantes;
3. Possibilidade de maior número de endereços, se comparado ao sistema drive-in;
4. Mais agilidade na operação das empilhadeiras para colocação e retirada dos paletes;
5. Armazenamento em bloco dinâmico, com melhor aproveitamento do espaço útil do almoxarifado;
6. Monitoramento das datas de validade, dos lotes e das séries de produção dos produtos e matérias primas
armazenados;
7. Melhor classificação dos produtos armazenados.
• A estrutura do sistema de armazenamento push back é indicada para armazenamento
de grandes e médias quantidades de um mesmo item, que devem ser agrupados
segundo sua classificação para permitir o correto funcionamento do sistema LIFO.
Sistema de estocagem - Porta paletes drive in
flow rack
• No sistema de armazenagem flow rack a
montagem é feita por pistas com rodízios
plásticos inclinados, onde são colocadas as
caixas em sequência, sendo expedidas por
um lado e recebidas pelo outro, trabalhando
no sistema FIFO, ou First In, First Out
(primeiro que entra, primeiro que sai),
saindo para caixas de embalagens nas linhas
dos transportadores.
• Vídeo
Sistema de
estocagem – Porta
paletes x Drive In
Sistema de estocagem -
Rack metálico
• São estruturas metálicas, desmontáveis ou
não, que permitem o empilhamento em
diversos níveis de caixarias e outras
embalagens, além da sua capacidade
Sistemas de estocagem natural de
empilhamento.
Sistemas de estocagem -
Caixas e mini-contenedores:
• Podem ser encontrados em diverso materiais e
medidas, ideal para uso com peças soltas e
pequenas, são muito versáteis quando usadas
junto com estantes e painéis, permitindo bom
acesso ao estoque.
Sistemas de
estocagem -
Armários modulares:
• Em aço e com tamanhos e formas
diversas dentro dos quais gavetas
com separadores podem ser
acopladas para acomodar uma
variedade de itens pequenos,
Sistemas de estocagem permite
excelente acesso e alta densidade
de estocagem.
Sistemas de
estocagem - Estantes
deslizantes:
• São estruturas providas de rodas
que se apoiam sobre trilhos e que
permitem o deslocamento lateral
ou longitudinal das estanterias,
utilizadas aonde Sistemas de
estocagem se necessite economizar
espaço como, arquivo morto,
biblioteca, mapoteca, etc.
Sistemas de
estocagem -
Estrutura Cantilever:
• Sistema constituído por braços em
balanço que encaixam-se em
colunas perfuradas, ideal para
estocagem de cargas com grandes
dimensões.
Sistemas de estocagem
- Estantes leves:
• Feitas por colunas perfuradas e prateleiras
em aço dobrado, com posições reguláveis
na altura, dispensa o uso de qualquer
equipamento ou aparelho. Apresenta
Sistemas de estocagem bom acesso a
todos os endereços e baixo custo
Sistemas de estocagem
– Silos e Tanques:
• Silos e tanques são utilizados quando se
pretende estocar granéis na forma de
grãos, pó, líquidos e gases, sua maior
característica é permitir a completa
mecanização e automação das operações,
aumentando a produtividade e reduzindo
o custo operacional.
Sistemas de estocagem –
Estocagem no piso ou blocada:

• Apresenta baixo custo de implantação,


com os materiais sendo empilhados uns
sobre os outros diretamente ou com o uso
de racks, apresenta baixa seletividade de
acesso inviabilizando a aplicação do FIFO –
PEPS.

Você também pode gostar