Você está na página 1de 30

Conflitos na gestão de pessoas

na construção civil: um estudo


descritivo

Alan Marques
Aleriano Teodoro
fulano
Tanízia Rodrigues
fulano
Sumário
• O Problema e os objetivos
• O Engenheiro civil e suas atribuições
• A gestão e o engenheiro civil gestor
• A Gestão de Pessoas
• A Gestão de Pessoas na Construção Civil
• Conflitos Organizacionais
• Processo de Negociação
• Negociação Estratégica
• Apresentação e Discussão dos Resultados
• Conflitos na Gestão de Pessoas na Construção Civil
• Principais conflitos na gestão de pessoas na construção civil
• Desdobramento dos conflitos na construção civil
• Conclusões e Recomendações
Objetivos

– Objetivos gerais:
• Informar os tipos de conflitos entre o engenheiro civil e seus
colaboradores, em um canteiro de obras de uma construção civil.

– Objetivos específicos:
• Identificar situações conflituosas;
• Condições as quais esses conflitos são gerados;
• Consequências desses conflitos;
• Prejuízos;
• Estratégias de orientação da gestão através deste estudo.
 
O Problema e os objetivos
• Este trabalho tem como objetivo caracterizar quais são os tipos de
conflitos presentes no relacionamento profissional entre o
engenheiro civil e seus colaboradores. Nos dias de hoje, o
engenheiro civil, não é aquele que apenas projeta, seu papel vai
além disso. Até mesmo por questões de redução de custo da
empresa. Devido ao seu conhecimento em gestão de pessoas,
adquirido em sua graduação, é possível sua atuação direta com
seus colaboradores. A gestão está diretamente ligada ao
administrativo, que deve: planejar, organizar, direcionar e controlar
O Problema e os objetivos
• A gestão de pessoas, é uma associação de habilidades, métodos,
políticas, técnicas e práticas definidas, com o objetivo de
administrar os comportamentos internos e potencializar o capital
humano nas organizações. Porém, quando se está nesse nível de
hierárquico, é normal que ocorra conflitos com seus subordinados.
Esse tipo de evento é comum nas relações humanas. Nas
empresas há dois sentidos: quando são proveitosos, que buscam
melhoria mutua ou quando há disputa entre os colaboradores,
comprometendo a produtividade e desempenho dos profissionais.
• O conflito no ambiente de trabalho não deve ficar apenas ser
identificação, e sim tratados com as ferramentas adequadas a fim
de elimina-las.
• Identificar a forma em que as mensagens são transmitidas ou
interpretadas, é fator importante na minimização de conflitos, e
evidenciar o quanto esses conflitos podem estar impactando
negativamente no projeto de produção de construção civil.
O Problema e os objetivos

• O método usado para esta tese é uma pesquisa exploratória, que


busca esclarecer as diversas situações conflituosas. Para coleta de
dados, participaram 51 engenheiros civis que atuam diretamente
em empresas de construção civil do Rio de Janeiro, apurando os
tipos de conflitos enfrentados por eles. Após analisados e
identificados, serão oferecidas estratégias para amenizar os
conflitos gerados no ambiente de trabalho.
• A revisão de literária tem por finalidade apontar os principais pontos
que se refere aos conflitos na engenharia civil, negociação, gestão
de pessoas, e procedimentos utilizados nesse tipo de
acontecimento contornando a dimensão organizacional de gestores
e colaboradores.
Engenheiro civil e suas atribuições:

• Gestor no campo operacional;


• Conhecimento estrutural;
• Gestão de projetos e realização de obras;
• Responsabilidade pela estabilidade segura da construção;
• Obras urbanistas;
• Gestão de recursos prediais;
• Elaboração e construção de projeto saneamento básico.
A GESTÃO E O ENGENHEIRO CIVIL
GESTOR
• O gestor é a pessoa que executa o planejamento estratégico e operacional mais
eficaz;
• Os engenheiros civis também realizam estudos relacionados a área de gestão;
• A atividade do engenheiro civil também se apóia na realidade profissional da
gestão, desde a gestor de logística até um gestor de pessoas;
• Responsabilidade pela estabilidade segura da construção;
• Obras urbanistas;
• Gestão de recursos prediais;
• Elaboração e construção de projeto saneamento básico.
A Gestão de Pessoas

• É reconhecida como um ambiente organizacional que funciona de forma dinâmica,


consciente e comprometida em manter uma relação mútua e transparente de
dependência entre a empresa e seus trabalhadores.;
• No século XX a gestão de pessoas tinha suas atribuições relacionadas com o
recrutamento e a seleção de pessoas de maneira simultânea;
•  A gestão de pessoas passou a ser estratégica
• Esse profissional precisa ter de maneira planejada a capacidade de se orientar de
forma empreendedora
Gestão de pessoas na construção civil

• Existem uma carga de cobrança para o bom rendimento


empresário, consequentemente é colocado uma carga
exacerbada em seus colaboradores. No qual se cria um
estigma que para o sucesso de uma empresa, depende
exclusivamente do bom desempenho de seus
colaboradores, que executam as atividades de chão de
fábrica.
Gestão de pessoas na construção
civil
• A gestão de pessoas no ambiente de construção de civil, encontra
inúmeras dificuldades em nosso país, conforme dito pelo referido
artigo, as empresas com âmbito de aplicação de construção civil,
são em boa parte estruturas familiares, porém apenas 5% chegam
a 3º geração familiar, sendo altíssimo o índice de mortalidade
dessas empresas. Isto tem como grande contribuinte, a dificuldade
que existe em relação a gestão de colaboradores, no âmbito de
motivação. Um fator abordado é a dificuldade de que as empresas
têm para identificar as necessidades a quais as empresas do ramo,
tem para identificar as necessidades dos seus colaboradores, no
decorrente de perturbações próprias decorrentes do cotidiano
profissional, fazendo que a relação sejam, apenas, estreitamente
troca de valores.
Conflitos Organizacionais
• Uma das grandes dificuldades encontradas no ambiente organizacional é
a denominada entropia. Isso ocorre quando há um isolamento de um
sistema que não interage com outros setores, trazendo contribuições
negativas, e causando uma falta de sinergia entre os ambientes. Porém
apesar do fator negativo, tal fato, pode ser o primeiro passo para a correção
de determinados problemas empresarias. O mesmo, pode contribuir de
forma positiva, para solução de graves problemas na organização.
• Outro ponto observado é que para os autores consultados durante a
realização da tese, o conflito é algo presente no cotidiano da natureza dos
seres humano, o mesmo constitui o lado oposto da cooperação e
colaboração. Neste aspecto, existem dois tipos de conflitos, sendo o
interno, interpessoal, a qual envolve dilemas de ordem pessoal, e o externo
a qual envolve vários níveis, sendo interpessoal, intergrupal,
intraorganizacional e interorganizicional.
Conflitos Organizacionais

• Um ponto importante a ser observado segundo os autores, é que


nunca se deve divulgar informações confidenciais, bem com
informações de terceiros, para evitar a geração de conflitos, seja no
ambiente interno ou judicial. Tais praticas, são consideradas
inapropriadas e podem prolongar e agravar ainda mais o conflito.
Além disso, é sempre importante e aconselhável, que nunca se
rebata as contradições de forma agressiva ou de forma violenta, tal
fato, pode possibilitar até mesmo atritos físicos, caso as partes
envolvidas não tenham maturidade para solucionar o problema.
• Outro fator citado, é o embate, entre o autoritarismo e o processo
de gestão, entre o engenheiro civil e o colaborador.
Processo de Negociação

• O tratamento estratégico nas negociações precisa seguir passos.


Um negociador estratégico tem de conhecer quatro questões
estratégicas básicas:

1. Metas tangíveis;
2. Metas emocionais e simbólicas;
3. Resultados desejados;
4. Impactos esperados nos relacionamentos.
Processo de Negociação
• De uma forma imediata pode-se entender a negociação como um
tipo de troca, a negociação deve se estabelecer numa dimensão
dialética na qual são considerados os interesses dos envolvidos.
Nesse sentido nenhum participante desse processo será vitorioso
sozinho. Todos devem ganhar em certo sentido e deixam de ganhar
em outro.

• A negociação é o uso da informação e do poder com o fim de


influenciar o comportamento dentro de uma rede de tensão;

• Outra conotação que se pode obter da negociação é a busca do


acordo. Negociação é o processo de comunicação com o propósito
de atingir um acordo agradável sobre diferentes ideias e
necessidades.
Negociação Estratégica

Para cumprir essa concepção estratégica de negociação, o negociador


deve seguir os seguintes passos:

• Definir as questões;
• Agrupar os assuntos e definir a agenda;
• Analisar o outro lado;
• Definir os interesses básicos;
• Consultar os envolvidos;
• Estabelecer metas para o processo e os resultados esperados;
• Identificar os próprios limites;
• Desenvolver argumentos de apoio.
Negociação Estratégica

Além de cumprir as necessidades do planejamento da negociação,


existem outros fatores que influenciam as negociações e reafirmam o
poder como um importante fator nesse processo.

• Poderes pessoais relacionados à moralidade, atitude, persistência e


capacidade persuasiva.

• Poderes circunstanciais que dizem respeito às condições de


especialista, investimento, posição, legitimidade, concorrência,
precedência, riscos, compromisso, de conhecimento das
necessidades, de recompensa e punição, de identificação e
barganha.
Apresentação e Discussão dos
Resultados
Foi realizado um questionário com engenheiros de empresas do ramo
de Engenharia Civil, com o intuito de recolher dados sobre gestão de
conflitos em obras de construção civil.

As perguntas foram formuladas de acordo com as orientações da


escala de atitude, que apresenta como opções de resposta as
alternativas compostas de seguinte forma:
1. Não concordo totalmente
2. Não concordo parcialmente
3. Indiferente
4. Concordo Parcialmente
5. Concordo totalmente
As alternativas de números 4 e 5 foram interpretadas como respostas
positivas.
Conflitos na Gestão de Pessoas na
Construção Civil
A seguir, segundo os dados apurados no ensaio de campo discute-se
a existência de conflitos na gestão de pessoas na construção civil,
bem como os tipos de conflito de comunicação, de relacionamento, de
comportamento e cultural.
Foi registrado que a grande maioria dos engenheiros respondentes
(94,12%) concorda que já enfrentou algum tipo de resistência por parte
de colaboradores no canteiro de obras.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Principais conflitos na gestão de pessoas na construção civil
• Em uma pesquisa notou-se que 94,12% dos engenheiros constataram uma
certa resistência por parte dos colaboradores no canteiro de obra, em
relação as ordens emitidas, mas não foi considerado um tipo de conflito
clássico, pelo fato de ter sido contornado. Porém ambos concordam que
isso seja uma falha de comunicação. Esta resistência pode ter diversas
causas, como internas e externas.
• Deve ser considerado o motivo da resistência, seja elas por questões
técnicas geradas por dúvidas da parte de quem resistiu, ou uma resistência
por motivos pessoais, ambas devem ser analisadas afim de evitar e
eliminar o conflito. Todos os engenheiros da área concordam em ter sido
envolvidos em outros variados conflitos.
• Outra consideração é a de que as mobilizações não são de fato negativas,
devem ser observadas na tomada de decisões, para se manter um bom
relacionamento entre ambos os profissionais.
• São diversos tipos de conflitos existentes na gestão de pessoas dentro de
uma construção civil. Dentre elas iremos citar as seguintes:
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflito de comunicação:
• O percentual de falhas de comunicação é 94,10%. O estado emocional, estresse, e
desgastes físicos da pessoa interfere na forma de emitir a mensagem, e a quem
deve ser dirigida, da mesma forma a recepção desta mensagem pode ser distorcida
pelos mesmos motivos.
• Conflitos podem acontecer em diferentes níveis de hierarquia organizacional.
• Conflitos que podem ocorrer em quatro dimensões:
• Intrapessoal: ocorre na discordância de ideias, e valores;
• Intergrupal: entre grupos diferentes com longa duração;
• Interpessoal: discordância entre pessoas de um grupo;
• Intragrupal: ocorre em um grupo, onde um ou outro, tem interesses diferentes do
grupo.
• Dentre estes conflitos citados tem se manifestado o interpessoal, por uma ordem mal
emitida, desrespeitosa, ou por alguma discordância do processo. Para solução
destes conflitos deve haver concordância entre ambos para sua solução sem
prejudicar, e nem dar vantagem para nenhum dos lados.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflito de relacionamento:
• Um percentual de 88,24%, dos engenheiros afirmam sobre este conflito. O
mesmo afeta a produção e a qualidade da organização. Esse conflito se
deve pelas diferentes características pessoais, como: personalidade,
valores, expectativas, cultura, dentre outros, o que também implica em
caraterísticas como competitividade, expectativa de crescimento, e
autoridade. Salários baixos, condições precárias de trabalho e os
tradicionais “chefes” são outros fatores que influenciam neste conflito. Os
engenheiros devem se conscientizar sobre a forma em que dispõem suas
ordens, conhecer os regulamentos que proporcionam boas condições de
trabalho, e serem mais democráticos.
• Uma forma de diminuir essas diferenças seria um treinamento levando em
conta o lado humano, formas de agir, saber interpretar e se relacionar com
colegas de trabalho. Sabendo que esse nível de trabalhadores é de classe
baixa, sem residência, solitário, e trabalhando longe de casa.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflito de relacionamento relacionado ao conhecimento
técnico:
• Com um percentual de 90,20%, dos engenheiros afirmam a
existência do conflito existente entre aqueles que possuem o
conhecimento técnico e cientifico, daqueles que possuem uma
experiência prática de muitos anos naquela função, o que gera
diversas divergências, pois os estudos vem alcançando várias
alternativas de aprimorar o processo, e os demais não concordam
com essa mudança se tornando resistentes, ambos não devem
desfazer do conhecimento técnico de nenhum dos lados, se
conversado, todas as ideias põem ser aproveitadas.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflito de comportamento:

• Trabalhadores que possuem a intenção de prejudicar o próximo,


que fazem ameaças, colocando ordens em dúvidas, e até mesmo
chegar a agredir alguém. Precisa de tratamento imediato, ou
dispensa. A distância entre o trabalhador e o engenheiro, e o
tratamento autoritário também pode colaborar para esse tipo de
comportamento. Uma alternativa de solução é uma alternativa de
lazer para esclarecer decisões importantes.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflito cultural:

• A cultura pessoal acaba interferindo na execução de ordens, ou


seja trabalhadores com mais tempo de casa, não aceitam ordens
de jovens engenheiros recém formados com conhecimento técnico
e científico, porém pouca ou nenhuma experiência. A solução deste
problema vem com o tempo de trabalho demonstrando suas boas
decisões e ausência de erros.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflitos Horizontais:

• Profissionais como administradores, contadores, e psicólogos,


executam suas tarefas no mesmo ambiente de trabalho, o que
também gera conflitos como desavenças entre um mesmo nível
hierárquico, o que pode gerar situações de estresse,
competitividade, e hostilidade. Precisa ser resolvido imediatamente
para que um profissional não invada a área do outro e gere um
conflito maior.
Principais conflitos na gestão de
pessoas na construção civil
• Conflitos por falta de conhecimento na área de gestão de
pessoas:

• Conflito gerado por falta de formação específica para exercer a


função atribuída a gestão de pessoas, estudos direcionados a
liderança, gerenciamento de conflito, e formas de negociações
seriam ideias para solucionar este conflito.
Desdobramento dos conflitos na
construção civil
• Observou-se os conflitos de comunicação, de relacionamento,
relacionados ao conhecimento técnico, comportamentais, culturais,
horizontais e aqueles gerados por falta de estudos na área de
gestão de pessoas.
Conclusões e Recomendações

• Observou-se os conflitos de comunicação, de relacionamento,


relacionados ao conhecimento técnico, comportamentais, culturais,
horizontais e aqueles gerados por falta de estudos na área de
gestão de pessoas.
Conclusões e Recomendações

• Empreender uma política de treinamento e desenvolvimento (T&D);


• Estabelecer dinâmicas mais criteriosas na avaliação de candidatos;
• No processo inicial de preparação dos novos colaboradores, incluir
a socialização de conhecimentos sobre relações humanas e sociais
no ambiente de trabalho;
• Melhorar habilidades de comunicação interna;
• Acompanhamento da relação de colaboradores que se envolveram
em conflitos.